Arquivos mensais: Fevereiro 2012

CENTRO INTEGRADO “LIBANO PELARIN” PODE RENDER MAIS UMA AÇÃO CONTRA PREFEITURA

O prédio da foto é mais um exemplo da falta de capacidade da administração Parini. No próximo dia 10 de março estará fazendo dois anos que ele foi inaugurado, mas, até agora, sua utilização tem sido mínima. Segundo se sabe, o prédio só fica aberto nas noites de quarta-feira e nas manhãs de sábado, quando funciona o chamado “comboio”

Mas não era prá ser assim. Ainda no primeiro mandato de Parini, o Ministério do Desenvolvimento Agrário aprovou um projeto de autoria do então secretário municipal de Agricultura, Nílton Marques. O projeto tinha três fases: a primeira previa alguns cursos de capacitação de pequenos agricultores para fabricação de vinhos e outras coisas que eu não me lembro. Os cursos foram ministrados por uma Fundação ligada à Embrapa.

A segunda fase seria a construção de um prédio, nas proximidades da Escola Agrícola, e a instalação de equipamentos, onde os agricultores poderiam produzir aquilo que haviam aprendido a fazer durante os cursos. E a terceira e última fase, seria a construção de um prédio, aqui na cidade, onde os pequenos agricultores poderiam comercializar aquilo que produziriam.

O prédio referente à terceira fase é esse da foto acima – o Centro Integrado “Líbano Pelarin” – mas a segunda fase do projeto foi abortada pelo prefeito Humberto Parini, impossibilitando os pequenos produtores de ter um local apropriado onde pudessem colocar em prática o que haviam aprendido nos cursos.

Mas o pior ainda está por vir. Segundo estou sabendo, a empresa que construiu o prédio da foto está recorrendo à Justiça através de ação por danos morais e materiais. A construção do prédio – como quase tudo que acontece na administração Parini – foi uma novela recheada de detalhes que, por discrição, não vou contar aqui.

O prédio ao lado do “comboio”, construído com recursos do governo federal, é mais um que não está atendendo às suas finalidades e permanece subutilizado. O outro, vocês sabem, é esse da foto ao lado – o Centro de Economia Solidária “Fioravante Boldrin” – um elefante branco construído  nas proximidades do Pronto-Socorro, que continua com suas portas fechadas.    

É HOJE: NEW CORPUS REAPRESENTA ESPETÁCULO “NOSSOS ÍDOLOS AINDA SÃO OS MESMOS”

A academia de dança New Corpus reapresenta, hoje, às 20 horas, no Teatro Municipal, o musical “Nossos ídolos ainda são os mesmos”. Os ingressos  estão sendo vendidos a R$10,00 e toda renda será revertida para a Santa Casa de Jales.

A apresentação que tem 115 bailarinos conta a história dos astros da música desde a década de 50, passando pelos anos 60, 70, 80, 90 até os dias atuais. O musical revela que mesmo com o passar dos anos, ídolos como Elton John, Michael Jackson, Raul Seixas e Shakira, ainda são a preferência do grande público.

Quem já viu o espetáculo de dança da New Corpus, terá uma ótima oportunidade para rever. Quem ainda não viu, poderá conferir performances de jazz, balé, dança do ventre, sapateado, street dance entre outras.

FOTO DE FUZILEIRO NAVAL AMERICANO BEIJANDO NAMORADO GERA POLÊMICA NO FACEBOOK

A notícia é do Extra on Line:

Um fuzileiro naval causou polêmica nos Estados Unidos ao tascar um beijo daqueles no namorado, Dalan Wells. O casal estava se reencontrando no Havaí, após o fim da missão do sargento da marinha Brandon Morgan no Afeganistão.

Ao avistar o namorado, Brandon se jogou nos braços dele para o tradicional primeiro beijo após a volta para casa. Esse momento é tradição entre os oficiais que voltam para casa e sempre é registrado. Mas a foto de Brandon com o namorado se espalhou rapidamente pela internet, depois de ser publicada na página Fuzileiros Gays, no Facebook. Foram mais de 4 mil comentários.

Dalan e Brandon seguiram os passos das oficiais Marissa Gaeta e Citlalic Snell, que compartilharam o primeiro beijo lésbico na tradicional volta para casa. As duas foram fotografadas na Virgínia, ao se reencontrarem depois de 80 dias.

– Eu acho que é algo que vai abrir portas, não só para nossa relação, mas para todas as outras relações entre gays e lésbicas que estão no serviço militar – disse Citlalic, ao deixar que registrassem o reencontro com a namorada.

TRENS DA ALL CONTINUAM ATRAPALHANDO A VIDA DE QUEM PRECISA ATRAVESSAR A LINHA FÉRREA

Hoje, no Jornal do Povo da Rádio Assunção, uma moradora entrou ao vivo para dizer ao repórter Osmar Rezende que um trem da ALL estava parado já há bastante tempo, impedindo que as pessoas pudessem atravessar a linha férrea. A reclamação da moradora traduzia a indignação de várias pessoas. Afinal, era horário de almoço, quando muita gente – incluindo crianças, que estão indo ou voltando da escola – precisa atravessar a linha.

Há algum tempo, vocês se lembram, uma criança perdeu as duas pernas ao tentar passar por baixo de um trem. Vejam, agora, a situação descrita por uma leitora do blog, que enviou um e-mail há meia hora:

Olá Cardosinho, boa tarde!
Sou moradora da Rua 11, perto da linha do trem. Hoje, ao voltar da escola na qual trabalho encontrei o trem parado na passagem da rua, impedindo crianças que vão embora sozinhas de passarem. Algumas passaram por baixo do trem parado. Detalhe: as crianças saem da escola às 12:00 e até agora, 12:25, ele continua sem se movimentar.
  

HÓSTIA ALUCINÓGENA FAZ IDOSAS ATACAREM PADRE NA ITÁLIA

A notícia está em vários sites. O texto abaixo é do portal carioca O Dia on Line:

Uma missa acabou de forma inesperada na Itália. Após comungarem, os fiéis na igreja reagiram de forma estranha, com atitudes que incluiam alucinações e descontrole. Duas idosas atacaram o padre da igreja do Santo Espírito de Campobasso, alegando que o sacerdote era o demônio.

O padre Don Achille se escondeu na sacristia para fugir do ataque de fúria dos fiéis e só saiu quando a polícia chegou. O estado mental das pessoas na igreja demorou a se normalizar, o que obrigou os policiais a agir para controlar o caos. A assessoria de imprensa da diocese tentou negar o episódio, alegando que se tratava de um ataque aos católicos.

A causa do incidente foi o uso de uma farinha alucinógena para a fabricação das hóstias distribuídas na missa. Especialistas definiram o ocorrido como um caso de “ergotismo”, uma intoxicação causada por grãos de cereais contaminados. Uma substância semelhante a que integrava a hóstia é o ácido lisérgico, conhecido como LSD.

ALCKMIN LIBERA R$ 9 MILHÕES PARA CONSTRUÇÃO DE FORUM EM ILHA SOLTEIRA

E, de quebra, o governador ainda anunciou a liberação de recursos para a construção de 300 casas populares. Mas, casas populares mesmo! Dessas que a prestação não passa de R$ 100,00. E quem mandou a notícia foi a assessoria de imprensa do deputado Carlão Pignatari(PSDB):

O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) acompanhou o governador do Estado, Geraldo Alckmin, em visitas que fez a várias cidades da região Noroeste, no último sábado (dia 25). A comitiva de Alckmin esteve nas cidades de Guararapes, Lavínia e Ilha Solteira.

Em Ilha Solteira, o governador liberou recursos para diversas obras, entre as quais R$ 9.269.527,96 para a construção do prédio do Fórum, que contará com três varas judiciais. O pedido desses recursos foi feito pelo deputado Carlão Pignatari ainda em 2011. Na oportunidade, o deputado reivindicou R$ 56 milhões de verbas para execução de obras no município de Ilha Solteira. O Fórum de Ilha Solteira funciona numa antiga escola e não atende satisfatoriamente à demanda da população.

Na cidade, o governador ainda inaugurou as obras da primeira fase da revitalização da Avenida Brasil, com a construção de uma ciclovia; a reformulação interna do Centro Ilhense de Eventos e Convenções e visitou o Hospital Regional, para o qual também anunciou a liberação de recursos da ordem de R$ 4 milhões para obras da pediatria e maternidade e aquisição de equipamentos, a pedido do Frei Francisco, juntamente com o deputado Carlão Pignatari.

Alckmin anunciou ainda construção de 300 casas populares e R$ 250 mil para construção da sede da Orquestra Popular Caipira de Viola “Urubupungá”. O presidente da Orquestra, Antonio Carlos Rocha, entregou a documentação a Alckmin e solicitou o apoio de Carlão para a liberação dos recursos.

CAMPANHA ELEITORAL ANTECIPADA PODE SER PUNIDA COM MULTA

O jornal A Tribuna publicou matéria, neste final de semana, na qual cita que, em algumas cidades do Brasil, a campanha eleitoral antecipada está sendo punida pela Justiça Eleitoral. Segundo a matéria, o Ministério Público Federal Eleitoral estaria recomendando aos promotores e procuradores eleitorais a adoção de medidas para coibir a prática de propaganda eleitoral antecipada.

Aqui em Jales, a chefe do Cartório Eleitoral, Kátia Alessandra Boschetti, não confirmou se já recebeu alguma reclamação ou representação contra a suposta antecipação da campanha. Ela disse, de outro lado, que não compete ao Cartório dizer o que caracteriza ou não a propaganda antecipada.

“Essa é uma questão que cabe ao Ministério Público e à Justiça Eleitoral. O que nós podemos recomendar é que os pré-candidatos sejam cautelosos em suas ações, para não correrem riscos de levar uma multa. Quanto à iniciativa de uma eventual representação, ela deve partir de quem estiver se sentindo prejudicado. A nós, aqui do Cartório, compete apenas protocolar a representação e encaminhá-la ao promotor eleitoral”,  esclarece Kátia.

A matéria de A Tribuna pode ser lida aqui. Abaixo, alguns adesivos que estão circulando pela cidade:

 

 

 

 

 

 

 

JORNAL DE JALES: PESQUISA DO PMDB MOSTRA TRÊS PRÉ-CANDIDATOS À FRENTE

O jornalista Deonel Rosa Júnior publicou, na coluna Fique Sabendo do Jornal de Jales, alguns comentários sobre uma pesquisa realizada em Jales, por encomenda do diretório estadual do PMDB. De acordo com o jornalista, a eleição para prefeito, em Jales, estaria em aberto, uma vez que pelo menos quatro pré-candidatos teriam obtido índices de intenção de votos acima de dois dígitos.

Dos quatro, três estariam disputando a liderança “cabeça a cabeça”. Deonel cercou-se de todos os cuidados ao divulgar a pesquisa, já que, em 2004, recebeu uma multa de mais de R$ 50 mil por dar publicidade a uma pesquisa sem registro em Cartório. Apesar da linguagem cifrada, dá para perceber que a pesquisa não apresenta grandes novidades, a não ser a avaliação da administração Parini, que, segundo o jornalista, estaria  melhor que os índices alcançados por Kassab no último DataFolha.

Se você não sabe, no último DataFolha, o “bom/ótimo” de Kassab alcançou 22%. E se você ainda não leu os comentários sobre a pesquisa do PMDB, publicados no Jornal de Jales, então, veja aqui.  

CÂMARA APROVA DOAÇÃO DE TERRENO PARA CÁRITAS

Por unanimidade, a Câmara Municipal aprovou, na sessão de ontem, o projeto de lei que autoriza o prefeito Humberto Parini a fazer a doação de um terreno localizado na Rua das Palmeiras para a Cáritas Diocesana de Jales. No local, a Cáritas pretende desenvolver um projeto para atendimento a jovens dependentes de drogas

Os vereadores Luís Especiato(PT), José Roberto Fávaro(PSDB) e Osmar Pereira de Rezende(PMDB) discursaram em defesa da doação. Salatiel de Oliveira(DEM), que é pastor evangélico, foi outro que defendeu o projeto. O petebista Sérgio Nishimoto também foi favorável ao projeto, mas protestou contra a votação em regime de urgência. Explicando: nas votações em regime de urgência, os vereadores não podem pedir vistas para analisar melhor os projetos.

Na mesma sessão – que foi acompanhada pelo bispo dom Demétrio Valentini e colaboradores da Cáritas – foram aprovados dois requerimentos, ambos de autoria do vereador Rivelino Rodrigues, que geraram muita discussão. Um deles questiona o horário/dias de funcionamento e até o tipo de radar instalado pela Prefeitura. O outro pergunta sobre a anunciada – e até agora não efetivada – instalação de três semáforos.

Sobre este último requerimento, o líder do prefeito, Luís Especiato, apresentou a versão oficial do Paço, segundo a qual a empresa vencedora da licitação estaria assoberbada de serviço e pediu um prazo maior para a instalação. Mas a versão oficiosa é bem outra: a Caixa Econômica Federal ainda não teria liberado os recursos e a empresa, escaldada, não estaria disposta a fazer a instalação sem a certeza de que vai receber o pagamento no prazo combinado.

1 2 3 17