Arquivos mensais: Maio 2012

RECORDE: PARTIDO DE MACETÃO TEVE 29 CASOS DE DUPLA FILIAÇÃO

Esse Macetão… A última novidade está no site do Tribunal Regional Eleitoral. Na segunda-feira, dia 21/05, o TRE-SP cancelou 23 filiações de eleitores que aderiram ao partido do atual presidente da Câmara, o recém-criado PSD. O provável motivo para os cancelamentos: dupla filiação.

Antes, em dezembro do ano passado, o mesmo TRE já havia cancelado outras 06 filiações de partidários do PSD local, totalizando, portanto, 29 cancelamentos. Com os desfalques, o PSD de Jales, que tinha conseguido a adesão de 190 eleitores, viu o seu número de filiados cair para 161.

Dado curioso: entre os 161 soldados que restaram ao PSD, dois estão acionando  judicialmente a Prefeitura de Jales. Uma senhora que sofreu uma queda na calçada revitalizada da Avenida Francisco Jalles e um rapaz que passou em um concurso, mas ainda não foi convocado para assumir a sua vaga.   

Mesmo com as baixas impostas pelo TRE, o PSD ainda ficará com bem mais filiados que, por exemplo, o PHS, outro dos partidos comandados pela famiglia Macetão. Em dezembro, o PHS – Partido Humanista da Solidariedade – tinha apenas uma filiada, por sinal uma tia do vereador.  Em abril, esse número subiu para três. Esse Macetão…

EM MINAS, RAIO ATINGE SEDE DA PREFEITURA E FERE FUNCIONÁRIO

Quem sabe agora o prefeito fique mais “elétrico”. A notícia é do portal O Tempo, de Minas Gerais:

Um raio atingiu o prédio da prefeitura, um funcionário e três computadores em Monte Santo de Minas, no Sul de Minas, nessa sexta-feira (25). O incidente provocado pelo fenômeno natural atingiu a mureta da sede do governo municipal da cidade e, com isso, parte do portão de entrada e quatro pilastras que sustentam a grade divisória do prédio com a via pública foram atingidos.

Um funcionário da prefeitura, de 62 anos, que fazia o recapeamento da via na porta da prefeitura foi atingido por um estilhaço da mureta, conforme os militares do 4º pelotão da Polícia Militar. De acordo com o sargento Carlos Borachi, o incidente surpreendeu os moradores, devido a baixa intensidade da chuva. “Foi uma chuvinha fraquinha, estava começando a chover na hora que o raio caiu na prefeitura. O pessoal estava trabalhando e levou um susto”, contou.

O funcionário foi encaminhado para o pronto socorro municipal, com um corte profundo na cabeça, segundo os policiais. O boletim médico divulgado aos policiais informava que o homem passava bem, apesar do susto. Na sede da prefeitura, três micro-computadores foram atingidos e um enfeite chamado de ‘mangueira de luzes’ também ficou danificado.

FOLHA NOROESTE: CASO ‘FACIP 97’ AVANÇA MAIS UM POUCO

Notícia do jornal Folha Noroeste, deste sábado, informa que a Reclamação 12.247 – aquele recurso onde o ministro Lewandowski devolveu o cargo ao prefeito Parini, através de uma liminar – caminhou mais um pouco. Segundo o jornal, depois de 200 dias mofando em alguma gaveta da Procuradoria da República, o procurador-geral Roberto Gurgel resolveu  passar o caso para outro procurador.

Curiosamente, o procurador-geral Roberto Gurgel é o mesmo que está sendo acusado por petistas de engavetar os inquéritos de duas operações da Polícia Federal – Vegas e Monte Carlo – com o suposto objetivo de proteger o ex-paladino da ética, senador Demóstenes Torres.

O recurso de Parini foi redistribuído ao procurador Francisco de Assis Vieira Sanseverino. Certamente que ficará por lá até o nosso premiado estadista terminar o mandato. Mas, segundo alguns mais chegados, Parini já nem está preocupado em terminar o mandato. O que ele quer mesmo é que o processo fique engavetado por mais um ano e meio, tempo suficiente para se aposentar.

A notícia da Folha Noroeste, completa, pode ser lida aqui

DOMINGO, NA TRIBUNA

O repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, foi atrás dos detalhes sobre o atropelamento de um casal – que resultou na morte do senhor Alaude da Cruz Prates, de 72 anos – e ouviu até uma testemunha, que criticou a atuação do SAMU no episódio. A matéria está no jornal A Tribuna, deste final de semana.

Em outra matéria, detalhes sobre a invasão de casas populares no conjunto “João Batista Colodetti” e sobre a reclamação de algumas famílias que acusam a Prefeitura de tê-las enganado ao interromper um projeto habitacional para construção de 120 casas. As entrevistas do pré-candidato Bixiga, durante a semana, também renderam outra interessante matéria do Carioca. 

Tem também uma matéria onde o vereador Macetão afirma que a antiga sede da Associação dos Moradores do São Judas, atualmente cedida ao município, virou ponto de consumo de drogas. E, na página 3, tem um brilhante artigo do blogueiro Marco Antonio Poletto sobre a atriz Ruth Escobar, que, nos tempos da ditadura militar, era conhecida como “a portuguesa louca”.

Tudo isso, na edição deste final de semana do jornal A Tribuna

BLOG COMEÇARÁ A MODERAR COMENTÁRIOS

Amigos, a partir de hoje, os comentários enviados ao blog passarão a ser moderados por este aprendiz de blogueiro, antes de serem publicados. São dois os motivos que me levam a fazer essa pequena alteração no funcionamento do blog.

O primeiro: apesar de o blogueiro já ter lançado dois ou três apelos para que os comentários não ultrapassem a tênue linha entre a crítica e a ofensa pessoal, alguns comentaristas continuam  exagerando no tom, principalmente porque o blog oferece a opção do anonimato. Mesmo com a alteração, o blog continuará admitindo o anonimato, desde que exercido com bom senso e responsabilidade.

O segundo: as eleições municipais estão se aproximando e todo cuidado com a lei eleitoral é pouco. Em 2004, alguns órgãos de imprensa de Jales foram multados em cerca de R$ 60 mil, cada um, por conta de comentários sobre pesquisas não registradas em Cartório.

Aliás, esse aspecto da lei é, na minha leiga opinião, um tanto quanto injusto, pois o valor da multa é o mesmo tanto para a Folha de São Paulo, por exemplo, quanto para os pequenos jornais do interior. É o que se chama de tratar igualmente os desiguais.

Espero que os amigos continuem enviando seus comentários.  

SEM CALCINHA, ATRIZ SE DESCUIDA E VENTO REVELA BUMBUM NO FESTIVAL DE CANNES

A notícia circulou em vários sites de variedades, ontem:

A 65ª edição do festival de Cannes, que homenageia a diva Marilyn Monroe, teve um momento que lembrou a célebre cena do filme O Pecado Mora ao Lado, de 1955, em que a loira tem seu vestido levantado pelo vento.

Na manhã desta sexta-feira, dia 25, durante a sessão de fotos do filme Trois Mondes, a atriz servo-croata Arta Dobroshi se descuidou e viu seu sua saia rodada ser alçada pela brisa marítima da cidade francesa.

Resultado: antes que Arta pudesse conter a peça de roupa esvoaçante, seu bumbum foi clicado pela legião de fotógrafos que cobrem o festival.

Convenhamos, neste país bonito por natureza e abençoado por Deus, a brisa marítima sopra bumbuns bem mais, digamos assim, volumosos. Como o da Mulher Moranguinho, por exemplo:

 

JUSTIÇA INDEFERE LIMINAR SOLICITADA POR EX-SERVIDOR MATOGROSSO

O juiz da 2ª Vara Judicial de Jales indeferiu, nesta sexta-feira, o pedido de tutela antecipada solicitada em Ação Declaratória de Anulação de Ato Administrativo, ajuizada pelo ex-servidor municipal Lauro Gonçalves Leite Figueiredo, o impoluto Matogrosso, contra a Prefeitura de Jales.

Como já foi dito, Matogrosso foi demitido do serviço público por – supostamente – ter abandonado o trabalho, conforme Portaria assinada pelo prefeito Humberto Parini em abril deste ano. A demissão foi procedida com data retroativa a maio do ano passado.

Na Ação, Matogrosso alega, entre outras coisas, que o processo disciplinar que levou à sua demissão conteria vícios gravíssimos, pois excedeu o prazo máximo legal. Alegou, também, que a demissão foi nula, porque imposta retroativamente, antes mesmo de ter sido instaurado o processo disciplinar.

Para o juiz, os alegados defeitos do processo administrativo não foram, em princípio, percebidos. O magistrado justificou o indeferimento da liminar, afirmando, entre outras coisas, que o relatório da comissão processante e a portaria da exoneração apresentam fundamentação aparentemente lógica, onde ficou explicada, inclusive, a questão da retroatividade da demissão.

Negado o pedido de liminar, Matogrosso terá que torcer, agora, para que no julgamento do mérito a Justiça tenha um entendimento diferente.

ATROPELAMENTO CAUSA MORTE DE IDOSO NO JARDIM ARAPUÃ

Um motociclista atropelou duas pessoas – uma mulher de 70 anos e um homem de 72 – ontem, por volta das 18:00 horas, na Avenida Arapuã, proximidades da igreja católica localizada naquele bairro. O homem atropelado – Alaude da Cruz Prates – foi levado à Santa Casa de Jales, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Na funerária, consta que a vítima seria moradora de Mirassol D’Oeste(MT). Segundo informações, somente agora pela manhã o corpo do senhor Alaude foi encaminhado para Santa Fé do Sul, onde será necropsiado.  Jales não possui um médico legista e, sempre que acontece uma morte por acidente, é necessário apelar a médicos de Fernandópolis e Santa Fé do Sul.

Por iniciativa do vereador Rivelino Rodrigues, esse assunto – a falta de médico legista em Jales – foi, mais uma vez, discutido na última sessão da Câmara e será tema de matéria do jornal A Tribuna, neste final de semana.

EXPÔ: FÃ SOBE AO PALCO DURANTE SHOW DE DANIEL PARA PEDIR UMA OPORTUNIDADE AO MARIDO CANTOR

A notícia está no site Região Noroeste:

Uma fã apaixonada pelo cantor Daniel, e mais ainda por seu marido, deu uma enorme prova de amor na noite do aniversário da cidade, durante o show do sertanejo na 45ª EXPO de Fernandópolis.

As informações são do Jornal Cidadão.

Convidada para subir ao palco, a fã surpreendeu a produção do cantor ao pedir a ele uma oportunidade para seu marido cantar ao lado do ídolo.

Essa prova de amor foi dada por Valéria Alves de Araújo, uma fã de carteirinha do cantor, que não sossegou enquanto não conseguiu subir ao palco e fazer o pedido que segundo ela, já estava em sua mente há muito tempo.

“Eu já saí de casa decidida a fazer isso, fui uma das primeiras a chegar e já fui direto para a frente do palco. Lá fiquei o tempo todo pedindo para os seguranças me deixarem subir e, quando deixaram, não pensei duas vezes e pedi direto para ele”, disse Valéria.

Simpático e atencioso, Daniel atendeu ao pedido de Valéria e algumas músicas depois convidou o cantor Edivaldo Pereira a dividir o palco com ele.

“Quando eu pedi, ele disse que iria chamá-lo, mas eu pensei que ele só havia sido simpático comigo. A hora que ele chamou o Edivaldo para subir ao palco, pensei que iria desmaiar, minha pressão caiu, mas eu respirei fundo e pude ver o amor da minha vida ao lado do meu ídolo. Uma sensação inexplicável”, destacou Valéria.

Edivaldo cantou ao lado de Daniel por alguns minutos e depois recebeu do cantor a oportunidade de assumir sozinho o palco de uma das maiores festas do Brasil.

“Não tem nem como explicar o que eu senti naquele momento. Só de cantar ao lado dele já foi uma emoção muito forte, e quando ele foi trocar de roupa e me deixou assumir sozinho o palco onde passaram os maiores cantores do Brasil, pude entender o porquê ele é tão querido”, destacou Edivaldo.

Segundo o estudante Juca Mantovani, 15, que é formado em música, Edivaldo “mandou bem”: “Ele fez a segunda voz para o Daniel com muita segurança, e o Daniel chegou a deixá-lo sozinho no palco, enquanto se trocava”. O público da Expo aplaudiu a performance do marido de Valéria.

MPF EM JALES DENUNCIA ADVOGADOS POR COBRANÇA EXCESSIVA

Alguns amigos advogados não vão gostar dessa novidade, mas ela está em vários sites de notícias, inclusive no portal Veja on Line. O texto abaixo foi postado no UOL Notícias, há menos de uma hora:

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou três advogados por cobrança excessiva de honorários, segundo informações divuldagas nesta quinta-feira. De acordo com o MPF, em um dos casos os advogados chegaram a receber 47% do benefício do INSS de seus clientes.

A ação foi proposta pelo MPF em março desta ano, a partir de inquérito que analisou reclamações frequentes de cidadãos que revelaram cobranças exorbitantes ou indevidas de honorários dos advogadoes em questão em demandas previdenciárias.

Em uma das irregularidades narradas pelo MPF, dois advogados cobraram quase metadade do valor retroativo do benefício previdenciário a título de pagamento pelos serviços prestados. “Dos R$ 43.189,30, valor corrigido das parcelas retroativas, R$ 20.300,35 foram revertidos em favor dos advogados”, revelou o procurador da Republica, Thiago Lacerda Nobre.

A mesma notícia, com mais detalhes, pode ser lida no blog do Thiago Lacerda, aqui.

 

1 2 3 4 5 15