Arquivos mensais: Janeiro 2015

SERVIÇO DE TRANSPORTE COLETIVO NÃO FUNCIONOU HOJE EM JALES

circular

Os ônibus circulares que realizam o transporte coletivo urbano em Jales, da Auto Viação Jauense, não circularam neste sábado, segundo informações de fontes confiáveis.

De acordo com as fontes, a Prefeitura estaria devendo três ou quatro parcelas do subsídio mensal concedido, por lei, à Viação Jauense, concessionária dos serviços de transporte coletivo. O valor do subsídio pago mensalmente à empresa é de R$ 13.104,00.

O dono da empresa teria, por várias vezes, tentado falar com a prefeita Nice Mistilides, sem conseguir. Ontem à noite, ele decidiu paralisar temporariamente os serviços.

Os ônibus voltarão a circular na segunda-feira, mas a empresa estaria disposta a rescindir o contrato, caso não haja providências da prefeita Nice Mistilides quanto ao pagamento dos atrasados.

COLEGAS DE RAPAZ ACUSADO DE MATAR ‘CURIÓ’ FICARAM SURPRESOS COM CRIME

rsm1Em Santa Albertina, os colegas de R.S.M., o rapaz que está preso em uma cadeia da região pelo assassinato do caminhoneiro Marcos Adriano Longo, o Curió, ficaram surpresos quando souberam da participação dele no crime.

Segundo informações, R.S.M., que tem 24 anos, morou muito tempo na zona rural de Santa Albertina e mudou-se recentemente para Jales, depois de casar-se com uma moça também lá de Santa Albertina.

De acordo com pessoas que o conhecem há mais tempo, ele não tinha atitudes que pudessem deixar transparecer uma índole criminosa. Sabe-se, no entanto, que, depois de mudar-se para Jales, ele já teria se envolvido em casos de roubo de gado.

Os pais do suspeito, reconhecidos pelos amigos como pessoas humildes e honestas, também foram apanhados de surpresa, embora, aparentemente, já tivessem conhecimento do envolvimento do filho com roubo de gado. Eles não imaginavam, porém, que o filho pudesse cometer um assassinato.

Segundo informações divulgadas pela Rádio Assunção, a vítima, Marquinhos, teria se negado a fazer o frete ao saber que o gado era roubado. Os dois se desentenderam e R.S.M., armado com um enxadão, teria desferido dois golpes em Marquinhos.

polícia-curióEssa versão não teria convencido totalmente a polícia, que, segundo o Diário da Região,  continua apurando se há mais pessoas envolvidas no crime. Mais detalhes, no site Informa Mais.

Você pode ver aqui o vídeo com a reportagem da TV Tem sobre o caso, veiculada no “Tem Notícias” deste sábado. Nele, os familiares de Marquinhos Curió pedem justiça e o delegado Sebastião Biasi explica como o crime foi cometido.

IVETE SANGALO DEIXA CARNAVAL DA BAHIA PELA PRIMEIRA VEZ, PARA CANTAR EM VOTUPORANGA

Votuporanga está podendo! A chamada de capa diz que “Cidade paulista investe milhões e tira Ivete de Salvador pela 1ª vez no carnaval”. Vejam a notícia é do iG:

ivete-sangalo-carnaval-28Com 20 anos de história, o carnaval de Votuporanga já é considerado o maior do estado de São Paulo. Com direito a blocos e desfiles de escolas de samba, o principal evento da cidade, localizada a cerca de 520 quilômetros da capital  paulista, é o Bloco Oba. Com investimento avaliado entre R$ 6 milhões e R$ 7 milhões, o bloco conseguiu tirar Ivete Sangalo de Salvador pela primeira vez durante um carnaval. A cantora é a grande atração do evento e se apresenta no dia 17 de fevereiro. 

Sócio do Mundo Oba, Thiago Mariano, em entrevista ao o iG, contou que foi preciso colocar a mão bem fundo no bolso para ter Ivete Sangalo no festival. “Foi um investimento muito alto, mas que está sendo revertido na venda dos ingressos.” Os valores, por dia, vão de R$ 500 a R$ 900. 

Thiago conta que mesmo com o polpudo cachê oferecido para a cantora baiana se apresentar na cidade, ela não aceitou de primeira. “Ela quis conversar para saber exatamente como o evento é. Mandamos vídeos de edições passadas, fotos e, quando ela viu, aceitou na hora.” 

Ele acredita ainda que a decisão de Ivete em participar se deu graças ao “caso de amor” que ela tem com a cidade. “Ela já participou duas vezes do ‘Carnavotu’, uma micareta fora de época que não é mais realizada. Então conhece a cidade. E se mostrou muito empolgada em participar do nosso carnaval.”

A TRIBUNA: DEPOIS DA ANGÚSTIA, A TRISTEZA. RAPAZ DESAPARECIDO É ENCONTRADO MORTO

capa tribuna 01.02.15AA principal manchete do jornal A Tribuna deste final de semana está destacando o terceiro crime de morte ocorrido em Jales em menos de cinco meses, depois de dois anos e dois meses sem nenhuma ocorrência desse tipo. A vítima foi o caminhoneiro Marcos Adriano Longo, o Curió, que, segundo o jornal, era um homem trabalhador, pacato e sem inimigos. A matéria do repórter Alexandre Ribeiro traz todos os detalhes sobre as investigações da Polícia Civil de Jales para chegar ao autor do crime.

Em outra matéria, mas ainda na seara da criminalidade, o jornal traz as estatísticas da Secretaria estadual de Segurança Pública que mostram uma  considerável diminuição em alguns tipos de crimes – como roubos e furtos – em Jales.

A Tribuna traz, também, as últimas novidades sobre o complicado caso da Comissão Processante que está pedindo a cassação da prefeita Nice Mistilides. Ontem, sexta-feira, havia a expectativa de que o juiz José Geraldo Nóbrega Curitiba pudesse sentenciar os dois mandados de segurança impetrados pela defesa da prefeita, mas o site do Tribunal de Justiça não registrou nenhuma novidade nos dois processos.

Os detalhes sobre as reivindicações salariais dos servidores municipais e os péssimos resultados de Jales na geração de empregos em 2014, são outros assuntos desta edição de A Tribuna. Em seu artigo semanal, a talentosa Taísa Sanitá Seles propõe uma reflexão sobre a vida. E, no caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio e para a formatura do engenheiro mecânico Pedro Henrique Pietrobom Pupim.

SUSPEITO DA MORTE DE MARQUINHOS ‘CURIÓ’ ESTÁ PRESO EM UMA CADEIA DA REGIÃO

MARCOS-IMG_20150130_202449191

Como já informado pelo blog, R.S.M, preso como principal suspeito da morte do caminhoneiro Marquinhos “Curió”, foi transferido para uma cadeia da região. A medida foi uma precaução da polícia, para evitar tumultos. Assim que os rumores sobre a prisão do suspeito começaram a circular pela cidade, dezenas de pessoas correram para a porta da Delegacia de Polícia Judiciária, o que levou a polícia a interditar uma das faixas daquele trecho da Avenida “João Amadeu”.

MARCOS-IMG_20150130_193819145_HDR

O corpo de Marquinhos foi enterrado pelo seu assassino um pouquinho adiante deste trecho da estrada. A polícia chegou ao local com base nas informações do próprio suspeito. 

MARCOS-IMG_20150130_175017361-PQE a foto ao lado mostra o local onde foi encontrado o caminhão que Marcos usava para trabalhar. Como se vê, ele estava bem escondido. O local foi indicado com exatidão pelo suspeito (para evitar problemas,  estou chamando-o, ainda, de suspeito, embora ele, ao informar os locais onde se encontravam o caminhão e o corpo, tenha, praticamente, confessado o crime).

Quanto aos dois outros presos por suspeita de receptação de produto roubado, é bom esclarecer que eles, muito provavelmente, não participaram do crime que vitimou Marcos. A polícia investiga se os dois irmãos sabiam da origem criminosa do gado e qual o envolvimento deles com o principal suspeito.

POLÍCIA DE JALES PRENDE SUSPEITO E LOCALIZA CORPO DE RAPAZ DESAPARECIDO

curióA Polícia Civil de Jales localizou, no início desta noite, o corpo do caminhoneiro Marcos Adriano Longo, o “Curió”, que estava desparecido desde domingo passado, quando saiu com sua F400 para fazer um frete de gado. O caminhão, também localizado, estava próximo a uma estrada vicinal entre Jales e Vitória Brasil.

O corpo de Marcos foi encontrado no Córrego do Açoita-Cavalos, em uma estrada de terra que passa próxima ao Motel Clímax. Ele estava enterrado à beira de um córrego.

A polícia chegou ao caminhão e ao corpo depois de prender, em Santa Albertina, o principal suspeito do crime, R.S.M., de 24 anos, morador de Jales. Foi o próprio suspeito quem indicou o local onde enterrou Marcos. Para evitar problemas, ele já foi transferido para uma cadeia da região.

O suspeito começou a ser procurado pela polícia depois que as investigações sobre um roubo de gado, ocorrido no mesmo dia do desaparecimento de Marcos, levaram a um sítio em Pontalinda, onde o gado foi encontrado. Os donos do sítio – dois irmãos – também estão presos, por receptação de produto de roubo.

Domingo, no jornal A Tribuna, mais detalhes sobre o crime e a prisão do acusado.

CALLADO DESTACA PARTICIPAÇÃO DE CARDOSÃO E ANALICE NA CONQUISTA DA PAVIMENTAÇÃO DE MARGINAL

callado-cardosão-henrique

O tucanato, ao que parece, já está em processo de aquecimento para o caso de ter que assumir o comando da cidade, numa eventual cassação da prefeita Nice Mistilides, coisa que, sinceramente, já começo a achar que não vai acontecer tão cedo.

Na quarta-feira, 28, o vice-prefeito Pedro Callado deu um rasante lá pelos lados do Lar dos Velhinhos. Em companhia de dois ilustres tucanos – Carlos Roberto Cardoso, o Cardosão, e Luiz Henrique de Oliveira, o Henrique do CAJ – nosso vice-prefeito vistoriou o início das obras de pavimentação da marginal que leva ao Distrito Industrial III.

Na oportunidade, Callado deu entrevista ao repórter Betto Mariano, destacando a atuação de Cardosão, ex-presidente do PSDB local, e da deputada tucana Analice Fernandes, na conquista dos recursos junto ao governo estadual. Segundo Callado, a obra deve ser concluída em 90 dias. A entrevista pode ser ouvida no áudio abaixo:

VEREADOR TIAGO ABRA COMEMORA INÍCIO DAS OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO DA MARGINAL DO DISTRITO III

Tiago Abra 1

A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara:

O vereador do Solidariedade – SDD, Tiago Abra, já começou o ano tendo o que comemorar: o recurso para o asfaltamento da marginal do Distrito Industrial III, no valor de R$ 790.000,00 (Setecentos e noventa mil reais), liberado pelo Governo do Estado, começou a ser utilizado, dando início assim, às obras de pavimentação da marginal “Alcebíades Bernardo”, conforme noticiado pela Secretaria Municipal de Comunicação. 

O pedido foi feito em abril de 2013 para a deputada Analice Fernandes – PSDB, após uma reunião no Distrito III “José Carlos Guisso” com os empresários e ambos se comprometeram a lutar para a conquista da benfeitoria. “Levei o pedido para a deputada, sabendo que ela é sempre sensível às necessidades da nossa cidade e sempre ajuda não só Jales mas toda a região. Essa é uma obra importantíssima para o desenvolvimento de nosso município”, disse o vereador. 

Depois disso, houve o encaminhamento ao DER – Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo e também à Secretaria Estadual de Transportes até o mesmo entrar em tramitação na Casa Civil. “Fomos novamente até São Paulo despachar com o Secretário Edson Aparecido, ou seja, acompanhamos o andamento do pedido durante todo o processo.”, diz. 

No final de 2013, quando o Governador Alckmin veio até Urânia, o vereador Tiago Abra, acompanhado por um grupo de empresários, foram até lá e conseguiram a garantia da liberação pelo governador, que ordenou que “o problema fosse solucionado o mais rápido possível”. 

“Ficamos muito contentes com o tratamento dispensado a nós pelo governador e agora ocorreu a liberação do recurso. Os empresários sempre acreditaram no meu trabalho e no da deputada Analice e só temos a agradecer a eles.”, finalizou Abra.

ADVOGADO DA PREFEITA PEDE A EXTINÇÃO DA COMISSÃO PROCESSANTE

O advogado Osmar Honorato Alves, que defende a prefeita Nice Mistilides, devolveu ontem, na Câmara, o processo físico que lhe havia sido entregue pela Comissão Processante conforme determinação da justiça.

Junto com a devolução do processo, o advogado entregou, também, as chamadas “Razões Finais”. Nelas, Honorato pede a extinção da Comissão Processante, sob a alegação principal de que o prazo para conclusão da mesma já teria se esgotado.

Para o advogado da prefeita, o prazo de 90 dias começou a contar a partir da instalação da Comissão Processante pela Câmara. Para o pessoal da Comissão Processante, o prazo começou a vigorar no dia em que a prefeita foi notificada. Enfim, está estabelecida mais uma polêmica que, certamente, vai desaguar na justiça.

Além de alegar o esgotamento do prazo, o advogado Honorato repete o pedido de nulidade da perícia feita em alguns documentos, algo que, em princípio, já foi rechaçado até pela justiça. Repete, também, a baboseira sobre uma suposta falta de prorrogação da “CEI do Lixo”, origem da representação contra a prefeita.

De outro lado, os dois mandados de segurança impetrados pela defesa da prefeita na justiça de Jales podem ser julgados a qualquer momento. Eles já foram analisados pelo Ministério Público e devolvidos ao juiz da 3ª Vara, José Geraldo Nóbrega Curitiba.

A Comissão Processante avalia que, se os mandados de segurança forem indeferidos, a Câmara poderá convocar imediatamente uma sessão extraordinária para julgar a prefeita. Tudo indica, porém, que essa novela ainda está muito longe dos capítulos finais.  

1 2 3 12