Arquivos mensais: Abril 2015

DENGUE JÁ PASSA DE 500 CASOS EM JALES. DOENÇA JÁ MATOU MAIS DE 100 NO ESTADO

A natureza é cheia de surpresas. Afinal, como não se surpreender com o fato de o estado mais rico da nação – São Paulo, que possui a população mais educada e politizada do país e que é governado pelo mesmo partido há 20 anos – ser também aquele que concentra o maior número de mortes por dengue.

Dois terços das mortes ocorridas no país, por conta da doença, aconteceram no estado de São Paulo. E o que é pior: a maior parte delas se deu em cidades que não estão assim tão longe de Jales, como é o caso de Catanduva, que já contabiliza 18 mortes e tem mais 19 sob investigação. Ou de Penápolis, onde a dengue já matou 08 pessoas.

Por outro lado, a nossa vizinha Estrela D’Oeste, embora não registre oficialmente nenhuma morte, lidera o ranking da doença na proporção “número de casos/população”. Neste ano, cerca de 3% da população estrelense já contraiu a doença.

Em Jales, a  Secretaria Municipal de Saúde contabilizava, até a manhã desta segunda-feira, cerca de 1.800 notificações e 532 casos confirmados de dengue. Ou seja, 1,1% da população. É possível que agora à tarde esses números já tenham aumentado.

É importante esclarecer que, a partir do momento em que foi declarada a epidemia da doença, todos os casos suspeitos passaram a ser  contabilizados como confirmados, o que pode inflar  os números.

De outra parte, é interessante ressaltar, também, que a realidade pode ser bem pior do que mostram esses números, uma vez que muita gente procura laboratórios particulares para fazer exames e não comunica a Secretaria de Saúde.

De qualquer forma, o quadro da doença, em Jales, neste ano, está muito parecido com o que aconteceu em 2013, quando a cidade teve, de janeiro a dezembro, 1.672 casos confirmados de dengue. Naquele ano, até o final de abril, foram confirmados 555 casos. Abaixo, uma estatística da dengue nos últimos anos, em Jales:

Ano Notificações Confirmados
2009 213 31
2010 724 349
2011 569 186
2012 196 09
2013 2.822 1.672
2014 999 472

PORTAL DA GLOBO DIVULGA NOTÍCIA EQUIVOCADA SOBRE PARALISAÇÃO COLETA DE LIXO EM JALES

g1 paralisação

O portal de notícias da Globo – o G1 – divulgou informação sobre Jales, que está sendo reproduzida por outros órgãos de imprensa. Nada demais, se a notícia não contivesse equívocos, a começar pela manchete que diz “Coletores de Jales param serviços por causa de salários atrasados”.

A notícia – que fala sobre a paralisação da coleta de lixo em Jales – desinforma os leitores, ao informar que “65 trabalhadores aderiram à paralisação” e ao dizer que “eles afirmam que estão sem receber há sete meses”.

Ora bolas! Os trabalhadores não “aderiram”. Eles, como empregados que são, apenas obedeceram ordens do empregador. Também não é verdade que os funcionários da empresa Proposta Ltda estão com os salários atrasados. O que está atrasado são os pagamentos que deveriam ser feitos pela Prefeitura à empresa.

E, como já explicado em um post anterior, o prefeito Pedro Callado só vai autorizar o pagamento assim que forem esclarecidas as divergências sobre a quantidade de quilômetros varridos. Segundo a fiscalização da Prefeitura, os quilômetros efetivamente varridos estariam bem abaixo da quantidade que está sendo cobrada pela empresa.

De seu lado, a empresa garante que os serviços de varrição estão sendo executados de acordo com o estabelecido em contrato. O fiscal da empresa, João Gabriel, enviou comentário ao blog, contestando a versão da Prefeitura. Eis dois trechos:

“O contrato que a empresa tem com a prefeitura é cumprido corretamente, dentro das margens estabelecidas, estou no cargo desde setembro, sou engenheiro ambiental e desejo uma cidade limpa pra eu morar com minha família e para receber visitantes, acordo as 4 da manhã e entro as 5 no trabalho, assim como as varredoras e trabalhamos todos os dias até as 13:20. Eu ando cerca de 70, 80 quilômetros, todos os dias, sou honesto e trabalhador, não sou pago pra mentir para a prefeitura, as varredoras cumprem sim o trabalho delas, EU vejo isso todos os dias. TODOS!”.

“O serviço só não é melhor executado pois o perímetro estipulado pela prefeitura é pequeno, são 1880 Km mensais, que são devidamente cumpridos pela equipe de varredoras, a prefeitura não paga por cabeça e sim por distância cumprida, o que torna irrelevante qualquer discussão sobre quantidade de funcionárias, uma vez que o serviço é feito com o quadro atual.” 

Em entrevista ao Jornal do Povo, da Assunção, na hora do almoço, o prefeito Pedro Callado ressaltou que parte da dívida – quatro meses – foi deixada pela administração anterior e disse estranhar que a empresa não tenha cobrado a ex-prefeita Nice.

“Essa dívida só apareceu depois que nós tomamos posse. Nós estamos apurando e só vamos pagar o que for realmente devido. O resto a empresa que vá nos cobrar na justiça. E, se a justiça disser que nós estamos devendo, então nós pagaremos”, disse o prefeito.

POLÍCIA DE JALES APERTA CERCO AO TRÁFICO DE DROGAS

Os números da criminalidade, referentes ao primeiro trimestre de 2015, divulgados na semana passada pela Secretaria Estadual de Segurança, mostram que as polícias – civil e militar – estão apertando o cerco ao tráfico de drogas em Jales e região.

Os dados revelam que, nos primeiros três meses deste ano, a polícia de Jales registrou 29 ocorrências de “tráfico de entorpecentes”. O número é mais que o dobro das 14 ocorrências registradas no primeiro trimestre de 2014. O crescimento no número de ocorrências tem seu lado positivo, pois mostra que a atuação da polícia está sendo mais efetiva.

Por outro lado, o combate mais efetivo ao tráfico de drogas acaba impactando também o número de furtos, que diminui. Nos primeiros três meses de 2012, a polícia local registrou 203 ocorrências de furtos. No mesmo período de 2014, esse número caiu para 122 ocorrências. Em 2015, as ocorrências de furtos, em Jales, caíram ainda mais: 102 no primeiro trimestre.

Outro dado revelador do bom trabalho da polícia de Jales está no número de pessoas presas em flagrante. No primeiro trimestre do ano passado, foram 25 os presos em flagrante. Em 2015, nos primeiros três meses, esse número subiu para 38.

EMPRESA PARALISA COLETA DE LIXO. PREFEITURA PROMETE ENDURECER

DSC02402-ed

Como antecipado pelo blog no sábado, a empresa Proposta Ambiental Ltda, responsável pela varrição de ruas e coleta do lixo, iniciou, nesta segunda-feira, uma paralisação por tempo indeterminado.

Funcionários da empresa – varredoras, motoristas e coletores – compareceram ao escritório da Proposta Ltda, no Distrito Industrial I, mas não foram autorizados a sair para o trabalho. A paralisação foi a forma encontrada pela empresa para protestar contra a falta de pagamento por parte da Prefeitura. O atraso já chega a seis meses e a dívida já passa de R$ 2 milhões.

Bairros da cidade onde a coleta é feita às segundas, quartas e sextas, durante o dia – como é o caso do Bom Jesus, Pires de Andrade, IV Centenário, Vila Pinheiro, Maria Silveira, Santo Expedito, Arapuã, Alvorada, Pedro Nogueira e JACB, entre outros – serão os primeiros a sentir os efeitos da paralisação. No centro, a coleta é feita diariamente, à noite.

De seu lado, a cúpula da Prefeitura começou a semana reunida no gabinete do prefeito Pedro Callado, para analisar o caso. Segundo informações obtidas pelo blog, o prefeito está disposto a ceder às pressões da empresa e promete endurecer o jogo. A Prefeitura garante que vai acionar a empresa na justiça, por quebra de contrato.

A Secretaria de Obras já estaria se movimentando para, se for o caso, assumir a coleta de lixo. “Nós vamos ter que improvisar, sacrificar outros setores, mas a população não pode sofrer as consequências desse problema entre a empresa e a Prefeitura“, garantiu um assessor do prefeito.

A mesma fonte garante que a Prefeitura não está pagando a empresa por conta de diferenças apuradas na medição dos serviços. Desde que o novo prefeito assumiu, a Prefeitura destacou um servidor para fiscalizar a varrição feita pela Proposta. “A quantidade de quilômetros de varrição que a empresa está cobrando supera em muito a quantidade que nós apuramos através da nossa fiscalização”, disse o assessor de Callado.

Os problemas, porém, não estariam apenas na varrição. “Em novembro, por exemplo, a empresa apresentou alguns tíquetes de pesagem onde um mesmo caminhão foi pesado duas vezes num intervalo de vinte minutos, o que seria impossível. Enquanto isso não ficar devidamente esclarecido, nós não vamos pagar a empresa“, ressaltou o assessor.

O blog tentou apurar se a Proposta foi comunicada a respeito dos problemas apontados pela Prefeitura em suas medições, mas um funcionário da empresa disse desconhecer o assunto. Ele garante, porém, que os serviços estão sendo executados de acordo com o contrato.

A Prefeitura deverá emitir uma nota de esclarecimento nas próximas horas.

JORNAL DE JALES: ANDRÉ MACETÃO DIZ QUE VAI À JUSTIÇA PARA RECUPERAR MANDATO CASSADO

DSC02400O Jornal de Jales deste domingo também dedicou a manchete principal à cassação do mandato do vereador André Macetão. O vereador cassado – que não quis se pronunciar na quarta-feira, logo após a sessão de julgamento – confirmou, na sexta-feira, que vai recorrer à justiça alegando que não teve direito à defesa no Conselho de Ética. Macetão está alegando, também, que seu julgamento deveria ter ocorrido em uma sessão normal e não em uma sessão extraordinária.

A Facip 2015, encerrada no domingo passado, também mereceu destaque no JJ. O jornal informa que, ao contrário de todas as previsões que apontavam recorde de público para a apresentação de Ivete Sangalo, os campeões de bilheteria da Facip foi a dupla de cantantes Munhoz e Juliano. Ainda de acordo com o JJ, o público para o show dos pintassilgos Henrique e Mariano também ficou abaixo da expectativa.

A Festa do Motorista, prevista para julho; os preparativos para a decoração de Natal; a operação da Polícia Federal, que prendeu três golpistas em Jales, e a história do comerciante e esportista Marino Manela, responsável pela primeira fase áurea do basquetebol jalesense, são outros assuntos do Jornal de Jales deste domingo.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está comentando que os radialistas e jornalistas que cobriram a sessão de cassação de André Macetão, na quarta-feira, ficaram sem entender por que o vereador e seu irmão, o ex-vereador Henrique Macetão, permaneceram sorrindo quase que o tempo todo, inclusive quando se preparavam para uma entrevista à TV Tem.

NO PARANÁ, PROFESSORES REINICIAM GREVE CONTRA CONFISCO PLANEJADO POR TUCANO

images_cms-image-000431061

Professores paranaenses aprovaram, neste sábado, uma nova greve. Eles protestam contra uma medida do governador Beto Richa, do PSDB, que pretende tapar um rombo na previdência dos servidores com um desconto nos salários dos profissionais da educação.

Na greve anterior, mais de 40 mil pessoas protestaram diante da Assembleia Legislativa do Paraná, contra o confisco. Agora, Richa decidiu se precaver e mandou cercar, a partir deste sábado, o centro cívico de Curitiba. Mais de mil policiais já fazem um cordão de isolamento para garantir que a medida seja votada na segunda-feira. A notícia é do blog do Esmael

Cerca de cinco mil professores e funcionários de escolas decidiram durante assembleia extraordinária da APP-Sindicato, neste sábado (25), em Londrina, retomar a greve nas 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná.

Os educadores haviam suspendido a paralisação em 9 de março, depois de um mês de greve, diante de carta-compromisso assinada pelo governo Beto Richa com aval do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR).

O principal motivo da retomada da greve tem como objetivo barrar o confisco do fundo previdenciário, em regime de urgência, que será votado nesta semana pela Assembleia Legislativa do Paraná. O governo tucano pretende aprovar o PL 252/15 que lhe possibilita descapitalizar anualmente a Paranáprevidência em até R$ 2 bilhões.

A APP-Sindicato entende que sem o fundo previdenciário, no futuro, constitucionalmente, o tesouro do governo do estado terá de arcar com aposentadorias e pensões. Isto representaria um risco para o plano de cargos e salários de todos os servidores paranaenses.

Além dos trabalhadores da educação básica, professores e funcionários das universidades estaduais também estão em greve por tempo indeterminado, bem como servidores de outros órgãos da administração pública paranaense.

Os educadores, lideranças sindicais e deputados presentes na assembleia de Londrina criticaram veementemente o cerco planejado pelo governo Richa contra a manifestação prevista para a semana que vem.

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, classificou a mobilização policial no Centro Cívico como “coisa de ditaduras, de regimes autoritários, que não se coaduna com o Estado Democrático de Direito”, lamentou.

O dirigente do magistério também acusou o governo do estado de romper acordo com a categoria, avalizado pelo Tribunal de Justiça do Paraná, que suspendeu a greve de março. “O governo se comprometeu a esgotar o debate sobre a previdência”, pontuou o dirigente sindical.

A APP-Sindicato aprovou “assembleia permanente” durante a paralisação contra a votação do projeto que confisca a poupança previdenciária dos servidores.

SEM RECEBER HÁ SEIS MESES, EMPRESA AMEAÇA PARALISAR COLETA DO LIXO EM JALES

DSC02393

Jales poderá ficar sem os serviços de varrição e coleta de lixo a partir de segunda-feira. A Proposta Ltda, encarregada dos serviços, já protocolou uma notificação prévia junto à Prefeitura, avisando que os serviços deverão ser paralisados, por falta de pagamento. Os funcionários da empresa também já foram avisados sobre a paralisação.

Segundo consta, o atraso nos pagamentos, por parte da Prefeitura de Jales, já chega a seis meses. A dívida já beira os R$ 2 milhões e deverá aumentar daqui a alguns dias, quando terminar o mês de abril e a empresa fechar mais uma medição, completando sete meses de atraso.

Apesar de não receber da Prefeitura, a empresa vem mantendo os salários dos seus 65 funcionários “em dia”. Por sinal, entre os funcionários da Proposta o clima é de tensão, em função da expectativa com a troca da empresa responsável pela limpeza urbana.

Há indícios de que a nova contratada, a Macchione Ltda, de Catanduva, pretende manter a mesma quantidade de varredoras e diminuir para apenas três o número de coletores em cada caminhão (atualmente, são quatro). Ou seja, o que já não estava bom poderá ficar pior.

A TRIBUNA: A DENGUE PODERÁ EXPLODIR EM JALES, NOS PRÓXIMOS DIAS

DSC02394O jornal A Tribuna deste final de semana destaca a cassação do mandato do vereador André Macetão, que, segundo parecer final do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Jales, teria infringido pelo menos 11 proibições do Código de Ética dos vereadores. Macetão será substituído pelo suplente Fagner Pelarini, o Nenê do Pet Shop, que tomará posse na sessão da próxima segunda-feira.

O jornal traz, também, matéria sobre a final do rodeio da Facip 2015, que teve como ganhadores os peões Rafael Gobato Ferreira (cavalos) e Márcio Costa de Araújo (touros). Rafael, de apenas 19 anos, é de Jales e ganhou o seu primeiro carro como peão profissional. Já Márcio Costa, que  montou cinco touros durante o torneio e não caiu de nenhum deles, é de Tangará da Serra(MT).

A situação da dengue em Jales, que já contabiliza mais de 1.500 notificações; os números da geração de empregos em Jales; o aumento na arrecadação da nossa Prefeitura com o repasse do ICMS; e a entrevista que a presidente da ONG Amigo Bicho, Vivi Vieri, concedeu ao repórter Alexandre “Carioca” Ribeiro, são outros assuntos desta edição de A Tribuna.

Em sua crônica, o blogueiro Hélio Consolaro fala dos tempos em que morava em Rosana(SP) e ouvia Odair José. Já o artigo da Taísa Selis, a filha do meu amigo Pintinho, fala sobre as lutas dos professores. No caderno social, a coluna do Douglas Zílio ganhou uma página a mais e traz as melhores fotos da Facip 2015.

CACHORRO É ATENDIDO EM UPA NO LITORAL DE SÃO PAULO

A notícia é do Diário de Pernambuco:

cachorro-20150422193127336454uA foto de um cachorro recebendo soro em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) causou polêmica nas redes sociais. O caso aconteceu em Guarujá, São Paulo, e mostra um cão recebendo atendimento médico utilizando o mesmo equipamento usado para aplicar soro nos pacientes.

De acordo a administração da prefeitura de Guarujá, o atendimento aconteceu na noite do último dia 11 e foi feito por um plantonista da unidade que se comoveu com a situação do cão, que estaria bastante debilitado na porta do hospital.

Pessoas que estavam no local afirmaram que o cachorro não possuia condições de saúde para ser remanejado para um hospital veterinário.

Os plantonistas da UPA se comoveram com o estado do cão e trataram de hidratar o animal até que ele tivesse forças para ser retirado do local. Além do soro, o cachorrrinho também recebeu alimentação adequada e remédio para carrapato.

Após o atendimento, o cachorro foi acolhido no Canil Municipal São Lázaro mas, segundo os responsáveis pelo local, acabou fugindo alguns dias depois.

1 2 3 4 5 14