Arquivos mensais: Março 2017

PROPRIETÁRIO DE FARMÁCIA ALERTA POPULAÇÃO SOBRE POSSÍVEL GOLPE

farmácia shalom2

Pessoa de boa aparência estaria visitando residências em Jales, dizendo-se representante da Farmácia Shalom, e vendendo um produto chamado “Ômega 3”. O Betto Mariano, do site A Voz das Cidades, realizou entrevista com o proprietário da farmácia, Luciano Ferreira Nunes, na qual ele desmente que tenha representantes. O vídeo pode ser visto aqui. Abaixo, a notícia postada pelo Betto:

O Proprietário da Farmácia Shalom , Luciano que possui três unidades só em Jales, chamou a reportagem do site A VOZ DAS CIDADES, para alertar que pessoas de Jales e região podem estar sendo vítimas de um Produto (Omega 3), vendido nas portas das residências usando o nome da Farmácia Shalom.

Luciano adverte que a Farmácia Shalom, NÃO faz vendas de remédios ou de qualquer outro produto, e que se algum morador receber algum vendedor desse produto usando o nome da Farmácia Shalom deve chamar a Polícia.

ELE TEM R$ 2,5 MILHÕES NA SUIÇA, MAS NÃO SABE COMO O DINHEIRO FOI PARAR EM SUA CONTA

images-c-45-c455b73caa78801efa329aa51c5143940367d845

Estou pensando em abrir uma conta na Suíça para ver se tenho a mesma sorte. De repente, uma alma caridosa resolve me presentear com alguns dólares e eu preciso estar com a conta aberta. A notícia é do jornal O Globo:

O ex-ministro e ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) reconheceu, em defesa apresentada à Justiça Federal de Brasília, que usou um escritório de advocacia uruguaio para abrir uma conta na Suíça em 2008. Admitiu também que é formalmente o beneficiário da conta. Mas, argumentou que, por motivos burocráticos, não conseguiu movimentá-la e preferiu deixá-la inativa. Assim, alegou que os US$ 832.975,98 depositados na conta — e que segundo a Procuradoria Geral da República (PGR) era dinheiro de propina — foram movimentados por terceiros, sem seu conhecimento.

Após ser envolvido em uma série de acusações na Operação Lava-Jato, o então ministro do Turismo, pediu demissão em junho do ano passado.

Os valores — que equivalem a R$ 2.573.895 no câmbio de hoje — foram depositados em três datas diferentes: 5 de outubro, 18 de novembro e 8 de dezembro de 2011. Segundo a PGR, trata-se de propina paga pela empreiteira Carioca Engenharia com o objetivo de liberar recursos do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal. O dinheiro serviria para o financiamento de obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro.

“É importante ressaltar que a utilização indevida da citada conta bancária e os depósitos acima mencionados jamais foram de conhecimento do acusado”, diz trecho de um documento assinado pelos advogados Marcelo Leal e Luiz Eduardo Ruas do Monte e que integra uma ação penal na Justiça Federal de Brasília.

Henrique Eduardo Alves(PMDB) foi um dos primeiros políticos a trair a presidente eleita Dilma Rousseff e aderir ao golpe parlamentar de 2016. Ex-presidente da Câmara, ele é um dos mais antigos aliados de Michel Temer e foi seu ministro do Turismo.

ENTIDADE PATRONAL DA AGRICULTURA DE SP FAVORECE PRESIDENTE E FILHOS

Deu na Folha de S.Paulo:

Sob o mesmo comando há quatro décadas, a Faesp (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo) vem sendo utilizada para atender aos interesses dos cinco filhos de seu presidente, Fábio Meirelles, 88, deputado federal pelo então PDS de 1991 a 1995.

Representante de empresários rurais do Estado, a Faesp é bancada principalmente pela contribuição sindical obrigatória. Em 2016, o repasse foi de R$ 16 milhões.

Meirelles comanda ainda o conselho do Senar-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), mantido pelo chamado “sistema S”, também sustentado com contribuições compulsórias recolhidas pelas empresas. O Senar-SP recebeu em 2015, segundo o Tribunal de Contas da União, R$ 119,3 milhões.

Procurada pela Folha, a Faesp não respondeu às perguntas da reportagem.

FAMÍLIA

Para fazer a cobrança administrativa de empresários e proprietários rurais que não pagaram a contribuição sindical espontaneamente, a Faesp contratou a empresa Connect, que pertence a uma filha do presidente da federação, Telma Meirelles.

O contrato entre a Faesp e a Connect, obtido pela Folha, mostra que desde 2001 a empresa recebe, para enviar as guias de cobrança, 15% do imposto dos contribuintes.

O percentual é superior ao que a Faesp paga a advogados para receber os atrasados pela via judicial (12,5%).

Leia a notícia na íntegra no site da Folha de S. Paulo

LEILÃO DA SANTA CASA ACONTECE NO PRÓXIMO MÊS

SANTA CASA 3611

A notícia é da assessoria de Comunicação da Santa Casa:

Falta pouco mais de um mês para o 9º Grande Leilão de Gado em prol da Santa Casa de Jales que será realizado no dia 09 de abril de 2017 no Comboio.

A equipe de voluntários do leilão está em busca de doações de gado, prenda ou dinheiro juntamente com o setor de Captação de Recursos do hospital que está trabalhando para que seja mais um sucesso de público e arrecadações.

Esse será o primeiro evento de 2017 realizado pela instituição e tem como intuito angariar dinheiro para custeios da Santa Casa, que está passando por um momento difícil e não consegue fechar as contas.

“O leilão é um dos eventos mais grandiosos realizados pelo hospital e conta com a importante participação dos voluntários. Gostaríamos de pedir a parceria de todos para que compareçam e prestigie esse encontro de solidariedade”, destacou o provedor, Junior Ferreira.

No leilão será comercializado bebidas e também comida como espeto de carne e pão com carne moída em um preço acessível. A proposta é atrair famílias para participar do leilão e assim contribuir ainda mais com a instituição.

Os interessados em contribuir com a doação de gado, dinheiro ou prenda, devem entrar em contato pelos telefones (17) 3622-5003 ou 99704-2727.

HOSPITAL DE CÂNCER REALIZOU BAILE DE CARNAVAL PARA PACIENTES E COLABORADORES

HC-Carnaval

A notícia é da assessoria de imprensa do Hospital de Câncer:

Na quarta feira da semana passada, 22 de fevereiro, foi realizado um baile de carnaval para os pacientes do Hospital de Câncer de Barretos – Unidade Jales, organizado pelo Grupo de Trabalho Humanizado (GTH). A festa trouxe ao ambiente hospitalar grande alegria com decoração carnavalesca.

Os presentes contaram com pipoca, sorvete e músicas de carnaval, tais como “Mamãe eu quero”, “Taí, eu fiz tudo pra você gostar de mim”, entre outras marchinhas famosas.

Para a acompanhante Silvana Souza Felix a diversão foi garantida. “Eu achei uma ótima forma de distração e integração. Tem muitas pessoas que se se sentem acuadas e tímidas. Com o projeto nós pudemos conhecer outros pacientes e inclusive a própria equipe responsável pelo tratamento dos pacientes. Estão todos de parabéns.”, relatou a moradora de Santa Helena do Goiás.

A gerente administrativa, Camila Venturini, explica que “Essas ações estão na programação do GTH e visa contribuir com a autoestima dos nossos pacientes, levando em consideração que o Carnaval traz alegria, comunhão com as pessoas, diversão, dança e música”.

Para os idealizadores do projeto, o GTH, o resultado da iniciativa é muito gratificante. “Foi maravilhoso ver a integração dos pacientes e dos nossos colaboradores, eles realmente entraram no clima”, ressaltou a enfermeira da Qualidade e da Educação Continuada Priscila Miranda.

“O Baile de Carnaval foi à continuidade do projeto de produção de máscaras, que foi realizado durante o mês de fevereiro. As peças produzidas ficaram realmente lindas, tanto as que foram usadas pelos pacientes quanto as que foram utilizadas na decoração do espaço.”, finalizou Priscila.

A festa só se tornou possível graças aos doadores que sempre nos ajudam. Em especial à Aracini Salles Gonçalves, da Sorveteria 0 Grau, que doou os sorvetes, o Riva da Loja Vira Festa, que doou confetes e serpentinas, as voluntárias Betinha e Alda Viera, que estouraram a pipoca e ajudaram na decoração e à AVCC, que contribuiu com a doação dos saquinhos de pipoca, colares, o som que foi comando pelo voluntário César Lima e as voluntárias que cantaram marchinhas de Carnaval.

JUIZ DE JALES É ALVO DE PROCESSO POR ENTREVISTA

Vou me dispensar de maiores comentários, mas é lamentável que a Justiça se ocupe em punir um juiz por uma entrevista. A notícia é do site Consultor Jurídico:

A pedido da Telefônica, o Tribunal de Justiça de São Paulo abriu processo administrativo disciplinar contra um juiz que criticou a privatização no Brasil e defendeu, em entrevista à imprensa, o “direito do povo (…) contra serviços públicos mal prestados por grandes bancos e grandes corporações econômicas”, citando inclusive palavras do papa Francisco em favor dos pobres e doentes, “àqueles que muitas vezes são desprezados e esquecidos”.

O juiz Fernando Antonio de Lima, da Vara do Juizado Cível e Criminal de Jales (SP), concedeu entrevista a um jornal do município em maio de 2015. Ele declarou que, no ano anterior, o juizado havia mandado empresas repassarem “mais de R$ 14 milhões para a população da comarca”, valor “que movimenta a nossa economia, com distribuição de renda”.

Para o Órgão Especial da corte, que reúne 25 desembargadores, a manifestação — mesmo tendo sido publicada apenas uma vez — possivelmente colocou o representante do Judiciário como “autêntico promotor de distribuidor de rendas” e impulsionou a litigância na comarca ao demonstrar parcialidade e pré-disposição de condenar. O colegiado rejeitou a defesa prévia no dia 22 de fevereiro e ainda analisará o mérito, com eventual sanção disciplinar.

Embora Lima tenha alegado liberdade de expressão, entre outros argumentos, o relator e corregedor-geral da Justiça, Manoel Pereira Calças, afirmou que o problema foi ter abordado atividades jurisdicionais. “Quando [um juiz] é procurado pela imprensa local para uma entrevista na condição de titular da vara, não é procurado como cidadão comum.”

O presidente do TJ-SP, Paulo Dimas Mascaretti, considerou “drástico” abrir PAD por uma entrevista, mesmo que a conduta do titular do juizado tenha sido “infeliz”. “É o caso de orientar o magistrado a evitar esse tipo de exposição (…) Temos visto todos os dias juízes, desembargadores e ministros usando não só a imprensa, mas as redes sociais e os mais variados mecanismos de difusão, para manifestar suas opiniões.”

O desembargador Antonio Carlos Malheiros também votou contra a abertura do processo, em voto divergente, mas o placar geral foi favorável à tese do corregedor.

A notícia completa do site Conjur, incluindo a argumentação da defesa do juiz Fernando Antônio de Lima, pode ser lida aqui.

TIAGO ABRA QUESTIONA FLÁ SOBRE NOMEAÇÕES EM CARGOS DE CONFIANÇA

Câmara foto 10- Abra

O vereador Tiago Abra(PP), tudo indica, está mesmo disposto a ser uma voz dissonante na Câmara, colocando-se como oposição ao prefeito Flá.

Na sessão do dia 20 de fevereiro, ele questionou o prefeito sobre a situação do contador José Carlos Roda, o Zé Rodinha, que, apesar de não ter cargo na Prefeitura, ainda estaria dando pitacos na Secretaria de Fazenda. 

O vereador anda suspeitando, também, que o prefeito – não obstante o discurso de contenção de gastos – teria nomeado assessores para cargos que estavam vagos nos tempos de Callado. Por isso, Abra está querendo saber os nomes de todos os nomeados a partir do dia 1º de janeiro. 

A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara:

O Requerimento de Nº 13/2017, de autoria do vereador Tiago Abra, foi apresentado em plenário na última Sessão Ordinária.

No documento, o vereador solicitou que o Poder Executivo envie à Câmara cópias de todas as portarias referentes à nomeação em cargos em comissão, emitidas de 1º de janeiro de 2017 até o momento.

Abra requereu, ainda, que sejam encaminhados os nomes dos secretários e chefes de gabinetes de todas as Secretarias Municipais.

O Requerimento foi discutido e aprovado por unanimidade em Plenário e encaminhado para a Prefeitura, que tem até 15 dias úteis para enviar resposta ao Legislativo. Os requerimentos e suas respostas ficam disponíveis ao público no site da Câmara Municipal (www.jales.sp.leg.br).

ALUNO DO ‘DOM ARTUR’ É APROVADO NAS PRINCIPAIS UNIVERSIDADES DO PAÍS

william e dilma 2William Zaniboni Silva já foi tema de vários posts aqui neste modesto blog, por conta de sua intimidade com números e suas brilhantes participações em olímpiadas científicas de alcance nacional. Na foto à esquerda, por exemplo, ele aparece ao lado da ex-presidenta Dilma Rousseff, em 2012, recebendo a medalha de ouro da 7ª Olímpiada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP.  

William coleciona mais de 20 medalhas, mas, desta vez, o destaque é por outro motivo: com excelentes notas no ENEM, ele foi credenciado a matricular-se na maioria dos cursos das universidades federais. Foi aprovado ainda na FGV (Matemática Aplicada), UNESP (Engenharia Elétrica), UNICAMP (Engenharia Mecânica) e USP (Engenharia Mecatrônica), curso pelo qual optou.

O detalhe é que William sempre frequentou escola pública. Ele foi aluno da EE “Dom Artur Horthuis”, onde estudou desde a 5ª série do Ensino Fundamental.

1 9 10 11