CORTE DE ENERGIA ELÉTRICA POR FALTA DE PAGAMENTO CAUSA TRANSTORNOS EM CRECHE MUNICIPAL

A EMEI “Antônio Di Bernardo Peres”, que funciona no prédio da extinta Casa da Criança, passou por sérios problemas nesta sexta-feira, com o corte da energia elétrica providenciado pela Elektro, por falta de pagamento de algumas contas, por parte da Prefeitura.

Imaginem os prezados leitores, os transtornos que a falta de energia causou em um local – uma creche – que recebe e cuida de dezenas de crianças com idade entre 01 e 04 anos. As reclamações, hoje de manhã, foram muitas e até o ex-vereador Gilbertão, que não estava em Jales, foi acionado por algumas mães.

Segundo a versão da Prefeitura, a falta de pagamento ocorreu por conta de uma falha para a qual a própria Elektro teria contribuído. A versão diz que as três últimas contas deixaram de ser pagas porque a empresa teria emitido as faturas em nome da Casa da Criança – que não existe mais – e as mesmas acabaram não chegando à Secretaria de Educação.

Ainda de acordo com a versão da Prefeitura, depois de constatada a falha e efetuado o pagamento, a energia elétrica da EMEI foi religada pela Elektro, já no período da tarde.

É de se perguntar: será que a Elektro – tão pouco eficiente quando se trata de resolver os problemas da iluminação pública – não poderia ter tido a sensibilidade de, antes de cortar a energia de uma creche e causar enorme desconforto a dezenas de crianças, procurar a Prefeitura para saber o que estava acontecendo? 

7 comentários

  • é uma vergonha mesmo mesmo essa firminha de energia, e no pontilhão perto do proença a escuridão que é, quem cuida da luz ali a prefeitura ou a firminha?

  • Observador

    FLAZENDA JALLES

  • Rogério

    Pqp a PM não paga as contas e ainda quer ter razão! Isto é uma falta de administração tremenda. Todos nós sabemos que vai mês vem mês as contas básicas de consumo vencem. Tudo que disserem é pura desculpa. É grande incompetência.

  • Injustiçado

    Pede para o Renato Preto pagar a conta e acertar o q dece para Casa da Criança. Pois dece ter ficar rico com o sucesso da festa q realizou.

  • Observador

    FlazendaJalles

  • Cowboy do asfalto

    Por mais que um funcionário da empresa Elektro seja cumpridor de ordens, onde está sua sensibilidade de, numa situação dessas, telefonar para seu superior e expor a situação?
    E o gerente local, o que diz a respeito? Será que ele ou quem autoriza os cortes não sabe que o que existe ou funciona no local?
    Não estou aqui defendendo a prefeitura, pois as contas devem ser pagas em dia, mais vamos e convenhamos, que falta de profissionalismo e amor ao próximo dos funcionários e gestores da Elektro local.

  • Morador Jalesense

    Prefeitura com pagamentos atrasados de fornecedores, paga esse mico com a Elektro, ainda diz que que fará facip em 20018, tenha paciência vamos honrar com nossas responsabilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *