PREFEITO ANTECIPA VENDA DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS

Para quem acompanha este blog, o fato não é supresa. Há muito tempo, venho falando dos planos do prefeito Humberto Parini sobre a Folha de Pagamento dos servidores municipais. Como já foi dito, ele vendeu a Folha em dezembro de 2007 ao Banco Santander, que pagou R$ 4,8 milhões para ficar com as contas dos funcionários da ativa e dos aposentados.

O contrato com o Santander vai até o final deste ano e o correto seria deixar a negociação para o novo prefeito. Ou prefeita. Mas, como o nosso premiado estadista está precisando de dinheiro, a solução é antecipar a venda. Para tanto, ele está publicando no Diário Oficial, de hoje, o aviso de abertura da concorrência para a venda da Folha. Dê só uma espiada:

Aviso de Licitação – Processo 103/12 – Concorrência 07/12. Objeto: Seleção de instituição financeira, mediante concessão onerosa, para ocupar e explorar espaço público, e exclusividade no processamento e pagamento da folha de pagamento, dos servidores ativos, inativos e contratados do Município de Jales e dos aposentados e pensionistas do Instituto Municipal de Previdência Social de Jales – IMPSJ. Data para apresentação das propostas: até às 10h15 do dia 30-08-2012.

A publicação não esclarece, porém, por quanto tempo valerá a venda. Minhas fontes no Paço me disseram – sem muita certeza – que a Folha será vendida por dois anos. Há duas semanas, o prefeito mandou para a Câmara um projeto que permitiria a venda por quatro anos, mas a sessão extraordinária convocada pelo presidente Macetão acabou não sendo realizada por falta de quorum.

Resta saber, agora, se haverá algum Banco interessado em adquirir os direitos sobre a Folha de Pagamento por um prazo tão curto. Além disso, é preciso saber se tem algum Banco disposto a dar dinheiro a um prefeito que está saindo e desagradar ao prefeito – ou prefeita – que está chegando. É possível, porém, que haja, pois Parini não abriria uma concorrência dessas sem ter a certeza de que haveria pelo menos um interessado. Aguardemos!

5 comentários

  • Anônimo

    Banco Itau tinha interesse, mas o parini preferiu licitar

  • Anônimo

    cardosinho até parece que a lei manda alguma coisa…….teve licitação para terceirizar a facip????

    • Nisso o amigo tem razão! Infelizmente, o prefeito que defendia a transparência em tempos de campanha fechou um acordo na calada da noite e “terceirizou” a Facip, sem a necessária concorrência. E o pior é que todo mundo se cala.

      • Jeferson Bancário

        nossa, isso é uma vergonha.
        e pensar que a facip já foi uma das melhores festas de peão do Estado de SP.
        o parini acabou com tudo.
        o correto é utilizar licitação para todo tipo de contratação, de serviços ou produtos, para fins públicos.
        se não fez deve ser punido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *