TEMA DST É DEBATIDO EM ESCOLA DO JARDIM ARAPUÃ

palestra DST

A notícia é da Secretaria de Comunicação:

As doenças sexualmente transmissíveis, o DST, foi tema da palestra realizada no dia 19, na Escola Estadual Profª Sueli da Silveira Marin Batista, no Jardim Arapuã. Foram discutidos com 75 alunos, entre 15 a 17 anos, os tipos de tratamentos, prevenção, as formas de transmissão e contaminação da doença, e também foram esclarecidas as dúvidas dos alunos. 

A palestra foi ministrada pelas enfermeiras Vanessa Martins, do SAE/CTA e Eloá Scrignoli, da ESF Getúlio de Carvalho, que falaram da importância do uso da camisinha para prevenir a contaminação e disseminação das doenças sexualmente transmissíveis. “Estamos seguros de que um dia vocês conhecerão e confiarão no parceiro sexual, mas é importante recordar que o uso de camisinha não é uma questão de desconfiança, é uma questão de saúde e segurança para ambos” comentou Vanessa. 

Sobre a forma de contaminação, as enfermeiras ressaltaram que a doença pode ser provocada por diferentes tipos de agentes infecciosos, como por exemplo, o vírus e as bactérias, sendo transmitido através de relações sexuais, sem o uso de preservativos, e também o uso de seringas não descartáveis e drogas injetáveis.

Elas alertaram que muitas dessas doenças podem não apresentar sintomas e que por isso a contaminação pode acontecer sem o conhecimento dos parceiros. Em casos de presença de feridas, verrugas, corrimento, dor e coceiras durante as relações sexuais, fiquem atentos e procurem um médico no posto de saúde do seu bairro.

5 comentários

  • Omar Pereira da Mota

    Olha só como o mundo da voltas. Em 1987 e 1988, eu era aluno na Escola do Arapuã. Época que a Aids começou a ficar “famosa”, na vida dos brasileiros. Como aluno participei de um trabalho maravilhoso de prevenção as DST, na época, recebemos materiais didáticos e tivemos palestras também. Hoje, estou na Grande São Paulo, precisamente na cidade de Francisco Morato, onde leciono a dez anos na disciplina de história e também atuo na gestão escolar. Tenho um carinho enorme por Jales e em especial pelo bairro do Jardim Arapuã, onde vivi vinte quatro anos de minha vida. Fico feliz de saber que ainda trabalham pelo bem dos nossos jovens em Jales. Sempre acompanho as notícias de Jales por aqui, pois a muito tempo Cardosinho, seu blog é a fonte mais fidedigna de informação que os filhos de Jales que estão longe de casa possuem. Parabéns pelo o trabalho de informação que você nos presta.

  • Pit Bull

    Parabéns palestrantes !!!.

    Iniciativas dessa natureza, é de grande importância para a conscientização dos jovens, pois ainda, há omissão – tabu ou comodismo – de muitos pais neste sentido; mesmo na educação básica dos seus filhos.

  • DESCONTENTE

    Vejo tanta critica quanto ao serviço prestado pela secretaria de planejamento e nunca imaginava que a coisa era tão feia como dizem. Esse cidadão que vos fala foi vitima não sei se da incompetencia ou ma vontade de alguns funcionarios daquela pasta.Fiquei pasmo ,depois de protocolar um pedido de alvara para uma mei,em 18-02-2014,
    e varias visitas para ver se estava pronto, ficar sabendo
    que o mesmo não saiu pois na hora da vistoria não havia ninguem em casa.Quando argumentei que morava só e trabalho durante o dia ,por isso a necessidade ,se possivel , de avisar quanto ao dia e hora da vistoria para que eu aguardasse pelo mesmo,o fiscal simplesmente me disse que não sao obrigados a avisar ninguem .
    Hoje amigo, existe celular,telefone fixo, emaill, correio postale varias outra formas de se comunicar com o cidadão , basta ter boa vontade e responsabilidade naquilo que faz.
    Só tenho dó da prefeita, que com essa assessoria nunca podera prestar um bom serviço ao povo.

  • Rodrigo

    Palestra importantíssima. Essa nossa geração acha que DST é só HIV, se esquecem da Gonorréia, Clamídia, HPV, Herpes, etc. Outros pensam que ninguém mais morre de AIDS e que é só tomar uns comprimidinhos que está tudo bem, não sabem que algumas pessoas não toleram os coqueteis ou desenvolvem complicações por seu uso. Tem que orientar mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *