Arquivos do autor: cardosinho

MPF NOTIFICA PREFEITURA DE FERNANDÓPOLIS E DÁ PRAZO PARA REPASSE DE VERBA

Parece que a situação lá em Fernandópolis não está muito boa para o prefeito Luiz Vilar(DEM). Na semana passada, foram protocoladas duas denúncias na Câmara, envolvendo inclusive suspeitas de falcatruas em licitações. E agora, aparecem outras novidades. Vamos à notícia do portal Região Noroeste:

O MPF (Ministério Público Federal) em Jales notificou a Prefeitura de Fernandópolis e deu prazo de cinco dias para que seja feito o repasse de recursos destinados a AVCC.

O documento assinado pelo procurador Thiago Nobre intima o repasse dos valores atrasados referentes a recursos oriundos de verba federal e a uma subvenção da Sabesp prevista em contrato.

Nobre tomou iniciativa depois de receber ofício resposta da diretoria da AVCC de Fernandópolis onde o presidente da entidade, Adenilton Fernandes, informou os valores dos recursos que deveriam ter entrado no caixa depois de um acordo firmado com administração municipal. 

CLAUDIR ARANDA CONSTRANGE VEREADORES DA COMISSÃO DE JUSTIÇA

Uma ação no mínimo desleal do presidente da Câmara, Claudir Aranda, estaria causando constrangimentos e até aborrecimentos aos vereadores que compõem a Comissão de Justiça e Redação e também a outros vereadores. Encarregada de analisar os projetos que criam os novos estatutos e planos de carreiras dos servidores e dos profissionais do magistério da Secretaria de Educação, a Comissão – formada pelos vereadores Tatinha, Rivelino e Nishimoto – vem sendo pressionada a apressar seu trabalho.

Não bastasse a pressão, que inclui até a entrega de abaixo-assinado, Claudir Aranda cuidou de colocar mais lenha na fogueira: dia desses, ele reuniu alguns funcionários da Educação para dizer que os vereadores da Comissão estariam “segurando” o projeto. E, para confirmar suas palavras, ligou a um servidor da Câmara e, sem que o funcionário soubesse, deixou o telefone no viva-voz para que o pessoal da Educação ouvisse a conversa. O servidor, é claro, confirmou que o projeto estava com a Comissão, até porque era lá que ele tinha que estar mesmo.

Um detalhe: em todas as matérias que envolvem o funcionalismo, os vereadores da Comissão de Justiça costumam ouvir as partes envolvidas e o Sindicato dos Servidores Públicos. Desta vez, não está sendo diferente e Claudir sabe disso. Mas, na ânsia de fazer média, toma atitudes que atropelam o andamento natural das coisas.        

NA TRIBUNA DE DOMINGO: PRESTAÇÃO DE CONTAS DA FACIP 2009 ESTÁ DANDO O QUE FALAR

No jornal A Tribuna, de domingo, os leitores ficarão sabendo o que está acontecendo com a prestação de contas da Facip 2009. Lembram-se da Facip 2009? É aquela que recebeu R$ 600 mil do famigerado Ministério do Turismo e mais R$ 120 mil da Prefeitura de Jales, a título de contrapartida.  

É também aquela que teve dois balancetes. No primeiro, anunciado pelo então presidente Alessandro Ramalho Flausino, registrou-se R$ 139 mil em gastos com publicidade, que, somados a outros R$ 177 mil pagos pela Prefeitura para divulgação da festa, totalizaram R$ 316 mil. No segundo, depois de algumas reuniões na Prefeitura, os gastos com publicidade baixaram para R$ 241 mil, ainda assim uma cifra desproporcional.

Em ambos os balancetes, o lucro foi de quase R$ 140 mil, repartido entre o Hospital de Câncer e a Fundação Masaru Kitayama. A Facip 2009 está sendo investigada pelo Ministério Público, mas, além disso, parece que a prestação de contas está dando uma certa confusão no Ministério do Turismo. Na Tribuna, você ficará sabendo os detalhes desse assunto e de muitos outros.

HOMEM MORTO “TRABALHA” POR UMA SEMANA

O amigo Fausto Kamikawachi me mandou um e-mail com a notícia do New York Times:

Os Gerentes de uma Editora estão tentando descobrir, porque ninguém notou que um dos seus empregados estava morto, sentado à sua mesa há 5 dias. George Turklebaum, 51 anos, que trabalhava como Verificador de Texto numa firma de Nova Iorque há 30 anos, sofreu um ataque cardíaco no andar onde trabalhava (open space, sem divisórias) com outros 23 funcionários.

Ele morreu tranquilamente na segunda-feira, mas ninguém notou até ao sábado seguinte pela manhã, quando um funcionário da limpeza o questionou, porque ainda estava a trabalhar no fim de semana. O seu chefe, Elliot Wachiaski, disse: “O George era sempre o primeiro a chegar todos os dias e o último a sair no final do expediente, ninguém achou estranho que ele estivesse na mesma posição o tempo todo e não dissesse nada. Ele estava sempre envolvido no seu trabalho e fazia-o muito sozinho”. A autópsia revelou que ele estava morto há cinco dias, depois de um ataque cardíaco.

SUGESTÃO: De vez em quando acene para os seus colegas de trabalho. Certifique-se de que eles estão vivos e mostre que você também está!

MORAL DA HISTÓRIA:  “Não trabalhe demais. Ninguém nota mesmo…”

SALÁRIO DE AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE EM PARANAPUÃ É MAIOR QUE EM JALES

Assim como a Prefeitura de Jales, a Prefeitura de Paranapuã está abrindo processo seletivo para contratação de agentes comunitários de saúde. A diferença está no salário. Aqui em Jales, consta que o salário é de R$ 503,44, mas acredito que seja um pouco mais. Já em Paranapuã, o agente comunitário de saúde vai ganhar R$ 750,00 pelas mesmas 40 horas semanais de trabalho.

Para compensar, o processo seletivo de Paranapuã inclui também a contratação de enfermeiros, com salários de R$ 926,62. Aqui em Jales, onde a Prefeitura vai contratar 11 enfermeiros, o salário é um pouco maior: R$ 1.397,00. Da mesma forma, em Jales serão contratados 09 dentistas, com salário de R$ 2.900,72 por 20** horas semanais de trabalho. Em Paranapuã, o dentista aprovado no processo seletivo vai faturar bem menos: R$ 1.300,26. 

**Post Scriptum: A amiga visitante “assistente social” enviou comentário corrigindo um erro do aprendiz de blogueiro. E ela tem razão: ao contrário do que informei acima, no caso dos dentistas aqui de Jales, a jornada de trabalho é de 40 horas semanais. Apenas em Paranapuã é que a jornada é de 20 horas semanais.

PREFEITA DE JANDIRA RETOMA O CARGO E RECEBE FLORES

Flores, fogos de artifício e fanfarra. Isso sim é que é uma volta triunfal! Bem que os correligionários do nosso premiado estadista podiam ter organizado algo parecido. A notícia é do EPTV-Campinas:

A prefeita de Jandira, Anabel Sabatine (PSDB), retomou suas atividades na tarde desta quinta-feira (15) na sede do Executivo do município da Grande São Paulo. Ela foi afastada do cargo por 90 dias após decisão da Câmara Municipal, na terça-feira (13). Nesta quarta-feira (14), o presidente da Câmara, o vereador Wesley Teixeira (PSB), assumiu o cargo de prefeito interinamente. Teixeira informou ao G1 que irá recorrer do mandado que garante a volta de Anabel ao cargo.

O mandado de segurança foi concedido nesta manhã pelo juiz Bruno Cortina Campopiano, da 1ª Vara Distrital de Jandira. A medida tem caráter liminar, ou seja, está sujeita à mudança, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo.

Anabel recebeu flores ao chegar à Prefeitura de Jandira. Tão logo ficaram sabendo da decisão judicial, correligionários de Anabel começaram a organizar a sua volta. Ela foi recebida com fogos de artifício e por uma fanfarra. Funcionários da Prefeitura também festejaram o retorno dela.

Ao reassumir o cargo, ela leu um salmo bíblico e disse que a justiça foi feita. “Não tenho mágoa ou rancor”, disse. Anabel afirmou ainda que pretende ser candidata em 2012.

PROCESSO CONTRA EDMUNDO POR ACIDENTE DE CARRO É EXTINTO

A notícia está no portal da Veja:

O processo contra o ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo, de 40 anos, pelo acidente de carro em dezembro de 1995 que resultou na morte de três pessoas, foi extinto pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. Na decisão, de 9 de setembro, mas publicada apenas nesta quarta-feira no Diário da Justiça Eletrônico, Barbosa declarou extinta a punibilidade devido à prescrição do crime.

O acidente ocorreu depois que o ex-jogador saiu de uma boate, na noite de 2 de dezembro de 1995. Em 1999, acusado de homicídio culposo e lesão corporal, Edmundo foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, mas respondia em liberdade.

Na decisão que extinguiu o processo, o ministro Barbosa afirmou que o prazo de prescrição para o crime era de oito anos. “Ao proceder ao exame dos autos, constato que já transcorreram oito anos entre a última causa interruptiva – qual seja, a publicação da sentença condenatória recorrível – e a data de hoje”, relatou.

Em junho deste ano, Edmundo foi preso em um flat no Itaim Bibi, zona oeste de São Paulo, e levado à 3ª Delegacia Seccional Oeste, em Pinheiros. Ele passou mais de 12 horas em uma cela de seis metros quadrados, sem colchão e janela, mas, no fim do dia, foi beneficiado por um habeas corpus e acabou liberado.

A decisão de prender o ex-jogador, na época, partiu do juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), Eduardo Carvalho de Figueiredo. Já a decisão de soltar Edmundo foi da desembargadora da 6ª Câmara Criminal do TJ-RJ, Rosita Maria de Oliveira, que afirmou ainda caber recurso no processo que corria contra o ex-atleta.

“O ministro reconheceu a prescrição e extinguiu a punibilidade, agora o processo acabou, finalmente. Acabou, não tem mais o que fazer, o processo vai para o arquivo”, afirmou o advogado de Edmundo, Arthur Lavigne Júnior.

CÂMARA RECEBE ABAIXO-ASSINADO DE PROFESSORES DO MUNICÍPIO

(por Roberto Timpurim)

Um grupo formado por aproximadamente cem professores estiveram no Plenário da Câmara de Jales para reivindicar a aprovação do Projeto de Lei nº 05, que institui o Estatuto, Plano de Carreira e a Remuneração dos Profissionais do Magistério Púbico da Educação Básica do Município. 

Após a sessão, os vereadores atenderam o grupo de professores que, na oportunidade, entregou um abaixo assinado com mais de 120 assinaturas, onde os profissionais da educação solicitam a aprovação do referido projeto e que estão de acordo com a adequação proposta pela administração. 

O projeto encontra-se na CCJ – Comissão de Constituição, Justiça, Redação e Legislação Participativa, que é composta pelos vereadores: Presidente Aracy de Oliveira Murari Cardozo(sem partido), vice-presidente Rivelino Rodrigues(PPS) e relator Sérgio Yoshimi Nishimoto(PTB). Segundo os membros da comissão o projeto é complexo e exige tempo para análise e possíveis emendas. 

O presidente da Câmara de Jales, Claudir Aranda, afirmou que o referido projeto terá sua inclusão na ordem do dia da próxima sessão ordinária. “Os prazos previstos no regimento da Casa para a análise e parecer pela CCJ já estão esgotados, portanto, pretendo cumprir o regimento e incluí-lo na pauta para deliberação em plenário”, ressaltou Claudir.

CIRURGIA ESPIRITUAL PODE CURAR GIANECCHINI, AFIRMA MÉDIUM DE FRANCA

A notícia é do EPTV-Franca:

O médium francano João Berbel, 56 anos, confirmou ao EPTV.com ter realizado uma cirurgia espiritual no ator Reynaldo Gianecchini. O atendimento, segundo ele, aconteceu em São Paulo, no Hospital Sírio Libanês, a pedido de amigos e familiares do artista, que há mais de um mês luta contra um câncer linfático.

Uma cirurgia “a distância”, disse o espírita, já tinha sido feita na sede do IMA (Instituto Medicina do Além), existente em Franca desde 2001, por intermédio de parentes. “Familiares pediram a mim e ao doutor Alonso (espírito do médico Ismael Alonso y Alonso). Então foi feito o atendimento lá em São Paulo, no Hospital Sírio Libanês”, afirmou. Além de Reynaldo Gianecchini, João Berbel iniciou o mesmo tratamento com o pai do ator, com câncer no fígado, em março deste ano.

Para o médium, que chega a intermediar mil cirurgias do tipo por mês, às quartas-feiras e sábados, o trabalho pode surtir efeitos positivos no artista. “Pode curar o irmão Reynaldo Gianecchini, assim como tantos outros que já receberam a cura de doutor Alonso e outros espíritos amigos que também atuam nos tratamentos aqui no IMA”.

A cirurgia, explica o médium, ocorre em questão de segundos, em tempo suficiente para a manifestação do além. “Os espíritos desencarnados enxergam de um modo diferente de nós. Quando são chamados, eles atuam muito rápido, pois podem ver e localizar no corpo espiritual com mais detalhes, onde há maior necessidade de tratamento”, disse.

MUNDO ANIMAL: MANDAMOS O JACARÉ EMBORA E AGORA VAMOS RECEBER CAPIVARAS

Vejam só a notícia que nos chega de Bragança Paulista:

A Justiça Federal decidiu o futuro das cerca de 100 capivaras que vivem em regiões urbanas de Bragança Paulista, entre elas o Lago do Taboão. Elas vão ser encaminhadas para uma área do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) em Jales, quase na divisa com Mato Grosso do Sul.

Nos últimos três anos as capivaras moraram no Lago do Taboão, mas agora elas estão de partida. A mudança foi decidida pela Justiça Federal. “A prefeitura quis dar uma solução para este problema tirando os animais de dentro da cidade e devolvendo ao habitat natural delas, alguma floresta, alguma região onde elas possam sobreviver, mas tirando do contato com a população”, disse o representante da Justiça Federal, Luiz Alberto Ribeiro.

A decisão apontou uma área habilitada pelo Ibama que fica em Jales, na região de São José do Rio Preto, para receber as capivaras. A reserva ambiental distante 500 quilômetros de Bragança Paulista deve receber os animais até o fim de novembro. No fim do ano passado, a prefeitura e o Ibama definiram que elas iriam para o Lago do Padres, área que fica há cerca de dois quilômetros do Taboão, mas a remoção não foi feita.

Credito: Reprodução / Rede Vanguarda Cem capivaras vivem espalhadas em cinco pontos urbanos. A prefeitura será responsável pela captura e transporte. Como explica o secretário de Meio Ambiente, Joaquim de Oliveira. “Não é um trabalho rápido, é demorado, porque nós vamos ter que fazer essa captura através de bretes, que são armadilhas onde a gente coloca comidas paras as capivaras. Elas vão tem que se habituar a entrar nesse lugar e quando o bando estiver lá dentro a gente fecha a porta e depois transfere os animais desses bretes para os caminhões que vão transportar para Jales, que é uma reserva mantenedora onde elas vão ficar”.

1 1.053 1.054 1.055 1.056 1.057 1.199