Arquivos do autor: cardosinho

VERGONHA: VEJAM COMO ESTÁ A PRAÇA DO ARAPUÃ

O desleixo da administração Parini para com nossas praças já foi mostrado várias vezes por este blog e por outros meios de comunicação da cidade. A nossa praça mais famosa, onde habitava o jacaré, passou por um processo de “revitalização”, onde gastou-se R$ 180 mil e, ao que parece, ficou pior do que estava. Uma reforma tão vergonhosa que o prefeito nem teve coragem de “inaugurar”. Agora vejam as fotos que me foram enviadas por um amigo. Elas retratam a atual situação da Praça do Arapuã.

 

 

 

 

 

 

 

BLOG DO MURILO POHL: PT DE JALES SE APEQUENA MAIS UMA VEZ

O amigo blogueiro Murilo Pohl publicou post sobre a expulsão deste ex-militante petista e da vereadora Tatinha, cujo inteiro teor reproduzo abaixo. O título do post é “PT decide expulsar militante e vereadora no terceiro mandato consecutivo em Jales”. Vamos ao que ele escreveu:

É triste a informação publicada no blog do Cardosinho.

Várias foram as oportunidades, até hoje, em que divergi e não concordei com as posições explicitadas pela vereadora Tatinha. De forma alguma se pode afirmar uma afinidade constante entre minha forma de ver as coisas e a forma de ver e sentir da vereadora.

Em relação ao Cardosinho não posso dizer o mesmo. Sempre tivemos maior proximidade e afinidade. Embora formem um casal unido, cada um dos dois mantém, também, visões e posturas bastante diversas. Não conheço a intimidade do casal, mas sempre admirei este respeito entre eles, esta construção plural, cheia da tolerância. Exemplo vivo da diversidade cuja ausêcia hoje tantos males traz à nossa sociedade.

No Partido dos Trabalhadores é bastante comum a divergência, a diversidade de olhares, e também de cunho ideológico. Reunem-se no PT, Stalinistas, Trotkistas, Socialistas, Sociais Democratas, Sociais Desenvolvimentistas, e outros. Constantemente essas tendências debatem intensa e vigorosamente até que se construa um olhar majoritário, pelo convencimento ou pelo voto. Esta é uma das características fundantes do PT e essa diversidade é uma das maiores riquezas do Partido.

Quando conheci Tatinha e Cardosinho ela era a única voz do PT na Câmara. O Legislativo tinha uma composição majoritária muito conservadora e alinhada com os interesses da “elite” de Jales. Perseguida que foi por expressar as posições que o Partido construía coletivamente em suas reuniões semanais, Tatinha travou o bom combate. Cardosinho sempre esteve presente como militante contribuindo para o fortalecimento do PT de Jales.

Internamente ao PT pretendo debater, defender um ponto de vista que expressa a divergência em relação a essa decisão. Não concordo com ela. Dado que a decisão é pública, expresso aqui minha discordância com os rumos que se está seguindo. É o meu partido, é a minha Direção Estadual eleita democraticamente. Mas não concordo e vou para este debate interno. Hoje entendo que, mais uma vez, o PT de Jales se apequena. Expulsaram os denunciantes. Já quanto à infidelidade comprovada…por enquanto nada. A luta continua, precisamos contruir novos rumos para o PT. 

MÁRCIA MISTILIDES ASSUME PSDC EM JALES

E a nossa eterna candidata Nice Mistilides não está parada, como acham alguns. Vejam a notícia do site Região Noroeste:

Alcançando mais uma cidade no noroeste paulista o PSDC ( Partido Social Democrata Cristão) chega à cidade de Jales com uma frente política forte e preparada para o pleito de 2012.

O PSDC em Jales será presidido pela gerente regional de relacionamentos da NATURA, Márcia Mistilides Silva e dará suporte à base de apoio de Eunice Mistilides Silva (Nice) PTB, pré-candidata a prefeita em 2012.

Para Márcia Mistilides Silva, a “Chapa Inteligente para Vereadores” proposta pelo PSDC será um marco para o partido na cidade, pois acredita que poderá fazer 2 ou 3 vereadores já na próxima eleição.

Já para o vice presidente estadual do PSDC, o professor Aparecido Claudemir da Silva, ainda este mês mais 3 ou 4 provisórias serão organizadas, entre elas a de Nova Canaã Paulista, onde Alex Fabiano Matushima (Maninho) que é presidente da Câmara de Vereadores e presidente do PSB, deverá deixar a sigla para assumir o comando do PSDC na cidade e ser candidato a prefeito.

RECURSOS DE PARINI ANDAM MAIS UM POUCO EM BRASÍLIA

Ontem, segunda-feira, dia do folclore, a página do Supremo Tribunal Federal (STF) registrou movimento em dois recursos do prefeito Humberto Parini, novidade que, aparentemente, não é boa para o nosso premiado estadista. A primeira movimentação foi no Agravo de Instrumento 692428, aquele que o ministro Joaquim Barbosa julgou “prejudicado”.

Como se sabe, a defesa do prefeito interpôs, no dia 28/06/11, um Agravo Regimental contra  o  despacho do ministro Barbosa e, com base nesse Agravo – que ainda não foi  apreciado – entrou com quatro pedidos de liminar, alegando que a decisão que condenou Parini ainda não transitou em julgado. Pois bem, nessa segunda-feira, o STF registrou que o tal Agravo Regimental se encontra concluso ao relator. E o relator, no caso, é o ministro Joaquim Barbosa, que, se estiver com a coluna em ordem, volta ao trampo no dia 31/08/11.

A segunda movimentação foi na Reclamação 12247, aquela onde o ministro Lewandowisky concedeu a liminar que mantém Parini pendurado ao cargo. A página do STF registra que a juíza da 4a. Vara de Jales, Renata Vilalba Serrano Nunes, encaminhou cópias de alguns documentos ao Supremo. Não sei que documentos são esses, mas a movimentação indica que o processo não está parado como alguns seguidores do prefeito gostariam que estivesse.

E, prá finalizar, a página do Superior Tribunal de Justiça (STJ) também mostra uma pequena movimentação em outro recurso do prefeito Parini, a Medida Cautelar 18328. O recurso está sendo redistribuído para outro relator, uma vez que o ministro Benedito Gonçalves, que tinha sido escolhido para a relatoria, declarou-se “suspeito por motivo de foro íntimo”. Que motivo de foro íntimo seria esse, eu não sei dizer, mas vou tentar descobrir.

DEPOIS DA DEMOLIÇÃO: TERRENO VIRA ESTACIONAMENTO E POEIRA INCOMODA VIZINHOS

A esquina das ruas Dez e Onze, onde ficava a antiga e tradicional residência da família Moraes, recentemente demolida (a casa, não a família), transformou-se num incômodo para os vizinhos. Depois da demolição, nada mais foi feito no local, e muitos motoristas, à falta de vagas para estacionar no centro da cidade, transformaram o terreno numa espécie de estacionamento. Até aí, tudo bem!

O problema é que, com o tempo seco, a poeira levantada do local está infernizando a vida de quem tem comércio ali naquelas redondezas. Lojas de roupas e calçados, farmácias, escritórios, livrarias, etc, sofrem as consequências da falta de providências para isolar o local. Além da poeira, a calçada – como se pode ver na foto acima – foi totalmente destruída, em função do acesso de caminhões ao terreno. Existem relatos de que pessoas já sofreram pequenos acidentes ao passar por aquela “calçada”.

Ouvi dizer que o dono do terreno seria o empresário Irineu Amadeu, o “Cabelim”. Como se trata de uma pessoa de bom senso, acredito que ele já esteja pensando em fazer alguma coisa – como cercar o terreno, por exemplo – para amenizar os problemas causados aos vizinhos. De outra parte, espero que a Prefeitura – a quem cabe fiscalizar e fazer valer o Código de Posturas – também tome as providências que se espera dela. Abaixo, uma foto da época da demolição e outra registrada no domingo.

   

A TRIBUNA: JALES PODE SER PARTE DO ESCÂNDALO NO TURISMO

Segundo matéria do jornal A Tribuna, de domingo, a revelação de escândalos recentes no Ministério do Turismo pode ter desdobramentos em Jales, nos próximos dias. A matéria, de autoria Paulo Aruca, diz que o procurador da República, Thiago Lacerda Nobre, estaria investigando a aplicação de recursos federais, repassados pelo Ministério do Turismo a algumas prefeituras da nossa região. Tais recursos, oriundos de emendas parlamentares, beneficiaram, principalmente, festas populares, como é o caso da Facip.

Se o procurador Thiago Lacerda está mesmo a fim de investigar a aplicação desses recursos, bem que ele poderia começar pela Facip 2009. Ele poderia, por exemplo, tentar descobrir por onde anda a  gráfica “Editora Brito & Vilela S/C Ltda”, que emitiu uma nota no valor de R$ 20 mil em favor da empresa responsável pela publicidade daquela Facip. A nota, de número 233, serviu para comprovar a “confecção” dos cartazes da festa.

Dois detalhes: o talão de notas da Editora Brito Ltda tinha, no mínimo, uns cinco ou seis anos de uso, o que não é nada normal. E, procurada no endereço que consta do talão e da ficha do CNPJ – Rua São Paulo, 1726, Centro, Fernandópolis – a empresa não foi encontrada. Mas essa é apenas a ponta do iceberg

PARINI RESOLVE INVESTIR EM PUBLICIDADE

Parece que o prefeito Humberto Parini resolveu dar uma melhorada em sua imagem. E quando se trata de tentar uma melhora na imagem, nada melhor do que uma boa publicidade televisiva, principalmente no horário da novela. É bem verdade que, segundo o Jornal de Jales deste domingo, uma emissora de TV regional relutou em botar a peça publicitária no ar, e, por precaução, só o fez depois que a Prefeitura providenciou um empenho prévio do valor contratado. Parece que esse pessoal da TV sabe com quem está tratando!

As inserções começaram a ser veiculadas no dia 18 e, segundo informações,  estarão no ar até o dia 31 de agosto. Caso o prezado visitante do blog ainda não tenha visto a propaganda com as obras do estadista na TV, basta dar uma espiada no vídeo abaixo:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

COM PT NO PODER, A HISTÓRIA SE REPETE EM CAMPINAS

Reparem como o último trecho da notícia tem tudo a ver com Jales. Deu no portal RAC, de Campinas:

Depois de sete anos, o PT tem a chance de retornar ao governo de Campinas após a administração considerada desastrosa da ex-prefeita petista Izalene Tiene. Demétrio Vilagra assumirá o Palácio dos Jequitibás em circunstâncias parecidas com as de sua antecessora petista, que se tornou prefeita de Campinas após o assassinato do então prefeito Antonio da Costa Santos, em setembro de 2001 — Izalene era a vice.

Assim como Izalene, Demétrio vai tomar o poder de Campinas no lugar de um prefeito eleito sob considerável aprovação popular. Hélio de Oliveira Santos (PDT), prefeito cassado pelos vereadores na madrugada de sábado, foi reeleito em primeiro turno em 2008 e sua administração, até a instalação da crise política e das denúncias de corrupção, era considerada uma das melhores de Campinas.

O governo Izalene foi marcado pela caótica revitalização da Rua 13 de Maio. A obra foi interrompida depois da desistência da empresa contratada, ficou parada durante sete meses, irritou comerciantes pela queda nas vendas de Natal e foi finalizada somente na gestão Hélio.

Como se vê, esse lance de revitalização não é o forte do PT. Mas, pelo menos lá em Campinas a obra já foi finalizada. Por um prefeito do PDT.

PT DECIDE EXPULSAR VEREADORA TATINHA E APRENDIZ DE BLOGUEIRO

O diretório estadual do PT reuniu-se no sábado, em São Paulo, e segundo minhas fontes, decidiu expulsar a vereadora Tatinha e este aprendiz de blogueiro de seus quadros. Bom, pelo menos fomos expulsos em boa companhia: na mesma reunião, meus quase ex-companheiros deram cartão vermelho também ao vereador Leozildo Barros, de Franco da Rocha(SP), que, no início deste mês, matou outro vereador durante uma romaria. O vereador morto era do PV. E dizem que o desentendimento foi por causa de mulher. Menos mal!

Voltando ao nosso caso – meu e da vereadora Tatinha – pelo que fiquei sabendo estamos sendo acusados de “fazer o jogo do PSDB” e também de estarmos desconstruindo a imagem do PT na região. Era só o que nos faltava:  viramos tucanos! O prédio da foto lá de cima, com a propaganda da tucana Analice Fernandes, é onde fica a vivenda do casal Parini, mas eu e a vereadora é que estamos fazendo o jogo do PSDB.

Desde que Parini assumiu o governo municipal, a votação dos candidatos petistas à Câmara Federal caiu de 5.289 votos em 2002, para míseros 1.770 votos em 2010. Jales, sob administração petista, foi a cidade da região onde a presidenta Dilma teve, percentualmente, menos votos. O prefeito Parini e alguns de seus sabujos deram uma grande contribuição para essa queda do PT em Jales. Mas a direção estadual do PT concluiu que este aprendiz de blogueiro e a vereadora é que estão prejudicando a imagem do partido.

Claro que essa foi uma pequena vingança do premiado estadista, a qual teve também a imprescindível co-autoria do PT local. O meu amigo Ismael Tonholli – a quem o prefeito e a primeira-dama conhecem muito bem  – me disse, certa vez, que as coisas acontecem na vida da gente para melhorá-la. Mesmo quando essas coisas são, aparentemente, ruins. Então, que seja feita a vontade do PT! E do estadista!

JORNAL DE JALES: PAC 2 DE DILMA IGNORA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DO PT

No Jornal de Jales desse domingo, a coluna Contexto, escrita pelo jornalista Deonel Rosa Júnior, faz uma oportuna reflexão sobre o fato de Jales, administrada pelo PT, estar “esquecida” pelo governo petista da presidenta Dilma. Vamos a alguns trechos do que foi escrito pelo analista:

Como se sabe, a presidente esteve em São José do Rio Preto para entregar 1.993 casas do programa “Minha casa, minha vida” e liberar R$ 122 milhões em obras para municípios da região.

Curiosamente, entre os municípios beneficiados com obras do PAC 2 estão Rio Preto (R$ 62 milhões e 500 mil), Barretos (R$ 15 milhões e 500 mil), Catanduva (R$ 25 milhões e 400 mil), Olímpia (R$ 13 milhões e 500 mil) e Tanabi (R$ 5 milhões e 900 mil).

Mais estranho ainda é que Rio Preto é governada pelo PSB, Barretos pelo PTB, catanduva pelo PSDB e Olímpia pelo DEM. O prefeito de Tanabi está sem partido, mas também era do DEM.

Ou seja, Jales, o único município governado pelo PT em uma distância de 300 quilômetros, de Araraquara até Rubinéia, ficou fora da distribuição do pacote presidencial de bondades, o que é absolutamente incompatível com o histórico partidário do prefeito e importância do partido em nível regional.

E por aí vai…

Para o respeitável jornalista, o problema está no governo petista da presidenta Dilma, que não se sensibiliza, entre outras coisas, com a trajetória política do atual prefeito. Com todo o respeito à opinião do Deonel e com o conhecimento de quem viu a administração por dentro, vou me permitir um reparo à brilhante análise do jornalista: o problema, em verdade, não está no governo Dilma, mas na incompetência e na falta de vontade política do prefeito.

O ex-presidente Lula cansou de dizer que o governo federal tem dinheiro sobrando, mas, para ganhar uma fatia do bolo, as prefeituras precisam apresentar bons projetos. E vocês sabem quem planeja, pensa, ou faz projetos na Prefeitura de Jales? Ninguém! Então, como esperar que a presidenta Dilma libere dinheiro para nossa cidade?

O único projeto que o prefeito conseguiu “pensar” (a idéia original é do Marçal), nesses anos todos, foi o dos viadutos, mas falta-lhe a vontade política para correr atrás. E, pelo jeito, falta-lhe também tempo, já que o prefeito, nos últimos anos, vem se dedicando praticamente em tempo integral à salvação de sua própria pele.     

1 1.098 1.099 1.100 1.101 1.102 1.233