Arquivos do autor: cardosinho

A ONDA É PROTESTAR: DEPOIS DA TIA, ATÉ O PREFEITO ADERE A UM PROTESTO

É prá acabar com o pequi do Goiás! Acabo de ler no jornal Diário de Votuporanga que, na sexta-feira, o gabinete do prefeito Humberto Parini foi palco de uma reunião conspiratória. E a conspiração já tem local, data e horário marcados: será no km 580 da Euclides da Cunha (próximo ao trevo da Água Vermelha), dia 01 de março, a partir das 09 horas e sem horário prá terminar.

 Segundo a notícia, estiveram reunidos o nosso proativo prefeito Parini, também presidente da falecida AMOP, mais um senhor chamado Alberto César de Caires, prefeito de Alvares Florence e presidente da AMA, e o ex-prefeito de Valentim Gentil, Liberato Rocha Caldeira, que, atualmente, ocupa a presidência de uma tal de Frente Nacional de Produção. Além das mencionadas entidades “fantasmas”, a reunião teve também a participação do Sindicato dos Caminhoneiros da Região Noroeste, representado por seu presidente, senhor Sérgio Barsalobre. Como se vê, só ficou faltando a Sula Miranda.

E o que decidiram os quatro mosqueteiros? Se a notícia estiver correta, eles decidiram fazer um protesto com o pomposo nome de “Mobilização Regional Em Favor do Imediato Início das Obras de Duplicação da Rodovia Euclides da Cunha“, que inclui a paralisação da rodovia no trecho acima mencionado. É isso mesmo! Enquanto alguns prefeitos e entidades da região, buscam informações e tentam o diálogo, o quarteto fantástico planeja uma sublevação. Com certeza, o Alckmin já deve estar perdendo o sono!  

De qualquer forma, pelo menos agora a Tia não vai poder reclamar do Parini: se a tal paralisação realmente acontecer, o restaurante Fogão de Lenha e também o Sucos Coutinho vão faturar alto no dia primeiro de março.

Em Tempo: O amigo José Luiz mandou comentário, que pode ser lido aí embaixo, corrigindo o nome da entidade presidida pelo ex-prefeito de Valentim Gentil, Liberato Rocha Caldeira. O nome correto é Frente Nacional de Prefeitos, e não Frente Nacional de Produção, conforme foi grafado na matéria do Diário de Votuporanga e estupidamente “engolido” por este aprendiz de blogueiro. Se não me falha a memória, essa FNP é uma entidade que, em 2009, queria receber uma verbazinha mensal da Prefeitura de Jales, mas teve suas intenções abortadas pela Câmara.

MULHERES FAZEM ENSAIOS SENSUAIS PARA APIMENTAR A RELAÇÃO COM MARIDOS

Deu no jornal carioca Extra, edição de hoje:

Roupas, relógios, gravatas, jantar à luz de velas. Enquanto essas lembranças vêm caindo em desuso, cada vez mais as esposas optam por presentear os maridos com pacotes de fotos sensuais. Os estúdios, que antes investiam apenas em editoriais de moda e books de artistas, agora também lucram presenteando os maridos. 

No caso de Lidyane Farcha, de 23 anos, a escolha por presentear o marido com um desses álbuns de fotos foi tomada com entusiasmo. Com pinta de modelo, a dona de casa faz caras e bocas para as câmeras do fotógrafo Alexandre Xandero, de 38 anos. No estúdio dele, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, os pacotes não passam de R$ 700, com variadas opções de pagamento. Em seis meses, ele já fez mais de 90 books sensuais, mesmo só divulgando o trabalho pelo site do estúdio. 

— Compro fantasias, vou a sexy shop. Faço tudo para sair da rotina no casamento. Não podemos deixar a relação esfriar! — diz Lidyane. 

— As clientes vêem nesses books uma maneira de se autofirmar, de mostrar que ainda estão com tudo em cima. Já tive até casos de mulheres que depois que fizeram as fotos conseguiram reatar com os maridos — conta Xandero.

POETAS E COMPOSITORES

Lembram-se da rua “Carlos Drumond de Andrade”, essa mesma aí da foto, que já foi tema para um post deste aprendiz de blogueiro? Pois bem, na primeira sessão ordinária da Câmara, prevista para a próxima segunda-feira, o vereador Luís Especiato vai estar apresentando uma indicação ao prefeito Humberto Parini, solicitando que aquela rua, localizada no Jardim Arapuã, seja devidamente recapeada.

Sabem o que significa isso? Significa que a rua “Carlos Drumond de Andrade” vai ser, finalmente, recapeada! O vereador Luís Especiato não dá ponto sem nó. Se ele está pedindo isso ao prefeito Parini, é porque já está tudo mais ou menos certo. E, para que não se diga que ele tem preferência por este ou aquele poeta, Especiato está pedindo também que seja recapeada a rua “Vinícius de Moraes”, igualmente no Jardim Arapuã.

Se não me falha a memória, essa idéia de homenagear nossos grandes poetas, compositores e escritores com nomes de rua, em Jales, foi do “seu” Chico Melfi, quando ele era assessor do ex-prefeito Caparroz. Assim, além dos dois poetas já citados, nós temos também a rua “Ataulfo Alves”, a travessa “Ary Barroso”, a rua “Dias Gomes” e por aí afora. De todos eles, o único que chegou a botar os pés em solo jalesense, foi o poetinha Vinícius de Moraes. Não me lembro exatamente o ano, mas foi no início dos anos setenta, quando ele, mais o Toquinho e a Marília Medaglia fizeram um show no Cine Jales. Além do Toquinho e da Marília, o Vinícius estava acompanhado também por uma de suas últimas esposas (oficialmente foram nove), a baiana Gessy. Quando morreu, uns nove anos depois de ter passado por Jales, Vinícius já estava casado com Gilda Mattoso, o último amor. Foi ela quem, na madrugada de 09 de julho de 1980, encontrou o poetinha caído na banheira, com dificuldades para respirar. Gilda e Toquinho ainda tentaram socorrer, mas Vinícius não resistiu.

RADIOTERAPIA INICIA ATIVIDADES NO HOSPITAL DE CÂNCER DE JALES

Deu no Diário de Barretos, edição de ontem:

Radioterapia no Hospital de Jales vai desafogar fluxo de pacientes em Barretos.

O Serviço de Radioterapia do Hospital de Câncer de Jales inicia suas atividades na próxima segunda-feira. O objetivo da equipe é atender cerca de 100 pacientes que anteriormente dirigiam-se até Barretos para receber o tratamento. “Na unidade de Barretos são atendidos diariamente 500 pacientes e com o acréscimo destes 100, diminuiremos a espera e melhoraremos a questão humana – pois estes pacientes deixarão de viajar cerca de 300 km”, afirma Dr Renato José Affonso, diretor clínico do Hospital.

O serviço de Jales dispõe de um acelerador linear de 6 MV e poderão ser tratados inicialmente pacientes da região – totalizando assim, 92 cidades. Futuramente, com a construção de alojamentos e casas de apoio aos pacientes, este número irá aumentar. Inaugurado em 16 de junho do ano passado, o Hospital de Jales realizou 26.664 atendimentos até o dia 31 de dezembro de 2010 com 4963 pacientes advindos de 165 municípios.

No vídeo, a inauguração da Unidade do Hospital de Câncer, em Jales:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

MANDA QUEM PODE, OBEDECE QUEM TEM JUÍZO

Tudo indica que alguns conhecidos personagens da cena local – transitoriamente no poder – tenham produzido, durante a semana, um daqueles típicos casos em que a emenda acaba ficando pior que o soneto. 

Ontem, pela manhã, um recado me dava conta de que eu receberia uma correspondência da comerciante Adenir Alves de Paula, a Tia, do Restaurante Fogão de Lenha, onde ela pediria desculpas ao prefeito Parini, pelo “protesto” da semana passada. Como foi publicado neste blog e em dois jornais da cidade, a Tia estendeu uma faixa, em frente ao seu restaurante, protestando contra o prefeito e os vereadores, pelo que ela entendia ser um descaso com o seu estabelecimento comercial. Estranhei o fato de que o pedido de desculpas, segundo o recado, me seria enviado através de assessores do prefeito.

Tratei de entrar em contato com a Tia, prá saber o que estava acontecendo, uma vez que, também durante a semana, correu o boato de que ela teria recebido a “visita” da vigilância sanitária em seu restaurante. Ela confirmou a incursão de uma fiscal da vigilância ao Fogão de Lenha, mas garantiu que se tratava de uma visita rotineira, que acontece todos os meses. Nada demais, portanto.

Mas, vejam como a vida é cheia de coincidências: a Tia confidenciou, com alguma tristeza na voz, que, além da visita rotineira da vigilância, o seu restaurante foi “visitado” também por alguns fiscais da Prefeitura. E eles não foram até lá exatamente para experimentar a famosa comida caseira da Tia, nem tampouco para verificar as péssimas condições em que se encontra a entrada do restaurante. Muito pelo contrário! Eram, pelo jeito, fiscais tributários. E a Tia, que, como ela mesma disse, já está cansada da luta, parece que entendeu direitinho o recado

Bem, a anunciada retratação não me foi enviada, mas já pude vê-la publicada na Folha Noroeste deste sábado. O episódio, por ridículo, nem merece mais comentários. Por oportuno, posto um vídeo com “Apesar de Você”, do Chico:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

APÓS GANHAR NA LOTERIA, CASAL É SEQUESTRADO E ASSASSINADO

Deu no Blog do Noblat, neste sábado:

A Polícia Civil de Mato Grosso esclareceu nesta sexta-feira o desaparecimento de um casal do município de Pontes e Lacerda, a 483 quilômetros de Cuiabá, desde outubro do ano passado. Eles foram sequestrados e assassinados depois ganhar um prêmio na loteria.

De acordo com a polícia, cinco pessoas estão envolvidas no crime, uma delas era amigo das vítimas. Quatro envolvidos estão presos e um outro permanece foragido.

Raimundo Ferreira de Souza e Liliane Goes Saldanha foram mortos depois de ganharem aproximadamente R$ 1 milhão no prêmio na Quina da loteria. Eles estavam fora da cidade e decidiram voltar para Pontes e Lacerda. Um amigo de Raimundo, segundo a polícia, sabendo do prêmio, teria planejado o sequestro e o assassinato para ficar com o dinheiro.

O filho do casal, de aproximadamente um ano e meio, ficou em poder dos bandidos até o dia 31 de janeiro deste ano, quando foi libertado pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) em Cuiabá. A polícia ainda não divulgou detalhes do assassinato do marido e da mulher.

EUCLIDES DA CUNHA: SECRETÁRIO VAI RECEBER PREFEITOS E VEREADORES DA REGIÃO

O secretário de Transporte do Estado de São Paulo, Saulo de Castro, vai receber na próxima quarta-feira, 9, prefeitos e vereadores da região. A reunião sobre as obras da Rodovia Euclides da Cunha foi agendada pelo secretário de gestão pública do Estado de São Paulo, Júlio Semeghini, atendendo reivindicação do prefeito de Fernandópolis, Luiz Vilar.

A reunião, que acontecerá na Secretaria Estadual de Logística e Transporte, as 15h, contará com a presença do prefeito Luiz Vilar e a presidente da Câmara de Fernandópolis, Creuza, Nossa; o prefeito de Votuporanga, Junior Marão; o prefeito de Jales, Humberto Parini e o prefeito de Santa Fé do Sul, Antônio Carlos Favaleça, além dos presidentes das Câmaras das respectivas cidades.

Também participarão da reunião o secretário Julio Semeghini, Rodrigo Garcia, Carlos Pignatari e Itamar Borges.

Em Fernandópolis, o canteiro de obras da Euclides da Cunha está sendo implantado às margens da rodovia, próximo à Incubadora de Empresas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Fernandópolis.

AINDA SOBRE O PARQUE DAS FLORES

A edição de domingo do jornal A Tribuna trará matéria sobre o caso do Parque das Flores, onde os proprietários de imóveis fizeram uma parceria com o prefeito Humberto Parini para asfaltamento da Avenida Flamboyant e colocação de guias, sarjetas e galerias pluviais no bairro. Para tanto, os moradores entrariam com o material e o município com a mão-de-obra. O caso foi parar no Ministério Público, uma vez que a Prefeitura executou os serviços pela metade. O MP propôs uma Ação Civil Pública contra o Município de Jales e a empresa Jalemi – Jalles Empreendimentos Imobiliários Ltda, o primeiro pela omissão e pelos serviços mal feitos, e a segunda por ter feito um loteamento sem as obras de infra-estrutura obrigatórias. Nas fotos abaixo, o asfalto feito pela Prefeitura, com material pago pelos moradores. O asfalto foi executado em 2008, no período da campanha eleitoral. Há pouco mais de dois anos, portanto. Vejam como a Prefeitura aplicou bem o dinheiro dos moradores do Parque das Flores:

MÉDICOS FAZEM PRIMEIRA CIRURGIA BARIÁTRICA POR VÍDEO NA SANTA CASA DE JALES

Método por videolaparoscopia é menos traumático e possibilita melhor recuperação do paciente

(por Vívian Curitiba)A equipe de cirurgiões do aparelho digestivo da Santa Casa de Jales realizou na manhã de hoje, dia 4, a primeira cirurgia bariátrica através do método por videolaparoscopia, numa jovem de 35 anos, com 130 kg. Mais conhecida como “cirurgia de redução do estômago” o método por vídeo é menos traumático para o paciente, possibilita a recuperação mais rápida, com menos dores após a operação e sem as indesejáveis cicatrizes do método comum. 

A equipe que realizou a cirurgia contou com os cirurgiões Dr.Wilson Vollet, Dr.Hugo Marques, Dr.Celso Abrão, Dr.Marcelo Salviano e Dr.Alexandre Amado Elias, além da enfermeira assistente Ráucia Freitas e dos auxiliares de enfermagem, Fátima Fernandes, Daniela Cristina Rodrigues e Rosimeire Claro. 

De acordo com o Dr.Wilson Vollet, há 2 anos a cirurgia bariátrica é realizada no hospital pela via aberta, ou seja, pelo corte, mas apenas agora, após um longo treinamento, a equipe de médicos está totalmente capacitada para aplicar com segurança o método por vídeo. “Isso não é novidade em grandes centros, mas é preciso que a equipe esteja treinada e adaptada com esse método de cirurgia que é de alta complexidade por vídeo. Foi um processo gradativo de prática até toda equipe chegar ao ponto de fazer uma cirurgia como essa”, explicou o cirurgião. 

Para que a cirurgia fosse realizada com sucesso, o médico conta que durante 5 meses a paciente emagreceu 10 kg e foi submetida a tratamentos com nutricionista, psicólogas, fisioterapeutas e cardiologistas. “É uma cirurgia de risco e é por isso que o paciente precisa ser muito bem preparado para fazê-la”, disse. Segundo ele, no primeiro mês após a cirurgia o paciente pode perder em média até 10% de seu peso, mas o resultado final pode ser analisado somente ao final de um ano. 

Antes do procedimento, a paciente disse estar muito feliz e ansiosa pelos resultados. “Confio muito na equipe médica. Minha expectativa é a melhor possível, creio que será um sucesso!”, contou animada. 

A primeira cirurgia bariátrica por vídeolaparoscopia na Santa Casa faz parte do término de um treinamento da equipe de cirurgiões e por isso foi supervisionada pelo médico, Alexandre Amado Elias, cirurgião especialista em aparelho digestivo da equipe do Instituto Garrido de Gastroenterologia e Cirurgia da Obesidade de São Paulo, de renome nacional, que atua na capital juntamente com o especialista, Dr. Arthur Berlamino Garrido, médico de renome internacional, que iniciou a cirurgia bariátrica no Brasil. 

Vale lembrar que a cirurgia bariátrica é recomendada apenas para quem tem obesidade mórbida, doença que se caracteriza em pessoas que tem o índice de massa corpórea acima de 40 kg/m². Como toda cirurgia, tem seus riscos, entre eles a possibilidade de vazamentos nas suturas do estômago, embolia pulmonar, dificuldades respiratórias, além da alteração de diabetes e hipertensão.

FUMANDO NO BANHEIRO

Corria os anos oitenta. O espirituoso Millôr Fernandes devia estar desgostoso com alguma coisa e, em busca de conforto, tascou uma frase de grande valor filosófico, que dizia mais ou menos o seguinte: “o que me consola é saber que, em alguma hora do dia ou da noite, o Pelé, a Xuxa, o Papa, a Luiza Brunet e até o Brizola, também entregam-se ao prazer incomparável de sentar-se no vaso sanitário”.

Naquela época, o Brizola – de quem o Millôr aparentemente não gostava muito – ainda era vivo. E a Joana Machado, provavelmente, nem era nascida. Pois bem, ontem enquanto o governo anunciava que vai distribuir remédios de graça para hipertensos e diabéticos, a notícia mais lida nos sites de novidades nos dava conta de que a Joana Machado havia acabado de fazer um ensaio sensual para uma revista especializada.

E, além de me remeter ao Millôr, uma das fotos sensuais me fez lembrar uma outra frase, dita por um dos personagens do livro O Amor No Tempo do Cólera, do Gabriel Garcia Márques, Prêmio Nobel de Literatura. Dizia o personagem que “o mundo está dividido entre aqueles que cagam bem e aqueles que cagam mal“. Definitivamente, tanto o Millôr, quanto o Gabo estão cheios de razão. Somos todos iguais, mas com algumas diferenças.

1 1.104 1.105 1.106 1.107 1.108 1.127