Arquivos do autor: cardosinho

FACIP 2011: VEREADOR JOTA ERRE QUESTIONA COBRANÇA POR ESPAÇOS

Na sessão da Câmara de segunda-feira, o vereador José Roberto Fávaro, o Jota Erre(PSDB), apresentou um pedido de informações ao prefeito Humberto Parini e ao empresário Osvaldo Costa Júnior, o Bexiga, dono da BX Promotora de Eventos Ltda.  Em seu pedido, Jota Erre quer saber por que os valores cobrados das entidades estão tão altos neste ano. E aproveitou para perguntar o que a Prefeitura está fazendo para auxiliar as entidades filantrópicas que sempre participam da Facip.

Para exemplificar, o vereador tucano citou dois casos. Segundo ele, no ano passado o Lions Club de Jales pagou R$ 5 mil para explorar a sua tradicional barraca na Facip e, neste ano, a BX Ltda estaria cobrando R$ 19.600,00 pelo mesmo espaço. O outro caso nós já relatamos aqui no blog: a BX estaria exigindo R$ 5 mil do Nipo Jalesense pela utilização do Pavilhão “Massaharu Nagata”, onde o clube realiza, há uns 40 anos, a famosa “Festa do Arroz”. Registre-se que o Pavilhão foi construído pela colônia japonesa. 

Durante a discussão do requerimento de Jota Erre, o vereador Luís Especiato(PT), a pretexto de defender o governo Parini, desfiou, mais uma vez, o seu discurso pró-terceirização. Segundo Especiato, a administração municipal tem que se preocupar com Saúde, Educação, Emprego e por aí afora. Mas quem é contra a terceirização? Que eu saiba, ninguém! O que se discute é a maneira como a terceirização foi feita. Por decreto. Sem nenhuma transparência. Decidida a portas fechadas, sabe-se lá sob que condições. Ou será que o Especiato foi convidado prá participar das “discussões” que redundaram na terceirização via decreto? Duvido!

DILMA EXCLUI PDT DE REUNIÃO COM LÍDERES ALIADOS

E a presidenta Dilma dá mais uma demonstração de que, com ela, o buraco é mais embaixo. Vejam a notícia do site Congresso em Foco, veiculada agora há pouco:

A presidenta Dilma Rousseff está reunida, no Palácio do Planalto, com 15 líderes de partidos da base aliada na Câmara. Dilma excluiu da lista de convidados o líder do PDT na Casa, Giovani Queiroz (PDT-PA). Ao todo, nove deputados do partido do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, votaram contra a proposta que elevou o salário mínimo para R$ 545.
 
No encontro, segundo as lideranças, Dilma deve agradecer pela votação maciça da base ao salário mínimo e pedir apoio à correção da tabela do Imposto de Renda em 4,5%. Uma medida provisória está para ser enviada ao Congresso reajustando a tabela em percentual inferior aos 6,46% reivindicado pelos sindicalistas.

Segundo o senador Paulo Paim (PT-RS), a presidenta admitiu na semana passada retomar as negociações com as centrais, mas só após o envio da proposta à Câmara. Com a MP, a faixa de isenção do IR deve passar de R$ 1.499 para R$ 1.566.

LÉO HUBER DIZ QUE VOTAÇÃO DOS ALIADOS DE PARINI ATRAPALHA LIBERAÇÃO DE VERBAS

O assunto já foi abordado em matéria do jornal A Tribuna, mas vale a pena repetir. Léo Huber, o chefe de gabinete do prefeito Humberto Parini, colocou no papel aquilo que todo mundo já desconfiava: a pífia votação alcançada pelos deputados do PT e outros aliados do prefeito Parini, nas eleições de 2010, aqui em Jales, estaria criando dificuldades extras para a liberação de recursos federais pleiteados pela nossa cidade.

Foi isso que Huber afirmou no memorando 103/2011, que ele enviou à Câmara em resposta ao questionamento que alguns vereadores fizeram a respeito dos dois viadutos prometidos por Parini na campanha eleitoral de 2008.

Como se sabe, nas eleições de 2010, os candidatos a deputado federal pelo PT obtiveram, todos juntos, apenas 1.770 votos em Jales. Já os candidatos a deputado estadual ficaram com menos ainda: apenas 1.500 votos. Em ambos os casos, votações ridículas. Registre-se que, depois das eleições, não se tem notícia sobre a vinda de algum deputado do PT a Jales. Há uns quinze dias, o deputado federal Devanir Ribeiro, que vinha frequentemente a Jales, esteve em Fernandópolis, mas, até onde se sabe, não deu o ar de sua graça por aqui.

O gabinete do deputado Devanir Ribeiro, em Brasília, era praticamente uma embaixada de Jales, onde o prefeito Parini recebia tratamento vip, sempre muito bem ciceroneado pela simpática Graça, uma eficiente assessora do deputado. E o que o deputado ganhou com isso? 131 votos! Isto é, quase nada.

E isso tem explicação: durante a campanha eleitoral, o nosso prefeito não se empenhou em pedir votos para Devanir. Muito pelo contrário! Ele preferiu destacar alguns de seus principais assessores para pedir votos pro mensaleiro Valdemar da Costa Neto(PR). E o que é pior: com apenas 186 votos em Jales, Valdemar também ficou descontente com o “apoio” do prefeito.

Outro que parece ter ficado descontente é o deputado federal Arlindo Chinaglia(PT). Ele foi um dos deputados que mais deu respaldo aos pleitos de Parini, em Brasília. Quando era presidente da Câmara Federal, o terceiro cargo mais importante da República, Chinaglia pegou um avião em Brasília e veio a Jales para apoiar Parini, àquela altura disputando a reeleição. E qual foi a retribuição do prefeito? Quase nenhuma! Chinaglia obteve, em Jales, parcos 183 votos. Consta que, depois das eleições, Parini ainda teve coragem de passar pelo gabinete de Chinaglia e, segundo fontes, teria ouvido de um assessor do deputado uma pergunta inesperada:

 – O senhor tem certeza de que está no lugar certo? – teria perguntado o assessor ao nosso prefeito.

Deve ser por isso que até o Léo Huber, o mais próximo assessor do prefeito, já está admitindo que o Ibope de Parini, em Brasília, não é dos mais altos.

POLÍCIA PRENDE FORAGIDO DA JUSTIÇA

A notícia está no site Região Noroeste e nem é tão importante assim. Mas algumas pessoas que morrem de inveja do glorioso Corinthians estão insistindo para que eu a republique. Então, aí está ela:

Paulo Flausino Guedes, de 30 anos, foi preso nessa terça-feira por policiais militares da Força Tática de Fernandópolis

Guedes era procurado pela Justiça com base no artigo 351 do Código Penal, que dispõe sobre promover ou facilitar a fuga de presos.

Depois de um mandado expedido pelo juiz Maurício Ferreira Fontes, Paulo foi localizado pelos policiais na Rua Itália, no Parque das Nações, em Fernandópolis.

Ele foi encaminhado ao Plantão Policial e levado para a Cadeia Pública de Estrela D’ Oeste.

CIDINHA CAMPOS

Nos últimos dias, pelo menos três pessoas – o Chico Melfi, o Célio e a Márcia – me mandaram o vídeo com o famoso discurso da Cidinha Campos, na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. Por conta desse discurso, em março do ano passado a Cidinha virou um fenômeno nas redes sociais, como o Twitter e o Facebook, além do Youtube, com repercussão inclusive em outros países de língua portuguesa, como Portugal, Moçambique e Angola.

Os mais novos talvez não saibam, mas, ao contrário do que o vídeo deixa transparecer, Cidinha Campos já foi uma moça delicada e de fala suave. Mas sempre foi muito corajosa. Nos anos 70, as tardes de domingo eram preenchidas pelo programa Flávio Cavalcanti, na extinta TV Tupi, onde a Cidinha Campos – ao lado de outras figuras como o maestro Erlon Chaves, o Sérgio Bittencourt, o Clécius Ribeiro e a Márcia de Windsor – era uma das juradas. Ela era uma das encarregadas de julgar os calouros que apareciam no programa. Alcione e Emílio Santiago, por exemplo, foram revelados pelo programa Flávio Cavalcanti.

Antes do programa Flávio Cavalcanti, ela já havia participado de novelas, mas só ficou mais conhecida em 1967, como uma das protagonistas do humorístico “Família Trapo“, da TV Record. No rádio, ela fez de tudo, inclusive jornalismo esportivo. No dia em que Pelé fez o milésimo gol, Cidinha Campos o entrevistou no gramado, uma coisa impensável para uma mulher, naquela época.

Na política, ela começou em 1990, como deputada federal. Em 1992, Cidinha Campos denunciou a máfia do INSS, que terminou com algumas pessoas – inclusive juízes – na cadeia. Em 1998, ela foi eleita deputada estadual no Rio de Janeiro e depois reeleita em 2002 e 2006. Em 2010, Cidinha foi novamente reeleita. Já o deputado José Nader, a quem ela espinafra no vídeo, não conseguiu a reeleição. Se você ainda não viu o vídeo, vale a pena ver. São só 7 minutos.

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

MORRE CORUJA CHUTADA POR ZAGUEIRO

Enquanto o repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, prepara uma matéria sobre a matança de gatos em Jales, para o jornal A Tribuna, de domingo, a Colômbia se comove com o final trágico de uma corujinha. Vejam a notícia do Extra:

Bogotá, Colômbia – Voltou para o céu a coruja chutada em campo pelo jogador panamenho Luis Moreno, do Deportivo Pereira, durante o jogo entre seu time e o Junior de Barranquilla no domingo, válido pelo Campeonato Colombiano.

O animal, que tinha quebrado sua asa direita e tinha alta prevista para esta terça, sofreu um ataque cardíaco durante a madrugada de segunda para terça-feira. Segundo os veterinários que trataram da coruja, a parada cardiorespiratório foi resultado do stress sofrido pelo animal devido a lesão.

O lance aconteceu a 15 minutos do fim do jogo. Depois de ter sido acidentalmente atingida por uma bolada, Moreno chutou a coruja caída no gramado quando o árbitro já tinha paralisado a partida. Imediatamente torcedores gritaram “assassino, assassino”.

Enquanto isso, a Polícia de Bogotá abriu um processo contra o jogador por crueldade com os animais, e informou que, com a morte da coruja, é possível até mesmo que o zagueiro seja preso. Já nos gramados, a Federação Colombiana de Futebol informou que estuda punir Moreno pelo que entidade chamou de “atitude chocante e selvagem”.

Enquanto uns chutam a pobre coitada, outros preferem fazer poesia. Vejam/ouçam o vídeo com a música “A Corujinha“, do Vinícius e do Toquinho. Quem canta é a Elis Regina:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

TONINHO CEREZO FALA SOBRE LÉA T: “MENINA OU MENINO, NÃO IMPORTA MAIS”

O ex-jogador de futebol, Toninho Cerezo abriu a guarda e falou sobre sua relação com a filha, a transexual Lea T, em entrevista publicada pela revista “Lola“. “Leandro ou Lea, menino ou menina, não importa mais, sempre serei seu pai e você, orgulhosamente, um pedaço de mim“, disse Toninho.

Meu menino, minha menina, pra sempre, eternamente os dois serão meus“, comentou o ex-jogador do São Paulo, que afirmou perceber diferenças no comportamento da filha desde que ela era criança.

Apesar de perceber as diferenças, percebi também que nada poderia fazer, e tudo que poderia dar a ele/ela era o meu amor incondicional“, comentou sobre a modelo, que está entre as 40 mais importantes do mundo e se prepara para fazer a cirurgia de mudança de sexo.

(a notícia está na edição on line do jornal carioca Extra, de hoje) 

JALES TERÁ EXPOSIÇÃO SOBRE BOMBA DE HIROSHIMA

De 02 a 10 de agosto de 2010, a Associação Paulista de Medicina (APM) apresentou em SP a exposição HIROSHIMA E NAGASAKI, UM AGOSTO PARA NUNCA ESQUECER! com sessões de filmes,  fotos e cartazes que contam a história do lançamento da bomba de Hiroshima e Nagasaki e suas terríveis consequências.

Além da exposição, foram colhidas assinaturas para o movimento pela paz mundial que serão encaminhadas à Organização das Nações Unidas (ONU). Houve, também, montagem de cartões “eu amo” e dobraduras de “tsuru” (pássaro da paz), além da ação educativa com visitas monitoradas à exposição.

Para fortalecer ainda mais o apelo pela Paz, a Associação Paulista de Medicina, a partir do mês de novembro, dará início ao projeto itinerante. A primeira exposição será realizada na regional de Jales. A exposição permanecerá durante 15 dias em Jales e depois seguirá para outras três cidades, Botucatu, Catanduva e Londrina.

Em Jales, a exposição acontecerá de 19/03 a 02/04, no Teatro Municipal (apresentação dos filmes) e exposição de fotos no Espaço Cultural “José Carlos Guisso”.

A Associação Cultural e Esportiva Nipo Jalesense ficou responsável de estar todos os dias (manhã, tarde e noite) ensinando o origami do “tsuru”.

SANTA CASA INICIA REFORMA DA CENTRAL DE ESTERILIZAÇÃO

A Santa Casa de Jales deu início na semana passada a reforma e adequação da Central de Esterilização. A nova estrutura responsável pela esterilização de todos os materiais cirúrgicos e de curativos será instalada na Unidade III, no espaço onde era a antiga UTI- Geral.  Serão investidos R$150 mil, através de recursos financeiros repassados pelo Governo Federal, numa área de 170 m².

De acordo com o engenheiro responsável, Laurentino Tonin Júnior, o novo espaço será dividido em três setores: área de recebimento e preparo de material, esterilização e embalagem e setor de armazenamento e distribuição, além de área de apoio com sanitários, vestiários e copas tanto na área de recebimento do material, quanto na área de distribuição. “Toda parte elétrica e hidráulica também será refeita para dar suporte a nova central, com isso haverá uma melhora ainda mais significativa na qualidade e nas condições de trabalho”, explica o engenheiro.

Atualmente a Central de Esterilização está instalada num espaço provisório de 60m², na Unidade I do hospital, que após a adequação da nova central, também será totalmente reformado dando lugar a instalação de mais um quarto para pacientes do SUS com área de apoio.

A previsão para conclusão das obras é de aproximadamente 150 dias.

(com informações de Vívian Curitiba)

DOMINGOS PAZ LANDIM

Foi enterrado ontem, às 16:00 horas, o corpo do senhor Domingos Paz Landim, um dos pioneiros da nossa cidade. Ele tinha 94 anos de idade. Nascido em Raimundo Nonato, no Piauí, o “seu” Domingos veio muito jovem para o Estado de São Paulo, em busca de um futuro melhor. 

Em 1940, o “seu” Domingos, juntamente com outros pioneiros, aboletou-se em um caminhão e, depois de uma viagem cansativa, veio parar por estas bandas com o objetivo de, juntamente com Aristóphano Brasileiro de Souza, o Duquinha, ajudar a escolher o local onde seria formado o patrimônio de Euphly Jalles, sobrinho de Duquinha.

Segundo o livro “Precursores e Pioneiros“, do historiador Genésio Mendes de Seixas, o “seu” Domingos Paz Landim participou da votação – juntamente com seu irmão Manoel e outros pioneiros – que escolheu o nome da nova cidade: “Vila Jales“.

Descansando à sombra de três perobas, no Córrego das Perobas, o grupo de pioneiros ouviu o fundador, Euphly Jalles, sugerir que a nova cidade fosse batizada de “São Luiz“.

São Luiz, não senhor, vai se chamar Jales, sugeriu Duquinha. No que foi acompanhado pelo “seu” Domingos e os outros.

Domingos Paz Landim se mudou em definitivo para Jales em 1944 e aqui fundou, em sociedade com seu irmão Manoel, a “Casa Landim“, uma loja de Secos e Molhados. Aqui ele também constituiu sua família. Deixou 06 filhos e vários netos e bisnetos. Eu o conheci razoavelmente, já que ele era compadre do meu avô materno, que também era de Raimundo Nonato. Quando criança, gostava de ficar ouvindo as estórias que eles contavam, com aquele sotaque piauiense.

1 1.122 1.123 1.124 1.125 1.126 1.160