Arquivos do autor: cardosinho

FACIP TERCEIRIZADA

De vez em quando, um ou outro vereador que defende a administração Parini ocupa os microfones da Câmara para dizer que o prefeito fez muito bem em “terceirizar” a Facip. Afinal, dizem os defensores do prefeito, com a “terceirização”, a responsabilidade de cuidar do recinto da Facip passa à iniciativa privada, liberando os homens e as máquinas da Prefeitura para cuidar dos problemas da cidade, atender bem a população, e etc, etc, etc.

Se fosse verdadeira, até que a argumentação seria razoável. Mas não é bem assim: a “terceirização” meia-boca que o prefeito Parini cometeu, por decreto, ainda deixou uma série de responsabilidades para a Prefeitura. Vejam as fotos abaixo: à esquerda, funcionários do município executam a limpeza do recinto; à direita, o rei dos pincéis, Reinaldo Bussoloti, um dos mais eficientes servidores municipais, comanda a equipe de pintores que está ajudando na repaginação do Recinto de Exposições “Juvenal Giraldelli”. 

 

REFORMANDO A REFORMA

Vejam como a Prefeitura age rapidamente quando se trata de resolver os graves problemas que afligem a nossa quase septuagenária cidade. Bastou começar a pipocar no rádio algumas críticas com relação aos banheiros do Terminal Rodoviário e, como demonstra a foto, a municipalidade já cuidou de mandar fazer alguns reparos.

Hoje passei pela Rodoviária, onde conversei com o zelador Quarentinha, um dos maiores pontas que o glorioso CAJ já teve. Ele me confirmou que, em algumas ocasiões, chega a juntar de 10 a 15 pedintes por lá. E o Padeirinho, o dono da banca de jornais, me disse que os pedintes  desapareceram na segunda-feira, depois que a polícia deu uma batida no local. “Mas, até o final de semana, eles estão de volta”, garantiu o Padeirinho.

Aproveitei para dar uma olhada nos banheiros, sobretudo o feminino, que, nesta manhã de terça-feira, foi alvo de críticas de uma moradora de Guzolândia, no Antena Ligada. Dei de cara com um recado na porta, segundo o qual o banheiro estava sendo reformado. Mas não pensem que é a Prefeitura quem está fazendo o serviço. Quem providenciou os reparos foi a empresa que, há pouco mais de um ano, executou algumas reformas na Rodoviária.

Mas nem tudo é perfeito. Os rapazes da empresa me informaram que eles estavam apenas trocando uma parte do piso. “O conserto das torneiras e dos vasos sanitários não é responsabilidade nossa; é da Prefeitura”, disse um deles. Isso significa que as torneiras e os vasos vão continuar quebrados por muito tempo. Reparem na foto abaixo, que, das cinco pias, somente duas têm torneiras. E apenas uma delas está funcionando.

Agora a pergunta que não quer calar: o que esperar de uma administração que não consegue administrar nem o banheiro da Rodoviária? 

  

FESTIVAL DE BOATOS QUE ASSOLA JALES

Todo boato tem um fundo de verdade, dizem os filósofos. Gonzaguinha, um de nossos grandes compositores, preferia dizer que todo boato tem um fundo musical. O fato é que, ultimamente, uma onda de boatos dá conta de que os buracos da cidade, em breve, passarão a ser problema do vice-prefeito, Clóvis Viola. 

Consta que já teria chegado à Justiça de Jales uma nova decisão no processo que envolve o prefeito Humberto Parini, por conta da Facip 1997. E a decisão, segundo pessoas bem informadas, não seria nada boa para o nosso atual prefeito. Uma dessas fontes, por sinal muito bem relacionada, me garantiu que, nos próximos dias, a Câmara Municipal receberá uma correspondência muito importante. Aguardemos!  

NOVIDADES DA SESSÃO DA CÂMARA

Na sessão da Câmara, desta segunda-feira, aconteceram algumas revelações e reações interessantes. O vereador Sérgio Nishimoto, por exemplo, revelou que a APAFUJ, cujo nome completo é Associação dos Pais e Amigos do Futsal de Jales, vai representar a cidade de Fernandópolis nos Jogos Regionais. O líder do prefeito, Luís Especiato, tratou de livrar a administração Parini.  

Já o tucano Jota Erre, a propósito de demonstrar a falta de organização e o desperdício da administração Parini, confidenciou ao microfone que, num dia desses, o chefe do almoxarifado utilizou um ônibus para levar e buscar apenas dois funcionários municipais que foram trabalhar no Córrego Quebra-Cabaça.  

Rivelino Rodrigues, atento ao que lê, protestou contra o convite distribuído pela Prefeitura com o calendário de eventos comemorativos ao aniversário da cidade. Rivelino observou que, no convite, não consta o horário dos eventos programados para comemorar os 70 anos da nossa fundação. “Eu quero ir na missa solene marcada pro dia 15 de abril, mas não sei se ela vai ser realizada cedo, à tarde ou à noite”, disse o vereador.

E o vereador Luís Especiato não gostou, mais uma vez, do adiamento da votação dos projetos que autorizam o prefeito Humberto Parini a vender alguns terrenos do município. Dessa vez, quem pediu o adiamento foi a vereadora Tatinha. Especiato votou contra e depois discursou  manifestando seu desagrado.

GOLEIRO BRUNO TEM TV E ÁGUA QUENTE EM PRESÍDIO

Deu no portal eletrônico de notícias da Record, o R7:

Preso desde julho de 2010, o goleiro Bruno Fernandes – principal acusado de matar sua ex-amante Eliza Samudio – tem televisão e água quente em sua cela no presídio Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). A informação foi confirmada ao R7 pelo advogado do goleiro, Cláudio Dalledone Júnior.

De acordo com Dalledone, Bruno usufrui dos mesmos direitos oferecidos aos outros presos, tais como, banho quente, TV e direito a visita da família e íntima da noiva, a dentista Ingrid Oliveira. Dalledone diz que está tudo dentro da lei. Segundo ele, por exemplo, no caso da visita íntima, a companheira de Bruno fez os exames necessários e apresentou a documentação exigida pelo sistema penitenciário de Minas Gerais.

O advogado ainda afirmou que Bruno está isolado do convívio com outros presos e divide sua cela apenas com seu amigo Macarrão, também acusado de envolvimento no assassinato de Eliza. Nesta semana, Dalledone fará a sustentação oral para o pedido de liberdade do goleiro.

RECAPEAMENTO ASFÁLTICO: SETE MILHÕES DE PROMESSAS

O vereador Luís Especiato (PT) não gosta que se fale nos buracos da cidade, embora ele próprio esteja querendo saber quando a Prefeitura pretende retomar a operação tapa-buracos. Falemos, então, daquilo que está se tentando fazer para acabar com os buracos.

No final do ano passado, o prefeito Humberto Parini mandou o Setor de Licitações da Prefeitura providenciar a abertura de um Pregão visando à contratação de empresa para realizar obras de recapeamento asfáltico em vários pontos da nossa esburacada cidade. Coisa de R$ 7 milhões. O Pregão com Ata de Registro de Preços era uma novidade para esse tipo de contratação, mas o nosso premiado prefeito, aconselhado por algum “entendido”,  achou essa modalidade de licitação apropriada para o caso. 

Na verdade, ao optar por fazer o tal Pregão, o prefeito Parini apenas copiou o que outras cidades, como Votuporanga, Bastos e Olímpia, já haviam feito. Naquelas cidades, a empresa Demop Participações Ltda havia sido a feliz vencedora das licitações, e, vejam vocês, por uma agradável coincidência, aqui em Jales também deu a Demop. Foi com base nessa licitação e nos convênios que andou assinando no final de 2010 e início de 2011, que o prefeito anunciou, em janeiro, R$ 7 milhões em recapeamento. 

Agora a novidade: parece que o Ministério das Cidades não engoliu essa história de Pregão com Registro de Preços e, por conta disso, a Prefeitura de Jales teve que publicar, na semana passada, a abertura de uma nova licitação para obras de recapeamento, desta vez na modalidade Tomada de Preços. Segundo informações, o valor da Tomada está em torno de R$ 900 mil, o que significa pouco mais de 12% do que o prefeito andou anunciando no início do ano. 

Pelo jeito, os nossos bravos soldados do fogo vão ter que continuar convivendo com os buracos da Avenida João Amadeu, uma das principais desta pacata urbe.

DENGUE ESTÁ SOB CONTROLE EM JALES, MAS PERIGO CONTINUA

Os números divulgados na semana passada pela servidora Vanessa Luzia da Silva, responsável pela área de comunicação da Equipe de Controle da Dengue, demonstram que a situação, em Jales, está sob controle. Até sexta-feira, haviam sido feitas 126 notificações de suspeitas da doença, das quais 52 deram resultado negativo e 14 foram confirmadas, restando saber, ainda, o resultado de 60 exames. Apesar dos números razoavelmente baixos, a Equipe de Controle da Dengue, comandada pelo vice-prefeito Clóvis Viola continua em alerta máximo, uma vez que o índice larvário medido em nossa cidade encontra-se muito acima do normal. Além disso, dos 14 casos confirmados, 06 são autóctones, isto é, foram contraídos em Jales mesmo.

Um outro fator está deixando a Equipe de Controle da Dengue preocupada: nossa turística vizinha Santa Fé do Sul, onde muitos jalesenses costumam passar seus finais de semana, ocupa o quarto lugar no ranking paulista das cidades com maior número de casos. Segundo os dados do primeiro bimestre, Ribeirão Preto concentra 49,9% dos casos confirmados, seguida de Bauru, com 7,1%, Araraquara, com 3,4%, e Santa Fé do Sul, com 2,8%.  

Apesar da epidemia em algumas cidades, os números da dengue no estado, neste ano, estão bem abaixo dos números do ano passado. O último balanço de casos no estado de São Paulo, no primeiro bimestre, foi 92,6% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. Os municípios paulistas informaram à Secretaria 3.390 casos autóctones (com transmissão dentro do estado) da doença. No primeiro bimestre do ano passado houve 46.050.

2010 teve o maior número de mortes no Brasil por dengue desde 1990, um total de 572. Até então, o recorde era de 2008, com 491. Neste ano, com dados até o dia 26 de fevereiro, o país teve 51 óbitos confirmados.

CASOS DE CONJUNTIVITE DOBRAM EM UMA SEMANA

Entre segunda-feira(28) e parte da manhã de sexta-feira(01), a Vigilância Epidemiológica de Jales contabilizou 714 atendimentos de casos de conjuntivite nas unidades de saúde do município, o que significa praticamente o dobro do que foi registrado na semana anterior, entre os dias 21 e 25. Com isso, os casos de conjuntivite, nos postos da saúde pública de Jales, já passam de 1.300, somente no mês de março. Em fevereiro, tinham sido apenas 25 casos.

Nas clínicas oftalmológicas da cidade, que, normalmente, são procuradas por aquelas pessoas que possuem convênios particulares, os casos de conjuntivite também aumentaram bastante na última semana de março. Na Clínica de Olhos Dr. José Favaron, por exemplo, os quatro primeiros dias da semana passada registraram cerca de 40 atendimentos.

No jornal A Tribuna, deste domingo, matéria especial sobre o surto de conjuntivite relaciona 10 dicas para prevenir-se contra a epidemia. A maioria das dicas diz respeito à higiene pessoal, mas a última delas, a décima, certamente não vai ser seguida em tempos de Facip. Ela aconselha a população a “evitar locais aglomerados, quando da ocorrência de surtos”.

BURACÃO DA RUA ‘CELSO LUIZ ABRA’ CONTINUA ABERTO

A Facip 2011 está chegando por aí e a cratera aberta pela chuva, há pouco mais de dois meses, na Rua Celso Luiz Abra, continua aumentando.  A secretaria municipal de Obras bem que vem tentando dar um jeito na situação, mas, sempre que consegue fazer alguma coisa, vem outra chuva e lá se vai tudo o que foi feito, água abaixo.

A Rua Celso Luiz Abra é uma das principais vias de acesso ao Recinto de Exposições “Juvenal Giraldelli”, e, como tudo que diz respeito à Facip tem prioridade, até o sumidíssimo alcaide Humberto Parini esteve vistoriando as obras na sexta-feira, à tarde. Mas, a vistoria do prefeito não adiantou muita coisa: ainda na sexta-feira, à noite, sobreveio outra chuva e…  Nas fotos, o buraco como estava no início de fevereiro e como estava ontem, sábado.


MARIA RITA: MENTE AO MEU CORAÇÃO

O Célio Baião me mandou o vídeo em que a Maria Rita canta “Mente ao Meu Coração”, uma música do Francisco Malfitano, que já foi gravada também pelo Paulinho da Viola.

A Maria Rita carrega a grande responsabilidade de ser filha da Elis Regina, e, exatamente por isso, ela demorou um pouco prá começar a cantar, embora quisesse ser cantora desde criança. Se eu não estiver enganado, as primeiras gravações dela foram num disco do Milton Nascimento. O Milton sempre foi agradecido a Elis Regina, a primeira grande cantora a gravar uma música composta por ele, e, como retribuição, o Bituca convidou Maria Rita para cantar três músicas em seu CD “Pietá“.

Agora estou indo lá prá Regional FM, onde, das 10:00 às 14:00, apresento o Brasil & Cia, com muita MPB. A Rose Mininel, da Escola Musical “Santa Cecília”, é ouvinte e sempre liga pedindo músicas da Maria Rita. Vamos, então, ao vídeo que o Célio mandou:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

1 1.143 1.144 1.145 1.146 1.147 1.202