Arquivos do autor: cardosinho

TIRIRICA ERRA, VOTA EM MÍNIMO DE R$ 600 E CONTRARIA PARTIDO

Deu no site de notícias Correio Santa Fé, de Santa Fé do Sul:

O deputado federal Francisco Everardo Oliveira, o Tiririca (PR-SP), errou na primeira votação em que participou como parlamentar. Na noite desta quarta-feira, ele votou a favor na primeira emenda ao projeto de lei do salário mínimo, que determinava um aumento para R$ 600, contrariando o seu partido. O PR, da base governista, é contra a proposta.

A assessoria de Tiririca garantiu que foi um engano do parlamentar, que se confundiu na hora da votação. A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que fixa o valor do salário mínimo em R$ 545 a partir de 1º de janeiro de 2011. O texto ainda segue para o Senado.

A fórmula usa o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores, somado com a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do último ano para calcular qual o acréscimo que será feito no mínimo. Devido a crise mundial, contudo, não houve crescimento em 2009, assim, o valor deste ano apenas seria corrigido pela inflação.

Duas observações do aprendiz de blogueiro: 1) será que foi o Tiririca quem errou, ou foram os outros? 2) Até Santa Fé do Sul  já tem o seu site de notícias. E Jales?

CONSTRUÇÃO DA UPA VAI ATÉ OUTUBRO

Funcionários da empreiteira Engerb Ltda, responsável pela construção da UPA de Jales, me informaram hoje que o término da obra está previsto para outubro, se não houver muitos contratempos. Por sinal, no momento já temos um contratempo, uma vez que a cobertura do hall de entrada, essa laje que aparece aí na foto ao lado, terá que ser refeita. O motivo é mais do que justo: na altura em que foi construída, a cobertura não permite a entrada das ambulâncias do SAMU 193. É mole? O cara que fez o projeto, aparentemente, não mediu a altura das ambulâncias. Ou então foi o pessoal da Engerb quem fez errado.

De vez em quando eu ouço alguém contabilizando a UPA como uma conquista do prefeito Parini. Ledo e ivo engano! A UPA de Jales sairia com qualquer prefeito. A construção de UPAs é um programa do Ministério da Saúde e independe da vontade ou das cores partidárias dos prefeitos. Tanto é que, na nossa região, a UPA foi liberada para várias cidades, como Votuporanga, Fernandópolis e Santa Fé do Sul. A turística Olímpia, por exemplo, mesmo sendo governada pelo DEM, recebeu a sua UPA bem antes que Jales.

Com relação a esse assunto, tenho dúvidas se o local escolhido para a construção da UPA – ali atrás da Estação Ferroviária – é o lugar ideal. A mim me parece um lugar de difícil acesso. Para se chegar até lá, só existem duas opções: a Avenida Alfonso Rossafa Molina ou a Alamêda dos Ipês. Em ambos os casos será necessário passar pela Avenida João Amadeu e todos nós sabemos que, em determinados horários, o trânsito naquele trecho da João Amadeu é bastante complicado.

Se chegar até a UPA vai ser uma operação complicada, sair de lá rumo à Santa Casa, por exemplo, também será algo que vai requerer muita paciência. Mas tudo isso pode ser apenas uma impressão minha. Eu imagino que o local tenha sido pessoalmente escolhido pelo engenheiro Humberto Parini e, como já foi dito em um post anterior, o nosso prefeito é um grande planejador. Portanto, se ele escolheu aquela área é porque ela deve ter mais prós do que contras. E ademais, para uma cidade que tem uma Rodoviária onde nós temos a nossa, acho que o local da UPA está bem escolhido. Abaixo, uma visão parcial da obra e das duas ruas que levam até a UPA, a Alfonso Rossafa Molina e a Alamêda dos Ipês.

FILAS NA SAÚDE

Hoje eu madruguei e fui fazer uma visita a alguns dos Postos do Programa de Saúde da Família. Na terça-feira, uma usuária do sistema havia me procurado para reclamar de uma situação lá no Posto do São Jorge, de modo que comecei minha excursão por lá. Às 5:15 horas da manhã já tinha duas pessoas na fila, o José e o Tiago, que estão na foto da esquerda, aí embaixo. “Seu” José disse que, se chegar depois das 6:00 horas, fica difícil conseguir uma guia. Depois, fui ao PSF do Jardim Oiti, onde a primeira da fila, a Márcia, disse ter chegado às 5:00 hs. Dona Josefa, a quarta da fila confidenciou que aquela era a terceira vez, nesta semana, que ela tentava obter uma guia para consulta. Das outras duas vezes, ela chegou um pouco antes das 7:00 hs e as guias  já haviam se esgotado. A foto da direita mostra a fila no PSF do Jardim Oiti, por volta das 05:30 hs. Detalhe: apesar das dificuldades para conseguir as guias, em alguns PSFs (estive também no Paraíso e no Roque Viola) os usuários elogiaram o atendimento das médicas que, aparentemente, são recém-formadas. O jornal A Tribuna, do próximo domingo, contará um pouco dessa história.

SESSÕES DA CÂMARA SERÃO TRANSMITIDAS PELA RÁDIO ASSUNÇÃO

Quem sintonizou a Rádio Cultura de Jales na segunda-feira passada, com a intenção de ouvir a sessão da Câmara, caiu do cavalo. As sessões camarárias passaram a ser transmitidas pelas ondas da Rádio Assunção, que ganhou a licitação aberta pela presidência Câmara, no início do ano. O extrato de contrato foi publicado nesse final de semana e, segundo ele, a transmissão das três sessões mensais vão custar, no total, R$ 3.500,00, por mês.

E já que estamos falando do assunto, muita gente ainda não percebeu que as sessões da Câmara são gravadas e depois levadas ao ar pela rádio encarregada da transmisão. Faz três ou quatro anos que as sessões ordinárias são iniciadas às 18:30 horas, mas, no rádio elas começam somente depois das 20:00 horas.

DONO DA EMPRESA GENTE DIZ QUE FUNCIONÁRIOS E FORNECEDORES PODEM FICAR “TRANQUILOS”

Ontem à noite recebi uma ligação do senhor Dagoberto Cardilli, sócio-proprietário da empresa Gente Nutrição Ltda, responsável pelo fornecimento da merenda escolar em Jales, desde 2006. O senhor Cardilli disse estar muito chateado com o prefeito Parini e com a empresa Starbene Refeições Ltda. Segundo ele, os responsáveis da Starbene – que já estão em Jales, preparando-se para assumir os serviços da merenda escolar – estariam espalhando o boato de que a Gente Ltda teria “quebrado”, o que, nas palavras do senhor Cardilli, é uma inverdade.

Para Cardilli, a atitude da Starbene estaria provocando intranquilidade entre os funcionários e os fornecedores da Gente Ltda. “Nós vamos acertar com todo mundo. Os nossos funcionários e fornecedores podem ficar tranquilos. Aqueles funcionários que não forem assumidos pela Starbene, serão demitidos e receberão todos os seus direitos. A Prefeitura de Jales ainda está nos devendo, mas, se for o caso, eu transfiro dinheiro da minha outra empresa e acerto com todo mundo”, garantiu o senhor Cardilli. 

Com relação ao prefeito Parini ele disse que “eu ajudei muito o Parini e não esperava isso da parte dele. O preço que nós apresentamos é exequível, mas eu preferi não criar problemas para o Parini, já que ele, pelo jeito, fez um bom acordo lá com o Milan (dono da Starbene). Tenho outros negócios e pretendo inclusive investir aí em Jales, num projeto de citricultura, portanto, não vou me desgastar por causa de um contrato menor, até porque essa Prefeiturazinha é muito complicada. Agora eu acho bom eles pararem com essa história aí de que a nossa empresa está quebrada…

Foi uma conversa longa, onde eu ouvi bem mais do que falei. Ele falou também sobre a CEI aberta pela Câmara e reconheceu que houve problemas na merenda, mas argumentou que os funcionários responsáveis por esses problemas já haviam sido afastados. Por fim, perguntou pela vereadora Tatinha e disse que o deputado Zico Prado(PT) gosta muito dela. Mas aí eu acho que houve um certo exagero: faz muito tempo que a vereadora Tatinha e o deputado Zico Prado não tocam na mesma Banda.

ALUNOS DA UNIJALES PODEM FICAR SEM “ESCOLA DA FAMÍLIA”

O blog do companheiro Murilo Pohl, que você pode acessar no link aí do lado direito, publicou hoje uma notícia muito mais preocupante que aquelas relacionadas com a Facip. Segundo o Murilo, a Unijales teria deixado de renovar o convênio com o “Escola da Família”, do governo do estado de São Paulo. O assunto estaria provocando muitas reclamações, uma vez que dezenas – talvez centenas – de alunos dependem da bolsa concedida através do “Escola da Família”, para continuar seus estudos.

Além disso, Murilo também noticiou que a Unijales teria desativado o campus 2, localizado lá pros lados do Jardim Paulista, à beira da Marginal Ayrton Senna. A notícia diz que alguns cursos não tiveram o número suficiente de alunos para formação de novas turmas neste ano.

Há alguns dias, publicamos aqui no blog que Jales é uma das pouquíssimas cidades da região onde não há vagas para as bolsas do Prouni, uma vez que a Unijales, já há uns três ou quatro anos, não mantém o convênio com o governo federal. Enquanto Jales não tem nenhuma vaga no Prouni, as Faculdades de Fernandópolis disponibilizaram 174 vagas, neste primeiro semestre, e, em Votuporanga, os universitários puderam disputar uma das 325 vagas oferecidas.

RUA JÚLIA PEREIRA DE LIMA

A Rua Júlia Pereira de Lima é uma das principais vias do Jardim do Bosque, um dos bairros com mais problemas de buracos. Segundo ouvi, em uma entrevista do prefeito Humberto Parini, algumas ruas do Jardim do Bosque deverão ser recapeadas assim que os R$ 8 milhões, oriundos de convênios com o governo federal, forem devidamente liberados.

Os convênios foram assinados antes de a presidenta Dilma anunciar o corte de R$ 50 bilhões no orçamento 2011. Vamos torcer para que os R$ 8 milhões do Parini não estejam incluídos nesses cortes. E depois, vamos torcer também para que a Rua Júlia Pereira de Lima esteja incluída entre aquelas que serão recapeadas. As fotos abaixo mostram como anda a situação por lá:

O ESQUECIDO JARDIM AEROPORTO

Em um post anterior citamos a Rua Congonhas, onde a dona Aparecida foi surpreendida por um buraco durante um alegre passeio com sua “magrela”. Por um acaso, eu estive lá no Jardim Aeroporto, um dia desses. Na verdade, eu estava fotografando aquele barracão abandonado lá perto da Facip e um senhor, cujo nome me esqueci de perguntar, pediu prá que eu desse uma olhada na situação da Rua dos Aviadores, que, como o próprio nome sugere, só poderia ficar no Jardim Aeroporto. E como criatividade pouca é bobagem, o bairro também é entrecortado pelas ruas Viracopos,  14 Bis e, é claro, pela Rua Santos Dumont. 

Uma foto diz mais do que mil palavras, dizem os fotógrafos. Então vejam a situação da Rua dos Aviadores que, como mostra a foto acima, não tem asfalto. O “seu” João, um morador, me disse que nos dias de chuva fica quase impossível chegar em casa. Fazendo confluência com a Rua dos Aviadores, temos a Rua Congonhas, cheia de casas abandonadas e com um trecho por ser asfaltado, conforme se vê na foto do lado. O “seu” João não soube me dizer de quem são aquelas casas, mas, segundo ele, são mais de dez casas vazias, há muito tempo sem moradores.

O Jardim Aeroporto não está tão longe assim do centro da cidade. Ele está situado entre o nosso aeroporto e o Recinto de Exposições Juvenal Giraldelli, onde se realiza a festa mais tradicional da cidade. Com certeza, o Jardim Aeroporto merecia estar melhor cuidado.

SANTA CASA À PROCURA DE TÉCNICO EM ELETRÔNICA

A Santa Casa de Jales procura profissional técnico em eletrônica para contratação.

Os currículos podem ser entregues diretamente ao administrador do hospital, Carlos Henrique Merighe ou também no e-mail: carlos@santacasajales.com.br .

Para concorrer a vaga os candidatos devem ter concluído o curso de técnico em eletrônica.

Quem for selecionado terá benefícios como cesta básica, descontos em cursos do IEP – Instituto Educacional Profissionalizante, Unijales, Anglo e convênio médico cooperado.

A carga horária de trabalho é de 6 horas e contratação pela CLT. Mais informações pelo telefone: 17 36225000 – ramal 5003.

CRÔNICA DE UM B.O. ANUNCIADO

Pois é, como já estava escrito nas estrelas, hoje tivemos novidades com relação ao buraco localizado em frente à empresa SKM Refrigerações Ltda. O representante comercial Márcio José Neves Furtado, que é de Marília, achou de querer estacionar o seu Corolla Toyota, placas DZB 3987, bem ali pertinho do buraco. Resultado: um pneu “estourado” e danos na roda do seu veículo. E como ele não é daqui e, portanto, não precisa ter receio de represálias, resolveu chamar a polícia e fazer um Boletim de Ocorrências para preservação de direitos.

O senhor Márcio disse que pretende acionar a Prefeitura ou a quem de direito. E o Jean, lá da Almeida Pneus, para onde o carro foi levado, me confirmou que, em menos de uma semana, esse era o terceiro caso que ele atendia por conta daquele buraco. Brincando, o Jean – que é um comerciante de muita visão – disse que deveria haver mais buracos como aquele ali por perto.

1 1.155 1.156 1.157 1.158 1.159 1.185