Categoria: Cidade

A TRIBUNA: EX-SECRETÁRIO MAGALHÃES DESMENTE QUE TENHA INDICADO A PERMANÊNCIA DE ÉRICA AO PREFEITO FLÁ

No jornal A Tribuna deste final de semana, as duas principais manchetes são para a operação “Farra no Tesouro”. A primeira diz que a Justiça local negou o Habeas Corpus – ou pedido de liberdade, como bem explicou um comentarista aqui no blog – solicitado pela defesa da ex-tesoureira Érica Cristina Carpi. Os advogados alegaram que ela está colaborando com as investigações e não oferece riscos às testemunhas. A defesa argumentou, ainda, recente decisão do STF sobre mulheres encarceradas que possuem filhos menores de 12 anos. Um dos motivos que levou o juiz Adílson Vagner Ballotti a negar o pedido de liberdade foi a grande repercussão do escândalo de corrupção ocorrido em Jales.

A segunda manchete destaca a CEI da Farra, aprovada pela Câmara na sessão de segunda-feira, 06. Matéria do repórter Alexandre Ribeiro ressalta que dezenas de pessoas foram à Câmara para exigir a abertura da CEI e, diante da iminente rejeição, a turba ensandecida gritou palavras de ordem – tais como “pouca vergonha”, “rabo preso” e “vai embora” – para pressionar os vereadores contrários. De acordo com a matéria, as manifestações foram tão incisivas que a Mesa Diretora da Câmara decidiu chamar a polícia. Duas viaturas da PM compareceram ao local, mas os policiais não constataram nenhuma desordem e foram embora minutos depois.

A troca de “gentilezas” entre os vereadores Tiago Abra e Deley, por conta de uma sindicância realizada em 2016, envolvendo a ex-tesoureira Érica; o desmentido do ex-secretário José Magalhães Rocha, que diz não ter indicado Érica ao prefeito Flá, como andou dizendo o vereador Deley; a precipitação do presidente Pintinho ao emitir nota descartando a CEI; a entrevista do delegado Cristiano Pádua Silva, onde ele diz que dificilmente Érica agiu sozinha; e a denúncia contra o prefeito Flá Prandi e o auditor fiscal Ricardo Junqueira, acusados de improbidade administrativa, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que a defesa de Érica deverá pedir à Justiça a nomeação de um interventor judicial para reabrir as três lojas do marido da ex-tesoureira, que possuem pelo menos 16 funcionários. Na página de opinião, o ex-prefeito Pedro Callado escreve sobre o “Dia do Estudante”, “Dia do Advogado”, “Dia do Garçom”, “Dia da Televisão”, etc, todos comemorados no dia 11 de agosto. E no caderno social, além da aguardada coluna do Douglas Zílio, destaque para os 80 anos de um jalesense de extraordinário caráter, o senhor Pedro Laert Pupim.

FESTA DA UVA E DO MEL ACONTECE NOS DIAS 31/08 E 01/09, EM NOVO LOCAL

A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

A 13ª edição da tradicional Feira do Agronegócio da Uva e do Mel de Jales vai acontecer nos dias 31 de agosto, sexta-feira, e 1º de setembro, sábado, em novo local, localizado na Praça Dr. Euphly Jalles, onde dará a oportunidade aos viticultores de apresentar suas produções de uva e mel.

A realização do evento é da Prefeitura Municipal de Jales, com o apoio da Câmara Municipal de Jales, Prefeitura e Câmara Municipal de Urânia, Secretaria da Agricultura de Jales, ETEC/Jales, FATEC (Faculdade de Tecnologia), CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica e Integral), Embrapa, Cooperativa dos Produtores Rurais. A praça de alimentação ficará sob comando do Rotary Club Grandes Lagos de Jales.

Na sexta-feira, das 10 horas às 13 horas serão recebidas as caixas de uva para a exposição. Às 14h ocorre o julgamento das caixas. Das 14h30 às 17h30 o projeto GURI se apresentará. Às 19h30 está marcada a abertura oficial do evento e às 20 horas o Grupo Catira apresenta uma das danças típicas caipiras. Logo após, o grupo Todoroki Taikô leva a cultura japonesa para a feira. Para finalizar a noite, às 21 horas haverá sorteio de brindes aos viticultores participantes.

No sábado, às 10 horas, a Orquestra Sinfônica Municipal de Jales faz a abertura do segundo dia de exposição das caixas de uvas. Às 14 horas, novamente o projeto GURI se apresenta. À noite, às 19 horas será feita a entrega da Premiação das caixas classificadas. Às 20h30 o grupo da Terceira Idade se apresenta e com grande estilo. E para finalizar, terá sorteio de brindes aos viticultores participantes e venda das caixas de uva em exposição à população.

Outra novidade será a barraca da uva, sendo fechada e climatizada para melhor acolher os visitantes e os expositores.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

Na edição digital do jornal Folha Noroeste deste sábado, destaque para a condenação do ex-diretor de Cultura de Ilha Solteira, Nílson Miranda Nantes. Após investigação do MP-SP que apurou a dispensa indevida de licitação em contratação de empresas pela Prefeitura de Ilha Solteira para a realização de shows em 2010, o TJ-SP condenou o ex-diretor por fraude em licitação. Nantes também é alvo de sentença por tentar atrapalhar as investigações e foi sentenciado a 17 anos de prisão. O prefeito afastado da Ilha Solteira, Edson Gomes, ainda está sendo julgado no Supremo Tribunal Federal por envolvimento no caso.

Destaque, também, para o grupo de peregrinos católicos, com cerca de 50 pessoas, que deixará Rubineia na quinta-feira, 17, em caminhada de fé rumo a Jales, onde deverá chegar no domingo, 19, para participar da 34ª Romaria Diocesana, marcada para aquele dia. Este será o terceiro ano que o grupo – que vem crescendo – faz a caminhada. O grupo chegará em Urânia na noite do dia 18 onde pernoitará para, no dia 19, se unir a outro grupo, com aproximadamente 130 pessoas, que há 14 anos sai em peregrinação de Urânia a Jales para marcar presença na Romaria Diocesana.

Na coluna FolhaGeral, o diretor, editor, diagramador e redator-chefe Roberto Carvalho, o Neco, comenta que, segundo comentários à boca pequena, existe gente preocupada e andando com a pulga atrás da orelha ante a possibilidade da ex-tesoureira Érica Carpi decidir fazer uma delação premiada. Segundo o combativo colunista, depois de mais de uma década na Prefeitura, praticando desvios que somam milhões de reais, é de se esperar que a ex-tesoureira tenha muito a dizer.

JUSTIÇA DE JALES NEGA HABEAS CORPUS A ÉRICA. EX-TESOUREIRA ESTEVE EM JALES ONTEM PARA NOVO DEPOIMENTO

Como o blog já informou, a defesa da ex-tesoureira Érica Carpi ingressou com um pedido de Habeas Corpus para sua cliente na segunda-feira passada. O pedido foi, no entanto, negado pelo juiz da 5ª Vara de Jales, Adílson Vagner Ballotti. Os detalhes sobre o pedido e a decisão da Justiça estarão no jornal A Tribuna, no final de semana.

Outro detalhe que o jornal está informando é sobre a prisão provisória dos réus Simone Carpi e Marlon Fernando Brandt, irmã e cunhado da ex-tesoureira. A prisão temporária terminou à meia-noite de ontem e alguns familiares chegaram a ir buscá-los nas cadeias onde estão presos, mas foram surpreendidos com a decretação da prisão preventiva de ambos.

E a ex-tesoureira – que está presa em cela comum da cadeia de Nhandeara, junto com outras detentas – esteve em Jales ontem, na sede da Polícia Federal, para prestar novos esclarecimentos ao delegado Cristiano Pádua da Silva. Ela continua garantindo que fez tudo sozinha.

POLÍCIA FEDERAL DOA VEÍCULO PARA USO DO PROJETO ‘CORPO E MENTE EM MOVIMENTO’

A Sacra-Sociedade Assistencial e Cultural da Região da Alta Araraquarense, recebeu a doação de um veículo proveniente da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), que será utilizado pelo Projeto Corpo e Mente em Movimento para as visitas domiciliares às famílias acompanhadas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos.

O veículo  Pálio , modelo 2015, foi apreendido durante operações de combate ao tráfico de drogas, pela Polícia Federal. A lei que regula o tráfico de drogas prevê a possibilidade de uso dos veículos apreendidos, desde que haja autorização judicial, tanto para órgãos policiais voltados à repressão ao tráfico de drogas, quanto para entidades dedicadas ao tratamento e prevenção ao uso de entorpecentes.

A entrega ocorreu no início do mês, na sede da PF, com a presença de representantes da entidade.

O projeto “Corpo e Mente em Movimento”, com sede no bairro São Judas Tadeu, foi criado há 15 anos e atende crianças e adolescentes, de 06 a 15 anos incompletos, de diversos bairros da cidade, cujos pais são carentes ou trabalham fora durante o dia. Toda a diretoria do projeto é formada por voluntários.

SANTA CASA DE JALES DÁ OPORTUNIDADE PARA JOVENS INGRESSAREM NO MERCADO DE TRABALHO

A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

A Santa Casa de Jales através do Centro de Integração Empresa Escola – CIEE, está oportunizando a inserção de jovens no mercado de trabalho com a contratação de estagiários para determinados setores. 

No mês de junho a instituição contratou duas estagiárias para o setor de Captação de Recursos, para digitar Nota Fiscal Paulista, Luciana Vicente, responsável pelo setor, destacou a importância do programa “A instituição economiza viabilizando a contratação do jovem aprendiz além de oferecer oportunidade de inserir no mercado de trabalho.”

O provedor Junior Ferreira falou dessa conquista da Santa Casa de Jales “É muito bom contribuir para a formação dos jovens sem interferir no desenvolvimento físico e escolar. Com isso é possível diminuir o trabalho escravo que infelizmente existe em alguns lugares.”

Através da Lei nº 10.097/2000 os jovens podem ser contratados a partir dos quatorze anos em horários que não impeçam de frequentar a escola. Quem tiver interesse em saber mais sobre o programa e efetuar o cadastro poderá entrar em contato com o CIEE.

EDUCADORA COMEMORA ANIVERSÁRIO COM GESTO SOLIDÁRIO EM PROL DO HOSPITAL DE AMOR

A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

Em um gesto solidário, de exemplo e amor ao próximo, com o tema Chapeuzinho Vermelho, a educadora Maria Madalena dos Reis Jorge comemorou seu aniversário de 40 anos com a equipe e alunos dos maternais II da EMEI Diva Maciel Jorge (JACB), no dia 31 de julho. No lugar de presentes, a aniversariante pediu a doação de 1 kg de feijão, que foram doados ao Hospital de Amor (Hospital de Câncer), unidade Jales.

O ato solidário chamou bastante a atenção dos pais dos alunos e principalmente das crianças, pois a equipe escolar está desenvolvendo um  projeto sobre Alimentação com os alunos. No total eles arrecadaram 70 quilos de feijão.

“São pequenos gestos que fazemos com que as crianças desenvolvam a solidariedade, amor pelo próximo e pelas boas causas. Penso que no dia de amanhã o aluno será um profissional respeitado e é preciso que ele se espelhe nas pequenas ações simples que eles vivenciaram na época de escola”, explicou Madalena. 

“É importante levar a mobilização solidária para o âmbito escolar. A ação de doação da educadora Madalena tem o intuito de fazer com que o aluno saía da escola com a visão do todo, do respeito ao próximo e da solidariedade”, ressaltou a coordenadora da EMEI, Rogéria Almeida.  

O gerente de Captação de Recursos do hospital, Luiz Antônio Zardini e a assistente de captação, Karine Ariely Siqueira, que receberam as doações na sexta-feira, 03 de agosto, ressaltaram através de nota de agradecimento, que “O prazer de fazer o bem é maior que recebê-lo. A experiência nos mostra que a humanidade avança de duas maneiras bem diferentes: pessoas que só pensam em si, nos seus problemas e caminham descomprometidas com quem está ao seu lado e pessoas que além de se amarem e suprirem suas necessidades e caminham com cumplicidade com aqueles que necessitam de apoio e generosidade”.

ADVOGADOS DE EX-TESOUREIRA EMITEM NOTA DE ESCLARECIMENTOS

Os advogados Carlos de Oliveira Mello e Gustavo Antônio Nelson Baldan, que assumiram a defesa da ex-tesoureira Érica Carpi, da irmã Simone e do cunhado Marlon, distribuíram uma Nota de Esclarecimentos à imprensa, nesta segunda-feira.

A defesa do marido de Érica, Roberto Santos Oliveira, deverá ser feita por outro advogado. Por sinal, os advogados de Érica protocolaram, na manhã de hoje, um pedido de revogação da prisão preventiva da ex-tesoureira. Vamos à nota:

Tendo em vista o cumprimento das prisões temporárias das pessoas de Érica Cristina Carpi Oliveira, Simone Paula Carpi Brandt e Marlon €Fernando Brandt dos Santos, na data de 30 de JULHO de 2018, pela Polícia Federal no Município de Jales, os advogados Gustavo Antônio Nelson Baldan (OAB 279.980-SP) e Carlos de Oliveira Mello (OAB 317.493-SP), vêm a público esclarecer o que segue.

Os fatos divulgados pela Polícia Federal envolvendo as pessoas acima referidas ainda se encontram sob investigação e qualquer informação a ser prestada neste momento pela defesa poderia acarretar prejuízos ao deslinde inquisitivo, que já se encontra próximo.

Afirmamos que nossos clientes têm colaborado sistematicamente com as investigações, não se opondo a prestar quaisquer esclarecimentos à Autoridade Policial ou ao Juízo.

Vale lembrar que as investigações são decorrentes de processo sigiloso e não cabe a nós, na condição de defensores, revelar, por ora, o conteúdo dos autos.

Posto isto, iremos aguardar o término das investigações e o relatório da Autoridade Policial, para fins de novo pronunciamento.

Era o que havia por expor.

FARRA NO TESOURO: DESVIOS NA PREFEITURA DE JALES TERIAM COMEÇADO ENTRE 2008 E 2009

O delegado da Polícia Federal, Cristiano Pádua da Silva, concedeu entrevista ao Antena Ligada de hoje e, como era de se esperar – para não atrapalhar as investigações – não disse muita coisa que já não tenha sido dita.

Entre as novidades, a informação de que a ex-secretária Patrícia Albarello (o delegado não citou o nome) também está sendo indiciada. O pecado de Patrícia? O mesmo da também ex-secretária Maria Aparecida Martins: ela confiou demais na ex-tesoureira e,  a pedido de Érica, assinou cheques em branco. 

Outra novidade que já era esperada: segundo o delegado, Érica confessou que começou os desvios com pequenas quantias, tipo R$ 5 ou R$ 6 mil mensais. O delegado não disse – nem foi perguntado pelos entrevistadores – se a ex-tesoureira confessou quando começou a desfalcar os cofres municipais com suas “retiradas pró-labore”.

Fontes seguras garantem, no entanto, que Érica confessou ao delegado que não saberia dizer com certeza quando começou a desviar o dinheiro público, mas que teria sido entre 2008 e 2009. Os desfalques teriam começado, portanto, na administração Parini, e escaparam – como diria a música – ao olhar de raio-X e faro de doberman do ex-czar das finanças, Rubens Chaparim.

Outro detalhe: a ex-tesoureira teria confessado, também, que não tem ideia do valor total desviado por ela nesses quase dez anos de ataque aos cofres públicos.     

JORNAL DE JALES: POLÍCIA FEDERAL CONTINUA INVESTIGANDO SE ROMBO NA PREFEITURA TEVE OUTROS ENVOLVIDOS

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete diz que o prefeito Flávio Prandi nomeou alguns procuradores jurídicos do município para conduzir a sindicância interna que investigará os malfeitos da ex-tesoureira Érica Cristina Carpi. Eles contarão, ainda, com a assessoria do procurador geral Pedro Callado. Além de escalar advogados para a missão, Flá determinou a expedição de convites para que os trabalhos da sindicância – inclusive as oitivas – sejam acompanhados por representantes do Ministério Público, da Câmara Municipal, do Fórum da Cidadania e da Comissão de Controle dos Gastos Públicos da OAB.

Ainda sobre o assunto, matéria do jornalista Luiz Ramires diz que a Polícia Federal está investigando se existem mais envolvidos no rombo descoberto pela operação “Farra do Tesouro”. Várias pessoas que ocupavam cargos próximos à acusada foram e continuam sendo ouvidas pelo delegado Cristiano Pádua da Silva, que quer saber se existem outros envolvidos não só na área da Saúde, mas também em outros setores da Prefeitura. O delegado deverá ouvir os superiores hierárquicos que trabalharam com Érica nos últimos dez ou doze anos e também os responsáveis pelo controle interno, encarregados de fiscalizar internamente os gastos da Prefeitura.

A palestra de um especialista do Sebrae sobre os riscos de se fazer compras pela internet, realizada na ACIJ; as comemorações dos cinquenta anos de existência do Sindicato Rural de Jales; o sucesso do 24º “Chá da Amiga”, realizado pela Primeira Igreja Batista de Jales; os números do Detran que mostram a existência de um carro para cada dois habitantes de Jales; a participação do jalesense Aparecido Ferreira Pacheco em uma entidade de Rio Preto, criada para defender os direitos das pessoas com deficiência; e a expectativa de dois jalesenses que estão de malas prontas para ir morar e trabalhar na Europa, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior diz que a ex-secretária municipal de Saúde, Maria Aparecida Moreira Martins, que se viu envolvida no escândalo da ex-tesoureira Érica, possui trinta anos de ficha limpa como funcionária do estado. Ex-colegas de trabalho de Maria Aparecida no Núcleo Regional de Saúde a descrevem como uma profissional rigorosa e metódica no exercício de suas funções. Segundo Deonel, Maria Aparecida – que teve sua prisão provisória revogada a pedido da PF, após ser ouvida – também tem ótimo conceito na Unijales, onde é coordenadora do curso de Serviço Social. 

1 2 3 4 415