Categoria: Cidade

BLOG COLABORA COM ADMINISTRAÇÃO PARINI

Os puxa-sacos do prefeito Humberto Parini gostam de criticar este aprendiz de blogueiro, mas, a meu ver, sem razão. Na verdade, tenho sido um grande colaborador da administração Parini: na semana passada, por exemplo, publiquei três posts sobre algumas situações que incomodavam leitores do blog, e, no dia seguinte, a Prefeitura já tinha providenciado uma solução. Confiram as fotos:

 

 

 

 

 

 

Um leitor do blog mandou e-mail reclamando das condições da Avenida da Integração. O blog registrou como estava a situação de um trecho daquela avenida, em frente ao Kumon, e, no dia seguinte, os buracos estavam tapados. 

 

 

 

 

 

 

Na Rua Rubião Meira, de mão dupla, a situação não era das melhores, mas, após a publicação da foto da esquerda, a Prefeitura providenciou uma operação tapa-buracos, como se vê na foto da direita.

 

 

 

 

 

 

A árvore ficou caída durante 16 dias na Rua 24 e foi preciso que ela ganhasse um cartaz dando nota zero à administração Parini para que fosse retirada. É uma pena que a Prefeitura não fez nada com relação aos buracos da rua, mas aí também já seria querer demais. Melhor ir por partes, como diria a Elize Matsunaga. 

APENAS UMA EMPRESA SE INTERESSOU EM PREGÃO REALIZADO PELA PREFEITURA DE JALES

A Prefeitura de Jales realizou, na quarta-feira passada, um pregão para aquisição de máquinas, equipamentos, ferramentas, etc., para uso da tal Cooperativa de Catadores de Resíduos – Coopersol. Segundo informações, apenas uma empresa – se não me falha a memória, de Santa Bárbara D’Oeste –  teve coragem de comparecer ao pregão, mas, ainda assim, apresentando proposta para apenas três dos vários ítens que a Prefeitura queria comprar.

Nenhuma empresa de Jales se interessou em vender, por exemplo, os ítens de informática que constavam do pregão. O episódio é mais uma pequena amostra de a quantas anda o prestígio da nossa Prefeitura junto aos fornecedores.  

SOBRE O PREÇO DO ÁLCOOL COMBUSTÍVEL EM JALES

Há algum tempo, escrevi uma matéria para A Tribuna sobre os preços dos combustíveis nos postos de Jales, onde ficou constatado que os valores praticados eram mais ou menos iguais em todos eles. Hoje, recebi um e-mail de um amigo, cujo teor reproduzo abaixo:

Fala Cardoso, tudo bem contigo? Acho que você poderia falar novamente sobre o preço do álcool em Jales. Cara, viajo quase todas as semanas pela nossa região e também para as regiões de Votuporanga e de Araçatuba. Observei que o álcool simplesmente baixou em todos os lugares: em Pereira Barreto, está R$ 1,69; em Araçatuba, R$ 1,74; em Guararapes, R$ 1,64. E, pasme, em Pontalinda custa R$ 1,69 e em Vitoria Brasil R$ 1,83. Esses preços estão vigorando desde a semana passada, mas, aqui em Jales, continuamos com os mesmos R$ 1,87 e R$ 1,89. Uma vergonha… Um grande abraço!

Está registrada a justa reclamação do meu amigo. Creio que seria o caso de o pessoal dos postos explicarem por que o álcool não baixou em Jales. E, talvez, fosse o caso também de os órgãos de defesa dos consumidores também se manifestarem.

MORADORES DA VILA UNIÃO INAUGURAM PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA

Cansados de esperar pelo poder público, alguns moradores de duas ruas da Vila União resolveram fazer uma PPP (Parceria Público Privada) com a Prefeitura de Jales. Nossa Prefeitura, como de costume, entrou com a má vontade e a incompetência, enquanto os moradores entraram com o material, a mão-de-obra e a disposição para resolver o problema.

Eles se juntaram, compraram o material e, no domingo passado, reconstruíram dois quebra-molas, como esse da foto. Os quebra-molas estavam destruídos há dois anos e, apesar dos insistentes pedidos dos moradores, a administração Parini não tomou nenhuma providência para reformá-los. Os detalhes dessa PPP vão estar na edição de domingo do jornal A Tribuna.

LEITOR ALERTA PARA ESCURIDÃO DA RODOVIÁRIA

Recebi, um dia desses, um e-mail enviado à caixa de contatos do blog. Aliás, eu gostaria de dizer que somente este aprendiz de blogueiro tem acesso aos e-mails enviados através do “Formulário de Contato”, aí do lado direito. Não há nenhum risco deles serem publicados como comentários.  Portanto, quem quiser fazer alguma sugestão ou reclamação, pode fazê-lo tranquilamente, através da caixa de contatos. Mas, vamos a um trecho do e-mail:

Boa noite Cardosinho, sou um internauta assíduo do seu blog e venho aqui deixar uma queixa do descaso com a Rodoviária de nossa cidade. Acabei de chegar de lá, pois fui com a noiva comprar uma passagem, e chegando no terminal observei que estava super escuro, com muitas lâmpadas queimadas. Acredito que aquelas pessoas que vieram visitar os parentes no feriadão devem ter observado a escuridão e até comentado que ‘Jales não mudou nada mesmo’.

Ontem, depois de degustar um churrasco preparado pelo amigo Celso Silveira – um mestre na arte de temperar e assar carnes – resolvi passar pela Rodoviária para conferir a suposta escuridão. O Terminal, propriamente dito, até que não estava tão escuro, mas o seu entorno…

 Nos fundos da Rodoviária, existem seis ou sete postes com luminárias, mas nenhuma delas estava acesa. Nas laterais do Terminal, quase a mesma coisa.

Claridade mesmo, só na Academia da Terceira Idade. O local vive às moscas, mas, registre-se, parece bem iluminado, talvez até em função do contraste com a escuridão dos fundos da Rodoviária. A Academia, vocês sabem, é uma obra da nossa doce e generosa primeira-dama e, portanto,  não poderia ficar às escuras. Já o resto…

AÇÃO ENTRE AMIGOS RENDE R$ 5 MIL PARA SANTA CASA

A Diretoria da Santa Casa de Jales, recebeu no sábado, dia 09, a importância de R$5 mil proveniente de uma ação realizada entre amigos do hospital, sorteando no evento, um touro reprodutor doado pelo empresário Sérgio Aparecido Nunes de Marqui, proprietário da Etelj.

Na ocasião, a senhora Andrea Paulino, moradora de Palmeira d’ Oeste, foi escolhida aleatoriamente para sortear o prêmio. O ganhador foi o comerciante Ailton Carlos Primo, proprietário da Gold Jóias e comprador do bilhete de número 45. “Sempre participo das campanhas em prol do hospital. Sinto-me muito orgulhoso por ajudar a Santa Casa e feliz por ter conquistado esse prêmio”, comentou.

O provedor da Santa Casa, José Pedro Venturini, reforçou a importância das doações e do apoio da população nas causas em prol do hospital. “Todos sabem que temos um orçamento deficitário e com essas doações é possível fechar as contas e atender com qualidade a população de Jales e região”. A renda será investida para custeio das despesas da Santa Casa. (por Vívian Curitiba)

MORADOR QUER RECAPE NA RUA ANGELO GASPARETO

A Rua Roma, da foto acima, é a rua que passa bem na frente ao Santuário da Trindade, no Jardim Paulo VI. Recentemente, como se pode ver pelos restos de areia que ainda estão por lá, a Rua Roma recebeu aquele recape meia-boca executado pela Prefeitura de Jales. É um recape com prazo de validade curto, especial para anos eleitorais, quando os políticos usam toda criatividade possível para enganar os eleitores.

Com efeito, a Rua Roma estava mesmo precisando de uma repaginada. Em janeiro, ela ostentava um dos maiores buracos da cidade, conforme se pode ver na foto ao lado. Mas o pessoal da nossa Prefeitura bem que poderia ter seguido uns oitenta metros adiante e chegado até a Rua Ângelo Gasparetto, que passa ao lado do Santuário.

Ontem, no Antena Ligada, um ouvinte ligou para reclamar da situação da rua. Confiram, abaixo, se ele tem alguma razão:

AMIGOS DE PARINI DESVIRTUAM ENQUETE

Como vocês já devem ter percebido, os puxa-sacos do prefeito Humberto Parini voltaram ao ataque. Mais uma vez, eles acessaram o blog e, em poucos minutos, depositaram uma quantidade enorme de votos na opção SIM da enquete que estamos fazendo.

Acho que os puxa-sacos do estadista estão dando muita importância ao blog. Como eu deixei claro, as enquetes que fazemos não tem nenhum valor científico. Portanto, não há nenhum sentido em tentar desvirtuar os resultados, pois ninguém vai se guiar pelo blog para escolher o candidato em quem irá votar.

Acho esse tipo de comportamento vergonhoso e penso que os amigos do prefeito deveriam repensar o papel a que estão se prestando. Afinal, eles poderão até desvirtuar os resultados de uma enquete, mas não vai ser com esses métodos que conseguirão mudar os resultados das eleições de outubro.

Caso eles não saibam, a mesma pergunta que está sendo feita pelo blog, já foi feita em levantamentos realizados por empresas especializadas. E o resultado… bem, deixa pra lá. Não quero deixar os amigos do estadista tristes… 

NOVA ENQUETE: VOCÊ VOTARIA EM UM CANDIDATO APOIADO PELO PREFEITO PARINI?

Estamos encerrando a enquete em que o blog perguntava se os preços da Zona Azul em Jales – R$ 1,00 por hora ou R$ 1,50 por duas horas – são justos. Nada menos que 58% dos votantes consideram que os preços são justos, enquanto 42% acham que os valores estão um tanto quanto salgados. Pessoalmente, acho que os preços não estão caros e, se os serviços forem bons, com certeza melhorará um pouco a questão da falta de estacionamento no centro da cidade.  

Vamos, então, passar a uma nova enquete, sempre lembrando que os levantamentos de opinião feitos pelo blog não tem qualquer valor científico. Desta vez, queremos saber se o amigo visitante votaria em um candidato apoiado pelo atual prefeito, Humberto Parin(PT). Dê a sua opinião aí do lado direito. 

DEU NA BAND: JALES GANHOU NOVAS PRAÇAS E AS ANTIGAS FORAM RESTAURADAS. ONDE?

Hoje, “Dia dos Namorados”, é um bom dia para falar das praças da nossa cidade. De acordo com o “Especial Jales Band Cidades”, veiculado pela TV Bandeirantes, sob o governo Parini  “Jales ganhou novas praças e as antigas foram restauradas”. É incrível a cara de pau desse pessoal da administração Parini: restauraram as antigas e ainda construíram novas praças… 

Posso estar enganado, mas, que eu me lembre, a única praça inaugurada durante a administração Parini, foi a Praça Pedro Temponi, no Conjunto  Dercílio de Carvalho. Construída com recursos de emenda do então deputado Rodrigo Garcia(DEM) e inaugurada em junho de 2010, a praça – ou o que deveria ser uma praça – já estava totalmente abandonada e depredada um ano depois. Hoje, serve de pasto a animais, que deixam por lá os sinais de sua presença, como mostra a foto.

E quanto às praças que foram “restauradas”? Estariam os assessores do prefeito se referindo à Praça do Jacaré? Será que podemos  chamar de restauração as porcarias que foram feitas por lá? Claro que não! O governo Parini  gastou R$ 180 mil e conseguiu deixar a praça pior do que já estava. O parque infantil, por exemplo, continua caindo aos pedaços. As lixeiras são vergonhosas. O coreto é uma sujeira só. E assim por diante… 

Será, então, que os aúlicos do estadista estavam se referindo à Praça Euphly Jalles, essa da foto abaixo?

 Abandonada desde o início da administração Parini – após uma mal sucedida reforma empreendida pela primeira-dama – a Praça Euphly Jalles ostenta, há quatro anos, uma placa anunciando reformas que ainda estão pela metade. Os bancos foram retirados há dois meses e até ontem não haviam sido repostos. Até os mendigos que dormiam por lá tiveram que procurar outro lugar para o merecido descanso.

Agora me digam: não é muita cara de pau usar o dinheiro do contribuinte para contar lorotas aos próprios contribuintes?

1 376 377 378 379 380 420