Categoria: Cidade

A PRAÇA DO JARDIM MUNICIPAL

O que você está vendo na foto acima é uma Praça. Trata-se da “Praça Alípio Pereira dos Santos”, localizada no Jardim Municipal. Como se pode observar, naquele bairro, não são apenas as ruas que estão abandonadas.

Antes de chegar à Prefeitura, Parini tinha um olhar diferente para o Jardim Municipal. Lá, o então pretendente a prefeito, mantinha um consultório dentário onde atendia gratuitamente a população carente de bairro. Apesar disso, nas pesquisas feitas pelo PT nas eleições de 2004, o Jardim Municipal era um dos bairros onde, inexplicavelmente, Parini aparecia muito mal. Abaixo, mais duas fotos:

RISCO DE EPIDEMIA DE DENGUE EM JALES

O jornal A Tribuna também tratou do assunto, em sua edição de domingo passado, repercutindo entrevista do vice-prefeito e presidente do Comitê de Combate à Dengue, Clóvis Viola, sobre o aumento no índice de infestação do mosquito Aedes aegypti. Agora, é a TV Record quem alerta para o risco de uma epidemia de dengue em Jales.

A matéria da Thaís Luquesi, veiculada no ‘Balanço Geral’, não diz, mas, graças à falta de planejamento do prefeito Humberto Parini, Jales ficou cerca de dois meses sem equipe de combate à dengue. E, atualmente, a equipe conta com apenas 10 agentes, menos da metade do recomendado pelo Ministério da Saúde. O vídeo com a reportagem da Thaís pode ser visto aqui.

E POR FALAR EM BURACOS

Sempre que chega a temporada de chuvas, os problemas com buracos nas ruas de Jales ficam mais visíveis. E, como grande colaborador da administração Parini, que sou, de vez em quando me sinto na obrigação de sair às ruas munido de uma máquina fotográfica. Foi o que fiz ontem.

Na foto acima, a Rua Francisco Maximiano, no Distrito Industrial II. A rua possui vários estabelecimentos comerciais, entre eles a Auto Mecânica Sasso.

A rua acima – a Sílvio Alves Balbino – também está localizada no Distrito Industrial II, um dos setores mais esburacados da cidade. Essa rua foi asfaltada com recursos da própria Prefeitura, durante a campanha para reeleição do prefeito Parini. Pouco mais de três anos depois de asfaltada, ela está em péssimas condições.

Acima, a Rua Kansas, no Jardim Estados Unidos, esquina com a Rua Goiás. A rua é bastante movimentada e deveria merecer melhor atenção da administração, mas, o que se nota é o descaso.

 Essa é a Rua Minas Gerais. Quem entra na cidade, pela entrada do Jardim Paraíso, tem que, forçosamente, passar por esse trecho da Minas Gerais, já que o trânsito foi desviado para ela.

PEQUENOS BURACOS, GRANDES RECLAMAÇÕES

No Antena Ligada de ontem, os apresentadores Claudiney Antonio e João Luiz Garcia, em atenção às reclamações de alguns ouvintes, citaram dois buracos que estariam causando problemas a veículos e motoristas.  Querem saber? Acho que esse pessoal gosta de reclamar à toa! Afinal, os buracos nem são tão grandes assim. Dêem uma olhada nas fotos abaixo e me digam se não tenho razão:  

O pequeno buraco da foto acima fica no Jardim Paulo VI, bem em frente ao Santuário da Trindade, como se pode ver pela cruz lá ao fundo, no alto.

A cratera acima enfeita a Rua Quatorze. Segundo relatos, um motorista distraído já se viu dentro dela. E, prá sair, não foi fácil.

POLÍCIA CIVIL DE JALES HOMENAGEIA APOSENTADOS COM CAFÉ DA MANHÃ

Hoje, dia 24 de janeiro, comemorou-se o Dia Nacional do Aposentado. Na Delegacia Seccional de Jales, o delegado seccional, doutor Charles Wiston de Oliveira, lembrou a data oferecendo um café da manhã a cerca de 30  policiais civis aposentados. Abaixo, 

24 de janeiro. Dia dos Aposentados. Em reconhecimento e orgulho pelo histórico funcional consolidado em longos anos de prestação de serviço público à Instituição e às comunidades de Jales e região, integrada por 22 municípios, a Polícia Civil local, por seus membros da ativa, recepcionou seus honrados pares, hoje na inatividade, em fraternal e festivo café da manhã.

“Tê-los como companheiros e precursores na execução de tantas tarefas, apesar das grandes barreiras, carências e dificuldades próprias de seu tempo, para a pavimentação do respeito à Polícia Civil e à sociedade, é, para nós e a todos que compartilharam de suas angústias e destemores no enfrentamento da criminalidade e na pacificação de conflitos sociais, o mais expressivo referencial e meritória razão para o espírito de dedicação e fraternidade ainda reinante entre aqueles que os sucederam no cumprimento dessa inigualável missão. Esta casa foi, é e sempre será de todos vocês”, citou o Delegado Seccional de Polícia Charles Wiston de Oliveira.

No descontraído evento, com congraçamento coletivo, em oportunidade para que os policiais civis aposentados tivessem a oportunidade de se reverem depois de longos anos sem contato, o ex-Delegado Seccional, ex- Delegado Regional e ex-Diretor de Departamento, Dr. Milton Birolli Gonzales, ainda em seu marcante espírito de liderança e sobriedade ímpar, pronunciou-se sintetizando um relato da história da Polícia Civil de Jales, de sua trajetória policial, inclusive em órgãos diretivos, os problemas outrora reinantes para a execução dos trabalhos pela Polícia, acúmulos de função em múltiplos municípios, a positiva integração sempre existente entre as forças locais de trabalho, a saudosa memória do Dr. Nelson Lourenço Vanni, cujo nome empresta ao prédio-sede da Polícia Civil Jalesense, e parabenizou a todos pela iniciativa que poderia ser doravante cultivada.

Somados aos policiais civis da Seccional e de Delegacias de Jales e região, marcaram presença os policiais aposentados Dr. Milton Birolli Gonzales, Oscar Melchior Facio, Jorge Pêgolo e Sebastião dos Reis Vilella (Delegados de Polícia), José Ferreira, João Luiz Targa, Pedro Fantini, Alcione Maria Negrelli, Irson Albaneze, Yuriko Ishi Shigihara, (Escrivães de Polícia), Dalva Glorinda Barison Fuster, Élzio Luiz Simei, Toshiharu Shigihara, Lécio Batista Rodrigues, Dércio Campoli, Mário Reame, Dirceu Dan, José Rubens Giacometti, Bento Pelinson (Investigadores de Polícia), Vitorino Mazetti Martin (Carcereiro), Tisato Geni Robles (Agente Administrativo), Aloisio Aparecido Vilela, Vera Lúcia Geromel Teles, Elena Tieco H. Tanaka ( Agente de Telecomunicações), Alvino Francisco da Silva (Agente Policial), Ovídio Miranda (Auxiliar de Necrópsia), Luiza de Lourdes Ferrari Ferreira (Encarregada de Setor).

TV RECORD VEIO CONFERIR BURACOS DO JARDIM PÊGOLO 2

Ontem nós publicamos aqui no blog algumas fotos enviadas por um amigo, mostrando a situação lamentável da Rua ‘Ermínia Mazuco Pêgolo’, no Jardim Pêgolo 2. Hoje, logo pela manhã, uma equipe da TV Record Rio Preto esteve no local para conferir os buracos e entrevistar alguns moradores do bairro.

A matéria da repórter Thaís Luquesi deverá ser veiculada, nos próximos dias, no programa do meio-dia, ‘Balanço Geral’, apresentado pelo Sandro Pires. O ‘Balanço Geral’, que, na semana passada veiculou matéria sobre o radar móvel de Jales,  vem dedicando razoável espaço às coisas da nossa cidade. Na foto acima, a sempre elegante Thaís Luquesi entrevista uma das moradoras da Rua ‘Ermínia Mazuco Pêgolo’.

CÂMARA DE JALES REALIZA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA NESTA TERÇA-FEIRA

Daqui a pouquinho, às 10 horas, a Câmara estará reunida em sessão extraordinária para análise e aprovação de quatro projetos enviados pelo prefeito, todos eles em regime de urgência. Dois desses projetos referem-se a convênios visando repasse de recursos oriundos do FUNDEB, para duas entidades locais. Os valores estimados dos repasses chegam a R$ 310 mil (para a APAE) e R$ 249 mil (para a Casa da Criança), ao longo de 2012.

O terceiro projeto autoriza o prefeito a receber, em doação, algumas áreas de terra localizadas no bairro São Judas Tadeu. As áreas estão sendo doadas pelo dono de uma chácara, para permitir o prolongamento da Rua Dezenove.

Já o quarto projeto acrescenta um inciso ao artigo 298 da Lei Complementar 16 (Estatuto do Servidor Público), que autoriza o prefeito a contratar pessoal por tempo determinado, visando a substituição de servidoras – as chamadas ADIs – que trabalham nas creches municipais.

Segundo a justificativa que acompanha o projeto, as servidoras concursadas saem, frequentemente, em licença gestante, além de licenças médicas. Atualmente, diz a justificativa, “estamos com 04(quatro) servidoras em Licença Gestante”.

Se as ADIs mantiverem esse ritmo, em breve chegaremos aos 50.000 habitantes.

COLOMBO REPRESENTA JALES EM ENCONTRO SOBRE ‘PONTOS DE CULTURA’, EM PORTO ALEGRE

O chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, Ilson Colombo de Lima, está em Porto Alegre, onde participou de uma reunião com representantes do Ministério da Cultura. Há cerca de duas horas, o Colombo postou no Facebook a notícia abaixo:

Terminou agora pouco em Porto Alegre-RS a reunião entre Márcia Rollemberg, da Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura (SCC/MinC), representantes do Conselho Nacional de Politicas Culturais e gestores públicos estaduais e municipais. Em pauta, a discussão sobre o redesenho e planejamento do programa Cultura Viva e da rede nacional de Pontos de Cultura.

Jales está incluida no Cultura Viva com a rede de 5 Pontos de Cultura. O convênio assinado pelo prefeito Humberto Parini vai injetar 900 mil reais na Cultura, nos proximos três 3 anos. O Edital de seleção pública dos projetos será conhecido em breve.

Em 2011 ou 2010, não me lembro bem, essa história de Pontos de Cultura resultou em um pouco de confusão, aqui em Jales. Rolaram acusações sobre uma suposta falta de publicação do edital de seleção dos projetos e de direcionamento dos recursos para algumas pessoas ligadas ao PCdoB. Depois do início conturbado, não tive mais notícias sobre o caso, mas é provável que os problemas iniciais tenham sido resolvidos.  

EVENTO CONTRA MAUS-TRATOS A ANIMAIS REÚNE DEZENAS DE PESSOAS EM JALES

O assessor de imprensa da Câmara Municipal, Douglas Zílio, mandou release sobre a manifestação “Crueldade Nunca Mais”. A foto acima é do pessoal que esteve na Praça do Jacaré, participando do evento. Eis um trecho do que o Douglas registrou:

Milhares de pessoas de diversos países ao redor do mundo participaram no ultimo domingo, dia 22 de janeiro, do Dia contra maus tratos a animais, chamado de “Crueldade Nunca Mais”, organizando manifestações e passeatas com o objetivo de conscientização da população sobre o assunto. Em Jales, o evento foi realizado na Praça João Mariano de Freitas e organizado pelos Protetores dos Animais de Jales, coordenado pela advogada Vivi Vieri.

O evento contou com a participação do presidente da Câmara Municipal de Jales, Luis Henrique Viotto (Macetão), vereador Rivelino Rodrigues (Riva), presidente da Ordem dos Advogados de Jales (OAB), Aislan de Queiroga Trigo, integrantes do grupo Protetores dos Animais de Jales, simpatizantes e comunidade.

Segundo a coordenadora Vivi (foto), uma das principais reivindicações feitas durante o encontro de Jales foi a criação de uma delegacia especializada de proteção ao animal, já que muitas vezes as delegacias comuns não aceitam registrar casos de maus tratos com animais por acharem que são crimes de menor importância.

“A questão dos animais é uma questão mundial de respeito aos animais. Hoje as pessoas estão tendo menos medo de denunciar, mas os maus tratos sempre existiram. Esse evento de hoje, através de manifestação, pede leis mais severas e que sejam realmente aplicadas. Nós já temos a lei de maus tratos a animais, que é o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, mas queremos punições mais severas, pois as pessoas acham que esses tipos de agressões ficam impunes”, afirmou Vivi.

ENQUANTO ISSO, NO ENTORNO DO HOSPITAL DE CÂNCER…

Um amigo ligou para este aprendiz de blogueiro, hoje cedo, para alertar sobre o fato de algumas pessoas – mal-educadas – usarem a estrada de terra que passa atrás do Hospital de Câncer para despejar entulhos. Na calada da noite, até animais mortos são despejados no matagal que margeia a estrada. Isso tudo a menos de cem metros do hospital, cujos fundos podem ser vistos na foto acima.

Aliás, essa estrada já era prá estar asfaltada há muito tempo, mas falta vontade política ao prefeito Humberto Parini para fazê-lo. É curioso que o nosso premiado estadista – sabe-se lá por quais razões – asfaltou, com recursos da Prefeitura, a estrada que leva ao conjunto habitacional “Nova Jalles”, onde ainda não mora ninguém.

Enquanto isso, o entorno do Hospital de Câncer, atualmente o cartão postal da cidade, continua abandonado. A estrada que passa atrás do hospital é bastante utilizada por motoristas que evitam o trânsito da avenida Francisco Jalles. Quando chove, ela fica do jeito que as fotos  mostram. Quando é tempo de seca, levanta nuvens de poeira que chegam até o hospital.

Numa visita que fiz ao hospital, quando ele ainda estava em fase de instalação, o empresário Durvalino Fernandes Gouveia me falou sobre a necessidade de asfaltar aquela estrada. O assunto já foi levado há bastante tempo ao prefeito, mas, até onde se sabe, nenhuma providência foi tomada.  Se tívessemos algum empresário tentando vender casas ali por perto, certamente que o assunto já teria sido resolvido.

1 382 383 384 385 386 393