Categoria: Cidade

O PRIMEIRO ARREMESSO DO GRANDE BASQUETE JALESENSE

Quem mandou a foto foi o nosso historiador, seo Genésio Mendes Seixas. A professora ‘cinturinha de pilão‘, que aparece ensaiando a turma para o desfile de 07 de setembro de 1947, é a dona Hilda Elias de Souza. Ela foi a primeira mulher a ocupar um cargo de vereador em Jales, mas desistiu da vereança e da política depois do assassinato do seu marido, o delegado  Allysson de Oliveira Souza.

Mas a foto mostra também, ao fundo, aquela que seria a primeira tabela de basquete levantada em Jales. E o seo Genésio garante que o ex-prefeito Honório Amadeu, então com 12 anos de idade, também está na foto. Vamos ao texto do nosso historiador, que fala sobre os primórdios do basquete em Jales:

Na tentativa de implantar o jogo de bola-ao-cesto, o diretor do Grupo Escolar, professor Ewerton Ferreira, reuniu um grupo de alunos voluntários acompanhados de seus pais com algumas ferramentas disponíveis: enxada, enxadão, pá, carrinho de mão e latas vazias. Apareceu até o filho do Juvêncio com carroça puxada com égua.  

O espaço vago, à direita da Rua Oito, para quem sobe, entre as Sete e Cinco, transformou-se num canteiro de obra com uma multidão de crianças que desconhecia o que chamamos de atividade extraclasse. Entusiasmadas, umas cavando na parte alta, outras enchendo latas, carregando, tapando buracos e socando a terra fofa que nada mais era que, “tipo assim”, dança-de-marinheiro com os pés descalços pulando sobre o terreno em compactação. Num misto de trabalho e brincadeira o nivelamento ia tomando forma como o diretor planejara. Tudo foi feito à base de voluntariado, não havia sequer recompensa de uma merendazinha escolar. A Serraria Jales doou madeiras, o Ângelo folheiro fez os dois arcos e as garotas teceram as cestas com barbante de sacaria.

Na inauguração jogaram: Valdir Berti, Wilman, Honório Amadeu, Bernardino, Bento Garcia, José Ambrósio…(os mais altos), mas não passou disso a brincadeira de basquete porque o diretor não conseguiu desviar o interesse maior de seus atletas o qual, sem dúvida, era o futebol. No ano de 1956 tivemos outra investida com treinamentos e primeiras disputas numa outra quadra do 2º Grupo Escolar. Daí a modalidade esportiva ganhou vida e destaque com a chegada de René Arruda, Rollemberg, Oscar Aydar e Flávio Ferraz. 

Hoje a chama do basquete não brilha como antes, mas em seus anais encontramos registros de que a valorosa equipe jalesense já foi classificada nos cenários nacional e estadual. Fomos pentacampeões na região da Alta Araraquarense.

JALES FICA FORA DE CONVÊNIO DO GOVERNO DO ESTADO PARA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES

Parece que este blogueiro e o jornal A Tribuna já não estão sozinhos na  prazerosa tarefa de mostrar o lado ruim da administração Parini. A manchete lá de cima é do portal Jales Net. E a notícia também:

O Governo do Estado vai construir mais 2.230 moradias em 23 municípios paulistas. Nesta quarta-feira, 1º, o governador Geraldo Alckmin assinou convênios e protocolos de intenções com as prefeituras para a construção das novas unidades habitacionais.

“Para este ano nós estamos investindo R$ 1,8 bilhão em moradias, sendo que 80% dessas unidades são para famílias de até três salários mínimos. São Paulo é o único estado que destina 1% do ICMS para casas populares”, afirmou o governador.

Os imóveis serão viabilizados pelo Programa Parceria com Municípios, em duas modalidades. Pela Administração Direta, os empreendimentos serão implantados em terrenos doados pelas prefeituras, que vão administrar as obras diretamente, com repasse de recursos e supervisão da Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU).

Com isso, os municípios poderão contratar, por licitação, empresas locais para execução do projeto, o que permitirá geração de renda na região. Na modalidade Empreitada Global, é a própria CDHU que contratará empresa, também por licitação, para executar as obras em áreas doadas pelos municípios.

A notícia completa, do Jales Net, inclusive com a relação das cidades beneficiadas com as casas da CDHU, pode ser lida aqui.

DESTAQUES DOS JORNAIS

Estas foram as manchetes dos jornais locais, neste final de semana:

Folha Noroeste: “Instalação de Comea e Corea em Jales e região é pleiteada em reunião do IBGE”

Folha Regional: “Instalação de Comissões Municipais e Regionais de Estatística Agropecuária em Jales e região é pleiteada em reunião do IBGE”

Jornal de Jales: “Projeto reduz poderes do presidente da Câmara”

A Tribuna: “Dona de radar admite necessidade de multas”

Na Folha Noroeste, o destaque principal ficou por conta da reunião promovida na sede do IBGE de Jales, na quarta-feira, quando se discutiu a instalação de comissões de estatísticas em municípios da região. Outras manchetes: “Prefeitura de Urânia adquire implementos agrícolas“; “PMDB se reúne para definir estratégias eleitorais; deputado estadual Itamar Borges participa“. Na coluna Folhageral, o editor Roberto Carvalho informa que os peemedebistas de Jales não abandonaram a idéia de ter Nice Mistilides como vice de Garça

A Folha Regional também destacou a reunião na sede do IBGE, que teve a presença do analista de Estatísticas Agropecuárias do órgão, Nicolau Tadeu Arcaro. Outras manchetes: “Novos padres tomam posse durante missa realizada na Catedral de Jales“; “Aspásia realiza cavalgada em homenagem ao padroeiro São Sebastião“; “ESFs de Jales oferecem diferentes serviços à população“. E a escolhida para enfeitar a coluna Ella, desta semana, foi a jovem Mariana Henrique Brandini. Ela revelou gostar de dançar, ver TV e navegar na internet.

No Jornal de Jales, destaque para o projeto de resolução que está sendo proposto por nove dos dez vereadores de Jales, que reduz os poderes do presidente da Câmara  ao exigir a participação dos demais membros da Mesa em algumas decisões. Outras manchetes: “Honório Amadeu, um político que não gostava de política“; “Rosas de Ouro quer acidentada no desfile de 2013“. Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior informa que a sede da Associação Atlética Banco do Brasil, AABB de Jales, vai ser novamente colocada à venda, dessa vez por R$ 2,5 milhões.

E o radar móvel voltou a ser destaque em A Tribuna. Segundo o jornal, o gerente da fabricante do radar admite que as multas são fundamentais para financiar a municipalização do trânsito. Outras manchetes: “Descaso destrói equipamentos da antiga Cozinha Piloto”; “Promotoria instaura inquérito para apurar corte de árvores“. Na coluna Enfoque, o jornalista Paulo Reis Aruca destacou as críticas que a administração petista de Jales vem sofrendo na TV. Nas últimas semanas, os buracos nas ruas de Jales foram alvo de reportagens na Record e na TV Tem.     

HERANÇA DE PARINI: DÍVIDA DE R$ 700 MIL COM ECAD JÁ VIROU PRECATÓRIO

Como somente este blog e o jornal A Tribuna informaram, o prefeito Humberto Parini, que, em 1997, recorreu a notas frias para encobrir o prejuízo da Facip daquele ano, preferiu, como presidente da Facip do ano seguinte, 1998, deixar de pagar as tarifas devidas ao ECAD. Em 1999, o ECAD acionou a Justiça para receber seu débito, à época estimado em R$ 77 mil. Por uma agradável coincidência, o processo recebeu o número 1013.

Em 2011, depois de muitas idas e vindas, o processo 1013 chegou a um resultado: por conta do erro de Parini, ao comandar a Facip 1998, a Prefeitura de Jales, de acordo com a Justiça, vai ter que pagar, em números atualizados, cerca de R$ 700 mil ao ECAD e ao advogado Welson Olegário.

Agora, a novidade: a dívida já se transformou em precatório, devidamente cadastrado junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo, juntamente com outros 68 precatórios, para pagamento ao longo dos próximos anos. E o pior de tudo: a maioria dos contribuintes – a quem caberá o ônus de pagar pelo erro do então presidente da Facip – nem está sabendo da dívida, uma vez que a imprensa domesticada não divulga.

Por outro lado, os órgãos de defesa do cidadão – ministérios públicos, câmara de vereadores, etc –  também não se manifestaram, ainda. Afinal, é justo que toda a população pague pela imprevidência de um presidente de Facip?   

MAESTRO CURITIBANO TRAZ CONCERTO PARA JALES

Um concerto de cultura e espiritualidade. É assim que o pianista, cantor e compositor paranaense Plínio Oliveira define o show que apresentará em Jales. Plínio, que já se apresentou em Jales várias vezes, sobe ao palco com o show da série “Concerto Filosófico”. Na primeira parte do espetáculo, Plinio fará a apresentação solo, apenas ele e seu piano, mesclando histórias e canções típicas de suas apresentações e encerra o concerto acompanhado da Orquestra de Sopros de Jales, cujo diretor é o regente Edivaldo de Paula.

O repertório do show é composto por um apanhado dos seus 31 discos além de alguns clássicos da música brasileira. “Tenho certeza de que o público irá se emocionar na apresentação. É um show de sensibilidade e emoção destinado a um público carente de música de qualidade. É uma forma de celebrar uma experiência musical saudável”, diz. Para ele, a música brasileira está cada vez mais sofrível. “Atualmente, o que se diz ser música é barulho e som alto”, afirma.

Visando a fraternidade, o maestro Plínio realiza um show beneficente por mês. “É um estimulo à beneficência. Eu me sinto socialmente obrigado a contribuir com as cidades que sediam meus shows e com as pessoas que compram meus discos, e nada mais justo que o ingresso seja revertido para a cidade, para instituições carentes”, afirma. Sendo assim, parte da renda do concerto será destinada às atividades do Grupo Adolfo Bezerra de Menezes de Jales.

Show Beneficente “Concerto Filosófico”.
Plínio Oliveira e participação especial: Orquestra de Sopros de Jales.
Dia 11 de fevereiro de 2012 (sábado) – às 20:30min.
Teatro Municipal de Jales.
Convites: Banca do Luís (R$ 20,00 – antecipado: R$ 10,00).

SANTA CASA E CONSIRJ SE UNEM EM PROL DA SAÚDE

(Por Vívian Curitiba)

O provedor da Santa Casa, José Pedro Venturini, acaba de criar uma comissão de apoio que está visitando as 15 cidades da região atendidas pelo hospital com o objetivo de mobilizar os prefeitos em ações em prol da Santa Casa e assim, fortalecer o apoio e união do Consirj – Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região de Jales

A comissão formada pela assessora de comunicação, Vívian Curitiba, o empresário Carlos Roberto Cardoso e o corretor de imóveis, Milton Santana de Carvalho, já se reuniram com os prefeitos Euclides Scribone Benin (Dirce Reis), Francisco Airton Saracuza (Urânia), Guedes Marques Cardoso (Pontalinda) e o secretário de Saúde de Mesópolis, Paulo Lima que prometeram se empenhar na organização de um leilão beneficente ainda este ano.

“Se cada município se envolver na causa e fizer um leilão ou arrastão de alimentos por ano já vai ajudar e muito!”, disse Venturini. O provedor explicou que o hospital tem um déficit de aproximadamente R$ 1mihão por ano e que são as doações dos cupons fiscais, leilões, promoções e emendas parlamentares que ajudam a controlar a dívida.

CÂMARA DE JALES LANÇA PÁGINA OFICIAL NO TWITTER

Depois do sucesso no Facebook, a Câmara Municipal de Jales decidiu expandir sua comunicação institucional em redes sociais e lançou, na ultima sexta-feira, dia 03 de fevereiro, sua página oficial no Twitter, serviço de microblogs disponível gratuitamente na internet. O usuário poderá acessar a página através do endereço eletrônico twiter.com/camaradejales ou simplesmente @camaradejales para o envio de mensagens de até 140 caracteres.

Criado no dia 17 de janeiro, o canal de comunicação da Câmara de Jales no Facebook, registrava até o dia 03 de fevereiro, 131 pessoas curtindo a fan page. Somente em nível de comparação, a página da Câmara Municipal de São Paulo, município que, segundo o IBGE tem 10.886.518 habitantes, foi curtida por 815 internautas. Registra-se também o fato de que, dos sete maiores portais de internet mais conhecidos do país, seis estão com base na capital paulista. “Comparando esses dados, podemos dizer que a fan page da Câmara Municipal de Jales no Facebook é mesmo um sucesso. Em apenas 22 dias, 131 usuários utilizaram a opção ‘Curtir’ para facilitar o acesso à nossa página, onde eles podem conferir notícias atualizadas referentes à Casa e ao município, conhecer o trabalho realizado pelos vereadores, fotos e, além disso, podem comentar e avaliar o conteúdo postado”, disse o assessor de comunicação, Douglas Zílio.

Já o Twitter, rede social para microbloging, permitirá aos usuários enviarem e receberem atualizações e notícias em textos de até 140 caracteres, conhecidos entre os internautas como “tweets”. Essas atualizações serão exibidas no perfil dos seguidores da Câmara Municipal de Jales em tempo real. “O Twitter faz tanto sucesso quanto o Facebook no Brasil, ficando em segundo lugar no ranking mundial com significativos 33 milhões de usuários, desta forma, observa-se a importância de instituições governamentais possuírem essas contas nestas redes sociais para interagir e saber os anseios dos cidadãos” comentou o assessor geral do legislativo, Michel Pena.

“Estamos implantando ferramentas de comunicação de forma gradativa, planejada e integrada. E o mais válido e importante de tudo isso, é que o internauta não é mero receptor, ele participa, opina, critica e sugere através das mais diversas formas de interação como os comentários, e-mail e, agora, poderá fazer através do microblog Twitter, que passa a integrar nosso portfólio de comunicação”, concluíram os assessores de Comunicação e Geral da Câmara de Jales, Douglas Zílio e Michel Pena.

LANCHONETE ‘MEU REI’

Nesta lanchonete, localizada bem em frente ao Ambulatório Médico de Especialidades – AME de Jales, todos os clientes são tratados como reis e rainhas. Ali, pode-se comer um dos melhores salgadinhos da cidade e tomar um suco gelado, feito na hora. E se a fome for um pouco maior, pode-se almoçar bem, por um preço compatível com o bolso das pessoas simples que frequentam o local. 

Eu imaginei que o nome da lanchonete fosse uma homenagem à Bahia, mas a Gabriela, a filha do dono, me explicou que, na verdade, o nome é um agradecimento a Deus. Isso mesmo! A Gabriela disse que seu pai, o  Ricardo, considera que foi Deus quem o trouxe para Jales e por isso batizou a lanchonete com o nome “Meu Rei”. Ricardo morou muito tempo em São Paulo e, por obra do destino, veio parar em Jales, onde – ele garante – sua vida melhorou bastante.     

PREFEITO PARINI REPETE VELHAS PROMESSAS

Nada como um ano eleitoral prá fazer os políticos tirar o pé do chão. Hoje, no Jornal do Povo, tivemos a participação sempre especial do prefeito Humberto Parini, entrevistado pelo repórter-professor-vereador-poeta Osmar Rezende. O premiado estadista não disse nada de novo. Apenas repetiu as promessas de recapeamento. E prometeu, também, terminar as obras inacabadas, inclusive o prédio da tal Secretaria de Fazenda, na Avenida Jânio Quadros.

Por falar em recapeamento, eu quase não acreditei no que vi. Depois de vários anos de espera e de diversas operações tapa-buracos, a Rua Itália está sendo, finalmente, alvo de um recapeamento. Na verdade, apenas um trecho da rua, entre a Rua Elizabete e a Rua Nova York, está sendo recapeado. Mas já é alguma coisa.

A má notícia é que o serviço está sendo feito pela própria Prefeitura, o que pressupõe que não deverá durar muito. Normalmente, os recapeamentos realizados pela Prefeitura têm prazo de validade curto e, em pouco mais de um ano, começam a esfarelar-se. Na foto lá em cima, registrada agora à tarde, o pessoal da Prefeitura  trabalhando. E, na foto ao lado, a situação daquele trecho da Rua Itália até alguns dias atrás. 

UMA CALÇADA DA NOSSA PRINCIPAL AVENIDA

O Carioca que me perdoe a comparação, mas, se andar pelas ruas do Rio de Janeiro tem sido algo extremamente perigoso, caminhar pelas calçadas de Jales também tem lá sua dose de emoção. É certo que não temos bueiros explodindo, nem balas perdidas e tampouco prédios caindo sobre nossas cabeças, mas um simples passeio pelas nossas calçadas requer alguma elegância e muitos cuidados.

Há algum tempo, me disseram que uma cliente das Casas Pernambucanas  se acidentou na calçada ecológica que o prefeito instalou em nosso revitalizado centro comercial. Da mesma forma, consta que um conhecido empresário local, do ramo das comunicações, também teria sofrido luxações por conta de um tombo na calçada em frente à Mila Brinquedos.

Agora vejam o caso dessa calçada das fotos. Ela adorna a nossa principal avenida – a Francisco Jalles – bem no quarteirão do Jornal de Jales.  Explicando melhor, ela fica a menos de duzentos metros da casa do prefeito, mas é bem possível que ele não passe por aquela calçada há muito tempo. E, prá falar a verdade, eu também quase não circulo por ali, mas um amigo – comerciante – passa sempre e, hoje cedo, me pediu prá mostrar o estado da calçada.

E, como sou um grande colaborador da administração municipal, tratei de ir até lá e fotografar. O buraco lá de cima está a menos de vinte metros do buraco aqui do lado. No caso do buraco lá de cima, devo acrescentar que a casa em frente está em reformas, o que dá um certo ar de bagunça ao local, mas não creio que a cratera tenha surgido por conta disso. Já o buraco da foto ao lado nasceu pequenininho e foi crescendo, crescendo, até ficar assim. Certamente que ele ainda vai crescer um pouco mais, até que tomem alguma providência.   

1 386 387 388 389 390 400