Categoria: Cidade

PROTETORES DOS ANIMAIS DE JALES ENTREGAM COLEIRAS CONTRA LEISHMANIOSE PARA CÃES

O simpático cão da foto ao lado – que pertence a uma moradora do Jardim Paraíso – está no corredor da morte. Em dezembro do ano passado, ele teve seu sangue coletado pela equipe do nosso  Centro de Zoonoses, e, recentemente, o resultado veio positivo para leishmaniose. O pobre cachorro ainda não sabe, mas a sua sentença de morte já está decretada e ele deverá, a qualquer momento, receber uma injeção letal.

Felizmente, no entanto, não temos apenas más notícias nessa área. Se, de um lado, nossas autoridades  acham mais fácil matar os animais, temos, de outro lado, pessoas comuns que vão à luta e conseguem  realizar aquilo que o Poder Público – por incompetência e má vontade – nem tenta fazer. Vejam, por exemplo, o que está sendo noticiado pelo portal Jales Net:

Para ficar protegidos da Leishmaniose Visceral, os cães de Jales receberam a doação de 2.800 coleiras impregnadas com deltametrina (Scalibor®), princípio ativo repelente e inseticida recomendado pela Organização Mundial da Saúde como uma das formas de prevenção da doença. A doação foi feita pelo fabricante dos produtos, MSD Saúde Animal.

“Agradecemos as doações das coleiras repelentes do inseto da Leishmaniose, que já estão sendo doadas para protetores de Jales e região e para a população dos bairros onde tem mais casos de humanos e cães.” informou Vivi Vieri, cordenadora dos Protetores dos Animais de Jales.

A notícia completa, do Jales Net, pode ser lida aqui. Por sinal, eu  adicionei, há alguns dias, o Jales Net à minha relação de links aí do lado direito. Não sei a quem pertence o novo portal, mas gostaria de desejar vida longa a mais essa fonte de informação.   

CÂMARA ANALISA PROJETO QUE DOA TERRENO PARA A CÁRITAS DIOCESANA DE JALES

Na sessão de hoje, a Câmara de Jales deve começar a discutir o projeto de lei enviado pelo prefeito Humberto Parini, que doa um terreno de 4.313,79m² – localizado na Rua das Palmeiras, esquina com a Rua Figueira Grande, no Residencial São Lucas – para a Cáritas Diocesana de Jales. O terreno está avaliado em R$ 431 mil.

No local, a Cáritas pretende construir algumas benfeitorias e instalar um projeto social destinado a jovens dependentes de drogas, com idade entre 12 e 18 anos. Inicialmente, o projeto – que contará com recursos da Cáritas e do governo estadual – prevê o atendimento de 15 jovens do sexo masculino.

Não é a primeira vez que o prefeito Humberto Parini tenta passar aquele terreno adiante. Antes, ele já havia tentado doar aquele espaço para construção do novo prédio da escola estadual “Juvenal Giraldelli”, mas, depois de quase tudo certo, o governo do estado descobriu que a área estava reservada ao sistema de lazer do bairro e, educadamente, decidiu não aceitar a doação.

Escaldado, o prefeito Humberto Parini incluiu, no projeto de doação, um artigo que prevê a preservação da árvore chamada de “figueira grande”, existente no terreno. Mesmo assim, a doação já está gerando alguma polêmica: hoje cedo, no Antena Ligada, o doutor Wanderley Garcia saiu do obsequioso silêncio a que havia se entregado nos últimos tempos, para criticar o projeto do prefeito.    

CÂMARA DE JALES APROVA TRÊS PROJETOS EM SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

O Douglas Zílio, assessor de imprensa da Câmara Municipal, mandou a notícia abaixo. A foto, é da sessão do dia 13 de fevereiro, quando os agentes de saúde e de endemias foram à Câmara solicitar a intervenção dos vereadores para tentar melhorar os baixos salários pagos pela Prefeitura de Jales:

Na manhã da ultima sexta-feira, dia 24 de fevereiro, foi realizada na Câmara Municipal de Jales a 5ª Sessão Extraordinária, onde foram aprovados três Projetos de Lei do Poder Executivo jalesense. O destaque da Ordem do Dia foi para o projeto que concede abono pecuniário a algumas categorias de servidores e empregados públicos do Município.

O Projeto de Lei 10/2012 beneficia os servidores municipais ocupantes dos cargos de Auxiliar de Serviços Gerais – ASG, Auxiliar de Serviços Especiais – ASE, Auxiliar de Serviços Técnicos – AST, Agente Comunitário de Saúde e de Agente de Combate às Endemias, que, a partir de 1º de janeiro de 2012, passaram a receber vencimento inferior ao salário mínimo nacional. Os valores dos abonos pecuniários variam entre R$ 6,96 e R$ 76,99, de acordo com os cargos.

O abono concedido aos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, votado pelos vereadores presentes, no valor de R$ 76,99, iguala o salário dos ocupantes desses cargos ao salário mínimo nacional. Vale ressaltar que na Sessão Ordinária do dia 13 de fevereiro, diversos agentes estiveram presentes e reuniram-se com os vereadores da Casa, reivindicando reajustes salariais, melhores condições de trabalho, além de protestarem contra a não incidência de insalubridade em seus salários e o repasse de incentivo por atividades de combate a Dengue.

Também foram aprovados durante a Sessão Extraordinária, os Projetos de Lei 11/2012 e 13/2012, que autorizam o Poder Executivo a abrir crédito adicional suplementar e especial na Lei Orçamentária do exercício de 2012. No primeiro, inclui no orçamento crédito adicional suplementar no valor de R$ 270.205,27, destinados a execução de despesas do Fundo Municipal da Infância e Juventude (FMIJ). Já o segundo, inclui crédito adicional especial no valor de R$ 7.419.834,04, destinados a execução de convênios firmados com recursos estaduais e federais.

A TRIBUNA: GASTOS DE PARINI COM PUBLICIDADE QUASE TRIPLICAM EM 2011

Matéria do jornal A Tribuna, deste final de semana, revela que os gastos da Prefeitura de Jales com publicidade, em 2011, bateram em R$ 165 mil. Tal valor representa quase três vezes o valor gasto em 2010. Além disso, A Tribuna trará informações sobre a Facip 2012, bem como a respeito de mais um caso de leishmaniose em Jales.

E tem, também, uma matéria escrita por este aprendiz de blogueiro sobre os perigos da campanha eleitoral antecipada. Aqui em Jales, já temos muitos veículos desfilando com adesivos de prováveis candidatos, mas, por enquanto, nenhuma providência foi tomada para coibir a suposta propaganda antecipada.

Um outro assunto desta edição de A Tribuna é o projeto de lei que prevê a doação de um terreno, na Rua das Palmeiras, para a Cáritas Diocesana de Jales. No local, a Cáritas pretende desenvolver um projeto de atendimento a jovens dependentes de drogas. Tudo isso e muito mais na edição de A Tribuna, desse domingo.  

BALANÇO REVELADOR

A Prefeitura de Jales pagou, em 2009, cerca de R$ 3,6 milhões à Associação dos Deficientes Físicos da Região de Jales – Aderj, por conta dos diversos termos de parceria mantidos entre o município e a entidade. Em 2010, esse valor subiu para R$ 3,9 milhões, ou seja, R$ 300 mil a mais.

Já em 2011, o valor pago à Aderj subiu para R$ 5 milhões, ou R$ 1,1 milhão a mais que no ano anterior. Estes, pelo menos, são os números que constam do site do Tribunal de Contas, com base em dados oficiais que são remetidos pela Prefeitura. Seguramente que parte do valor pago a mais, em 2011, se refere aos “acertos” com os funcionários demitidos, já que os termos de parceria foram encerrados.

Os dados reveladores, no entanto, estão no balanço divulgado pela Aderj, neste final de semana, no jornal Folha Regional. De acordo com  o  balanço, apesar do R$ 1,1 milhão a mais, pago em 2011, a Prefeitura ainda terminou o ano devendo mais R$ 800 mil, referentes a faturas de outubro, novembro e dezembro. Tais valores, ainda segundo o que consta do balanço, seriam pagos agora em 2012.

Curiosamente, em setembro do ano passado suspeitava-se que a Prefeitura devia mais de R$ 1 milhão à Aderj, mas o czar das finanças, Rubens Chaparim, respondendo ao um questionamento da Câmara, afiançou que a dívida era de apenas R$ 267 mil. Desconfia-se, agora, que a resposta pode não ter sido tão verdadeira assim.   

EMPREGO FORMAL CRESCE NO ESTADO DE SÃO PAULO. E EM JALES?

O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou, na quinta-feira, os números do emprego formal relativos a janeiro. Em todo o Brasil, foram criados 118.895 novos empregos com carteira assinada, o quarto melhor resultado para o mês de janeiro, desde que o Ministério começou a medir o comportamento do emprego no país.

Entre as grandes regiões brasileiras, a região sudeste foi a que apresentou o melhor resultado e, dentro da região sudeste, o estado de São Paulo foi o principal destaque – em termos percentuais – na geração de emprego.

Em nossa região, todas as principais cidades localizadas no eixo da rodovia Euclides da Cunha apresentaram resultado positivo, exceto uma. O amigo é capaz de adivinhar qual seria a única cidade a apresentar resultado negativo? Se pensou em Jales, parabéns… Você acertou!

Tanabi foi a que mais gerou empregos, em janeiro: 343, no total. Em seguida, vieram Fernandópolis (146), Votuporanga (140), Mirassol (114) e Santa Fé do Sul (81). Até Palmeira D’Oeste, que está fora do eixo da Euclides da Cunha, teve saldo positivo: 16 empregos formais criados no mês passado.

Mas o amigo deve estar querendo saber de Jales, onde o prefeito “ganhou” um prêmio por administrar uma das cinco cidades que mais crescem no país, certo? Pois bem, em Jales as demissões superaram as admissões,  segundo a estatística do Ministério do Trabalho. Foram 306 demissões, a maioria no comércio e na agropecuária, e 294 admissões. Saldo negativo de 12 empregos fechados.

O VANDALISMO NASCE DA FALTA DE VIGILÂNCIA E DA CERTEZA DA IMPUNIDADE

Um amigo me mandou as fotos – registradas hoje de manhã – do orelhão localizado defronte a Catedral de Jales. Vejam vocês no que dá a falta de educação de alguns cidadãos, combinada com a certeza da impunidade.

Só nos resta torcer, agora, para que alguma empresa das redondezas tenha câmeras de vigilância que possam ter filmado a ação do vândalo. Em  muitas cidades do país, onde se tem prefeitos com um pouco mais de visão, as próprias Prefeituras vêm cuidando de espalhar câmeras em pontos estratégicos, exatamente para inibir esse tipo de ação e auxiliar o trabalho da polícia.

Em Jales, já passou da hora de termos câmeras em alguns pontos, inclusive para oferecer mais segurança aos cidadãos de bem. Há alguns dias, a polícia local prendeu alguns golpistas com o auxílio das fitas gravadas em uma agência bancária. De outro lado, são vários os exemplos, pelo país, de vandalismos flagrados por câmeras de vigilância, que facilitaram a identificação e a punição dos infratores.

Nem vamos sonhar com a possibilidade de o prefeito atual tomar alguma iniciativa nesse sentido, mas, agora que estamos nos aproximando das eleições para a escolha do próximo prefeito, talvez fosse a hora de postularmos, junto aos futuros candidatos, o compromisso de olhar com mais carinho para essa questão.

CORPO CLÍNICO DA SANTA CASA RECEBE MAIS DOIS MÉDICOS

(por Vívian Curitiba)

A Santa Casa de Jales acaba de receber mais dois médicos em seu Corpo Clínico. O neurocirurgião, doutor Márcio Tiago de Oliveira Barbosa e o anestesista, doutor Daniel Barbosa Rosa foram aprovados pelo Corpo Clínico e pela Irmandade do hospital na última semana e já estão atendendo.

Abaixo, à esquerda, o doutor Daniel, que agora integra a equipe de anestesistas que atua no hospital. E à direita, o doutor Márcio, o novo neurocirurgião, que deverá atuar, juntamente com o doutor Pery Prado, no atendimento da demanda de pacientes da Santa Casa.

 

RESULTADO PARCIAL DA ENQUETE SOBRE ADMINISTRAÇÃO PARINI

Ontem, quando chegamos ao número de 100 votantes na enquete aí do lado, que propõe uma avaliação da administração Parini, o resultado parcial mostrava que 60% dos votantes avaliaram o governo petista de Jales como péssimo, enquanto 14% acham que ele é ruim, 13% o classificam como regular, 7% o consideram ótimo e 6% julgam boa a performance de Parini à frente da Prefeitura.

Se você ainda não votou, dê a sua opinião sobre a administração do nosso premiado estadista. Aliás, eu estou estranhando que ele ainda não recebeu nenhum prêmio em 2012. É possível, no entanto, que ele já tenha sido condecorado com alguma comenda agora em 2012, mas, por modéstia, não deu a devida divulgação. Por sinal, a se julgar pela atuação opaca de ontem, no Antena Ligada, quando o prefeito acompanhou  o Bexiga em mais uma entrevista sobre a Facip, periga de, em breve, ele ganhar o prêmio de pior ator coadjuvante.

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE JALES TERÁ QUE RESTITUIR R$ 10 MIL À COSESP, DECIDE JUSTIÇA

O elétrico André Wilson não vai gostar dessa novidade. A notícia é do site Ethos on Line:

A Justiça de Jales expediu mandado de levantamento de valores a favor da Companhia de Seguros do Estado de São Paulo (Cosesp) contra a Associação dos Funcionários Públicos do Município de Jales. No mesmo despacho, a Justiça determinou que a associação apresente, em 10 dias, cópias de seus documentos contábeis correspondentes aos meses de novembro de 2011 a janeiro de 2012, observando-se que os próximos depósitos devem vir acompanhados da referida documentação, de forma a comprovar o valor de seu faturamento bruto.

A Cosesp propôs uma ação de restituição contra a Associação dos Funcionários alegando que celebrou com o município de Jales contrato de seguro de vida em grupo, sendo que a ré foi responsável pelo recebimento dos prêmios da apólice, pagos pelos servidores do município, momento em que se fazia o desconto de seu pró-labore e repassava o restante para autora (Cosesp).

Alegou que, por erro, atribuível a mudança de seu sistema de informática, a associação descontou em duplicidade o pró-labore, perfazendo um valor de R$ 10.998,75. “Portanto, considerando o teor da contestação apresentada e os documentos juntados, tenho que a ré recebeu o que não era devido e, por conta disso, está obrigada à restituição, nos termos do Código Civil, sob pena de enriquecimento sem causa”, conclui a sentença.

1 420 421 422 423 424 439