Categoria: Esporte

ATLETAS JALESENSES CONQUISTAM MEDALHAS NO CAMPEONATO PAULISTA DE PARANATAÇÃO

A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

No último dia 14, domingo, a equipe de natação paralímpica do IDEAIS – Polo de Jales (Instituto de Desenvolvimento Educacional e Assistência à Inclusão Social) participou do Campeonato Paulista de Paranatação, realizado  na Associação Bauruense de Desportos Aquáticos, em Bauru/SP.

Os cinco atletas de Jales competiram na modalidade de natação contra vários outros esportistas paralímpicos do estado de São Paulo, conquistando diversas medalhas.

O time comandado pela professora Eliana Agostini Volpiano, estreou pela primeira vez em uma competição oficial promovida pela FAP – Federação Aquática Paulista. “É emocionante e inspirador, assistir e participar do Movimento Paralímpico, principalmente quando percebemos as mudanças positivas na vida de cada aluno de nosso projeto”, comentou Eliana.

Os alunos do Polo IDEAIS de Jales participam das aulas e treinamentos oferecidos pelo Instituto e tem como parceria a Clínica Acqua Fisio, local gentilmente cedido para que sejam realizadas as aulas.

“Pretendemos ampliar as atividades do Paradesporto, com a implantação de outras modalidades, tendo o propósito de dar oportunidades para mais pessoas com limitações físicas e sensoriais”, explicou o coordenador técnico do IDEAIS de Jales, Heder Donda.

BASQUETE MASTER DE JALES ESTREIA COM VITÓRIA SOBRE CATANDUVA

A equipe jalesense de basquetebol master (40+) estreou com vitória neste último sábado, 30, em partida válida pelo início da 4ª Copa Monte Líbano de Basquete/Liga Regional.

Para a edição deste ano, a competição conta, além de Jales, com as equipes de Catanduva, Ilha Solteira, Cedral, Tanabi, Barretos, além de duas equipes anfitriãs (Monte Líbano A e B). Para se ter uma ideia do nível da competição deste ano, em cada uma das esquipes da casa há um atleta ranqueado que deverá disputar a olimpíada de Tóquio-2020, na modalidade basquete 3×3.

No jogo de abertura da competição, a equipe jalesense enfrentou a equipe de Catanduva e, em um jogo bastante disputado, conquistou importante vitória.

As parciais dos quartos do jogo tiveram seguintes placares: o primeiro quarto terminou 16 a 13 para Jales, o segundo quarto, 13 a 12 para Catanduva; Já no terceiro quarto, equipe de Jales impôs melhor ritmo e conseguiu anotar 23 e, com uma forte defesa, permitiu somente 8 pontos ao adversário. No último quarto, Jales acabou cedendo um pouco no jogo e o quarto acabou 19 a 11 para Catanduva, dando um resultado final no placar de 62 x 53 para Jales.

Pela equipe de Jales jogaram e pontuaram Gustavo Silva (03), Carlos Birigui (09), Sérgio Amorim (07), Oswaldo Landim Jr. (18), Paulo Silva (14), Adagoberto Navarro, Fabio Galan (07), Rodrigo Rigolon e José dos Reis Júnior (04).

Os demais confrontos da rodada foram entre Monte Líbano A x Cedral (Monte Líbano A vencedor); Monte Líbano B x Barretos (Monte Líbano B vencedor) e Ilha Solteira x Tanabi (vitória de Ilha Solteira).

A equipe jalesense, que conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Jales, através da Secretaria de Esportes, voltará à quadra, pela segunda rodada da competição, no dia 27 de abril, contra a equipe de Cedral.

HANDEBOL JALESENSE CONQUISTA TRÊS VITÓRIAS NA ESTREIA DA LIGA REGIONAL

Da Secretaria Municipal de Comunicação:

No último sábado, dia 16, foi realizada a abertura da Liga Regional de Handebol do Estado de São Paulo – LRHESP na cidade de Osvaldo Cruz/SP, Liga na qual a equipe jalesense é uma das favoritas ao título.

Apoiado pela Prefeitura de Jales por meio da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo (SMECT), o time de handebol de Jales entrou em quadra para disputa em três categorias, mirim feminino, adulto masculino e adulto feminino.

Na categoria mirim feminino, Jales enfrentou a equipe de Lucélia e venceu pelo amplo placar de 23 x 03. No adulto masculino, Jales ganhou dos donos da casa, Osvaldo Cruz por 32 x 23. Já no adulto feminino, em jogo acirrado, a equipe jalesense bateu Assis por 28 x 20.

O próximo compromisso do handebol jalesense é em casa, no último domingo de março, dia 31, às 10 horas, no Ginásio Vera Lucia Maldonado, localizado no Jardim Paraíso.

Para o treinador Eduardo Matheus, mais conhecido como “Du Bola”, a estreia na Liga foi excelente. “Estou muito feliz com os resultados. A ansiedade pela estreia passou, agora é trabalhar forte para fazer bonito dentro de casa, no dia 31, que teremos mais três categorias estreando na Liga. Eu quero agradecer a SMECT pelo apoio, ao prefeito Flá e também aos pais dos atletas pela ajuda e torcida e a todos os patrocinadores”, completou.

“SE FOSSE MENINA SERIA CORINTHIEVELLYN”, DIZ PAI DE CORINTHIENZO

Deu no Yahoo Esportes:

Leandro Soares resolveu batizar o filho recém-nascido de Corinthienzo e não esperava que a história gerasse tanta repercussão. Em entrevista ao site da Veja São Paulo, ele afirmou que queria apenas homenagear seu clube do coração.

De acordo com Leandro, ele faria a mesma referência ao Corinthians se a criança fosse uma menina. Seria Corinthievellyn ou Corinthielly.

Como o menino se chama Corinthienzo Samuel de Jesus Soares, alguns parentes o chamam de Samuel e outros simplesmente de Enzo. “Mas eu não gosto, brigo quando chamam assim“, afirma  Leandro.

O jovem pai, de 26 anos, afirma que o pequeno Corinthienzo, atualmente com três meses, não veste verde, cor alusiva ao rival Palmeiras e nem rosa.

Outra revelação de Leandro é que a sua família, majoritariamente evangélica, não gostou da escolha do nome e vetou uma complementação. O bebê se chamaria Corinthienzo Corinthians.  

JOGADOR DUDU, DO PALMEIRAS, É CONDENADO PELO STJ A PAGAR INDENIZAÇÃO POR AGRESSÃO A ÁRBITRO

Um ano antes o jogador Petros, à época no Corinthians, fez algo parecido com o árbitro Rafael Klaus, mas o caso, até onde se sabe, não foi parar na Justiça Comum. A agressão de Dudu pode ser vista aqui. A notícia é do Conjur:

A 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça condenou o jogador do Palmeiras Eduardo Pereira Rodrigues, conhecido como Dudu, a pagar R$ 25 mil de danos morais por agredir verbal e fisicamente o árbitro Guilherme Cereta de Lima, na final do Campeonato Paulista de 2015, contra o Santos.

Na decisão, o relator, ministro Ricardo Villas Bôas Cueva, afirmou que a competência da Justiça Desportiva limita-se a transgressões de natureza eminentemente esportivas.

“Neste caso, cabe a apreciação judicial no caso, uma vez que a conduta do jogador, além de transgredir as regras que norteiam as competições de futebol, ofendeu a honra e a imagem do árbitro. A conduta do jogador mormente a sorrateira agressão física pelas costas, revelou-se completamente despropositada e desproporcional, transbordando em muito o mínimo socialmente aceitável em partidas de futebol”, entendeu.

O ministro ainda classificou a agressão como injusta e desarrazoada. “A doutrina sobre a responsabilidade civil aplicada aos esportistas preconiza que, mesmo naquelas modalidades em que o contato físico é considerado normal, como no futebol, ainda assim os atletas devem sempre zelar pela integridade física do adversário.”

Para o ministro, o “eventual ato exacerbado, com excesso de violência, que possa ocasionar prejuízo aos demais participantes da competição, pode gerar a obrigação de reparação”.

Pedido negado:

Durante a partida entre Santos e Palmeiras, o atleta se desentendeu com um jogador adversário e o árbitro expulsou os dois. Dudu então atingiu o juiz pelas costas com o antebraço e proferiu diversos xingamentos.

Cereta ajuizou ação de indenização alegando que houve inegável dano de natureza moral. O pedido foi acolhido em primeiro grau, mas o Tribunal de Justiça de São Paulo reformou a sentença por entender que a atuação jurisdicional do Estado só deve ocorrer em casos de notória insuficiência das medidas tomadas pela Justiça Desportiva.

ATLETAS JALESENSES DISPUTAM A COPA DOS CAMPEÕES DE HANDEBOL EM PRESIDENTE PRUDENTE

Meu amigo João Roberto Vicentini – ex-quarto-zagueiro do CAJ, que mora em Prudente há alguns anos – vai ficar feliz em saber que alguns conterrâneos de Jales estarão por lá para disputas esportivas. A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

Cerca de 40 pessoas entre atletas e comissão técnica partiram de Jales nesta sexta (30) para participar da Copa dos Campeões de Handebol do Estado de São Paulo na cidade de Presidente Prudente. A disputa acontecerá entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro em um “todos contra todos”, onde quem somar mais pontos será o grande campeão.

A Copa é composta pelas quatro ligas do estado, sendo elas a Liga de Handebol do Estado de São Paulo (LHESP), Associação Regional de Handebol São Manoel, Liga Regional Paulista de Handebol e a Liga Regional de Handebol do Estado de São Paulo.

Jales compete pela LHESP, por meio de um convite da própria liga, após ter havido desistência do time que iria representá-la. O convite foi feito graças à campanha e estrutura oferecida pelo projeto Handebol Jales da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo (SMECT).

As três categorias disputadas pelo projeto são: Sub 19 masculino, Sub19 feminino e adulto feminino. No primeiro jogo, a categoria Sub19 feminina e masculina ficará cara a cara com os donos da casa, o time Presidente Prudente. Já a categoria adulto pega Bauru, a 3ª colocada dos Jogos Abertos.

Na chave Sub19 masculino estão as cidades de Rio Claro, Araraquara, Jales e Presidente Prudente. Na Sub19 Feminino competem Jales, Presidente Prudente, Botucatu e Hortolândia. Já na adulto feminino será representada por Jales, Bauru, Presidente Prudente e Marília.

As equipes de Jales são comandadas pelo coordenador Eduardo Matheus, o “Du Bola”, e a assistente Isabele Molina.

BARCELONA RETIRA STATUS DE ‘EMBAIXADOR’ DE RONALDINHO APÓS APOIO A BOLSONARO

Deu no Metro1:

O Barcelona-ESP anunciou hoje (16) a retirada do status de embaixador de Ronaldinho Gaúcho, ex-jogador do clube catalão e da seleção brasileira. O motivo foi o apoio do craque ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), candidato à Presidência da República.

Em manifestação nas redes sociais, o jogador publicou uma foto vestindo a camisa amarela do Brasil e com o número 17, em alusão a Bolsonaro. “Por um Brasil melhor, desejo paz , segurança e alguém que nos devolva a alegria. Eu escolhi viver no Brasil, e quero um Brasil melhor para todos”, escreveu o jogador.

Segundo o jornal espanhol Sport, o Barcelona não deve se posicionar publicamente, mas reitera que a manifestação não está de acordo com os valores da entidade. A participação do ex-atleta em eventos oficiais do Barça está suspensa.

“A questão é que o clube tem visto com preocupação não é posicionar-se e pedir o voto democraticamente, mas dar o voto explícito a posições totalitárias contra a defesa dos direitos humanos, independentemente do que acabará sendo sua ação governamental”, afirma a publicação, ressaltando que Bolsonaro apresenta posições de homofobia, misoginia e racismo em 30 anos de vida pública. 

EX-CRAQUE FRANCÊS CRITICA JOGOS DO BRASIL NA ARÁBIA: “AGORA ENTENDO PORQUE VOTAM NO BOLSONARO”

Em nações que já passaram pelo flagelo do fascismo e do nazismo, as pessoas não conseguem entender o Brasil votando no Bolsonaro. A notícia é do UOL:

O francês Eric Cantona criticou o fato de a seleção brasileira ter aceitado jogar na Arábia Saudita, um país acusado de ser autoritário e com violações de direitos humanos. Em um vídeo postado em seu Instagram, o ex-jogador diz agora entender o porquê de as pessoas estarem dispostas a votarem em Jair Bolsonaro (PSL) para a presidência – o candidato convive com acusações constantes de ser autoritário.

“Quando vejo a seleção brasileira de futebol aceitar jogar um amistoso na Arábia Saudita – por muito dinheiro, tenho certeza -, consigo entender por que milhões de brasileiros estão dispostos a votar em Bolsonaro”, afirmou Cantona, que colocou na legenda a hashtag “#EleNão”, do movimento contrário a Jair Bolsonaro.

A Arábia Saudita convive no momento com o desaparecimento de um jornalista local. Jamal Khashoggi sumiu após entrar no consulado do país em Istambul, na Turquia. O Governo de Riad chamou de “mentirosas” e acusações “sem fundamento”, as informações sobre o possível assassinato do jornalista dentro do consulado.

Neste sábado, o secretário-geral da ONU, António Guterres, exigiu a verdade sobre o desaparecimento de Jamal Khashoggi.

A seleção brasileira está na Arábia Saudita para dois amistosos. O primeiro aconteceu na última sexta-feira (12), quando os comandados de Tite venceram os donos da casa por 2 a 0. Na terça-feira (16), o adversário será a Argentina.

CORINTIANOS, SANTISTAS E PALMEIRENSES SE MANIFESTAM CONTRA BOLSONARO

Após seu presidente se manifestar publicamente, a Gaviões da Fiel publicou nota oficial, na quinta-feira (20), que reforça o posicionamento da torcida organizada contra o candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL). A entidade lembra que fez parte da luta pela redemocratização do Brasil e reitera sua oposição a qualquer político com perfil anti-democrático.

Os dirigentes da Gaviões Fiel explicam que a agremiação nasceu em 1969 sofrendo perseguições por se opor à ditatura militar e à ditadura do então presidente do Corinthians, Wadi Helu, que era deputado pela Arena. A Gaviões participou ativamente da campanha pelas Diretas Já e pela redemocratização do país. 

“Por este e outros motivos, é importante deixar claro a incoerência que há em um Gavião apoiar um candidato que, não apenas é favorável à Ditadura Militar pela qual nascemos nos opondo, mas ainda elogia e homenageia publicamente torturadores que facilmente poderiam ter sido os algozes de nossos fundadores”.

De seu lado, a Torcida Jovem do Santos, principal organizada do time do litoral, também publicou, na quinta-feira, nota de repúdio ao candidato Bolsonaro. Segundo a agremiação, o presidenciável “representa ideias extremistas e reforça o estereótipo preconceituoso que marginaliza o povo pobre“.

Apesar de pregar o respeito à escolha de voto de seu associado, a organizada diz que seus associados não “votam em opressor” e se posiciona contra as pautas apresentadas por Bolsonaro. “São incompatíveis com as raízes da Torcida Jovem e não representam os interesses coletivos que sempre buscamos ao lado do povo e da massa santista”.

A nota de repúdio santista diz ainda que, “nossa torcida é composta pela classe trabalhadora, por pessoas de diferentes etnias, crenças e demais individualidades que se unem como povo. Em função disso, e pelo nosso compromisso com a liberdade, nos posicionamos contra uma plataforma política que defende a ditadura militar como saída para os problemas do país“.

No Palmeiras, nenhuma torcida organizada se manifestou, mas alguns torcedores famosos se pronunciaram. Em nota, eles disseram que “em virtude de acontecimentos recentes envolvendo a imagem pública da Sociedade Esportiva Palmeiras, nós, palmeirenses abaixo assinados, expressamos publicamente nosso repúdio às posturas e declarações preconceituosas, antidemocráticas e fascistas“.

“Nosso clube foi fundado em 26 de agosto de 1914 por trabalhadores imigrantes, e rapidamente tornou-se uma das equipes mais populares da cidade de São Paulo, atraindo grande público à assistência de seus jogos e contrapondo-se às agremiações tradicionais da elite paulistana“, continua a nota.

“Em 1942, por pressão do governo durante a Segunda Guerra Mundial, o clube foi obrigado a mudar seu nome, tornando-se a Sociedade Esportiva Palmeiras. Apesar das ofensas e ataques xenofóbicos que recebia por sua origem imigrante, o Palmeiras já era profundamente diversificado na composição de seu time e torcida, assim como o povo brasileiro. De time dos italianos, passou a ser o time de todas e todos“.

“São razões históricas, portanto, as que nos motivam neste posicionamento público contra a onda fascista que se ergue e a sua nefasta representação eleitoral. Respeitamos a coexistência democrática de opiniões e posicionamentos políticos variados; mas não podemos tolerar a ameaça às instituições democráticas e os posicionamentos de teor racista, xenofóbico, machista e homofóbico“, finalizam os palmeirenses.

Só estão faltando os são-paulinos.

‘POLVO VIDENTE’ ERRA PREVISÃO VITÓRIA DO JAPÃO NAS OITAVAS DA COPA E VIRA COMIDA

Deu no portal Esporte Fera:

O destino de um animal vidente que errar palpites em uma Copa do Mundo pode ser cruel. Não podemos dizer que a máxima vale para os bichos do mundo inteiro, mas pelo menos foi o que aconteceu no Japão, onde um polvo vidente que vinha obtendo acertos em todos os seus resultados acabou sendo abatido depois que errou o resultado do jogo entre Bélgica e Japão, na última segunda-feira, pelas oitavas de final do Mundial.

O polvo, de nome Rabiot, havia sido pescado em Hokkaido e, por algum motivo, passou a ser utilizado como método de apostas nos jogos da seleção japonesa na Copa. O uso consistia em colocar três bandejas de comida em uma piscina com os resultados possíveis – vitória, empate e derrota, e a escolhida por ele, seria o resultado apostado.

Rabiot, então, virou sensação no país asiático ao acertar todos os palpites da campanha japonesa na fase de grupos do Mundial – ele apostou em vitória sobre a Colômbia, empate diante de Senegal e derrota para a Polônia, obtendo 100% de aproveitamento – ao contrário do time japonês.

No entanto, a sua sorte na fase de mata-mata não foi a mesma. Confiante, Rabiot apostou em uma vitória do Japão contra a Bélgica. E olha que ela quase aconteceu: os asiáticos chegaram a estar vencendo por 2 a 0 no meio do segundo tempo, mas levaram a virada no último minuto dos acréscimos.

E de acordo com a revista norte-americana Sports Illustrated, com o erro no palpite do resultado que selou a eliminação japonesa nas oitavas de final, o pescador que o capturou e o mantinha vivo decidiu que ele não merecia mais seguir fazendo palpites dos demais jogos da Copa. E lhe deu o destino dos demais polvos que não são bons videntes.

1 2 3 32