Categoria: Geral

PROCURADORES SE RETIRAM DE EVENTO EM PROTESTO CONTRA PRESENÇA DE MORO

Deu no Paraná Portal:

Um grupo de procuradores municipais de Curitiba desistiu de participar do Congresso Nacional da categoria por causa da presença do juiz federal Sérgio Moro na abertura do evento, nesta terça-feira (21), na capital paranaense. Quando o nome do magistrado foi confirmado, 72 procuradores municipais assinaram uma nota endereçada ao presidente da Associação Nacional dos Procuradores Municipais (ANPM), Carlos Mourão, para manifestar a insatisfação do grupo.

O grupo de procuradores que organizou o protesto contra o juiz deixou o local quando Moro iniciou a palestra. O magistrado foi o último palestrante da noite.

Cerca de 25 procuradores municipais endossaram a manifestação, mas permaneceram no Congresso para protestar contra a presença do magistrado. A ideia inicial do grupo era fazer um protesto silencioso durante o congresso. Mas segundo o procurador municipal de Fortaleza e ex-presidente da ANPM, Guilherme Rodrigues, três faixas trazidas pelo grupo foram tomadas pela organização.

“A ideia não era ter vaia, não era ter protesto barulhento. A ideia levantar uma faixa e nos retirarmos exatamente por não concordar com esse convite”, disse. “Nós tivemos as faixas apreendidas e, por isso, não nos restou outra solução a não ser expressar com a voz o que a gente ia expressar com as faixas”.

Em meio a aplausos de participantes que ficaram em pé para saudar Moro, na plateia, também era possível ouvir algumas vaias e gritos de ‘vergonha’ quando o nome do juiz era mencionado.

POLÍCIA APREENDE MACONHA COM HOMENAGEM DE TRAFICANTES A BOLSONARO

Com informações do Diário de Maringá:

Uma operação da Polícia Civil de Sarandi, no Paraná, na madrugada desta sexta-feira (17), resultou na prisão de dois homens, suspeitos de tráfico de drogas. Com Alisson Alan Chaves, 22 anos, e Carlos Eduardo de Souza Ferreira, 30 anos, a polícia encontrou entorpecentes, várias munições e armas, entre elas uma submetralhadora. 

O dois suspeitos já estavam sendo investigados pelo setor de inteligência da delegacia há meses e receberam a autorização judicial para realizar busca e apreensão na casa de Chaves e Ferreira, ambos moradores do Jardim Universal.

Na casa de Alisson Chaves, a polícia disse ter encontrados um revólver calibre 38 e sete munições intactas, além de quatro munições intactas de calibre 22, uma balança de precisão, três tabletes e 53 porções de maconha para a venda – a droga totalizou 3,3 kg.

Na segunda casa, a de Carlos Eduardo Ferreira, foram encontrados, nos fundos de um guarda-roupa, uma submetralhadora 9mm, dois carregadores e 36 munições de calibre 9 mm.

Os dois homens foram presos em flagrante e todos os materiais foram apreendidos e levados à delegacia de Polícia Civil.

Eles disseram que era uma homenagem ao candidato da extrema direita. “Bolsonaro vai dar um jeito no Brasil”, afirmou Carlos Eduardo.

MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA DESVIOS DE R$ 200 MILHÕES NA POLÍCIA MILITAR DE SÃO PAULO

A notícia é da Agência Brasil:

O Ministério Público de São Paulo instaurou inquérito para apurar desvio de recursos em compras realizadas pela Polícia Militar(PM) paulista que podem chegar a R$ 200 milhões. De acordo com a Promotoria, um coronel da PM, que é réu num processo por improbidade administrativa, teria assumido o crime e delatado outros 18 coronéis e um deputado estadual oficial aposentado da PM.

A investigação do MP foi motivada após denúncias veiculadas pela imprensa. “De acordo com a reportagem, um coronel da Polícia Militar levanta suspeitas de que 18 outros coronéis e um deputado estadual receberam recursos desviados da corporação, num esquema que envolveria ainda diversas empresas. O desvio alcançaria o montante de R$ 200 milhões”, afirma a Promotoria em nota divulgada sobre o caso.

Os desvios teriam ocorrido em licitações realizadas pela corporação entre 2005 e 2012. Segundo o coronel delator, que responde por crimes semelhantes, as fraudes em procedimentos licitatórios contavam com a participação de empresas fornecedoras.

O promotor Nelson Luís Sampaio de Andrade, que conduzirá o inquérito, já pediu ao Comando-Geral da Polícia Militar de Paulo, que envie em 20 dias ao MP cópias dos prontuários dos 19 coronéis suspeitos com a especificação das funções que exerciam no período sob investigação. A Promotoria não divulgou os nomes dos oficiais acusados.

Investigação interna

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, a Corregedoria da PM abriu um Inquérito Policial Militar para apurar as denúncias, e a Polícia Civil realizará investigações próprias. Em nota divulgada neste sábado (18), a pasta afirma que as apurações serão mantidas em sigilo.

‘NEW YORK TIMES’ VOLTA A DESTACAR CORRUPÇÃO DA GLOBO

A Globo voltou a ser destaque no jornal no principal jornal do mundo, o The New York Times, por conta das denúncias de corrupção contra a emissora.

A Globo já tinha sido destaque no NYT, por conta das denúncias de Alejandro Burzaco de que a emissora teria pago propina para obter direitos de transmissão de jogos da Libertadores e da Sulamericana. Agora, a denúncia envolve duas Copas.

Enquanto isso, o Alexandre Garcia comenta o descobrimento do Brasil. A notícia é do Estadão:

A Rede Globo, Televisa e uma terceira empresa entraram em acordo para pagar US$ 15 milhões (R$ 49 milhões) em suborno a Julio Grondona, presidente da Federação Argentina de Futebol durante três décadas e falecido em 2014, em troca de apoio para a obtenção dos direitos de transmissão das Copas de 2026 e 2030.

A afirmação foi feita pelo empresário argentino Alejandro Burzaco, ex-presidente da empresa Torneos y Competencias nesta quarta-feira, durante depoimento no Tribunal do Brooklin, em Nova York, no julgamento do ex-presidente da CBF, José Maria Marin. Burzaco é testemunha-chave de acusação no maior escândalo de corrupção da história da Fifa.

De acordo com o depoimento, o suborno foi acertado em 2013 durante uma reunião da Fifa, em Zurique, na Suíça. Além dos gigantes da comunicação do México e do Brasil, a terceira companhia envolvida era a Datisa, uma sociedade entre a própria Torneos y Competencias e as empresas Traffic e Full Play. Ainda de acordo com Burzaco, o dinheiro foi depositado em uma conta na Suíça.

ACUSAÇÃO DE PROPINA DA GLOBO É DESTAQUE NO ‘NEW YORK TIMES’

E agora, uma notícia que o ex-urubólogo Alexandre Garcia não irá comentar. Deu no Brasil 247:

O maior jornal dos Estados Unidos, o The New York Times destacou em sua edição de hoje a notícia de que a Globo e outros grupos de comunicação pagaram propinas para adquirir direitos de transmissão.

Tanto a Globo quanto a Traffic, de J.Hawilla, sócio da emissora estão sendo investigadas.

Abaixo, um trecho da reportagem:

Burzaco disse que outras empresas de mídia, incluindo Traffic, Televisa, Media Pro, TV Globo e Full Play Argentina, também pagaram subornos por direitos de futebol. Em uma declaração, a Globo negou veementemente fazer subornos e disse que estava disposta a cooperar com as autoridades dos Estados Unidos.

O testemunho chegou no segundo dia do julgamento de três ex-oficiais de futebol sul-americanos acusados ​​de receber subornos em uma extensa investigação sobre a corrupção da Fifa, o órgão de governo do esporte. Burzaco, o ex-chefe da Torneos e Competencias, que se declarou culpado de conspiração de ofensas e outras acusações, surgiu como uma testemunha chave contra José Maria Marin, Manuel Burga e Juan Ángel Napout.

COM FIM DA CLT, EMPRESAS JÁ COMEÇAM A SUPRIMIR DIREITOS DE TRABALHADORES

Deu no Brasil 247, com informações do Valor Econômico:

Empresas de vários segmentos da economia já definiram as primeiras ações de retirada de direitos dos trabalhadores amparadas pela lei da reforma trabalhista, patrocinada pelo governo de Michel Temer e que entra em vigor nesta sábado, 11, no País.

Na construção civil, um dos setores que mais geram empregos no País, as empresas decidiram ampliar a terceirização, acabar com o pagamento de horas extras em horários ociosos.

A construção também quer fazer demissões por acordo entre empregado e empregador, previstas na nova lei. Nesse caso, será devido apenas metade do aviso prévio indenizado e da multa rescisória e o trabalhador poderá sacar 80% do FGTS.

No comércio, o principal ponto de conflito a resolver são os mecanismos de compensação de jornada. Até agora, o funcionário só podia trabalhar três domingos consecutivos e as mulheres, alternados. A reforma permite a negociação dessas jornadas.

Já a área têxtil planeja reduzir o horário de almoço, implementar a demissão consensual e a homologação anual dos contratos, como forma de evitar ações judiciais.

O setor de turismo deve começar a contratar trabalhadores intermitentes, chamados apenas em períodos determinados. O setor têxtil se interessa basicamente pelos acordos de demissões homologados na Justiça, que impedem ações judiciais futuras.

Para os sindicatos de trabalhadores, tudo ainda deverá ser negociado nas convenções coletivas. A CUT, maior central do país, considera a reforma inconstitucional.

APÓS SUPOSTA FALA RACISTA, WILLIAM WAACK É AFASTADO E NÃO APRESENTA ‘JORNAL DA GLOBO’

Tudo indica que alguém da Globo – provavelmente um fã do Waack – vazou o vídeo que “entregou” o apresentador. A notícia é do UOL:

William Waack não vai apresentar o “Jornal da Globo” nesta quarta-feira (8). Renata Lo Prete, sua substituta oficial, estará na bancada do telejornal. Em comunicado, a Globo informa que afastou Waack de suas funções pelos comentários “ao que tudo indica, de cunho racista”.

“Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação”, diz a nota da emissora.

Um vídeo com o jornalista conversando nos bastidores, pouco antes de uma entrada ao vivo de Washington (EUA), na cobertura da vitória de Donald Trump na eleição presidencial, o mostra xingando um motorista que passa buzinando. “Está buzinando por quê, seu merd* do cacete?”, afirma ele.

Depois, Waack diz claramente: “Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem, eu sei quem é, sabe o que é?”. O entrevistado, no caso o jornalista e diretor do Wilson Center, nos Estados Unidos, Paulo Sotero, faz cara de dúvida.

A seguir, Waack cochicha, mas não é possível identificar com clareza suas palavras. Internautas, que levaram o assunto aos “trending topics” do Twitter, afirmam que ele diz: “Preto, né? É coisa de preto com certeza”.

Segundo fontes do UOL, Waack esteve na sede da emissora em São Paulo, de onde apresenta o telejornal. O vídeo vazado é do dia 9 de novembro de 2016, mas ganhou destaque nas redes sociais ao longo desta quarta-feira. O UOL procurou a TV Globo para se manifestar sobre o assunto durante todo o dia, mas a decisão oficial sobre o afastamento de Waack ocorreu somente às 21h30.

Abaixo, o comunicado da Globo e o vídeo em que Waack, manifesta seu racismo:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

PETROBRAS AUMENTA GASOLINA EM 2,3% E DIESEL EM 1,9%

A notícia é do G1:

A Petrobras autorizou nesta segunda-feira alta de 2,3% para a gasolina e aumento de 1,9% para o diesel nas suas refinarias, a partir de terça-feira (6), devido principalmente ao aumento das cotações dos produtos e do petróleo no mercado internacional, informou a empresa em nota à imprensa.

A decisão foi tomada pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), que antecipa suas reuniões periódicas quando o reajuste dos combustíveis varia mais de 7% para cima ou para baixo no período aproximado de um mês.

Em um mês, o preço da gasolina nas refinarias já acumula aumento de mais de 9%. Em novembro, há elevação de 6,6%, após alta também de 6,6% em outubro.

O reajuste se refere aos preços para as refinarias. O repasse ou não do aumento para o consumidor final depende dos postos de combustíveis. Na semana passada, o valor dos combustíveis nas bombas voltou a subir, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

DESEMBARGADOR QUE APARECE SE MASTURBANDO EM VÍDEO DIZ QUE FOI CHANTAGEADO

O ilustre magistrado foi flagrado  em um movimentado “cinco contra um” em frente ao computador. A notícia é do portal Amazonas Atual:

O vice-presidente do TJAM (Tribunal de Justiça do Amazonas), Jorge Manoel Lopes Lins, divulgou nota na qual diz que foi vítima de golpe com vazamento de vídeo íntimo na internet. Jorge Lins afirma que o vídeo foi divulgado por perfil falso em nome de Solanda Costa.

Esta foi a primeira vez que ele se pronunciou sobre o assunto após a divulgação das imagens em que aparece se masturbando em frente a um computador.

O desembargador considera que a finalidade é “expor a minha imagem de forma prejudicial e com o único intuito de promover a minha desmoralização, considerando, sobretudo, a projeção profissional que possuo no âmbito do Poder Judiciário amazonense”.

Ele afirma que a gravação foi realizada “dentro de uma relação privada, sem qualquer intenção de ser publicado e de causar escândalo, tampouco de provocar a falta de decoro”.

Eis dois trechos da nota em que o desembargador diz ter sido vítima de tentativa de extorsão:

Faço questão de ressaltar que, antes da divulgação do vídeo, também fui vítima de tentativa de extorsão por uma pessoa que se utilizava de perfil falso em rede social, a qual me chantageou para que eu pagasse determinada quantia em dinheiro, sob pena de ter o conteúdo do vídeo divulgado, exigência esta que não aceitei, contrariando, com isso, os interesses sórdidos desse malfeitor(…).

Registro que, tão logo tomei conhecimento da divulgação do vídeo via Facebook, ingressei com as providências judiciais cabíveis e estou no aguardo do cumprimento das medidas legais determinadas pela Justiça. Ademais, registro que esse fato não passará impune e que não descansarei até que todas as providências cabíveis e possíveis sejam tomadas perante as autoridades policiais e judiciárias para que o autor da referida publicação seja identificado e responsabilizado de acordo com os rigores da lei(…).

1 2 3 4 175