Categoria: Política

MÁRCIO FRANÇA PAVIMENTA SUA CAMPANHA COM ASFALTO E DISTRIBUI R$ 286 MILHÕES EM CONVÊNIOS

Com 3% nas pesquisas, ele poderá chegar a 6% se distribuir mais uns R$ 3 bilhões. Deu no Estadão:

A velha tática de turbinar o apoio de prefeitos através da relação asfalto-voto, está sendo posta em prática pelo governador do estado e pré-candidato pelo PSB à sua própria sucessão, Márcio França. Em 3 meses, ele já assinou R$ 286 milhões em convênios de pavimentação, um aumento de 201% com relação à todo o ano passado.

“Numa tentativa para ganhar projeção e angariar mais apoio a sua reeleição, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), resolveu utilizar uma fórmula conhecida da política: a relação asfalto-voto. Ele triplicou os repasses do Estado para recapeamento e tapa-buraco de ruas dentro dos municípios paulistas, um dos gargalos das prefeituras. 

Em menos de três meses no comando do Estado, França já assinou R$ 286 milhões em convênios de pavimentação, um aumento de 201% em relação aos R$ 95 milhões liberados durante todo ano passado pelo seu antecessor, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB).”

PESQUISA IPSOS: LULA É O POLÍTICO MAIS APROVADO DO BRASIL. E ALCKMIN É O MAIS DESAPROVADO

Lula é mesmo um fenômeno. Submetido diariamente a uma campanha negativa da imprensa, perseguido pelos justiceiros de Curitiba e preso (ilegalmente, segundo o ministro Marco Aurélio), ele continua liderando pesquisas.

Enquanto isso, a desaprovação do juiz Sérgio Moro continua subindo a cada pesquisa. A notícia é de um dos pilares da imprensa golpista, o Estadão

Depois de três meses de estabilidade, a desaprovação ao pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) subiu de 60% para 64%, enquanto a aprovação caiu de 23% para 20%. Esta é a principal novidade da pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos, que todos os meses analisa a opinião dos brasileiros sobre personalidades do mundo político e jurídico. Praticamente não houve mudanças nas taxas dos demais possíveis concorrentes ao Planalto. 

“Bolsonaro vem mantendo esse patamar de aprovação há um ano”, disse Danilo Cersosimo, diretor do Ipsos. “É possível que seja um dado que confirme seu teto. O início da campanha eleitoral, após a Copa, vai testar a solidez dessa aprovação.”

Todos os presidenciáveis seguem com taxas altas de reprovação. O que aparece em pior situação é Geraldo Alckmin, do PSDB: 70% desaprovam seu desempenho, contra 18% de aprovação.

Apesar de o Ipsos incluir o nome de possíveis concorrentes ao Planalto em sua pesquisa, o instituto não procura medir intenção de voto. O que os pesquisadores dizem aos entrevistados é o seguinte: “Agora vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o (a) senhor (a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no País”.

Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) têm taxas de desaprovação de 65% e 63%, respectivamente, e estão empatados com Bolsonaro nesse quesito. Marina, porém, têm aprovação de 29%, cerca de dez pontos porcentuais acima desses dois adversários.

No caso de Lula, preso desde o dia 7 de abril, a desaprovação oscilou para cima (de 52% para 54%), após dois meses de tendência de queda. O ex-presidente é aprovado por 45% – a taxa mais alta entre todos os 19 nomes apresentados pelo Ipsos aos entrevistados.

O juiz Sérgio Moro, responsável pela condenação de Lula em primeira instância, enfrenta desgaste de imagem nos últimos meses. Desde março, sua taxa de desaprovação subiu oito pontos porcentuais, de 47% para 55%, enquanto a aprovação passou de 44% para 37%.

VEREADORES SOLICITAM RECURSOS A DEPUTADOS

A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara:

Os vereadores Nivaldo Batista – Tiquinho (PSD)  e Claudecir dos Santos – Tupete (DEM) estiveram em São Paulo, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), e protocolaram um ofício no gabinete do deputado estadual Milton Leite Filho (DEM) solicitando que faça gestões junto ao Governo do Estado para a liberação de verba no valor de R$ 200 mil, para ser utilizada em recapeamento asfáltico. 

Eles explicaram que as vias públicas de Jales estão em condições precárias, com asfalto deteriorado. Os recursos ajudarão a minimizar a situação das ruas da cidade, pois a Prefeitura não dispõe de recursos próprios solucionar o problema. 

Ainda no gabinete de Milton Leite Filho, os vereadores protocolaram um ofício endereçado ao deputado federal Alexandre Leite (DEM) solicitando uma ambulância van para ser destinada ao Consórcio Público Intermunicipal da Região de Jales (CONSIRJ), que atende 16 municípios.

Os vereadores explicaram no documento que alguns pacientes precisam ser transportados para centros médicos com serviços de alta complexidade, como São José do Rio Preto ou Barretos. Essas viagens são diárias e o desgaste dos veículos, devido ao uso intenso, é muito rápido e exige renovação da frota com frequência. A multirrampa é uma nova tecnologia, barata e removível, e que vai facilitar o transporte de pacientes com necessidades especiais.

JALESENSE GANHA MAIS QUE GOVERNADOR COMO PRESIDENTE DE PARTIDO

Dirceu Gonçalves Rezende, o pai de Ovasco, foi vereador em Jales entre 1965 e 1973 e chegou a presidir a Câmara. Em certa ocasião, durante discurso em um comício no Jardim Paraíso, ele disse que “só mesmo o MDB para reunir tanta gente embaixo dessa chuva causticante”. Foi a primeira vez que ouvi falar em chuva que queima.

Já Ovasco, o filho, foi personagem do Jornal Nacional em 2006, acusado – em conversas gravadas – de tentar extorquir a empresária Ana Maria Rangel, então candidata à presidência da República pelo PRP. Recentemente, o PRP apareceu na delação da JBS como beneficiário da propina distribuída pelos irmãos Batista.

Vamos à notícia da coluna do Diário

Presidente nacional do nanico PRP (Partido Republicano Progressista), cuja sede nacional é em Rio Preto, Ovasco Resende recebe R$ 27,5 mil mensais da legenda, o maior salário entre dirigentes que ocupam a mesma posição em outros partidos, de acordo com levantamento feito pelo jornal “O Estado de S. Paulo” a partir da prestação de contas dos próprios partidos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As agremiações partidárias brasileiras são financiadas com dinheiro público, por meio do fundo partidário, do qual o PRP abiscoitou quase R$ 2 milhões só neste ano.

Ovasco ganha mais que o famoso Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, que retira R$ 23 mil, ou do que os R$ 26 mil que Rui Falcão recebia do PT até passar o cargo para a senadora paranaense Glesi Hoffmann. Como lembra o “Estadão”, o salário de Ovasco supera até o de governadores como de São Paulo, cujo vencimento é de R$ 22,3 mil.

O presidente do PRP, que “herdou” o partido do pai, Dirceu Resende, fundador da sigla em 1989, buscou justificar a remuneração com as atividades que exerce. “São mais de 2,5 mil comissões provisórias e representações do partido em 26 Estados mais o Distrito Federal. Agora mesmo estou em São Carlos indo para Catanduva”, afirmou Ovasco nesta quinta-feira, 14, em entrevista à Coluna, por telefone.

Ele disse também que desde 2009 abandonou a carreira de engenheiro civil para se dedicar “exclusivamente” ao partido. “O partido hoje é uma empresa. Imagine quanto teria de pagar para um gestor administrar uma empresa como essa”, afirmou Ovasco, que vê um pouco de “hipocrisia” na discussão. Disse ainda que não tem vínculo empregatício com o PRP, sem direito a férias e 13º, por exemplo.

MENSAGEIRO DO PAPA É IMPEDIDO DE VISITAR LULA E GRANDE IMPRENSA FINGE QUE NÃO VIU

A grande imprensa não tem interesse em divulgar notícias que mostram o Papa solidário a Lula. E, se continuar manifestando simpatia pelo Lula, o Papa Francisco ainda vai acabar sendo preso pelo Sérgio Moro, como prevê a charge do Nani, abaixo. A notícia é do Brasil 247:

O Papa Francisco é o maior líder mundial da atualidade. Lula é o maior líder político brasileiro da história, rivalizando com Getúlio Vargas. Ontem (11), o maior líder mundial enviou a Curitiba um assessor, uma mensagem e um presente (um terço) ao maior líder brasileiro, aprisionado há mais de dois meses. E o regime de exceção vetou a visita.

O fato seria notícia em qualquer lugar do planeta. Mas a mídia conservadora brasileira decidiu que não. Globo, Folha, Valor, Estado e outros de menor expressão, que censuram Lula há anos, agora censuram também o Papa. Nenhuma linha nos jornais, nem um segundo no Jornal Nacional. Nada. 

O Papa Francisco enviou ontem a Lula um terço, um bilhete pessoal e um dos seus principais assessores, o argentino Juan Grabois. Num gesto típico das ditaduras, vexaminoso para o país, o enviado do Papa foi barrado, impedido de ver Lula e entregar o bilhete e o terço. Diante da sede da PF, Grabois protestou:

“Estou muito preocupado com a situação, considerando que estamos diante de um claro caso de perseguição política, onde há uma deterioração da democracia no Brasil. Esta inexplicável negativa a permitir uma visita que estava programada de antemão é parte também de um processo de degradação das instituições não somente no Brasil, mas nos países da América Latina”.

Quem lê os jornais da mídia conservadora ou assiste o Jornal Nacional não teve acesso a nada disso. O motivo da censura é claro: Francisco está solidário a Lula, condena o golpe no Brasil e o governo Temer -a ponto de não ter vindo ao Brasil no ano passado, quando foram celebrados os 300 anos de aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida, de quem Francisco é devoto.

O Papa não quis pisar no país golpeado por Temer e sua quadrilha. Mas quis estender a mão a Lula. E isso, para os Marinho, os Frias, os Mesquita e outras famílias de milionários que controlam alguns dos principais meios de comunicação do país, é pecado mortal. Lula e o Papa estão em pecado mortal para estas famílias. E no inferno deles há duas fogueiras: os ataques violentos sem direito a defesa e a censura.

DATAFOLHA: PARA 72%, SITUAÇÃO ECONÔMICA DO PAÍS PIOROU NO GOVERNO TEMER

E para o ex-urubólogo Alexandre Garcia, a dupla Temer e Meirelles produziu o segundo “milagre econômico” na história do Brasil. O primeiro milagre, no regime militar, aumentou o emprego e o PIB, mas multiplicou a dívida externa e a distância entre ricos e pobres.

Já o “milagre” de Temer e Meirelles está rendendo mais de 90% de rejeição ao primeiro e menos de 1% (quase traço) de intenção de votos ao segundo. Esse Alexandre Garcia… A notícia é da Folha de S.Paulo:

Sete em cada dez brasileiros avaliam que a situação econômica do país se deteriorou nos últimos meses. Pesquisa do Datafolha mostra que 72% dos entrevistados enxergam uma piora do cenário, contra apenas 6% que acreditam na melhora. O salto para um clima de mau humor generalizado não foi pequeno: em abril eram 52% os que afirmavam que o país havia piorado. Hoje, são 72%.

Na época, 52% dos entrevistados opinaram ter havido deterioração no ambiente econômico —20 pontos percentuais a menos do que agora. Quando os entrevistadores do Datafolha perguntaram sobre a situação econômica pessoal do brasileiro, as respostas também foram mais negativas em relação ao último levantamento —49% dizem ter passado por retrocesso (esse índice era de 42% há dois meses) contra 10% que declaram avanço.

DATAFOLHA CONFIRMA: LULA É IMBATÍVEL E VENCERIA FÁCIL ELEIÇÃO DE 2018

O eleitor brasileiro quer a volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É o que aponta a nova pesquisa sobre a eleição presidencial de 2018, feita pelo Datafolha, divulgada neste domingo (10) pelo jornal “Folha de S.Paulo” com índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2018. Foram feitas 2.824 entrevistas entre 6 e 7 de junho, em 174 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em três cenários do primeiro turno, sem Lula, os candidatos Jair Bolsonaro, Marina Silva e Ciro Gomes despontam. Mas, no cenário de primeiro turno, com Lula…. O “sapo barbudo” tem quase o dobro de intenções de voto do segundo colocado, o Boçalnaro.

Lula (PT): 30%
Jair Bolsonaro (PSL): 17%
Marina Silva (Rede): 10%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Ciro Gomes (PDT): 6%
Alvaro Dias (Podemos): 4%
Manuela D’Ávila (PC do B): oscila entre 1% e 2%

Nos cenários do segundo turno pesquisados pelo Datafolha, sem Lula, o candidato Jair Bolsonaro só teria chance se disputasse com Alckmin, um cenário improvável, já que a direita não tem votos para colocar esses dois no segundo turno. Em outros cenários, Bolsonaro perderia para Ciro e Marina de lavada. Abaixo, três cenários com Lula, no segundo turno:

Cenário 1:

Lula (PT): 49%
Jair Bolsonaro (PSL): 32%
Branco/nulo: 17%
Não sabe: 1%

Cenário 2:

Lula (PT): 49%
Alckmin (PSDB): 27%
Em branco/Nulo: 22%
Não sabe: 1%

Cenário 3:

Lula (PT): 46%
Marina (Rede): 31%
Em branco/Nulo: 21%
Não sabe: 1%

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, um dos principais articuladores da queda de Dilma, e o vampirão Michel Temer, são as influências mais negativas para o eleitor brasileiro. Enquanto 92% dos brasileiros jamais votariam em alguém apoiado por Temer, o percentual chega a 65% quando se trata de FHC.

Já Lula é o melhor cabo eleitoral. 30% dos eleitores votariam com certeza em um candidato indicado por ele, enquanto outros 17% poderiam votar, dependendo do indicado.

INGLESES DIZEM QUE BRASIL PRENDEU LULA PARA IMPEDI-LO DE SER CANDIDATO

Deu no Brasil 247:

O jornal britânico The Guardian publicou nessa sexta-feira, 8, texto de vários professores e intelectuais ingleses com críticas à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

“Há provas contundentes de sua inocência e que ele foi julgado injustamente e preso, de modo a negar seu direito legítimo de concorrer às eleições presidenciais de outubro, onde atualmente lidera as pesquisas”, diz o texto assinado por Prof. David Treece, do King’s College de Londres; Prof. Alfredo Saad Soas, de Londres; Dr. Fiona Macaulay, da Universidade de Bradford; Dr. Francisco Dominguez, da Universidade de Middlesex, Londres; Dr. Yara Evans, do King’s College Londres; e Sayuri Carbonnier, Consultora de Biocombustíveis das Nações Unidas. 

“Lula é um prisioneiro político e vítima de “lawfare” – o uso indevido da lei para fins políticos. Ele deve ser libertado e autorizado a concorrer às eleições para que os cidadãos brasileiros possam exercer seus direitos democráticos plenos”, diz o texto.

E-MAILS MOSTRAM FHC PEDINDO DOAÇÕES A MARCELO ODEBRECHT

A notícia não menciona um dado interessante: em um dos e-mails enviados a Marcelo Odebrecht, FHC diz que o assunto da mensagem era “o de sempre”, indicando que os pedidos eram recorrentes. Mas isso não vem ao caso! A notícia é do portal Terra:

Um laudo da Polícia Federal (PF) mostrou uma troca de e-mails entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e o executivo Marcelo Odebrecht em que o tucano pede doações em dinheiro para as eleições de 2010. Em uma mensagem, de 13 de setembro daquele ano, FHC passou sua conta bancária a Marcelo Odebrecht e pediu “ajuda” para a campanha de Antero Paes de Barros, do Mato Grosso.

“Recordando nossa conversa no jantar de outro dia, envio-lhe um SOS. O candidato ao senado pelo PSDB, Antero Paes de Barros, ainda está em segundo lugar, porém a pressão do governismo, ancorada em muitos recursos, está fortíssima. Seria possível ajudá-lo? Envio abaixo os dados bancários (…)”, escreveu FHC.

O empresário respondeu duas horas depois. “Presidente, estou fora até amanhã, mas até 4ª dou uma olhada e retorno. Fique tranquilo (no que depender de nós). Depois aproveito, e lhe dou o feedback dos demais apoios e reforços que fizemos na linha do que conversamos. Forte abraço”, disse.

No dia 21 de setembro, o ex-presidente enviou outro e-mail pedindo ajuda também para Flexa Ribeiro, do Pará. “Estimados amigos: desculpem a insistência e nem mesmo sei se já atenderam o que lhes pedi, mas olhando o quadro geral, há dois possíveis senadores que precisam atenção: 1. Antero Paes de Barros, de Mato Grosso 2. Flexa Ribeiro, do Pará. Ainda há tempo para eles alcançarem, no caso na verdade é manterem, a posição que os leva ao êxito. Abraços, Fernando Henrique Cardoso”.

1 2 3 315