Categoria: Política

TCE REJEITA RECURSO DE NICE E CONFIRMA PARECER DESFAVORÁVEL ÀS CONTAS DE 2014

DSC02766-niceO TCE mandou às favas os argumentos da defesa da ex-prefeita Nice Mistilides e confirmou o parecer desfavorável à aprovação das suas contas anuais relativas a 2014. Segundo os eminentes conselheiros do TCE, os argumentos apresentados pelo advogado da ex-prefeita não trouxeram nenhuma novidade ou prova que pudesse alterar o parecer desfavorável. 

As contas da ex-prefeita apresentaram várias falhas, mas o principal motivo para a desaprovação foi a dívida deixada junto ao Instituto Municipal de Previdência Social – IMPSJ. De acordo com o relatório do TCE, a administração Nice Mistilides deixou de recolher a parte patronal devida ao IMPSJ, relativa ao período de agosto a dezembro de 2014, inclusive o 13° salário, no montante de R$ 1,5 milhão.

Em sua defesa, a ex-prefeita argumentou que tinha herdado uma dívida “homérica” da administração anterior e que não tinha como organizar a venda de imóveis “da noite para o dia” para pagar uma dívida que não era sua. Segundo Nice, as dívidas remontavam ao exercício de 2010, quando a cidade era administrada pelo petista Humberto Parini.

O relatório do TCE deverá ser, agora, enviado à Câmara Municipal, a fim de que os vereadores aprovem ou desaprovem o parecer desfavorável. Para rejeitar o parecer do TCE, será necessário que 07 dos dez vereadores votem contra ele. Em abril de 2016, a Câmara aprovou – com cinco votos a favor e cinco contrários – o parecer do TCE que, naquele caso, era favorável às contas de 2013 da ex-prefeita.

Detalhe curioso: o relatório do TCE não aponta irregularidades no contrato com a empresa Proposta Ambiental Ltda, responsável pela limpeza urbana e recolhimento do lixo. Como os prezados leitores devem estar lembrado, os supostos problemas com o lixo foram o mote utilizado pela Câmara para cassar o mandato da ex-prefeita.

PROCURADOR DIZ QUE JOESLEY NÃO APRESENTOU NENHUMA PROVA SOBRE SUPOSTAS CONTAS DE LULA E DILMA NO EXTERIOR

lula e dilma vendo jn

Quando veio a público a delação de Joesley Batista, a versão de que ele tinha aberto contas no exterior onde depositou U$ 150 milhões para Lula e Dilma mereceu cinco minutos de Jornal Nacional e manchetes garrafais nos jornalões.

Em julho, a Folha publicou matéria de canto de página, sem nenhum destaque, informando que a conta foi, em verdade, utilizada para pagamento de despesas de Joesley, incluindo as despesas do casamento dele com a jornalista Ticiana Vilas Boas. Essa informação, no entanto, não mereceu manchetes e nem mesmo um mísero comentário do juiz do planeta, o ex-urubólogo Alexandre Garcia.

Agora, nos vem o procurador da República que investigou o caso e diz que a parte da delação de Joesley em que ele menciona as contas de Lula e Dilma é “incomprovável”. A afirmação do procurador também não mereceu destaque no JN ou manchetes nos jornalões. Sobre o assunto, assim escreveu o jornalista Fernando Brito, do Tijolaço:

Procure o distinto leitor pelos grandes jornais a notícia – de ontem – publicada pelo UOL e confirmada pelo Estadão.

É a entrevista do procurador da República Ivan Cláudio Marx, dizendo que, convocado a oferecer provas, Joesley Batista não apresentou coisa alguma que pudesse ligar Lula ou Dilma Rosseff às contas que ele disse – aí com direito a manchetes nos jornais – operar em favor de ambos no exterior, movimentando somas de até US$ 150 milhões.

“A história dele é incomprovável. Pedimos documentos para comprovar, e não veio nada”, afirmou ao UOL.

“É uma história meio absurda desde o início”, disse ao Estadão. “Ele não tem nada. Essa história não tem pé nem cabeça. Não tem como provar.”

Procure, leitor, e não achará senão pequenos registros. Porque, afinal, é outra destas coisas que não vem ao caso, do remoto tempo em que acusação devia ser provada.

De acordo com Marx, faltam também evidências de que tanto Lula quanto Dilma sabiam da existência do dinheiro, pois essa suspeita está calcada apenas nas declarações do delator. Não há, por exemplo, nenhuma mensagem, gravação ou outro tipo de prova a respeito. “Ele só tem a palavra dele. Não tenho como ‘condenar’ ninguém com a palavra dele”, afirmou o procurador.

E, claro, não há sinais – como nos casos de Michel Temer e de Aécio Neves – sobre malas de dinheiro entregues a prepostos.

Ele só tem a palavra dele, diz o procurador : “não tenho como ‘condenar’ ninguém com a palavra dele”.

Claro que a “delação” sem provas  sobre Lula e Dilma eram o “pedágio” para a delação “com prova” sobre outros.

E o Dr. Ivan, presta sua irônica “homenagem” a esperteza de Joesley:  “O cara é muito ‘bom’. Tem uma conta lá, que não consegue explicar, e conseguiu transformar isso numa delação”.

O senhor devia estender esse conceito à imprensa brasileira que conseguiu transformar em manchete e capa de revista uma delação sem nenhuma prova.

HERDEIRA DE BANCO SUIÇO DOA R$ 500 MIL AO EX-PRESIDENTE LULA

images-cms-image-000556473

A informação está na Folha de S.Paulo:

Herdeira da família fundadora do banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger, 32 – que já foi casada com o ex-delegado federal Protógenes Queiroz – decidiu lançar um movimento de apoio financeiro ao ex-presidente Lula, que teve seus recursos, em planos de previdência e contas bancárias, bloqueados a pedido do juiz Sergio Moro.

A neta do suíço Peter Paul Arnold Luchsinger abriu o bolso, o closet e o cofre para fazer uma doação pessoal ao petista no valor de cerca de R$ 500 mil em dinheiro, joias e objetos de valor.

“Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele”, diz Roberta.

Ela saca da bolsa Hermés um cheque ao portador no valor de 28 mil francos suíços (cerca de R$ 91 mil), mesada que recebia do avô morto em 8 de julho, aos 92 anos.

“Foi o último cheque que recebi dele e vou repassar integralmente ao Lula. Agora, já podem dizer que ele tinha conta na Suíça, aquela que os procuradores da Lava Jato tanto procuraram e não acharam”, ironiza Roberta.

A herdeira bilionária recheou uma mala da marca Rimowa de objetos que o ex-presidente poderá transformar em dinheiro.

Entre eles, um relógio Rolex (R$ 100 mil) e um anel de diamantes da joalheira Emar Batalha (R$ 145 mil), que enfeitou um editorial da revista “Vogue”. “Lula vai poder penhorar tudo”, sugere a doadora.

UNIVERSIDADES DE ALAGOAS E DO PIAUÍ CONCEDEM TÍTULOS DE DOUTOR HONORIS CAUSA A LULA

images-cms-image-000542156

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) vai conceder o título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), peloS avanços sociais e econômicos alcançados pelo País, e especialmente pelo Nordeste, durante os seus dois governos. O título será entregue em 04 de setembro, quando Lula estará em caravana pelo estado. 

A concessão do título já foi aprovada pelo Conselho Universitário (Consun) da UFPI, só restando a solenidade para a outorga da honraria. Segundo a previsão de Assis Carvalho, presidente do PT no Piauí, Lula passará em Marcolândia no dia 1º de setembro e estará em Picos e em Teresina no dia 2.

O título de doutor Honoris Causa é a honraria máxima concedida por uma universidade a qualquer pessoa que tenha se destacado em alguma área de atuação profissional, ainda que não tenha obtido o diploma de curso superior.  Ainda neste mês de agosto, Lula deve receber outro título de doutor honoris causa, outorgado pela Universidade Estadual de Alagoas. 

A JULGAR PELA BANCADA EVANGÉLICA QUE VOTOU COM TEMER, DEUS MUDOU DE LADO

feliciano-câmara

Do pastor, escritor e teólogo Hermes Fernandes, no DCM:

A julgar pela alegação dos deputados que votaram a favor de Temer, Deus trocou de lado. Ele que sempre esteve ao lado dos oprimidos e injustiçados, agora cerrou fileira com o que há de mais vil na classe dominante do país.

Ao serem questionados por jornalistas por terem votado contra a investigação que poderia provocar o impeachment de Temer, os parlamentares responderam em uníssono que foram guiados por Deus. Resta saber a que deus estariam se referindo.

Certamente, não o Deus dos profetas hebreus, tampouco o revelado nas palavras de Jesus ecoadas pelas praias da Galileia. Se o seu livro de cabeceira fosse, de fato, a Bíblia Sagrada em vez de “O Príncipe” de Maquiavel, eles teriam lido pérolas como esta:

“Até quando defendereis os injustos e tomareis partido ao lado dos ímpios? Defendei a causa do fraco e do órfão; protegei os direitos do pobre e do oprimido. Livrai o fraco e o necessitado; tirai-os das mãos dos ímpios” (Salmos 82:2-4).

Se mesmo assim se mantivessem em suas veredas tortuosas, talvez acusassem o profeta Isaías de esquerdopata ao se depararem com mais esta pérola:

“Ai dos que decretam leis injustas, e dos escrivãs que escrevem perversidades, para privar da justiça os pobres, e para arrebatar o direito dos aflitos do meu povo, despojando as viúvas e roubando os órfãos” (Isaías 10:1-2).

De duas, uma. Ou Deus mudou de lado, traindo Sua própria Palavra, ou esses nobres deputados não entenderam o sentido real do Evangelho. Fico com a segunda hipótese.

Para os tais que traem sua fé em nome da conveniência e dos mais escusos interesses, deixo a célebre advertência profética:

“Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem da escuridade luz, e da luz escuridade, que põem o amargo por doce, e o doce por amargo (…) que absolvem o ímpio por suborno e ao justo negam justiça” (Isaías 5:20,23).

Coloquem suas barbas de molho! Fujam para as montanhas! Em breve o juízo de Deus os alcançará! Não esperem que caia fogo do céu para consumi-los. Vocês já se queimaram por si mesmos.

Nem o diabo seria tão competente. O verme da hipocrisia consumirá suas entranhas como fizeram com Herodes. Suas mazelas serão expostas à luz do dia e os mesmos que os elegeram hão de abominá-los e exorcizá-los da vida pública. Queira Deus…

E jamais se esqueçam de que de acordo com o livro de Apocalipse, entre os que ficarão de fora da nova civilização idealizada por Deus estarão os que praticam a mentira (Apocalipse 22:15).

Portanto, fora Temer.

OS ESCOMBROS DA LAVA JATO

braskem1

Quando a Lava Jato foi deflagrada, em março de 2014, o IBGE apontava taxa de desemprego no Brasil de 7,1% no trimestre encerrado naquele mês. Hoje, a taxa no período encerrado em junho chega a 13%, com 13,5 milhões de pessoas sem emprego.

Segundo o diretor de Relações Internacionais e de Movimentos Sociais da FUP, João Antônio de Moraes, só a cadeia de gás e petróleo comandada pela Petrobras perdeu cerca de 3 milhões de empregos: “a Lava Jato fecha os estaleiros, proíbe as empresas brasileiras de disputar licitações e paralisa as obras”.

Mas, vamos ao que escreveu o jornalista Fernando Brito, no blog Tijolaço:

Aí em cima, recortes dos jornais de hoje, apenas de hoje.

Bastam para desenhar o cenário de devastação do que era, até pouco tempo atrás, a área mais promissora da economia brasileira: o setor de petróleo.

O que deveria ser uma desaceleração temporária, por conta da queda do preço do barril de petróleo, virou uma destruição permanente, uma alienação das riquezas acumuladas por décadas pelo Brasil, o aniquilamento de cidades inteiras que se erguiam com a indústria petrolífera, de indústrias enormes de navios e equipamentos que a exploração do petróleo,  cujo volume ainda cresce pelo que se fez no passado, mas cairá, inexoravelmente, pelo que não se faz hoje.

Porque petróleo não se acha nem se extrai sem perfurar poços, mas isso é um absurdo na “nova Petrobras”. Deixem tudo lá, até que possam chegar os estrangeiros, que por enquanto estão um pouco “apertados” de grana.

Aniquila-se a indústria do petróleo, mas não se investiu contra ladrões públicos, quase todos eles soltos, gozando de suas casas de praia, de campo, de seus condomínios privados.

Nossa mídia e nossos juízes se comprazem morbidamente, como idiotas, da aniquilação de uma indústria imensa, de cujos escombros fazem o patamar de sua autoglorificação.

Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Coreia, Japão, nenhum deles misturou falcatruas governamentais e empresariais com a sobrevivência de suas próprias indústrias.

Aqui, vitais apenas são os privilégios, as pompas, o “sabe com quem está falando” de uma subnobreza imbecil, cuja cabeça tem mais de um século atrás, porque só vê futuro numa colônia, não num país.

Mas tudo vai ficar bem: vamos sucatear os já precários hospitais, as já precárias universidades, vamos tirar um pouco mais dos pobres e um tanto mais dos trabalhadores e provar aos senhores do mundo que somos responsáveis e “limpinhos”.

VOX POPULI: LULA FOI O MELHOR PRESIDENTE PARA 55% E CONTINUA LÍDER ABSOLUTO NAS INTENÇÕES DE VOTO PARA 2018

images-cms-image-000555665

A notícia é do Brasil 247:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue líder absoluto nas intenções de voto para o Planalto em 2018, apesar da caçada judicial de que tem sido vítima. 

A nova rodada da pesquisa CUT-Vox Populi, realizada entre os dias 29 e 31 de julho, mostra que o ex-presidente Lula lidera as intenções de voto para presidência da República no segundo turno nos quatro cenários pesquisados: contra Jair Bolsonaro (PEN-RJ) ou João Doria (PSDB-SP), Lula alcança 53% das intenções de voto; se os candidatos forem Geraldo Alckmin (PSDB-SP) ou Marina Silva (Rede-AC), Lula bate ambos com 52% dos votos.

Nesses cenários imaginados pela pesquisa, Bolsonaro teria 17% dos votos. Já Alckmin, Doria e Marina alcançariam, no máximo, 15% do total de votos, cada um.

A intenção de voto espontânea em Lula também aumentou depois que o juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente, sem nenhuma prova, por crime de corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá. Em junho, antes da sentença, 40% dos entrevistados disseram que votariam no ex-presidente. No fim de julho, o percentual aumentou para 42%.

Para Marcos Coimbra, diretor do Instituto Vox Populi, vários dados pesquisa podem explicar porque Moro não acabou com as intenções de voto positivas no ex-presidente.

 “Um deles, muito importante, é que, para 42% dos entrevistados, Moro não provou a culpa de Lula no caso do tríplex do Guarujá. Para 32%, Moro provou e, outros, 27% não souberam ou não quiseram responder”.

No cenário em que a intenção de voto foi estimulada com Alckmin, o tucano atinge 6% das intenções de voto e Lula, 47%. Bolsonaro tem 13%, Marina, 7%, e Ciro, 3%.

Na estimulada com Doria, Lula tem 48% das intenções de voto, Bolsonaro manteve os 13%, Marina subiu para 8% e o prefeito de São Paulo empatou com Ciro Gomes, com 4%.

Entre junho e julho deste ano, o percentual de entrevistados que apontam Lula como o melhor presidente que o Brasil já teve aumentou de 49% para 55%. O outro nome lembrado é o de Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP), com 15%.

Além disso, 58% dos brasileiros consideram Lula um bom administrador, 65% dizem que ele é trabalhador e 61% afirmam que a vida melhorou nos 12 anos de governos do PT.

Em contrapartida, o percentual dos que acham que a vida piorou com Michel Temer aumentou de 52% para 61%. Cresceu também o percentual dos que acham que vai aumentar o desemprego no Brasil – de 68% em junho para 72% em julho.

A pesquisa UT/Vox Populi, realizada nos dias 29 e 31 de julho, entrevistou  1999 pessoas com mais de 16 anos, em 118 municípios, em áreas urbanas e rurais de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior.

A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

“TEMER SERVE DE INSTRUMENTO PARA INTERESSES ESCUSOS”, DIZ DOM DEMÉTRIO EM ENTREVISTA

Deu no portal Vermelho:

demetrio112100Em entrevista ao portal da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), Dom Luiz Demétrio Valentini, bispo-emérito de Jales (SP), falou sobre a crise brasileira e disse que o silêncio das ruas não é uma concordância tácita com o que está acontecendo, como alguns querem fazer acreditar. Segundo ele, a aparente apatia “é um sintoma preocupante de que não temos mais esperanças e sinais concretos para recuperar o rumo da caminhada histórica do Brasil”.

“Certamente, estamos vivendo um momento difícil, todos reconhecem, no qual há uma perca da identidade do povo brasileiro. Se torna necessário ajudar o povo brasileiro a reencontrar sua identidade e destino históricos, sua feição cultural, sua tradição e fazer convergir todas estas realidades para recuperarmos um projeto de Nação”, enfatizou o bispo, destacando que o país está esquecendo o projeto de nação.

“Estamos vivendo um momento difícil que se caracteriza, sobretudo, pelo descrédito das instituições e por sua incapacidade em recuperar e superar a pecha sempre crescente da sua falta de legitimidade perante o povo brasileiro”, argumentou.

Ainda de acordo com o bispo de Jales, se há dificuldades de convergências em torno de um projeto de país por outro se criou uma convergência que “assusta”. Ele faz duras críticas ao Congresso Nacional e ao Poder Judiciário, e rechaça a agenda de reformas imposta pelo governo de Michel Temer.

“Há uma espécie de trama que está sendo orquestrada para que isto se torne invisível e leve o Congresso a retrocessos políticos como, por exemplo, o que estamos assistindo com a nova lei trabalhista aprovada e a nova a lei da previdência social que estão propondo. Existe um interesse do liberalismo econômico que está voltando com força, como se a solução do Brasil fosse voltarmos aos tempos da revolução industrial em que se confrontavam os pequenos contra os poderosos, sempre com desvantagem evidente para os pequenos”, reforça.

E acrescenta: “Agora estamos assistindo esta realidade em que os grandes interesses convergiram e o presidente que temos serve de instrumento da execução destes interesses escusos que não são publicados, mas que aos poucos precisamos identificar para nos posicionar diante da crise política que estamos vivendo”.

DELEGADO DE RIO PRETO SOBRE DEPUTADOS QUE VOTARAM A FAVOR DE TEMER: “ESSES NUNCA MAIS…”

O delegado da Polícia Civil de São José do Rio Preto, Éder Galavoti (foto), divulgou a lista dos deputados do Estado de São Paulo que votaram para arquivar denúncia de corrupção contra o presidente Michel Temer (PMDB). Fausto Pinato (PP) e Sinval Malheiros (Pode), os representantes da nossa região, estão com os seus nomes na lista. Eis o que o delegado publicou no Facebook:

eder galavotiMinha única arma é o conhecimento e o VOTO….esses nunca mais…
Lista dos Deputados por SP que votaram a contra a apuração e processamento da Denuncia contra TEMER, fartamente documentada pela PGR. Votaram pelo retrocesso, contra o país, contra a democracia, pela corrupção e outros interesses insondáveis. Que seus nomes não sejam esquecidos até a eleição e que se seja feita a faxina no congresso na próxima legislatura. Mais que vergonha, nojo desses pseudos representantes do povo.

 

Roberto de Lucena PV SP
Ricardo Izar PP SP
Paulo Maluf PP SP
Paulo Freire PR SP
Milton Monti PR SP
Miguel Lombardi PR SP
Marcio Alvino PR SP
Marcelo Squassoni PRB SP
Marcelo Aguiar DEM SP
Jorge Tadeu Mudalen DEM SP
Herculano Passos PSD SP
Guilherme Mussi PP SP
Goulart PSD SP
Fausto Pinato PP SP
Evandro Gussi PV SP
Eli Corrêa Filho DEM SP
Dr. Sinval Malheiros Podemos SP
Celso Russomanno PRB SP
Bruna Furlan PSDB SP
Beto Mansur PRB SP
Baleia Rossi PMDB SP
Antonio Bulhões PRB SP
Nelson Marquezelli PTB SP
Pr. Marco Feliciano PSC SP
Paulo Pereira Da Silva SD SP
Roberto Alves PRB SP
Missionário José Olimpio DEM SP
Vinicius Carvalho PRB SP
Walter Ihoshi PSD SP

IBOPE: PARA 79% DA POPULAÇÃO, DEPUTADO QUE VOTAR COM TEMER TAMBÉM É CORRUPTO

pinato 4588229_x360

Na nossa região, o deputado federal Fausto Pinato e o senador Aloysio Nunes Ferreira são defensores de Temer. A notícia é do Brasil 247:

Uma pesquisa realizada pelo Ibope às vésperas da sessão da Câmara que irá decidir pela abertura ou não do processo por corrupção contra Michel temer aponta que 81% dos brasileiros desejam que o processo seja aberto e o peemedebista investigado.

Ainda pensando na abertura do processo no STF, foram apresentadas algumas frases para medir o grau de concordância dos entrevistados. Observa-se que, para a afirmação “Ficarei indignado se os deputados votarem contra a abertura do processo no STF”, 70% concordam, 26% discordam e 4% não sabem ou não respondem.

Frente à afirmação “Acho que a denúncia é correta e o deputado que votar contra a abertura do processo é cúmplice da corrupção” nota-se que quase 8 em cada 10 entrevistados (79%) concordam com ela, 18% discordam e 3% não sabem ou não respondem.

A pesquisa, encomendada pela Avaaz aponta que 90% dos entrevistados com idades entre 16 e 24 anos querem a investigação e entre os que tem 55 anos ou mais, 70% também desejam a abertura do processo pela Câmara. Para 73%, os parlamentares que votarem pela rejeição da denúncia não merecem ser reeleitos nas eleições de 2018.

“O que deu para perceber nessa pesquisa é que a população quer saber a verdade sobre Michel Temer. A estratégia dos deputados de dizer que, no dia 1º de janeiro de 2019, o presidente Temer vai poder responder como um cidadão comum na verdade coloca o Brasil em um suspense. Já imaginou chegar em 2019 e perceber que todas aquelas acusações de corrupção foram verdades?”, ressaltou o representante da Avaaz, Diego Cassais, à Rádio CBN.

A pesquisa ouviu mil eleitores com 16 anos ou mais e foi realizada entre a segunda-feira e quarta-feira da semana passada. O levantamento possui margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

1 2 3 284