Categoria: Política

PREFEITO É CONDENADO A OITO ANOS DE PRISÃO POR CRIME CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

A notícia é do jornal Gazeta do Povo, do Paraná:

Preso na tarde de domingo (30), o prefeito de Jundiaí do Sul, Valter Abras (PSDB), foi condenado a oito anos de prisão em regime semiaberto por crime contra a administração pública. O mandado de prisão foi expedido em 25 de fevereiro e cumprido em Ribeirão do Pinhal, onde Abras morava. O processo já tramitou em todas as esferas do Judiciário, portanto, não cabe mais recursos.

Segundo o delegado de Ribeirão do Pinhal, Tristão Borborema, os crimes teriam sido cometidos durante a primeira gestão de Abras na Prefeitura de Jundiaí do Sul, nos anos 1990. A condenação, por crime ambiental, determinada pelo Tribunal de Justiça do Paraná, de um ano e um mês de prisão, veio em 2008. Como não cumpriu a pena, não pôde assumir o cargo de prefeito, para o qual tinha acabado de ser reeleito.

No final do ano passado, cerca de três anos depois de ter sido reeleito e condenado, ele conseguiu reverter a situação e assumiu o cargo após decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

CARIOCA E REGIÃO NOROESTE SOBEM AO OCTÓGONO E MOVIMENTAM WEB COM ACALORADA DISCUSSÃO

O clima esquentou entre o dono do site Região Noroeste, conhecido como “Branco”, e o nosso colega Alexandre Ribeiro, o Carioca. Tudo por conta de uma matéria publicada pelo site a respeito de uma suposta pressão que o presidente da Câmara, Henrique Macetão, estaria sofrendo de setores da imprensa.

A “notícia”, provavelmente rascunhada por algum assessor do próprio Macetão, já é risível a partir da manchete: “Sob pressão, Macetão contraria interesses de caciques em Jales”. Segundo a “notícia” do RN, o presidente do Legislativo estaria sofrendo pressão dos demais vereadores, da imprensa,  de clubes de serviços e de entidades. Só faltaram as igrejas, mas deve ter sido por esquecimento.

O Carioca, que, durante a semana, abriu o microfone da rádioweb A Tribuna para que, durante meia hora, Macetão desfiasse seu rosário de mentiras, se irritou com a parte que tocou à imprensa. E, em seu conhecido estilo ‘deixa-que-eu-chuto’, soltou o verbo via Facebook.

Voltando à “notícia”, a falta de cuidado com a informação demonstrada pelo RN ficou clara em outra parte do texto, onde o portal cita uma “recente enquete de intenção de votos”, na qual Macetão apareceria em primeiro lugar na preferência dos eleitores jalesenses, na disputa para prefeito. O RN não tomou, no entanto, o cuidado de explicar que se tratava de uma enquete sem qualquer valor científico.

Por muito menos, três órgãos de imprensa de Jales e uma empresa de pesquisas de São José do Rio Preto, foram multados pela Justiça Eleitoral em mais de R$ 60 mil, cada, nas eleições de 2004. Quem ainda não viu a querela entre o Região Noroeste e o Carioca pode ver aqui e aqui. A encrenca teve alguns rounds também no Facebook.   

DEPUTADO CARLÃO PARABENIZA UNIFEV E PREFEITO PELA CONQUISTA DO CURSO DE MEDICINA

A assessoria de imprensa do deputado Carlão Pignatari, sempre atenta, mandou notícia que reproduzo abaixo:

O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) manifestou, nesta quinta-feira (dia 16), todo seu contentamento pela aprovação, no Conselho Nacional de Saúde (CNS), do curso de medicina da Unifev – Centro Universitário de Votuporanga. Carlão parabeniza a administração municipal, na pessoa do prefeito Júnior Marão, que liderou todo o processo, e a direção da Unifev, pela persistência em trazer para Votuporanga um curso de medicina.

A aprovação pelo Conselho Nacional de Saúde ocorreu por unanimidade e foi acompanhada pelo prefeito Junior Marão, além do presidente da Câmara Municipal, Mehde Meidão Slaiman Kanso, e do reitor da Unifev, Marcelo Lourenço. Com a aprovação pelo CNS, o processo de liberação do curso será encaminhado agora ao Ministério da Educação, que deve homologar a decisão e publicá-la no Diário Oficial da União.

O deputado Carlão vem contribuindo com a reivindicação do curso desde quando foi prefeito da cidade (por dois mandatos consecutivos). Carlão também tem lutado com muita ênfase no sentido de que os governos federal e estadual liberem mais recursos para melhorar o atendimento à saúde, em todos os seus aspectos.

Para o deputado, o curso de medicina em Votuporanga será importante para a cidade, que já é referência em saúde para toda a região e também consolidará o município como polo no ensino superior. “Quando trabalhamos com seriedade e persistência, acreditando naquilo que temos condições de oferecer, o resultado é sempre positivo. A aprovação do curso de medicina vem coroar de êxito todo um trabalho que iniciamos há vários anos. Votuporanga está de parabéns”, conclui o deputado.

MACETÃO GASTA R$ 20 MIL PARA ECONOMIZAR R$ 3 MIL EM UM ANO

Esse assunto Macetão já está enchendo as medidas, mas, infelizmente, sou obrigado a voltar a ele. Como este aprendiz de blogueiro já informou, apenas o vereador-advogado Salatiel de Oliveira compareceu à reunião com o presidente da Câmara e representantes da OAB, ontem à tarde. Os demais vereadores, pelo jeito, não estão a fim de ouvir a conversa fiada de Macetão.

O tema do encontro, segundo Salatiel, foi mesmo a tentativa – válida – do pessoal da OAB de tentar serenar os ânimos. Embora a crise desencadeada pelo autoritarismo de Macetão seja um assunto interna corporis, não resta dúvida de que a pendenga pode trazer consequências danosas para a cidade.

Ontem, em entrevista à radioweb A Tribuna, Macetão falou mais bobagem. Segundo o presidente, a Câmara vai economizar com as gratificações por tempo de serviço (quinquênios) que eram pagas a dois dos assessores demitidos. Quem ouviu, pode estar achando que a economia é algo expressivo. Nada disso! Será coisa de pouco mais de R$ 200 por mês, ou R$ 3 mil em um ano.

Em compensação, para economizar cerca de R$ 3 mil em um ano, Macetão gastará algo em torno de R$ 20 mil. Esse é o valor que a Câmara – ou o contribuinte – terá que desembolsar para pagamento das verbas indenizatórias devidas aos assessores demitidos.    

DEPUTADO CARLÃO PIGNATARI É O QUE MAIS TRABALHA PELA REGIÃO, DIZ PESQUISA

A notícia foi enviada pela assessoria de imprensa do deputado Carlão:

O deputado estadual Carlos Pignatari (PSDB) é o político mais atuante e o que mais trabalha e traz benefícios para a região, segundo pesquisa de opinião feita pelo portal Região Noroeste A enquete mostra que Carlão Pignatari aparece na frente com 25,27%, contra 19,91% do segundo colocado. Mais informações podem ser obtidas no endereço http://www.regiaonoroeste.com/portal/materias.php?id=34861&busca=deputado

Na última semana, o deputado Carlão Pignatari, visitou diversas cidades da região, atendendo convites formulados por prefeitos e lideranças políticas.

Nas visitas, Carlão ouviu e recebeu inúmeras reivindicações, que, segundo ele, serão encaminhadas aos órgãos e secretarias estaduais. Algumas serão enviadas diretamente ao governador Geraldo Alckmin. O deputado ainda se reuniu com correligionários do PSDB para debater detalhes da eleição municipal deste ano. “Estamos desenvolvendo um trabalho de reorganização do PSDB na região e nosso partido deve ter candidato na chapa majoritária em todos os municípios”, informou o deputado.

Carlão esteve em Fernandópolis, São João das Duas Pontes, Estrela d’Oeste, Pontalinda, Ouroeste, Pedranópolis, Jales, Santa Fé do Sul, Santa Clara d’Oeste, Paranapuã, Santana da Ponte Pensa, Meridiano e Santa Albertina.

“Tem político que aparece em nossa região somente na época das eleições. Eu sou da região e vou dedicar o meu mandato para trabalhar em prol das cidades daqui, visando melhorar a qualidade de vida das pessoas da nossa região”, prega o deputado Carlão.

OAB CONVIDA VEREADORES PARA REUNIÃO, MAS NÃO DIZ O ASSUNTO

O presidente da subsecção da OAB de Jales, Aislan Queiroga Trigo,  mandou convidar todos os vereadores jalesenses para uma reunião na sede da entidade, marcada para ontem à tarde. Não tenho informações sobre qual teria sido o tema do encontro. O que eu fiquei sabendo, extra-oficialmente, é que o presidente da OAB e o presidente da Câmara, Henrique Macetão, teriam feito uma reunião preliminar, no dia anterior.

Comentários davam conta de duas probabilidades como motivo para a reunião agendada por Aislan. A primeira:  o presidente da OAB estaria tentando botar panos quentes na crise aberta por Macetão no Legislativo. A segunda: Aislan e Macetão tentariam fazer o convencimento dos demais vereadores sobre as vantagens de um concurso público para o cargo de assessor jurídico.  

O que se comentava, também, é que apenas o vereador Salatiel de Oliveira – que é advogado e, portanto, ligado à OAB – estaria disposto a sentar-se à mesma mesa com o Macetão. E Salatiel faria isso apenas por respeito à entidade da qual faz parte. Ainda hoje, com certeza, teremos informações sobre o assunto.

Ah!, ia me esquecendo de dizer: em entrevista ao repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, na rádioweb A Tribuna, Henrique Macetão afirmou – sem sequer ficar vermelho, como diz a música – que não sabia que o advogado Marlon Santana era filiado ao PSD, por coincidência o mesmo partido dele. Dá para acreditar?  

MACETÃO TENTA DESMENTIR O INDESMENTÍVEL

O novo presidente do Legislativo, Henrique Macetão, é mesmo um poço de incoerências – prá não dizer de mentiras, que é um termo pesado. Na entrevista que deu ao repórter Tony Ramos, do Jornal do Povo, ele desmentiu que tivesse determinado a contratação do advogado José Antonio Fuzetto Júnior, de Urânia, mas, na Câmara, todo mundo sabe que ele solicitou, por escrito, as providências para nomeação do causídico e vereador uraniense. No papelucho em que pede tais providências, Macetão incluiu até o celular do advogado – 97xx-2830.  

De outro lado, na “Nota de Esclarecimento” – impregnada de dissimulação –  que distribuiu à imprensa, o presidente Henrique Macetão desmentiu que estivesse transformando a Câmara em seu escritório político. Num trecho da tal “Nota”, ele diz que “(…)também quero deixar claro que nenhum desses novos cinco assessores tem ligações com meu partido, o PSD, ou com a minha família, como relataram alguns veículos de comunicação e alguns vereadores”. Mais uma inverdade!

Nem vamos falar sobre a vinculação partidária do novo advogado, Marlon Santana, de Fernandópolis. Fiquemos em outro exemplo, o do novo  assessor parlamentar, Egmar Jamil Berto. Egmar, como se sabe, é filiado ao PSC. E quem controla o PSC? Para que vocês tenham uma idéia, vejam quem fazia parte da Comissão Provisória do partido, até outubro do ano passado. O documento abaixo é da Justiça Eleitoral:

Como se pode ver, o partido do novo assessor era dirigido, até alguns dias atrás, pelo irmão e pela esposa do atual presidente da Câmara. E Macetão, demagogo, falastrão, dissimulado e cara-de-pau, ainda tenta desmentir o indesmentível.

CÂMARA DE JALES REALIZA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA NESTA TERÇA-FEIRA

Daqui a pouquinho, às 10 horas, a Câmara estará reunida em sessão extraordinária para análise e aprovação de quatro projetos enviados pelo prefeito, todos eles em regime de urgência. Dois desses projetos referem-se a convênios visando repasse de recursos oriundos do FUNDEB, para duas entidades locais. Os valores estimados dos repasses chegam a R$ 310 mil (para a APAE) e R$ 249 mil (para a Casa da Criança), ao longo de 2012.

O terceiro projeto autoriza o prefeito a receber, em doação, algumas áreas de terra localizadas no bairro São Judas Tadeu. As áreas estão sendo doadas pelo dono de uma chácara, para permitir o prolongamento da Rua Dezenove.

Já o quarto projeto acrescenta um inciso ao artigo 298 da Lei Complementar 16 (Estatuto do Servidor Público), que autoriza o prefeito a contratar pessoal por tempo determinado, visando a substituição de servidoras – as chamadas ADIs – que trabalham nas creches municipais.

Segundo a justificativa que acompanha o projeto, as servidoras concursadas saem, frequentemente, em licença gestante, além de licenças médicas. Atualmente, diz a justificativa, “estamos com 04(quatro) servidoras em Licença Gestante”.

Se as ADIs mantiverem esse ritmo, em breve chegaremos aos 50.000 habitantes.

MACETÃO CONTRATA ADVOGADO FILIADO AO PSD DE FERNANDÓPOLIS

Definitivamente, parece que o novo presidente da Câmara, Henrique Macetão, não confia nos advogados de Jales. Depois de tentar contratar um advogado de Urânia, Macetão agora decidiu preencher a vaga de assessor jurídico do Legislativo com um advogado de Fernandópolis.

Marlon Santana é o nome do novo assessor de Macetão. Nos últimos tempos, Marlon esteve envolvido, como advogado, em alguns casos polêmicos ocorridos na seara política de Fernandópolis. Entre outras coisas, ele foi o defensor do vereador Warley Campanha, que foi preso sob a acusação de extorsão contra o advogado da Câmara de Fernandópolis, Ricardo Franco.

Segundo matéria do portal Região Noroeste, além de defender Warley, o advogado Marlon também tinha uma procuração para defender Ricardo Franco, situação que contrariava norma da OAB, uma vez que ele mantinha vínculo com as duas partes envolvidas. Marlon Carlos Matioli Santana está filiado ao PSD, o mesmo partido de Macetão.

1 300 301 302 303 304 347