Categoria: Política

SIMON ARTICULA SESSÃO DE SOLIDARIEDADE A DILMA

José Célio Martini, o profeta do apocalipse, dizia, antes das eleições, que os aliados desonestos se arrependeriam de ter votado em Dilma, enquanto, de outro lado, os oposicionistas éticos se arrependeriam de não ter votado  nela. Vejam se não é isso que está acontecendo. A notícia é do portal Congresso em Foco:

Aos poucos, começa a se formar uma corrente de apoio à presidenta Dilma Rousseff no Congresso. Ela vem de senadores que ficaram à margem dos entendimentos que levaram seus partidos a compor a base de sustentação do governo. Não estão no grupo os principais líderes dos partidos aliados, incomodados com as seguidas denúncias de corrupção e com a disposição de Dilma de reagir a elas afastando dos cargos aqueles que são apontados como responsáveis.

Diante da informação, divulgada pelo Congresso em Foco, de que a cúpula do PMDB reuniu-se para arquitetar “um susto” em Dilma, o senador Pedro Simon (PMDB-RS), um dissidente no partido, iniciou as articulações para que, na segunda-feira (15), um outro grupo de políticos reveze-se na tribuna em apoio à presidenta, numa demonstração de que ela não está isolada.

“Eu vou dizer de cara: eu gosto da presidenta”, disse Simon, em discurso no plenário na quinta-feira (11). “Porque ela está fazendo o que o Lula não fez, o que o Fernando Henrique não fez. Ela está tendo coragem de agir contra a corrupção, o que eles não fizeram”, fuzilou Simon. Para Simon, o problema de Dilma é que a composição do Ministério e a divisão do poder antes do início do governo foram feitas tomando por base referências meramente políticas. Daí, a reação dos partidos. Nesse sentido, Simon até recomenda: “Vá com calma, presidenta. Não tente mudar tudo da noite pro dia. Mas não recue”. 

A notícia do Congresso em Foco, completa, pode ser lida aqui.

“MANIFESTO DE UM PARTIDO ESQUECIDO” – POR CARLA AYRES

A amiga Carlinha Ayres, que foi presidente da “Juventude Petista”, aqui de Jales, escreveu um belo texto sobre o partido, que começa assim:

Diz a lenda familiar, que sou petista “desde criancinha”. Lá nos idos dos meus 3 anos dizem que eu ficava extasiada pela figura da então candidata Esmarlei. Eu não compreendia nada, mas talvez o fato de ter uma mulher em meio a tantos homens carregando uma estrela de cor vibrante no peito já chamava a atenção daquela pequena criança.

Os anos se passaram e inevitavelmente fui me simpatizando cada vez mais com tudo o que se referia ao PT. De fato, eu só pude compreender mesmo o que era o partido quando já estava na adolescência. A simpatia que a princípio era motivada pelo simbolismo foi ganhando corpo quando vi que pessoas que sempre foram referência em minha formação, agora estavam defendendo “algo” relacionado àquela legenda.
 

O texto da Carlinha, completo, pode ser visto aqui. Vale a pena ler!

VEREADORES DE TAUBATÉ DECIDEM MANTER PREFEITO NO CARGO

No caso de Jales foi o Lewandowsky quem segurou o prefeito. Em Taubaté, o prefeito chegou a ser preso, mas os vereadores decidiram mantê-lo no cargo. A notícia é da Veja on Line:

São Paulo – Os vereadores da Camara Municipal de Taubaté, no interior de São Paulo, decidiram não cassar o mandato do prefeito da cidade, Roberto Peixoto (PMDB), na madrugada de hoje.

Oito vereadores votaram pela cassação e seis contra. Peixoto continuará no cargo, já que seriam necessários 10 dos 14 votos a favor da cassação para que o prefeito perdesse o mandato. A votação só foi encerrada por volta das 3h30. O processo seguirá na Justiça e na Polícia Federal (PF).

O inquérito da PF aponta suposto envolvimento do peemedebista em um esquema de corrupção, desvio de verbas federais destinadas a programas de ensino e saúde e lavagem de dinheiro.

Em junho Roberto Peixoto e a mulher, Luciana Flores, foram presos por ordem do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3). Após três dias de custódia em celas da PF, o casal foi libertado em decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).  (por João Paulo Carvalho)

PARINI CONVOCA CLAQUE PARA POSSE

Senti a falta do Anisinho! E da primeira-dama também! Abaixo, alguns registros fotográficos da nova posse do prefeito Humberto Parini, que ocorreu hoje, pela manhã. Além do presidente Claudir Aranda, apenas dois outros vereadores – Luís Especiato e Pérola Cardoso – compareceram à solenidade.

Me disseram que o estadista chorou ao discursar, mas, entre uma lágrima e outra, arrumou um tempinho para criticar um “aposentado que vive  tentando atrapalhar a administração”. O cerimonial, provavelmente com receio de que não houvesse ninguém para aplaudir o estadista, convocou alguns funcionários do Paço e do Fundo Social, além de funcionários da Aderj, para garantir o aplauso. Reparem, nas fotos, como o pessoal convocado para a posse estava feliz. Se quiser ver alguém mais de perto, clique em cima da foto.

 

 

O PREMIADO ESTADISTA ESTÁ DE VOLTA! E AGORA?

O prefeito Balança-Mas-Não-Cai,  Humberto Parini, conseguiu a liminar que o mantém no cargo por mais algum tempo. A dúvida agora, é saber por quanto tempo. Pode ser que essa liminar não dure muito, mas também não é improvável que, em função da reconhecida lentidão da Justiça, ele consiga chegar ao final do mandato, em 31/12/2012, sem que seja julgado o mérito da Reclamação 12247, aquela que proporcionou a ele a sonhada liminar.

Para o prefeito e os áulicos que gravitam em torno dele foi uma ótima decisão essa do ministro Lewandowsky. E para Jales? Tenho lá minhas dúvidas! O prefeito, que, por conta da sorte, fez um razoável primeiro mandato, ainda não conseguiu começar o segundo. Será que ele conseguirá começar agora, governando sob a salvaguarda de uma liminar? Ou vai apenas se preocupar em se defender dessa e das outras ações que estão correndo e nas quais ele já foi condenado em segunda instância?

A verdade é que Jales e os seus cidadãos mereciam uma administração menos conturbada e mais focada na resolução dos nossos problemas, que não são poucos. O que fez o prefeito cassado para trazer empregos? Nada! Entre as cidades da região, Jales é a que menos empregos gerou nos últimos anos. O prefeito limitou-se, nesse tempo, a começar obras e deixá-las inacabadas. De resto, muitas promessas e poucas realizações.

Agora, vamos ter que nos conformar em conviver mais algum tempo com figuras despreparadas e arrogantes, como a doce e generosa esposa do estadista, a primeira-ministra, Marli Mastelari, o czar das finanças, Rubens Chaparim e outros menos votados. O que nos consola é que, na pior das hipóteses, 31 de dezembro de 2012 não está tão longe assim.

MINISTRO LEWANDOWSKY DEFERE LIMINAR E DEVOLVE CARGO AO ESTADISTA

Acaba de ser publicada na página do Supremo Tribunal Federal, a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, que concede uma liminar ao prefeito Humberto Parini, mantendo-o no cargo até o julgamento do mérito da Reclamação 12247. É como dissemos, o prefeito plantou quatro sementinhas e uma deles poderia brotar. Brotou a do ministro Lewandowsky. E não é que, amanhã, o prefeito e a primeira-ministra vão estar de volta às suas cadeiras, no Paço Municipal? Jales está mesmo de parabéns!! Abaixo, a decisão do ministro:

10/08/2011 Liminar deferida MIN. RICARDO LEWANDOWSKI “(…) para suspender os efeitos das decisões reclamadas, sem prejuízo de ulterior análise da questão trazida à minha apreciação, até o julgamento de mérito desta reclamação. Mantenho, pois, HUMBERTO PARINI, no cargo de Prefeito do Município de Jales/SP.”  

MINISTRO CELSO DE MELLO NEGA HABEAS CORPUS A VEREADORES DE FRONTEIRA(MG)

Vejam que notícia interessante: decisão unânime da 2a. turma do Supremo Tribunal Federal(STF) determinou o arquivamento do pedido de Habeas Corpus impetrado em nome dos nove vereadores de Fronteira(MG), que foram afastados de seus cargos e presos preventivamente, sob a acusação de peculato.

Até aí, nada demais. O detalhe é que o relator do caso foi o ministro Celso de Mello, o mesmo que está analisando a Ação Cautelar com pedido de liminar, interposta pelos advogados do prefeito cassado, Humberto Parini. O ministro ressaltou que a Câmara Municipal de Fronteira está funcionando regularmente, já que todos os suplentes foram convocados, e que, portanto, o afastamento dos vereadores não está interferindo no funcionamento do Poder Legislativo do município. Resumindo: eles vão continuar presos porque não estão fazendo falta.

É claro que são casos bem diferentes, mas seria bom que os seguidores de Parini comecem a rezar para que o ministro não siga o mesmo critério, uma vez que o prefeito cassado não está fazendo falta nenhuma. Muito ao contrário, o vice assumiu e a administração está caminhando sem sobressaltos. E vai caminhar melhor ainda quando as férias de Parini forem definitivas.   

GILBERTÃO DESCONHECE NEGOCIAÇÕES COM CLAUDIR

O ex-vereador Gilberto Alexandre de Moraes, o Gilbertão, atualmente filiado ao DEM, disse desconhecer alguma tratativa do seu partido visando a filiação do vereador Claudir Aranda. As relações entre Gilbertão e Claudir andam estremecidas já há bastante tempo. A origem do estremecimento seria a briga pelo comando do PDT, o atual partido de Claudir, que já foi também o partido de Gilbertão.

Mas as desavenças de ambos não se restringem aos limites da briga partidária. Recentemente, Gilbertão teria levado ao Tribunal de Contas do Estado uma representação a fim de que seja averiguada a legalidade do acúmulo de cargos de Claudir, que exerce um cargo comissionado nos Correios e, na avaliação de Gilbertão, não poderia estar exercendo a presidência da Câmara.

PARINI GARANTE QUE VOLTA ATÉ QUARTA-FEIRA

O prefeito cassado Humberto Parini mandou avisar aos seus mais diretos colaboradores para que fiquem tranquilos, pois, com certeza, a normalidade deverá voltar à Prefeitura até a próxima quarta-feira. Por via das dúvidas, a primeira-ministra Marli Mastelari esteve hoje no Paço para dar um jeito em suas gavetas.

Fico me perguntando, por outro lado, o que faz o nosso premiado estadista vender tanta certeza de que – em dois dias, no máximo – ele voltará a acomodar suas nádegas na cadeira de alcaide. Será que ele acredita mesmo na tese defendida pelos seus advogados de que não houve o trânsito em julgado? Ou será que ele está botando fé nos mistérios que a nossa vã filosofia não consegue explicar?

CLÓVIS COMEÇA SEGUNDA-FEIRA REUNINDO-SE COM SERVIDORES MUNICIPAIS

O prefeito empossado, Clóvis Viola, iniciou esta segunda-feira reunindo-se com os funcionários do Paço Municipal. A reunião foi no estacionamento da Prefeitura, como se pode ver pela foto acima. Segundo quem participou do encontro, Clóvis lamentou a forma como está assumindo o cargo de prefeito, mas deixou claro que, enquanto estiver no cargo, vai tentar administrar do seu jeito.

Clóvis disse que pretende fazer mudanças na equipe de trabalho e apresentou o novo chefe de gabinete, Alexandre Rensi, e a nova secretária de Administração, Teresa Duran Altimari, a Teda. Esclareceu que as pessoas que estão chegando têm plena consciência de que poderão sair a qualquer momento, caso o prefeito cassado consiga uma liminar no STJ ou no STF.

Por outro lado, correm boatos de que o prefeito cassado, Humberto Parini, teria ficado um pouco contrariado com a visita que Clóvis lhe fez na sexta-feira. Dizem até que Parini não queria receber o novo prefeito. E uma fonte confiável disse que o prefeito cassado teria aconselhado Clóvis a não assumir o cargo, pois “eu vou voltar a qualquer momento”.

Se verdadeira a atitude infantil, isso só mostra que o prefeito cassado não está preparado para desapear do poder. Como nós todos sabemos, Clóvis não está assumindo por vontade própria, mas porque foi convocado pela Câmara a assumir, já que a Justiça cassou – pelo menos por enquanto – os direitos políticos de Parini.

1 336 337 338 339 340 364