Categoria: Política

CLÓVIS TERMINA O DIA DANÇANDO FORRÓ

O primeiro dia de Clóvis Viola como prefeito empossado – que começou um tanto quanto sorumbático, por conta das circunstâncias da posse – terminou bastante animado. O novo prefeito fechou a noite dançando forró no Centro de Convivência do Idoso (CCI) do Jardim São Jorge, como convidado especial do presidente Ezequiel. Não tenho notícias se a mãe de Clóvis, dona Alice Nílsen Viola, uma reconhecida forrozeira também esteve por lá, mas é muito provável que sim.

O CCI do Jardim São Jorge, localizado ao lado do velório municipal, vem sendo ameaçado de fechamento há muito tempo, mas continua funcionando por conta de uma decisão da Justiça. As tentativas de fechar o CCI não são novas. Elas começaram no breve governo de Hilário Pupim, se aquietaram um pouco no primeiro mandato de Parini, mas recrudesceram com força no segundo reinado da primeira-dama defenestrada e do prefeito cassado (eu ainda não me sinto à vontade para chamá-lo de EX-PREFEITO, em face das liminares pendentes de julgamento).

Nos tempos de Hilário, o prefeito tinha o polêmico vereador José Eduardo Pinheiro Candeo como aliado na encrenca com o CCI. Em certa ocasião, discursando na tribuna da Câmara, o vereador Candeo deixou escapar – no seu interessante estilo deixa-que-eu-chuto – que o CCI “era uma zona”. Depois ele justificou, dizendo que estava falando apenas da maneira como o Centro dos Idosos era administrado.     

CLÓVIS VIOLA INICIA REFORMA NO SECRETARIADO

Deu no portal de notícias DiarioWeb:

O vice-prefeito Clóvis Viola (PPS) assumiu o comando da Prefeitura de Jales, ontem, no lugar do prefeito cassado Humberto Parini (PT), e já promoveu mudanças no secretariado. Alexandre Alves Rensi assume a chefia de gabinete no lugar de Léo Huber, que foi exonerado. O secretário de Administração, Jose Shimomura, também foi exonerado, mas Viola ainda não nomeou um substituto para o cargo.

Nas primeiras horas no cargo, Viola percorreu setores da prefeitura e buscou informações sobre as finanças e administração do município. “As mudanças (no secretariado) ocorrerão naturalmente. Terei um núcleo de assessores de minha confiança”, disse Viola, sem revelar as futuras mudanças. Ele disse que na próxima semana indicará o nome para assumir a Secretaria de Administração.

A POSSE DE CLÓVIS NA IMPRENSA REGIONAL

Algumas emissoras regionais de TV acompanharam a posse do novo prefeito, Clóvis Viola. A matéria do Tem Notícias pode ser vista aqui.

E o DiárioWeb também publicou matéria que pode ser lida aqui. Reparem no trecho onde Clóvis, segundo o jornal, diz que “os secretários e assessores nomeados por Parini serão mantidos nos cargos, pelo menos nas primeiras semanas da nova administração”.

Apesar dessa declaração, notícias vindas do Paço garantem que Clóvis, ao final do expediente de ontem, teria avisado a primeira-ministra Marli Mastelari e o secretário de Administração, José Shimomura, de que eles não farão parte de sua equipe de trabalho e estariam dispensados de comparecer ao serviço já na segunda-feira. A conferir…

PARINI ENTRA COM QUATRO RECURSOS PARA TENTAR VOLTAR

O prefeito Humberto Parini está tentando de todas formas reverter a decisão que implicou na cassação de seus direitos políticos. Para tanto, seus advogados ingressaram com dois recursos no Superior Tribunal de Justiça e mais dois no Supremo Tribunal Federal. Não tenho notícias sobre os recursos interpostos no STJ, mas a Ação Cautelar e a Reclamação colocadas no STF estão andando a uma velocidade de Fórmula Um.

Nesta sexta-feira, por exemplo, tivemos algumas movimentações que mostram a redistribuição da Ação Cautelar para o gabinete do ministro Celso de Mello, já que o ministro Joaquim Barbosa encontra-se em licença até o dia 30/08/2011. Já a Reclamação com pedido de concessão cautelar encontra-se no gabinete do ministro Ricardo Lewandowski.

Na Ação Cautelar com pedido de liminar, os advogados de Parini insistem na tese de que o julgamento ainda não transitou em julgado. Segundo eles, tanto a juíza Renata Vilalba Serrano Nunes, quanto o desembargador Nogueira Diefenthäler fizeram tábula rasa, ou seja, ignoraram disposições legais e preceitos constitucionais ao proferir suas decisões. Não vou me estender na argumentação dos advogados. Vou direto ao que eles estão pedindo: medida cautelar que assegure ao prefeito Humberto Parini o exercício do seu cargo até a decisão definitiva do Agravo de Instrumento 692428, aquele que o ministro Joaquim Barbosa julgou “prejudicado”.

E no outro recurso, os advogados do prefeito reforçam o inconformismo contra as decisões da juíza Renata e do desembargador Diefenthäler. Segundo eles, os dois magistrados desrespeitaram a decisão proferida pelo STF no julgamento da Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental n. 144/DF. E os advogados disseram também que os dois magistrados determinaram a suspensão dos direitos políticos de Parini, “mesmo diante de certidão emitida por esse Tribunal de que a sentença ainda não transitou em julgado”.  E aí eu me pergunto: onde estava essa certidão?

A nós, simples mortais, só nos resta esperar. Parini ficou quatro dias em Brasília e deve ter andado por muitos gabinetes. Dizem até que ele se fez acompanhar de um senador da República. Portanto, sem querer botar água no chopp de ninguém, não se surpreendam se pelo menos uma das quatro sementinhas plantadas pelo prefeito brotar a qualquer hora. 

POSSE DE CLÓVIS ACONTECE NESSE MOMENTO

A cerimônia de posse do vice Clóvis Viola está finalizando nesse momento, com o discurso do prefeito empossado sendo transmitido pelas rádios Cultura AM, Assunção AM e Regional FM. Todos os vereadores, exceto a petista Pérola Cardoso discursaram e desejaram boa sorte ao novo prefeito, inclusive o petista Luís Especiato.

O deputado Carlão Pignatari é o único representante da Assembléia Legislativa presente e também discursou, lamentando as circunstâncias em que Jales está empossando um novo prefeito. Analice Fernandes e Itamar Borges não deram o ar de suas graças. Não tenho idéia da quantidade de pessoas que compareceu à Câmara, pois não pude estar lá, mas pela quantidade de palmas ao final de cada discurso, é possível imaginar que a Câmara estava lotada.

A expectativa agora fica por conta dos dois recursos interpostos pelos advogados do prefeito cassado, Humberto Parini, junto ao Superior Tribunal de Justiça(STJ) e ao Supremo Tribunal Federal(STF).

PARINI PROTOCOLA AÇÃO CAUTELAR NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Os advogados do prefeito Humberto Parini protocolaram, hoje, uma Ação Cautelar no Supremo Tribunal Federal, provavelmente com pedido de liminar. Segundo os entendidos, a defesa de Parini estaria tentando fazer com que a decisão do ministro Joaquim Barbosa, que julgou prejudicado o Agravo de Instrumento 692428 interposto pelo prefeito, fosse analisada por outros ministros da Turma. A decisão sobre o provável pedido de liminar pode sair ainda hoje, ou amanhã. Melhor guardar os fogos! Eis a publicação da Medida Cautelar na página do STF:

AC 2944 – AÇÃO CAUTELAR (Eletrônico)

Número do Protocolo:  
Data de Entrada no STF:  
SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
 
Ramo do Direito  
Assunto DIREITO ADMINISTRATIVO E OUTRAS MATÉRIAS DE DIREITO PÚBLICO | Agentes Políticos | Prefeito | Afastamento do Cargo
Folhas 1
Data de Autuação 04/08/2011
 
PARTES
Categoria Nome
AUTOR(A/S)(ES) HUMBERTO PARINI
ADV.(A/S) MAURIMAR BOSCO CHIASSO
REU(É)(S) MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO
PROC.(A/S)(ES) PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

CÂMARA EMITE NOTA OFICIAL. POSSE DE CLÓVIS ESTÁ MARCADA PARA AMANHÃ

A assessoria de imprensa da Câmara Municipal divulgou, agora pela manhã, nota à imprensa marcando para amanhã, às nove horas, a cerimônia de posse do vice-prefeito Clóvis Viola, no cargo de prefeito. O horário foi definido depois de reunião realizada também agora cedo, entre o presidente da Câmara, Claudir Aranda, e o vice Clóvis. Enquanto isso, o prefeito cassado, Humberto Parini, continua em Brasília tentando algum recurso que o mantenha no cargo.

Na foto acima, o escrivão-diretor do 4. Ofício, Manoel Ricardo de Lima Neto, observado por dois servidores do Cartório – Sidney e Rogério – entrega o ofício da juíza da 4a. Vara ao presidente da Câmara, Claudir Aranda. Abaixo, a íntegra da nota oficial:

Nota à Imprensa

 

Câmara recebe Notificação:

 

Conforme Ofício expedido pela juíza da 4ª Vara da Comarca de Jales, Senhora Renata Longo Vilalba Serrano Nunes, a Câmara Municipal de Jales foi notificada a tomar as providências no sentido de dar posse ao Vice-Prefeito, Leomi Clóvis Nilsen Viola, no cargo de Chefe do Poder Executivo de Jales, em razão da perda da função pública do Senhor Humberto Parini.

A posse do vice-prefeito no cargo de prefeito será amanhã, dia 05, às 9 horas, no Plenário “Presidente Tancredo Neves”, da Câmara Municipal de Jales, na Rua 6, nº 2241, Centro.

POPULARES TENTAM AGREDIR EX-PREFEITA DE MAGÉ. E ELA REVIDA

Em Magé(RJ), Baixada Fluminense, a situação política parece estar bem mais conturbada que aqui em Jales, onde não se sabe se temos prefeito ou não. No domingo, uma eleição suplementar escolheu o novo prefeito da cidade, já que a ex-prefeita e o ex-vice foram cassados antes mesmo de completarem dois anos de mandato. E o novo prefeito começou seu governo propondo que fossem trocados os nomes de sete escolas municipais, que homenageiam parentes da ex-prefeita Núbia Cozzolino.

E nesta quarta-feira, a ex-prefeita foi levada a uma Delegacia de Polícia,  após ter sido flagrada na Tesouraria da Prefeitura de Magé. Ao sair da Delegacia, depois de prestar depoimento, a ex-prefeita caiu nos braços do povo. Vejam a notícia do Extra on Line:

Núbia Cozzolino, ex-prefeita Magé, saiu da 65ª DP (Magé) na tarde desta quarta-feira e andou cerca de 500 metros pela cidade. Ela foi hostilizada pelas centenas de curiosos que estavam na frente da delegacia aguardando o fim do depoimento dela. Alguns tentaram agredi-la e Núbia revidou. Familiares e simpatizantes da ex-prefeita tentaram defendê-la. Núbia foi, então, para o prédio da Prefeitura de Magé. Ela deixou o local há pouco num carro particular.

Ainda não há informações sobre o que aconteceu na 65ª DP: se a ex-prefeita terminou de prestar depoimento ou não. A multidão continua nas ruas para saber o que aconteceu. 

POSSÍVEL CASSAÇÃO DE PARINI É NOTÍCIA NA TV RECORD

A TV Record veiculou, ontem, a matéria gravada na segunda-feira, aqui em Jales, sobre a situação político-administrativa vivenciada por nossa cidade. No início da matéria, alguns populares criticam a administração municipal. E, no final, o presidente da Câmara, Claudir Aranda, afirma que os problemas do prefeito Humberto Parini não estão afetando a administração. 

Contrariando o pensamento quase geral de que a cidade é a principal  prejudicada com as encrencas de Parini, Claudir garante que está tudo azul na América do Sul e que a administração está caminhando normalmente. Em que planeta vive o presidente da Câmara? Vejam o vídeo com a notícia da TV Record, clicando aqui.

1 393 394 395 396 397 420