Categoria: Região

JUÍZA DE JALES ABSOLVE VEREADOR DE MESÓPOLIS SUSPEITO DE OFENDER E AMEAÇAR IRMÃ

A juíza substituta de Jales, Luciana Conti Puía, julgou improcedente uma ação por lesão corporal e ameaça supostamente praticadas pelo vereador e agricultor de Mesópolis, Valdir de Souza Reis contra a irmã, a dentista, N.S.R. Ele foi denunciado pelo Ministério Público com base no artigo 129 e 147 do Código Penal. 

De acordo com a Justiça, no dia 18 de fevereiro de 2011, por volta das 16h, no sítio Santo Reis, em Mesópolis, prevalecendo-se das relações domésticas, Valdir teria ofendido a integridade física de sua irmã N.S.R, causando-lhe lesões corporais de natureza grave.

Para a juíza, o conjunto probatório reunido na ação penal revelou-se “frágil e precário à condenação do acusado”. A dentista disse que foi até o sítio retirar bens deixados por seu falecido pai, quando o irmão passou a ofendê-la, chamando-a de “vagabunda, cachorra, preguiçosa e sem vergonha”. Ato contínuo, teria passado a agredi-la fisicamente.

Segundo as testemunhas de defesa do vereador, teria sido a suposta vítima quem, munida de uma manivela de ferro, tentou golpear o acusado, tendo ele segurado o braço da ofendida que, posteriormente, saiu correndo, escorregou e caiu. Em seguida a dentista passou a dizer que o irmão a tinha machucado e que o colocaria na cadeia.

Para a juíza, “as testemunhas de defesa foram coesas e claras, enquanto as de acusação, não o foram”. Outrossim, a magistrada considerou plausível que as lesões apuradas pelos laudos, no tornozelo, joelho, panturrilha e braço tenham se dado em função da queda e não de socos e chutes.

CARLÃO PIGNATARI VIABILIZA RECURSOS PARA TRÊS MUNICÍPIOS. E A ANALICE, POR ONDE ANDA?

A assessoria de imprensa do deputado Carlão Pignatari mandou cinco releases, os quais demonstram que ele está trabalhando. Infelizmente, a única notícia que me chegou sobre o trabalho da deputada Analice Fernandes, nesta semana, trata da interferência dela no processo eleitoral de Jales. E, entre os cinco releases do Carlão, eu escolhi este porque tem a foto da prefeita de Parisi, Gina Mara dos Santos. Reparem na cara de felicidade do “Picolé de Chuchu”:  

O Governo do Estado autorizou, nesta quinta (dia 21), a assinatura de convênios com 178 municípios para construção de novas moradias, obras de melhorias habitacionais, urbanização de lotes, em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do governador Geraldo Alckmin, secretários estaduais e autoridades.

Dos 178 municípios, foram contempladas as cidades de Pedranópolis, Cardoso e Parisi, pertencentes à região Noroeste Paulista.

Nos municípios de Pedranópolis, Parisi e Cardoso os recursos serão destinados para obras de infraestrutura em conjuntos habitacionais pelo Programa Especial de Melhorias (PEM).

“Os recursos liberados pelo Governo do Estado vão proporcionar obras de real importância para melhorar a vida das pessoas que moram nesses conjuntos habitacionais. De nossa parte continuaremos a trabalhar para conquistar cada vez mais verbas para obras em toda a região”, disse o deputado Carlão.

VITÓRIA BRASIL TERÁ DOIS CANDIDATOS A PREFEITO

Muito se falou sobre candidatura única em Vitória Brasil, repetindo o que aconteceu em 2008, quando o petebista Eliseu foi reeleito sem adversários.  No entanto, ao contrário daquilo que andou sendo anunciado, a vereadora tucana Ana Lúcia Módulo não deverá ser a única candidata a prefeita nas eleições de outubro, naquele município.

Segundo fontes confiáveis, PT e PTB resolveram unir forças e lançar, juntos, uma candidatura alternativa, com Zequinha do PT para prefeito e o petebista Goiaba para vice. José Gomes, o Zequinha, já foi vereador no período 2001-2004. Nas eleições de 2008, ele foi o segundo mais votado entre os candidatos a vereador, com 114 votos, mas não foi eleito porque o PT não atingiu o coeficiente mínimo.

Zequinha ficou atrás exatamente para Ana Lúcia(PSDB), a primeira colocada nas eleições daquele ano, para vereador, com 255 votos. Segundo informações, Goiaba, o companheiro de chapa de Zequinha, é um dos maiores empregadores de Vitória Brasil. E para quem está estranhando o apelido do candidato a vice – Goiaba – não custa lembrar que, em Vitória Brasil, já tivemos candidatos como Zé Rezadô, Bisteca, Beiçada e outros.

MESÓPOLIS: TJ-SP MANDA PREFEITO DEVOLVER CARGO E PAGAR ATRASADOS A SERVIDORA

A 6ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo reformou sentença da 1ª Vara Judicial de Jales e concedeu mandado de segurança contra ato do prefeito de Mesópolis, Otávio Cianci, que, em 2008, exonerou a professora Vânia Braz de Oliveira Domingues do cargo de vice-diretora de escola.

Em 2009, a Justiça de Jales havia negado o pedido de Vânia. Em julgamento de maio deste ano, o TJ-SP mandou o prefeito devolver a vice-diretoria à servidora e determinou, também, que a Prefeitura pague todos os salários do período em que ela permaneceu afastada do cargo. Coisa de R$ 28 mil. A sentença do TJ-SP tem 13 páginas. Melhor, então, ir direto aos finalmentes:

“Ante o exposto, pelo meu voto, dou provimento ao apelo de Vânia Braz de Oliveira Domingues para o fim de conceder a segurança e declarar nulo o ato de exoneração da impetrante do cargo de Vice-Diretora e, via de consequência, determinar que a autoridade coatora promova a imediata reintegração da impetrante no cargo de Vice-Diretora bem como condeno a Municipalidade de Mesópolis no pagamento dos respectivos consectários legais, isto é, pagamento dos vencimentos tal como se em efetivo exercício desde a data da indevida exoneração, acrescida a verba de correção monetária desde a data em que devida, bem como juros de mora desde a citação”

Participaram do julgamento os desembargadores Leme de Campos, Reinaldo Miluzzi e Maria Olívia Alves, além do relator Sidney Romano dos Reis.

1 79 80 81