Categoria: Sem categoria

BLOGUEIRA LUIZA FALA SOBRE SEXO E SAÚDE MENTAL EM PALESTRA NA APAE DE JALES

LUIZA-DSCN0083

Depois de alguns dias de dolci far niente nas praias do Rio de Janeiro, a blogueira e cronista Luiza Elizabeth está de volta a Jales e às suas atividades de palestrante. E o que é melhor: ela – que já sabia quase tudo sobre sexo – começou a espargir os conhecimentos recém-adquiridos em curso de especialização em sexologia.

Na semana passada, por exemplo, a Luiza participou de um projeto da APAE de Jales, chamado “Ampliando os Conhecimentos para Inclusão Social”, onde ela deu uma palestra para os pais de deficientes intelectuais, com o tema “Sexualidade e Saúde Mental”.

De acordo com a Cristiani Santos, da assessoria da APAE, a participação da palestrante e o aproveitamento do assunto abordado foram fundamentais para o sucesso do projeto. Por sinal, o projeto conta também com a colaboração da nossa Prefeitura, conforme lei aprovada pela Câmara em novembro do ano passado.

POTE DE MÁGOA

O amigo “Moisés Marcolino”, ao invés de utilizar o espaço dos comentários para expressar suas impressões sobre este aprendiz de blogueiro, preferiu enviar e-mail para a caixa de contatos do blog. Como sou moço democrático e até gosto das críticas, socializo com os prezados leitores o teor do e-mail:

Você já não fez parte da gestão Parini? Assim sendo, por que tanta crítica? Não sou defensor do estadista, apenas quero entender, pois, lendo seus comentários eu percebo uma dose de mágoa.

Pode ser, preclaro MM, mas, se você acha que as minhas críticas são infundadas ou mentirosas, apresente sua versão, desminta, contradite, argumente, faça alguma coisa para repor a verdade . Ficar na suposição simplista de que elas possam ser fruto apenas de mágoa é uma posição muito cômoda.

OS ELEITOS EM MESÓPOLIS

Em Mesópolis, as eleições não tiveram graça nenhuma, a não ser pela disputa entre os candidatos a vereador. Sem adversários, o candidato único Leandro Polarini (PSDB) foi votado por 1.251 dos 1.740 eleitores do município.

A abstenção ficou em 11,84%, já que 206 eleitores não deram as caras para votar. Entre os que apareceram, 146 votaram em branco, enquanto outros 137 anularam o voto. Vamos agora aos vereadores eleitos em Mesópolis:

Lauvir (PSDB) –  158
Denilson Bortolozzo (PSDB) – 117
Eltinho (PSDB)  –  112
Luizinho Ambulanceiro (PSDB)  –  107
Guilherme (PMDB) – 93
Marinês do Dito (PTB)  –  91
Luizão (PSB)  – 84
Vânia (PMDB) – 82
Pedro da Ambulância (PMDB) – 79 

NOVA ENQUETE: SERÁ QUE NICE VAI AO PRÓXIMO DEBATE?

A ausência da candidata Nice Mistilides(PTB) no debate promovido pela ACIJ acabou dividindo opiniões. Muita gente achou que ela deveria ter comparecido, enquanto de outro lado, houve quem defendesse a ausência da candidata.

Atendendo sugestão de um amigo, estou colocando nova enquete para saber a opinião dos amigos visitantes sobre qual será a posição de Nice no próximo debate: ela deve aceitar o convite para discutir suas propostas? Ou deve ficar em casa ouvindo o debate? Dê a sua opinião.

Quanto à enquete anterior, 942 visitantes deram a opinião a respeito da influência do apoio do prefeito Humberto Parini. 496 votantes (53%) disseram que não votariam em um candidato apoiado por Parini. De outro lado, 348 (37%) disseram que votariam no candidato indicado pelo estadista.

É bom esclarecer, no entanto, que, logo no início da enquete, algum desocupado – provavelmente um aliado do prefeito – andou fazendo mutreta para elevar o percentual dos que votariam no candidato apoiado por Parini. Mesmo assim, o percentual dos que não votariam foi bem maior. 

BLOG COMEÇARÁ A MODERAR COMENTÁRIOS

Amigos, a partir de hoje, os comentários enviados ao blog passarão a ser moderados por este aprendiz de blogueiro, antes de serem publicados. São dois os motivos que me levam a fazer essa pequena alteração no funcionamento do blog.

O primeiro: apesar de o blogueiro já ter lançado dois ou três apelos para que os comentários não ultrapassem a tênue linha entre a crítica e a ofensa pessoal, alguns comentaristas continuam  exagerando no tom, principalmente porque o blog oferece a opção do anonimato. Mesmo com a alteração, o blog continuará admitindo o anonimato, desde que exercido com bom senso e responsabilidade.

O segundo: as eleições municipais estão se aproximando e todo cuidado com a lei eleitoral é pouco. Em 2004, alguns órgãos de imprensa de Jales foram multados em cerca de R$ 60 mil, cada um, por conta de comentários sobre pesquisas não registradas em Cartório.

Aliás, esse aspecto da lei é, na minha leiga opinião, um tanto quanto injusto, pois o valor da multa é o mesmo tanto para a Folha de São Paulo, por exemplo, quanto para os pequenos jornais do interior. É o que se chama de tratar igualmente os desiguais.

Espero que os amigos continuem enviando seus comentários.  

PARINI CONSEGUE VENDER MAIS UM TERRENO DA PREFEITURA

Agora vai! A Prefeitura conseguiu, na terceira tentativa, vender mais um imóvel pertencente à municipalidade. Como já foi noticiado por este aprendiz de blogueiro, Parini colocou oito imóveis à venda, sob o argumento de que o dinheiro seria utilizado em melhorias no Distrito Industrial III.

Nas duas primeiras tentativas, foram vendidos três terrenos e arrecadados R$ 273 mil. Nesta terceira tentativa, o leiloeiro oficial da Prefeitura conseguiu vender o quarto terreno, por R$ 19.910,00. A compradora, segundo publicação do Diário Oficial, desta quarta-feira, é a senhora “Cleusa” Ferreira Galvão da Costa.

Na verdade, devem estar se referindo à minha colega de adolescência, lá da Vila Maria, a Cleide Ferreira Galvão, que acrescentou o Costa ao nome, após se casar com o empresário Osvaldo Costa. A Cleide, que tem uma irmã chamada Cleusa, é a mãe do atual responsável pela Facip, o “Bixiga”.

OPERAÇÃO GRANDES LAGOS: STF MANTÉM APENAS UMA AÇÃO PENAL PARA RÉU ACUSADO DE FORMAÇÃO DE QUADRILHA

A notícia está no jornal carioca Correio do Brasil, desta 4ª feira. O jornal deu apenas as iniciais do envolvido, mas trata-se de Alfeu Crozato Mozaquatro:

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu Habeas Corpus (HC 103171) em favor de A.C.M., que responde a cinco ações penais em decorrência de denúncias pela suposta prática do crime de formação de quadrilha e por quadrilha armada, perante a 1ª Vara Federal Criminal de Jales (SP), todas sobre fatos conexos. Com a decisão, que afasta a denúncia por quadrilha armada por insuficiência da acusação, o réu vai responder a apenas uma ação penal.

As denúncias foram consequência da chamada Operação Grandes Lagos, que investigou suposto esquema de sonegação fiscal na região de Jales, São José do Rio Preto e Fernandópolis (SP) em cerca de quinze anos de atuação. Segundo relato do Ministério Público Federal (MPF), esse esquema teria causado prejuízos de mais de R$ 1 bilhão por sonegação tributária, previdenciária e trabalhista. O réu teria constituído várias empresas “laranjas”, visando sonegar impostos e contribuições previdenciárias, entre outros delitos, de acordo com o MPF.

A.C.M. foi denunciado como um dos mentores do suposto esquema, e denunciado cinco vezes pelo crime previsto no artigo 288 do Código Penal. Em consequência, foram abertas cinco ações penais.

A defesa recorreu da decisão do juiz de primeiro grau, que recebeu as denúncias. O advogado alegou que se tratavam dos mesmos fatos e que deveriam ser afastadas as acusações simultâneas, além de cassada a denúncia quanto ao crime de quadrilha armada, uma vez que não existiria a indicação da presença de qualquer membro que utilizasse arma.

Em seu voto, o relator do caso, ministro Marco Aurélio, concordou com os argumentos apresentados pelo defensor, no sentido de que as denúncias tratavam de fatos conexos. O ministro lembrou que o próprio parecer do Ministério Público Federal aponta que o crime de quadrilha é um delito autônomo, permanente, e que prescinde de crimes anteriores ou posteriores. O ministro observou também que teriam sido abertas várias ações penais porque o réu participaria de várias empresas, e não de várias quadrilhas diferentes.

Assim, o relator votou no sentido de conceder a ordem para manter em curso apenas uma ação penal pelo crime de quadrilha, e afastou a denúncia pelo crime de quadrilha armada, por considerar deficiente a peça inicial.

Por fim, o ministro encaminhou seu voto no sentido de estender a concessão da ordem para oito corréus, que se encontram na mesma situação processual de A.C.M. A decisão da Turma foi unânime.

PARINI RENOVA PERMISSÃO PARA BX EVENTOS PROMOVER FACIP 2012

Pelo jeito, o prefeito gostou da experiência! O jornal Folha Regional, que publica os atos oficiais da Prefeitura de Jales, deu publicidade, neste final de semana, ao decreto número 5.553, de 30 de setembro de 2011. Nele, o prefeito Humberto Parini concede a permissão para que a BX Promotora de Eventos Ltda, do empresário Osvaldo Costa Júnior, o Bexiga, possa promover a Facip 2012.

PSDB DE JALES ABRE PORTAS PARA SHIMOMURA

É prá acabar com o pequi de Goiás! Consta que o super-secretário de Administração, José Shimomura estaria sendo, digamos assim, assediado por diversos partidos que gostariam de abrigar o ex-petista em suas hostes. Há até quem diga que o presidente do PSDB local, o ex-vereador Carlos Cardoso da Silva, teria feito um convite informal para que Shimomura avalie a possibilidade de ele voar para o ninho tucano.

1 2 3 4 5