Categoria: Variedades

LILIAN RAMOS, FAMOSA POR APARECER SEM CALCINHA AO LADO DE ITAMAR FRANCO, CHAMA A ATENÇÃO DA IMPRENSA ITALIANA

Na internet, é possível encontrar fotos sem a tarja preta. Em entrevista ao UOL, no ano passado, a Lilian disse que, depois daquele dia, nunca mais saiu de casa sem calcinha. Ela teria ficado tão traumatizada com repercussão do caso ocorrido no carnaval de 1994, que foi embora do Brasil e só voltou a curtir um carnaval 25 anos depois.

A notícia é do jornal Extra:

Há 26 anos, Lilian Ramos ganhou ainda mais fama por aparecer ao lado do então presidente Itamar Franco no Sambódromo do Rio e ser fotografada sem calcinha. Uma marca que leva até hoje, mesmo longe dos holofotes e do Brasil. Na semana passada, a ex-modelo acabou sendo lembrada mais uma vez pelo acontecimento.

Mas, desta vez, justamente por estar usando calcinha, que deixou descuidadamente à mostra ao posar para uma foto num restaurante italiano. O clique bastou para que muitos internautas relembrassem o caso. Muitos comentários foram apagados pela atriz, de 56 anos. Todos lembrando a história com Itamar, em 1994.

Lilian passou a maior parte da pandemia do coronavírus no Brasil. Radicada em Roma há duas décadas, ela não estava conseguindo voltar à Itália, mas agora já curte o verão europeu.

EX-MISS BUMBUM QUE VIROU PASTORA DESABAFA NA WEB: “AS PESSOAS ATIRAM PEDRAS EM MIM”

Deu no portal Cenapop:

Ex-Miss Bumbum e agora pastora evangélica, Ana Akiva contou em seu Instagram que muita gente não acredita em sua conversão.

“As pessoas atiram pedras em mim, questionam a minha conversão e o meu testemunho. Mas Deus sabe da minha história e da minha verdade. Atirar pedras e julgar o próximo é uma realidade, isso sempre aconteceu. Se fizeram isso com Jesus, por que não vão fazer comigo? Encaro isso com oração e sigo na minha missão de resgatar outras vidas, de ajudar pessoas e de levar a palavra de Deus por onde eu passar”, desabafou a ex-modelo, que hoje é casada e tem dois filhos.

Durante uma live na rede social, Ana falou sobre o passado cheio de polêmicas, e revelou, entre outras coisas, ter inventado um romance lésbico para ganhar mais destaque na mídia.

“Tenho um passado vergonhoso, onde fazia de tudo para aparecer, ter status e ser vista como uma mulher sensual. Cheguei a forjar um relacionamento com uma amiga só para ter fama. Era tudo mentira”, confessou. “Hoje tenho Deus em minha vida, tenho um arrependimento profundo e uma nova missão de vida. Deixei as polêmicas e uma vida de subcelebridade para levar adiante a palavra de Deus. Recebi um chamado e é isso que venho honrado nesses anos”, continuou.

Decidida a mudar de vida, Ana trocou os holofotes pelo evangelho, e passou fome com os filhos no meio da caminhada. Sem trabalho e com dívidas, buscou apoio na fé e passou a frequentar igrejas em Goiânia, onde morava.

“Foi um período muito difícil, minha filha chegou a comer macarrão cru porque não tinha dinheiro para comprar gás. Me apeguei à Bíblia e à minha fé e tive a certeza que Deus muda decretos e histórias. E hoje louvo todos os dias por ter me resgatado da vergonha, por ter me exposto tanto, e me submetido a tantos escândalos. Eu vivi uma vida que não era minha, eu estava tomada pelo pecado”, lembra.

Com uma vida renovada, a pastora agora foca suas energias em projetos sociais no interior de São Paulo, onde mora atualmente. Ana também fez cursos de capelania, que capacita religiosos para fazerem cultos e prestar assistência em órgãos públicos. Ela já visitou alguns hospitais e pretende estender esse trabalho a presídios femininos.

REGINA DUARTE PEDE AJUDA PARA VOLTAR ÀS NOVELAS DA GLOBO

À época do “casamento” com o Bozo, La Duarte abriu mão de um salário de R$ 50 mil na Globo, segundo colunas de fofocas. Mas o casório não durou três meses. A notícia é da coluna do Ricardo Feltrin, no UOL:

Desempregada desde que foi exonerada do cargo de secretária especial de Cultura, em maio, a atriz Regina Duarte já vinha comentando com amigos nas últimas semanas sobre seu desejo de retornar a carreira e os papéis em novelas da Globo.

Aos 73 anos, a atriz largou uma carreira de cinco décadas na Globo em março para assumir um cargo político no governo Jair Bolsonaro. Por causa de sua decisão foi criticada por colegas da categoria e fãs. O apoio foi mínimo.

Pior: foi muito mal recebida no governo e teve sabotada sua atuação pela ala ideológica que grassa naquele órgão —os chamados discípulos de Olavo de Carvalho, o que esta coluna já havia antecipado em maio. Regina ainda tentou se emplacar num cargo na Cinemateca, mas o cargo que desejava (e chegou a ser anunciado por ela e Bolsonaro) nem sequer existia.

Desde então Regina Blois Duarte tenta retomar a carreira de atriz e para isso vinha sinalizando aos amigos que restaram na Globo que gostaria de não ser esquecida. Reiterou que está disponível para voltar às novelas —mesmo que seja com um novo contrato por obra, e não de longa duração, como sempre teve.

Nos últimos dias, porém, Regina decidiu pedir ajuda diretamente à novelista Glória Perez. Glória está escalada para assumir uma novela em horário nobre no próximo ano. A atriz demonstrou interesse em integrar o elenco, que ainda não está fechado.

Aliás, a história ainda está sendo escrita pela novelista. A previsão inicial era de que essa novela (ainda sem nome definido) estreará no primeiro semestre de 2021. Mas, com a pandemia, nada é certo. Mas, Regina está a postos para assumir um papel, caso queiram.

MULHER DE FÁBIO PORCHAT APARECE PELADA DURANTE LIVE

Uma live sobre assuntos políticos ente Fábio Porchat e Guilherme Boulos, realizada ontem, sexta-feira, foi interrompida por uma situação inusitada. Durante a transmissão ao vivo, a mulher de Porchat, Nataly Mega, passou rapidamente (e agachada) atrás do apresentador, mas deu pra ver que ela estava seminua, apenas com uma toalha na cabeça. 

“Alguém passou pelado aí atrás”, alertou Boulos, dando risada. “Todo mundo te viu”, disse Porchat a Nataly. “Deu pra ver?”, questionou ela. “Lógico que deu pra ver, totalmente. Até o Boulos viu”, respondeu o humorista. Confira a cena:

DEBORAH SECCO DIZ QUE FAZIA SEXO COM MARIDO DEZ VEZES POR DIA

Deve ser por isso que o Roger Flores pediu arreglo. A notícia – notícia? – é do UOL:

Deborah Secco, convidada do quadro “Cada um no Seu Banheiro”, do canal de YouTube de Sabrina Sato, falou à apresentadora sobre sexo e maternidade. Ela contou que, no início do relacionamento com Hugo Moura, hoje seu marido e pai de sua filha, Maria Flor, 4 anos, o casal transava em média dez vezes por dia.

Ao ser questionada sobre diminuição de frequência de sexo depois do nascimento da filha, Deborah confirmou que isso aconteceu, mas fez a ressalva: “Eu engravidei com dois meses de namoro, então a gente transava dez vezes ao dia, quando transava médio. A gente estava naquele momento em que só transava. Depois, a gente começou a conversar, transar e cozinhar, transar e ver um filme, mas antes era só transar”.

Ela disse, ainda, que ainda fazia sexo enquanto estava grávida, mas um pouco menos no início da gestação, por receio. “Mas no fim da gravidez, deu uma animada master”, contou.

Ela acredita que não perdeu o desejo pelo marido, mas que o casal não tem mais a possibilidade de ter mais momentos juntos. “Eu, no elevador, saindo para trabalhar, penso ‘PQP, que delícia, como queria’.”.

JORNALISTA ANDREIA SADI, QUE EMPAREDOU ADVOGADO DOS BOLSONAROS, JÁ JOGOU FUTEBOL

Não por acaso, Andreia Sadi, da Globo News, namora um jornalista esportivo. Ela gosta de futebol e até já tentou – na adolescência – carreira no esporte, jogando no time feminino do São Paulo FC, seu clube de coração. As informações são do UOL:

A jornalista Andréia Sadi se tornou um dos nomes mais comentados deste fim de semana. O motivo foi sua entrevista com o advogado Frederick Wassef. “O Queiroz pulou o muro? Apareceu voando na casa do senhor? Ou foi levado por alguém?”, perguntou a jornalista, chamando a atenção.

E você sabe quem é Andréia Sadi? Sim, a gente sabe quem é a repórter que completou 33 anos em 8 de maio. Mas tem algumas curiosidades em sua trajetória que as pessoas não estão acostumadas.

Sadi brinca que “já nasceu” como notícia. Ela veio ao mundo em um carro. A bolsa de sua mãe estourou no chuveiro, mas não deu tempo de chegar de onde morava, no Morumbi até o hospital, na região da Paulista. O trânsito foi bloqueado e seu parto ganhou até aplausos de pessoas que estavam em um ônibus.

Os pais de Sadi são descendentes de árabes. O seu avô materno veio do Iraque para o Brasil “descascando batata no navio”. A parte paterna tem ascendência libanesa e síria.

Sua família tem diversos advogados, inclusive seu pai. Na hora do vestibular, Direito foi uma das opções junto com Jornalismo e História. Ela passou em Direito e Jornalismo e optou pela segunda. O motivo da escolha? “Era rebelde.”.

Apesar de ser nova, Sadi já foi casada. Ela teve um relacionamento com o jornalista Paulo Celso Pereira. Atualmente, namora o apresentador André Rizek, do SporTV, seu fã assumido nas redes sociais.

A repórter já foi homenageada por Gilberto Gil. Ela é a personagem da música “Lia e Deia”, uma composição do artista com Jorge Bastos Moreno. A atriz Maria Ribeiro, Lia, é a outra pessoa citada na canção.

“Tudo isso é mágico porque o Gil compôs com o Moreno, que é meu mestre no jornalismo (ele morreu em junho de 2017, vítima de um edema pulmonar] – e Gil é nosso mestre na música. Pra mim, tem um significado muito especial. Brinco que posso me aposentar porque ter uma música do Gil, composta no contexto da amizade dele com Moreno, é muito especial”, disse Andreia em agosto de 2018.

Abaixo, a música de Gil e do falecido Jorge Bastos Moreno:

EM ENTREVISTA A PEDRO BIAL, BONNER FALA SOBRE ATAQUES E INTIMIDAÇÕES

Do portal Notícias ao Minuto:

O jornalista William Bonner disse na madrugada desta quarta-feira, 27, em entrevista ao programa Conversa com Bial, que a suspeita sobre a utilização indevida do CPF de seu filho Vinícius, 22 anos, para pedir o auxílio emergencial de R$ 600 ao governo federal teve o objetivo de “encurralar” ele e a ex-mulher, a apresentadora Fátima Bernardes, e dessa forma atingir a TV Globo.

O editor-chefe e apresentador do Jornal Nacional contou que o filho é vítima de estelionato há três anos, desde que sofreu um acidente de carro. Um bombeiro teria divulgado a carteira de habilitação do jovem na internet e desde então a família precisa contar com a atuação de advogados para desfazer golpes.

A fraude mais recente foi a tentativa de vincular o nome do filho de Bonner e Fátima Bernardes a um pedido de auxílio emergencial. O jornalista foi informado que um jornal do Rio preparava reportagem sobre o assunto e, por meio de advogados, mostrou ao veículo as provas de que era um golpe e alertou a Caixa Federal para não fazer o pagamento. A reportagem não foi publicada.

Mesmo sem nada ter sido divulgado, segundo ele, o filho começou a receber insultos pelas redes sociais. Bonner então fez um desabafo em público e, a partir disso, afirma que começaram a acontecer “coisas estranhas”.

“Circularam vídeos que o acusavam de ter feito o pedido e recebido. E cobravam isso do pai e da mãe. De William e de Fátima. E dele”, disse durante a entrevista a Pedro Bial.Para Bonner, o material estava pronto para ser divulgado nas redes sociais antes mesmo dele fazer o desabafo.

“Quem em meio a uma pandemia, com milhares de mortes, teria a ideia, do nada, de entrar no site do Ministério da Cidadania ou do Dataprev e verificar se o filho do William Bonner tentou se inscrever para receber os R$ 600?”, questionou. “Esse é o tempo que estamos vivendo hoje, mas vamos em frente”Para Bial, ficou evidente o caráter doloso do que aconteceu.

Ainda na entrevista, Bonner falou sobre a cobertura da pandemia do novo coronavírus como a mais dramática de sua carreira jornalística. Até mesmo o tom de sua narração mudou diante da tragédia.

“Estou me permitindo respirar. Estou respirando na minha necessidade de respirar”, disse.

Para o jornalista, a situação é avassaladora, o que inclui o perigo dos negacionistas que têm o poder da comunicação direta e divulgam fake news para enganar a população.

Sem citar nomes, Bonner definiu como “maldade humana” a atitude de uma pessoa que inventa informações como a de que um medicamento teria o poder de salvar pessoas. “O que é isso, senão maldade?”

VENDA DE VIBRADORES AUMENTA 50% DESDE O INÍCIO DA QUARENTENA NO BRASIL

A notícia é da CBN:

A pandemia do novo coronavírus tem afetado não só a saúde dos brasileiros, mas também a economia do país. Mas, para o setor de produtos eróticos, o movimento tem sido contrário: desde que a quarentena começou, esse mercado registra uma forte alta. Uma pesquisa do portal Mercado Erótico obtida pela CBN mostra que houve um aumento de 50% nas vendas de vibradores no país desde março.

“Eu sempre tive a curiosidade, mas nunca tive coragem de comprar talvez, por vergonha, não sei. E nessa quarentena eu ganhei de presente de Dia das Mães de um ‘crush’. Na verdade, ele enviou de presente para mim dois vibradores. Foi uma surpresa muito boa, muito legal”, conta a influenciadora digital Maria Carolina Oliveira.

Ela teve a primeira experiência com vibradores na quarentena, depois de ganhar os itens de presente da pessoa com quem estava se relacionando antes da pandemia. O caso dela não é isolado. Um levantamento do portal Mercado Erótico aponta que as vendas de vibradores subiram 50% desde março. Mais de 1 milhão de vibradores, consolos e plugs foram comercializados desde o início do isolamento social, e os lojistas criaram ainda kits de sobrevivência para casais.

“Os lojistas estão trabalhando muito a questão do delivery e o tal do kit de sobrevivência, que é um kit de produtos essenciais para o casal dentro da quarentena. Então, em primeiro lugar, um bullet, que é um vibrador pequeno, potente, versátil, o lubrificante íntimo, em segundo lugar, o gel beijável térmico, géis de massagem e a calcinha tailandesa, que está muito na moda. É uma calcinha diferente que estimula também a região clitorial”, explica Paula.

Segundo a pesquisa, a maioria dos consumidores de vibradores é composta por mulheres de 25 a 35 anos que estão em um relacionamento. Casada há 22 anos, Ericka Arouca já conhecia os acessórios, mas resolveu dar mais atenção a eles no isolamento:

“Eu já consumia antes, mas já estava há bastante tempo sem consumir nada, sem comprar nada, e a quarentena acabou despertando isso. Até por conta de cair na rotina e estar todo dia 24 horas junto com o parceiro, porque tem muito casal já entrando em crise e eu tentei ir no sentido contrário. Falei ‘vamos comprar uns negocinhos diferentes para apimentar a relação’, para tentar sair dessa quarentena mais fortalecida ainda.”

Em um relacionamento há sete anos, Bárbara Alves não tinha o costume de usar os acessórios até o período de quarentena, quando se viu separada do namorado:

“Durante a quarentena, eu senti necessidade porque eu estou há sete anos com uma constância sexual semanal, e de repente se esgotou, assim. Eu estou em isolamento no interior, meu namorado está em São Paulo, a gente não está em isolamento juntos. Por isso que eu decidi comprar, e daí fui experimentando.”

Na Dinamarca, a venda de produtos eróticos também dobrou após a quarentena. Já nos Estados Unidos, uma marca de sex shop doou milhares de vibradores para incentivar as mulheres a ficar em casa.

CLARICE FALCÃO MOSTRA COMO RESOLVER O PROBLEMA DA FALTA DE SEXO NA QUARENTENA

Deixemos o Bozzo e o coronavírus um pouco de lado. A notícia mais “importante” desta quarta-feira é do UOL:

Clarice Falcão tem a solução para quem está subindo as paredes na quarentena. Ao ser questionada, no Twitter, sobre “como as pessoas vão sair para dar na quarentena”, a cantora e atriz respondeu com uma bem-humorada foto de si mesma segurando um vibrador.

Um seguidor logo descobriu o preço do brinquedinho de luxo, em uma loja virtual: R$ 1.699. “Amiga, que negócio caro, haja streaming”, comentou.

Clarice concordou e, de quebra, revelou o nome do brinquedo. “Galera, sei que a Soraya é muito linda mas comprei há muitos anos e até para mim ela está fora do orçamento hoje em dia”. Em seguida, sugeriu uma loja virtual de acessórios eróticos, “com vibradores em várias faixas de preço”.

Uma seguidora postou uma foto do namorado de Clarice, o apresentador do Multishow Guilherme Guedes, e comentou: “A pessoa que dá para esse homem não pode aceitar um vibrador meia boca. Não”. Clarice respondeu: “Assino embaixo”.

No vídeo abaixo, a Clarice deixou o brinquedinho de lado para, em dueto com o cantor e compositor Alexandre Kassin, cantar “Coisinha Estúpida” um velho sucesso da Jovem Guarda. Gravada em 1967 pelos cantantes Leno e Lilian, essa música é uma versão de “Something Stupid”, que fez sucesso mundial nas vozes de Frank Sinatra e sua filha Nancy Sinatra.

Detalhe curioso: Leno e Lilian – que não formavam um casal – fizeram muito sucesso nos tempos da Jovem Guarda, mas, ao que parece, a separação da dupla não foi muito amigável. Em 1995, ao regravar outro sucesso da dupla – “Devolva-me” – para um projeto comemorativo aos 30 anos da Jovem Guarda, Lilian preferiu cantar com Ed Wilson.

Outro detalhe: assim como a Clarice, a Lilian parece não ter problemas com sexo. Em 2018, ao completar 70 anos, ela – que é casada com um senhor 12 anos mais novo – declarou, em uma entrevista, que “tenho uma vida sexual bacana”.  

Mais um detalhe: na regravação de Clarice Falcão e Kassin, os teclados ficaram por conta de Diogo Strausz, filho de Leno. Vamos ao vídeo:

 

BLOGUEIRA MARI SAAD PEDE DESCULPAS POR PARTICIPAÇÃO EM FESTA POLÊMICA

A Mari Saad está sendo criticada em sites e programas de fofocas (aqui), por conta de sua participação na famosa festa da influencer Gabriela Pugliese. Na festa, Gabriela – que é especializada em dicas de saúde e bem-estar – e as amigas teriam zombado da covid-19.

Como consequência, ambas estariam perdendo seguidores em suas redes sociais e contratos com patrocinadores. Mari teria perdido um contrato milionário com uma empresa do ramo alimentício (Seara), segundo informações do site Notícias da TV.

Post Scriptum: A jalesense Raquel Saad, mãe da Mariana, entrou em contato para fazer algumas ressalvas à notícia veiculada pelo site Notícias da TV e repercutida por este blog. Segundo Raquel, não é verdade que a Mari tenha perdido algum contrato conforme consta da notícia. “Todos os parceiros conhecem bem a Mari e sabem que ela é uma pessoa muito responsável”. 

Também não é verdade que ela tenha feito algum comentário debochando da covid-19. “Alguns programas de fofocas colocaram palavras na boca da Mari, que ela nunca disse. A própria Gabriela Pugliese já esclareceu isso”, ressaltou Raquel. “O único erro da Mari foi ter deixado o isolamento social, mas era um encontro com poucas pessoas”

De acordo com Raquel, sua filha Mari permaneceu 42 dias em isolamento e só saiu de casa para ir à festa – com outros seis casais – para recepcionar uma amiga que tinha acabado de sair do BBB.

1 2 3 58