A TRIBUNA: MELHORIA DO PADRÃO DE VIDA DE ÉRICA JÁ CHAMAVA A ATENÇÃO DESDE O GOVERNO PARINI

No jornal A Tribuna deste final de semana, o principal destaque, como não poderia deixar de ser, é o rumoroso caso de corrupção descoberto pela Polícia Federal na Prefeitura de Jales. Matéria do Alexandre Ribeiro, o Carioca, diz que o delegado da PF, Cristiano Pádua da Silva, não descartou a possibilidade de indiciamento de pessoas que ocupam ou ocuparam cargos de primeiro escalão na Prefeitura, como secretários, ex-secretários, prefeitos e ex-prefeitos. Os funcionários responsáveis pelo controle interno nos últimos anos também poderão ser indiciados. A negligência vem sendo o ponto mais criticado entre a população e o que mais tem causado indignação nas redes sociais.

Ainda sobre a operação “Farra do Tesouro”, o jornal traz um histórico sobre a carreira da principal acusada, a ex-tesoureira Érica Cristina Carpi, que começou sua carreira na Prefeitura como “guardinha”, durante o mandato do ex-prefeito Rato. Aprovada em um concurso para escriturária do Consirj, ela trocou o cargo efetivo por um cargo de confiança no governo Parini, em 2005. Durante os oito anos em que assessorou o secretário de Finanças Rubens Chaparim, a melhoria no padrão de vida de Érica já chamava a atenção, uma vez que ela recebia um dos menores salários entre os comissionados do governo Parini. A evolução dela era, no entanto, atribuída à sua participação na loja de calçados inaugurada em 2004, pelo então namorado.

A rescisão contratual que poderá resultar no fechamento das concessionárias Fiat de Jales e Fernandópolis; os detalhes sobre a reforma da Catedral Diocesana Nossa Senhora da Assunção; a determinação da Justiça Eleitoral para retirada de um outdoor do pré-candidato Bolsonaro instalado na entrada da cidade; o encontro realizado na sede da Associação Paulista de Medicina para apresentação do Partido Novo; a entrega dos uniformes escolares aos alunos da rede municipal e os cinquenta anos do Sindicato Rural de Jales, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que o ex-vereador Gilbertão não está nem um pouco triste com o inferno astral do auditor fiscal Ricardo Junqueira, de quem é desafeto. Ricardo, como se sabe, é o responsável pelo controle interno da Prefeitura, que, na opinião de muitos, comeu bronha no caso Érica. Na página de opinião, o título de artigo do ex-prefeito Pedro Callado é “Vivendo e aprendendo”, mas não tem nada a ver com o escândalo da Prefeitura. O artigo trata do ex-presidente Lula e diz que, no tempo dele, as pessoas eram mais felizes e tinham mais esperança. No caderno social, o destaque, como sempre, é a lidíssima coluna do Douglas Zílio.     

6 comentários

  • Municipi

    Segundo a matéria o Prefeito vai fazer auditoria em todos os setores aiii sim ver quem esta metendo a mão, QUEM ESTA EM UM CARGO E RECEBENDO POR OUTRO, QUEM ESTA SUBSTITUINDO QUEM EM SETORES, QUEM SÓ RECEBE E FICA SÓ DE CONVERSEIRO, PONTO DE FUNCIONARIOS ENTRADA E SAIDA .
    ESSE PREFEITO VAI ARRUMAR A CASA PARABENSSSSSS.

  • BOLSONARO DE DEUS

    TRUTA,VC JOGA A COSTELA,E NÃO DÁ A FAROFA,O QUE ACONTECIA NA COZINHA DA SUA ADMINISTRAÇÃO,QUE BABADO É ESSE,CONTA PARA O POVO DESDE QUE SEJA VERDADE,NÃO NOS NEGUE ESSE DIREITO TODOS ESTAMOS INTERESSADO,CONTA,CONTA,CONTA,AFINAL JALES JÁ VIROU PIADA NACIONAL

  • BOLSONARO DE DEUS

    TRUTA EXPLICA PARA NOS ESSA DIRETA,O QUE ACONTECIA NA COZINHA,VAMOS LAVAR A ROUPA SUJA,JOGA NA REDE,TEMOS QUE AJUDAR ESSA INVESTIGAÇÃO

  • FE..ANONIMO...AMMMEMMM!!!.;.

    SE ESSA REFORMA VINGA TOMARA QUE TEREMOS UMA CATHEDRAL MODERNA COM ENTRADA REALMENTE VIRADA PRA FRENTE DA PRAÇA (NAO COMO E HOJE DE LADO)

  • Justiça

    Em verdade não acredito que o Junqueira tenha sido negligente, mas caso seja indiciado por negligência então deve-se indiciar também todos os servidores do Tribunal de Contas que fiscalizaram as contas da Prefeitura durante os anos que a Erica praticava os dévios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *