A TRIBUNA: OS POLÊMICOS BANHEIROS DO COMBOIO NÃO FUNCIONARAM A CONTENTO NO DIA DA INAUGURAÇÃO

No jornal A Tribuna deste final de semana, o principal destaque é a inauguração dos polêmicos banheiros do Comboio. Matéria do Alexandre Ribeiro, o Carioca, diz que, poucas horas depois da inauguração que teve a presença do prefeito, vice, vereadores e outras autoridades, as redes sociais foram invadidas por vídeo mostrando que não havia mais água nas torneiras dos lavatórios, nem nas descargas dos sanitários, aumentando a fila de críticas que a reforma dos banheiros causaram. Segundo a matéria, a população não engole o valor da obra – R$ 170 mil – que, de acordo com estimativas, daria para construir pelo menos duas casas populares.

Destaque, também, para a Comissão de Sindicância instalada pelo prefeito Flá Prandi para investigar os desvios descobertos pela operação Farra no Tesouro, da Polícia Federal. Nesta semana, a Comissão – que já ouviu diversas pessoas, entre ex-prefeitos, ex-secretários e servidores ligados à Secretaria de Fazenda – está pedindo, através de petição encaminhada ao juiz Adílson Vagner Balotti, autorização para ouvir a ex-tesoureira Érica Carpi. Por medida de segurança, a Comissão quer ouvir Érica na casa dela ou em alguma das delegacias da cidade. O Ministério Público sugeriu que a oitiva seja realizada na sede da Polícia Federal.

O sucesso do 4º Sarau no Ponto, realizado no feriado de 07 de setembro; o convênio assinado pelo prefeito Flá Prandi para revitalização da praça “Euphly Jalles”; a decisão da Justiça que inocentou a ex-prefeita Nice Mistilides e quatro de seus ex-assessores dos prejuízos causados à Casa da Criança pela Exposhow 2013; os rumores sobre a substituição da Coopersol na coleta do lixo reciclável; o retorno da assistente social Maria Aparecida Moreira Martins ao comando da Secretaria Municipal de Saúde; e a conclusão do mutirão de limpeza realizado pela Prefeitura, que recolheu cerca de 300 toneladas de entulhos, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, informação dando conta de que a Polícia Federal não comenta investigações em curso, mas continua trabalhando pesado para apurar responsabilidades nos desvios ocorridos na Prefeitura de Jales. Na página de opinião, o ex-prefeito Pedro Callado escreve sobre as especulações do mercado financeiro que elevaram o valor do dólar a R$ 4,20 e fizeram a Bolsa de Valores cair mais de 2%. No caderno social, destaque para a festa do 30º aniversário da jovem Andressa Domingues. E na coluna do Douglas Zílio, os melhores flashes da festa de formatura da nova médica Isabela Altomari.

11 comentários

  • Observador

    E o que é que funciona por aqui??????

  • Kendyra

    Aliás, quero denunciar aqui: fui retomar o meu costumeiro barrão lá e não tinha papel higiênico.

  • Helena Spinelli Garcia

    Os banheiros ficaram lindos. Parabéns prefeito!

  • Nink

    Que os banheiros ficaram melhores ninguém discute mas por 170 mil tinha que ser vaso sanitário de ouro

  • Pede a prestação de contas pro engenheiro Lenar, esse cara e craque em contas de obras públicas.

  • PROVAS CONCRETAS

    Sabe o que acontece, muitas pessoas escrevem aqui coisas que desconhecem, estou dizendo de qualquer assunto, porque na hora que o caldo entorno o safado não aparece, porque o FDP troca de pseudo.
    Faça como eu, estou com um problema aqui no bairro, me dirigi até o MP, aliás fui muitíssimo bem atendido pela funcionária, e entrei contra este problema VIA MINISTÉRIO PÚBLICO, após 12 dias já recebi uma intimação do excelentíssimo senhor promotor para prestar maiores esclarecimentos do caso, tudo isso sem advogado, eu mesmo redigi o pedido, e já estou sendo atendido, tem dúvidas, provas, deixa de blá, blá, Ministério Público, existe para nos ajudar, dê a sua cara pra bater, não julgues sem conhecimento, sem, principalmente, PROVAS CONCRETAS.

  • CUBA LANÇA FOGUETE

    PROVA CONCRETA PARA QUÊ? SÓ A CONVICÇÃO JA BASTA, DEPENDENDO DA PESSOA .

    • PROVAS CONCRETAS

      O cubano (que gosta de um bom charuto), todas as obras são:
      Carta Convite (onde participam até 3 empresas).
      Licitação (onde as empresas apresentam suas propostas em envelopes lacrados).
      Pregão (É tipo um leilão, só que vale é quem oferece o menor preço).
      Concorrência Pública (são para uma obra maior em volume de trabalho e de valores).
      Quanto a prova concreta, qualquer coisa que aconteça, e você discorde, terá que, para justificar, PROVAS CONCRETAS, entendeu colega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *