A TRIBUNA: PSDB FOI O PARTIDO QUE MAIS SE REFORÇOU EM JALES. E O PT FOI O QUE SOFREU MAIS DESFALQUES

capa tribuna 01.11.15Eis a capa do jornal A Tribuna deste final de semana. A principal manchete destaca a condenação do comerciante Luiz Carlos Rodrigues, o Luizão, que terá de cumprir 14 anos de reclusão, em regime fechado. Há pouco mais de um ano, no dia 1º de setembro de 2014, Luizão mandou para o outro lado do mistério o seu desafeto Silvano Matos Soares, de 36 anos, com dois tiros. O repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, acompanhou o julgamento, na terça-feira, 27, e conta tudo aos leitores de A Tribuna.

O jornal traz um balanço das movimentações ocorridas nos partidos políticos, em Jales. Com a alteração da lei eleitoral, os partidos terão até o início de abril para fazer filiações, mas muitos deles já entregaram suas relações de filiados, atualizadas, ao Cartório Eleitoral. O PSDB, por exemplo, foi o partido que mais se reforçou (em quantidade), enquanto o PT foi o partido que mais perdeu filiados. O DEM perdeu os suplentes de vereador Vanderley Vieira dos Santos, o Deley, e Salatiel de Oliveira. E um dos maiores malufistas da cidade virou tucano.

Os problemas dos postos do programa Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Jales, onde estão faltando médicos, agentes, faxineiras, etc; o orçamento da Prefeitura de Jales para o ano de 2016; a inauguração da Praça “Maria Gabriela” no loteamento Vila Mariana; e as possíveis consequências que as dívidas da Prefeitura de Jales poderão causar à qualidade da Facip 2016, são outros assuntos desta edição de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, as tentativas do PV de tirar o ex-prefeito Humberto Parini e a vereadora Pérola Cardoso do PT. Na página de opinião, destaque para o artigo do oráculo Marco Antônio Poletto e para a crônica da Taísa Selis. E o caderno social de A Tribuna, assim como a bem cuidada coluna do Douglas Zílio, continuam repercutindo o show dos cantantes Victor e Léo, trazendo mais flashes do evento que movimentou os colunáveis da cidade na semana passada.  

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *