BRIGA POR CAUSA DE CRISTIANO ARAÚJO TERMINA EM CONCILIAÇÃO NA JUSTIÇA DE JALES

cristiano-araujo-e-outros-famosos-950x0-2Chegou ao fim, na Vara Especial Cível e Criminal de Jales, a desavença entre uma moça e um rapaz que se desentenderam por conta de comentários sobre a morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo. A ação de indenização moral movida pela moça foi extinta, com a concordância dela, depois de um pedido de desculpas do rapaz, em audiência de conciliação realizada na quinta-feira, 23.

Os dois jovens – ele roqueiro, ela fã do sertanejo – trocaram insultos via Facebook. Tudo começou quando o rapaz emitiu opinião favorável a uma polêmica crônica do jornalista Zeca Camargo, lida na Globo News. Na crônica, o global questionava a comoção em torno da morte de Cristiano Araújo, “ao mesmo tempo tão famoso e tão desconhecido”.

A moça não gostou do apoio que o rapaz deu à opinião de Zeca Camargo e iniciou a troca nada carinhosa de insultos que foi parar, como já se disse, na Justiça. Em agosto do ano passado, o juiz Fernando Antonio de Lima propôs um acordo de paz entre os desafetos. Na ocasião, o juiz destacou que ambos os gêneros musicais – o rock e o sertanejo – cantam a solidariedade e o amor. E, em nome desses dois sentimentos, propôs a conciliação, que acabou se concretizando agora.

Se em Jales o bom senso prevaleceu, em Goiânia o assunto continua rendendo. Nesta semana, jornais publicaram que a justiça goiana está prestes a julgar a ação de indenização por danos morais ajuizada contra Zeca Camargo pela família do cantor sertanejo. Segundo os periódicos, o valor da indenização poderá chegar até a R$ 1 milhão.

Registre-se que, diante da polêmica que se instalou nas redes sociais, Zeca Camargo pediu desculpas dias depois da veiculação da crônica. Mas, pelo visto, a família de Cristiano Araújo, ao contrário da moça aqui de Jales, não teve grandeza suficiente para aceitar o pedido de desculpas.

7 comentários

  • jales buraco sp

    Fosse Juiz mandava os dois fazerem um churrasco,2 horas de sertanejo e depois duas horas de rock,pronto estava ai uma nova amizade!!!

  • Era bom dar um cabo de enxada pra esses dois e mandar capinar esses lotes aqui da cidade, porque pelo visto tão com muito tempo sobrando pra ficar discutindo asneiras na internet.

    Depois a população em geral não sabe ou não entende porque somos tão subdesenvolvidos, ou escolhemos pessimamente nossos representantes políticos.

  • CAMARADA MARTINI

    Jales buraco sp

    Você teve uma sugestão genial mas sem pensar nas consequências.

    Imagina um roqueiro suportando e vice versa duas horas de musicas opostas.

    Cara! os malucos iam se matar com os espetos kkkkkk

  • Thiago

    É piada usar o judiciário por intrigas tão banais.

  • Amiga de Jales

    infelizmente o judiciario está sendo usado erradamente, por coisas banais. uma maquina tão cara quanto o judiciário deveria ser utilizada em casos de grande relevância

  • juares

    lê o processo primeiro antes de falar que foi um fato banal, teve ofensas (xingamento), ultrapassou a discussão de gênero musical, a questão não é essa. Ocorreu crimes e ta tipificado no codigo penal. Não falem asneira, estao com tempo hein…

  • A família do cantor está querendo faturar.Ninguém é obrigado sujar o ouvido com lixo cultural.Sendo assim,toda crítica especializada teria que ser processada permanentemente.O passamento do rapaz merece todo o respeito,o fenômeno cultural que ele está inserido pode ser avaliado por qualquer um.Não há julgamento moral quando se fala em arte,ou sub-arte,como queiram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *