DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, a principal manchete destaca a iniciativa do Ministério Público Federal em Jales, que, em conjunto com diversos órgãos de saúde da região, está estudando medidas para reduzir o tempo de espera nas filas do Sistema Único de Saúde (SUS) para consultas, exames e cirurgias. O MPF está alertando, de outro lado, que um dos motivos que causam problemas ao sistema é culpa dos próprios usuários, uma vez que muitos deles faltam às consultas agendadas. Segundo o MPF, quando o usuário do SUS falta às consultas por ele agendadas e não avisa com antecedência, a eficiência do serviço de saúde é prejudicada, já que isso compromete a capacidade de marcação de consultas.

Destaque, igualmente, para a IX Conferência Municipal de Assistência Social, que será realizada na quinta-feira, 19, a partir das 08 horas, no Centro Pastoral, com o tema “Assistência Social é um direito: evolução e desafios do SUAS no município de Jales”. A notícia diz que a Conferência é um espaço de mobilização e participação social e de construção de diretrizes que possam aprimorar o Sistema Único de Assistência Social. Segundo o prefeito Flá, a conferência “é um momento de grande importância para construção, avanços e consolidação das políticas públicas de assistência social no município”.

Na coluna FolhaGeral, o chistoso redator-chefe Roberto Carvalho informa que o vereador Luiz Henrique Viotto, o Macetão, andou questionando o prefeito Flá Prandi sobre os motivos pelos quais o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Jales ainda não foi transferido para a nova sede, recém-construída. Segundo o colunista, a resposta foi inusitada: “o CRAS ainda não foi transferido porque o espaço físico foi mal planejado e prédio é pequeno para comportar todos os serviços oferecidos pelo órgão”. E, ao final, Roberto pergunta: “mas, afinal, de quem é a responsabilidade pelo mal planejamento do prédio?”.

2 comentários

  • Sérgio

    Gostei do “chistoso” Cardosinho, o Roberto “pestinha” realmente é isso tudo , além de ser um amigo fraterno. Abcs à você e à ele. Um guerreiro acima de tudo.

    • Além de guerreiro, foi o maior lateral-esquerdo que já vi atuar em nosso estádio municipal. O duelo que ele travou com o Lindoia, ponta-direita do Corinthians, em 1970, foi inesquecível. O Corinthians veio a Jales naquele ano com o time juvenil reforçado por alguns profissionais que estavam se recuperando de lesão – como o lateral Osvaldo Cunha e o centroavante Servílio de Jesus Filho – para um amistoso com o glorioso CAJ. Dos juvenis que vieram aqui, vários de tornaram titulares do Corinthians no ano seguinte, incluindo o indigitado Lindoia, o ponta esquerda Peri e o meia Adaozinho. Por sinal, Adãozinho estreou no histórico jogo Corinthians 4 x Palmeiras 3, em abril de 1971. Os melhores momentos do jogo podem ser vistos aqui: https://www.youtube.com/watch?v=NLOQd0RYabQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *