EMPRESA COMEÇOU OBRAS PARA ACABAR COM INUNDAÇÕES EM TREVO PRÓXIMO À FUGA COUROS

A empresa Mogi Engenharia Civil Ltda já iniciou os serviços relativos à readequação do sistema de drenagem superficial do trevo da Rodovia “Euphly Jalles” (SP-563), localizado no entroncamento com a avenida “Paulo Marcondes” e a vicinal “Vitório Prandi”, nas proximidades da empresa Fuga Couros Ltda.

Se não houver nenhum aditamento, a obra irá custar quase R$ 300 mil, o que representa menos de 60% dos R$ 528 mil estimados pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER). Não custa lembrar que a repaginação do trevo – executada pela Construtora Moraes Brasil Ltda – consumiu R$ 1,9 milhão.

Os problemas com inundações – que estão causado transtornos e prejuízos à Fuga Couros, além de colocar em risco a integridade física de motoristas e motociclistas – começaram antes mesmo da reinauguração do trevo, em 2013.

A Mogi Engenharia Ltda, com sede em Cajamar, tem 17 anos de estrada. No mesmo dia em que assinou o contrato para execução da obra em Jales, a empresa assinou outros cinco contratos para obras do governo estadual em outras cidades – Itariri, Santo Antônio do Aracanguá, Bragança Paulista, Pereira Barreto e Jundiaí – num total de R$ 2 milhões.

Obs.: Um projeto do deputado Itamar Borges(MDB) está batizando o trevo com o nome do falecido advogado e empresário João Francisco de Paula, o “João da Xingu”. Por sinal, essa é a grande especialidade de Itamar Borges. Na semana passada, o Diário Oficial publicou um novo projeto do deputado propondo o nome do saudoso advogado Nilo Neto para um trevo da Rodovia Elyeser Montenegro Magalhães.

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *