EXPO SHOW: TJ-SP REFORMA SENTENÇA DA JUSTIÇA DE JALES E CONDENA NICE E ASSESSORES POR PREJUÍZOS

A condenação é por conta dos prejuízos causados à Casa da Criança, estimados em R$ 425 mil, com a realização da Expo Show 2013. Apesar de condenados, eles não terão que ressarcir a entidade pelos prejuízos causados. O TJ-SP entende que, para ser ressarcida, a Casa da Criança terá que entrar – ela própria – com outra ação. A notícia é do jornal A Tribuna:

Em julgamento de um recurso do Ministério Público de Jales, a 4ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) reformou sentença do juiz da 5ª Vara de Jales, Adílson Vagner Ballotti, e condenou a ex-prefeita Nice Mistilides ao pagamento de uma multa correspondente a cinco vezes o último salário recebido por ela na Prefeitura de Jales.

No início de 2015, quando Nice teve seu mandato cassado pela Câmara Municipal, o salário dela beirava R$ 11,5 mil, o que significa que a multa – sem a correção monetária – seria de R$ 57,5 mil. Além da multa, o TJ-SP determinou, também, a suspensão dos direitos políticos da ex-prefeita, pelo prazo de cinco anos, tempo em que ela também estará proibida de firmar contratos com o poder público.

Nice não está sozinha. Seus ex-assessores Aldo José Nunes de Sá (ex-secretário de Obras), Roberto Timpurim Berto (ex-chefe de gabinete da prefeita) e Adriano Lisboa Domenicis (ex-chefe de gabinete da Secretaria de Fazenda e responsável pelo setor de licitações e contratos) também foram condenados ao pagamento de multa civil correspondente a cinco vezes o último salário recebido por eles, o que deverá resultar em uma dívida de R$ 30 mil para cada um deles.

Eles também tiveram seus direitos políticos suspensos, só que por apenas três anos. Um quarto ex-assessor de Nice – Renato Luiz de Lima Silva, o Renato Preto, que recebia um salário bem menor – foi igualmente condenado a pagar uma multa de cinco salários e teve seus direitos políticos suspensos por cinco anos, dois a mais que os outros ex-assessores.

12 comentários

  • Titanice 2013

    eu olho pra essas fotos e mijo de tanto rir!
    os únicos competentes da gestão nice era o Bruno Guzzo (comunicação) sandra gigante (agricultura) e a nilva (saude)

    o resto é esse povo ai, que nem sabia o que estavam fazendo la dentro.
    graças a deus sumiram do mapa!

  • Eleitor do Fra

    Coitada da nossa Nice a mulher das bolsas bonitas cada dia um problema. Agora só fumo

  • Filosofia e Sociologia

    Pio que a Nice só o Fra com o seu plantei de estrelas!

  • Tiririca não morre!!!

    Por onde anda esse Aldo?
    O super-secretário, que vai saber porque estava no cargo.

  • Que tal esquecer os mortos e cuidar dos vivos? Não conseguem nem fiscalizar os vivos e querem ressuscitar os defuntos, se os vivos não devolvem o que roubaram ,os mortos vão devolver? Seria mais prudente parar de gastar velas com defunto ruim e começar a justificar os salários que ganham cuidando do dinheiro público com mais honestidade. Difícil ? Façam uma seção na câmara em homenagem aos mortos e reforcem o papel de cada um de vcs para com a sociedade.

  • Procura-se um prefeito honesto.

    Vemos os ex prefeitos Nice (com pouco tempo, na prefeitura) e Parini (este mais encrencado, ainda) com problemas, na justiça. Lembro que o Calado não teve suas contas aprovadas. Não tenho certeza.
    Alem disso, vários ex prefeitos das cidade vizinhas encrencados na justiça. Tem alguns, até presos! Como ex presidentes, ex governadores, deputados, também.
    Parece que não compensa mais ser prefeito. Tenho escutado que o Flá está saindo para um cargo em SP. Lembro que só tivemos um candidato a prefeito.
    Será que a desonestidade está levando os ex para processos e dividas, na justiça? Por isso, estamos vendo promotor publico e a policia federal entrando nas questões publicas e denunciando a roubalheira.
    Vemos os vereadores perdendo a sua força porque não fiscalizam nada. Eles estão amarrados com o prefeito por acordos políticos.
    Sinais de tempos novos!

    • Anonimo

      Sobre a saída do Flá a algum cargo do Governo Dória.
      Ainda que sejam rumores, ele, o Prefeito deveria dar uma declaração pública dizendo:

      EU NÃO VOU ASSUMIR NENHUM CARGO.
      e TENHAM O MEU COMPROMISSO DE QUE VOU ENCERRAR O MEU MANDATO.
      FIM!

      Desta forma, acabam-se os rumores, conversinhas paralelas, falta de confiança, etc.
      Ainda que a declaração não tenha força efetiva, pois outros prometeram o mesmo e não cumpriram.
      Mas o rumor cai de início.

    • Hipocrates

      Fala sério Titanice os melhores secretários foram Morio Suzuki (finaças), Vadinho (obras), Zílio (comunicação), dona Lúcia Calado (social), Nilva (saúde) e Sueli que tá na procuradoria de Urania hoje. Tenho dito.

  • JOSUE

    A JUSTIÇA NO BRASIL ME PARECE NÃO TER PARAMETROS CLAROS E OBJETIVOS,SE A LEI É UMA SÓ EM VIGOR PORQUE SERÁ QUE EXISTE TANTAS OPINIÕES DIVERGENTES,ISSO GERA UMA DUVIDA NA CONSISTÊNCIA JUDICIAL,NA INTEGRIDADE DA SENTENÇA,É POR ESSES E OUTROS TANTOS MOTIVOS QUE NOSSO JUDICIAL ESTÁ ABALADO PUBLICAMENTE,OS NOSSOS JUIZES A QUEM TANTO DEVEMOS RESPEITO,DEVEM USAR SEUS JURAMENTO PUBLICO PARA SENTENÇAS QUE GEREM CREDIBILIDADE,SENSAÇÃO DE JUSTIÇA FEITA COM HONESTIDADE E INTEGRIDADE NOS LAUDOS APRESENTADOS,VISANDO A VERDADE ,NÃO IMPORTA A QUEM,NÃO DEVE TER FAVORITISMO OU PARCIALIDADE EM UM JULGAMENTO,A JUSTIÇA DEVE PREVALECER ACIMA DE TUDO,VIDAS E FAMILIAS ESTÃO NAS MÃOS DE UM HOMEM,QUE POR VEZES NÃO ENTENDE QUE ELE NÃO É DEUS,É SOMENTE UM HOMEM COM PODER DE DECISÃO.DEUS ABENÇOE JALES

    • Rapizodia

      Eu acho que o arranjo da nossa justiça está ultrapassado. Em qualquer situação, a parte afetada é uma pessoa ou a sociedade. No Brasil o juiz recebe as justificativas das partes e toma decisão. Acho que está errado! Em casos simples e de pequena monta, tudo bem! E nos casos mais complexos? Estes deveriam necessariamente serem enviados a jure popular, que é a parte afetada. Por isso recaem suspeitas sobre os julgamentos do juiz Sérgio Moro. E se teve viés no julgamento das partes envolvidas nas sentenças, tanto para absolver ou para condenar? Quando a sociedade é envolvida, o juíz é somente guardião da lei e seu auditor. Confeço que não sou advogado e meu conhecimento é de cidadão que sente a incompetência não das leis, mas dos que usurpam dela.

      • JOSUE

        PARABENS,PELO SEU COMENTARIO,ESTOU NAS MÃOS DE UM MEDICO PERICIAL JUDICIAL, QUE MAL OLHOU PARA MINHA CARA NÃO PEGOU UM EXAME PARA VERIFICAR MINHAS REAIS CONDIÇÕES,UM JUIZ QUE NÃO ME CONHECE PARA VER QUE TENHO PLENAS CONDIÇÕES DE TRABALHAR,TUDO BASEADO EM OPINIÕES DE PESSOAS QUE NÃO SABEM DE SUAS REAIS CONDIÇÕES,ESSE É O NOSSO JUDICIAL.TUDO BASEADO EM LAUDOS SEM CREDIBILIDADE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *