FRASE

“Eles arquitetaram fraudes motivados por pura cupidez, ganância e desejo de lucro fácil, fechando os olhos para a impressionante fila de ônibus e vans repletos de pacientes que diariamente aportam no hospital, na esperança de cura”

Do promotor Eduardo Shintani, nas alegações finais do processo em que o ex-diretor Roger Dib e outras duas pessoas são acusadas de praticar sete diferentes modalidades de fraudes contra o Hospital de Amor – Unidade de Jales.

Na peça, com 133 páginas recheadas de depoimentos e cópias de documentos, o promotor pede a condenação dos três acusados. A penas previstas para cada um deles, caso condenados, e outros detalhes das alegações finais do Ministério Público estarão na edição de final de semana de A Tribuna.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *