FRASES

“Informo que a situação em pauta configura-se como grave risco de desabamento da estrutura sobre os trabalhadores e usuários da UPA”.

“Informo que as radiações colocam em risco trabalhadores e usuários que se encontram na entrada da UPA, uma vez que a exposição contínua aos raios X pode causar queimaduras, mutações no DNA, morte das células, leucemia e mutações do feto, no caso de gestantes”.

Os alertas acima estão no relatório do auditor-fiscal do Ministério do Trabalho, Fernando Gallego Dias, que é médico e engenheiro. Ele fez uma vistoria no prédio da UPA de Jales e está pedindo providências urgentes quanto às rachaduras e fendas da construção, especialmente da sala de Raio-X.

Com base na vistoria, realizada na terça-feira, 11, o Ministério Público também está recomendando medidas emergenciais e deu prazo de 20 dias para Prefeitura e Consirj resolverem o problema. No jornal A Tribuna deste final de semana, mais detalhes sobre o caso. 

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *