JORNAL DE JALES: ESCRITURA DO RECINTO DA FACIP FOI LAVRADA E IMÓVEL JÁ PERTENCE, OFICIALMENTE, A EMPRESÁRIOS DE SANTA FÉ

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca que a provável vinda de novos cursos para o Polo de Jales da Universidade Aberta do Brasil (UAB), previstos para 2019, torna ainda mais necessária a reforma do antigo prédio do CAIC. A reforma e o melhor aproveitamento do prédio vêm sendo reclamados pelos moradores da vizinhança e por vereadores. Levantamentos iniciais estimam que os custos para a reestruturação total do prédio já passam de R$ 1 milhão. Para obter os recursos necessários, a Prefeitura espera conseguir um financiamento do Ministério da Educação.

O JJ está destacando, também, que a falta de vacinas contra a gripe para toda a gente (apenas as pessoas que fazem parte de grupos prioritários estão sendo vacinadas), inclusive em clínicas particulares, preocupa nossa população, que teme pela proliferação da doença. Alguns casos já foram confirmados na cidade e pelo menos duas mortes em consequência da gripe já foram registradas na região. O “Dia D” da vacinação ocorreu ontem, mas a campanha deve continuar até o final deste mês.

A limpeza da cidade, que começou pelos cemitérios e agora avança pelas ruas do centro da cidade; a Semana de Poesia realizada no início do mês para comemorar o aniversário da Casa do Poeta e do Escritor de Jales; o depoimento da dentista Sandra Regina Prata, que se aposentou depois de 30 anos como funcionária pública; os três dias do vice-prefeito Garça no comando da Prefeitura; e uma matéria especial com duas mães que falaram da saudade dos filhos que moram e trabalham no exterior, são outros assuntos do JJ. Ah!, e a charge do Luiz Fernando Cazzo está sensacional!

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que, definitivamente, o recinto de Exposições “Juvenal Giraldelli”, onde a Facip foi realizada por longos 47 anos, não pertence mais à Unimed de Jales. A escritura de compra e venda do imóvel de 82 mil metros quadrados foi lavrada há cerca de dez dias no 2º Cartório de Notas, mais conhecido como Cartório do Garça. Os novos donos são três empresários de Santa Fé do Sul, que pagaram quase R$ 3,3 milhões pelo imóvel e agora formarão uma empresa para administrar o que compraram.  

1 comentário

  • Bitolado

    Cadê os pseudos ricos de JALES?

    Tiveram que vir de Santa Fe do SUL comprar o imovel.

    JALES terra de nego que come abobrinha e arrota Peru!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *