JORNAL DE JALES: INDÚSTRIA DE EMBUTIDOS VINDA DO RIO GRANDE DO SUL PREPARA AMPLIAÇÃO EM JALES

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cujo principal destaque é o levantamento que está sendo feito pela Prefeitura, a pedido da Comissão de Sindicância Interna instalada pelo prefeito Flá Prandi, que já apurou R$ 6,4 milhões desviados pela ex-tesoureira Érica Cristina Carpi. Segundo a matéria, o levantamento ainda está na metade do caminho, mas já com um resultado extraoficial referente aos cinco últimos anos (2013-2018) dos dez em que teriam ocorrido as fraudes, iniciadas em 2008, conforme declarou Érica à Polícia Federal. Além da Prefeitura, também a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e a Câmara Municipal estão apurando o total dos desvios. Na Câmara, uma CEI já ouviu 22 depoimentos, incluindo o da própria Érica, que confirmou tudo o que ela já havia dito à PF.

Destaque, igualmente, para a distribuição dos carnês de IPTU e ITU, que já estão sendo entregues aos proprietários de imóveis urbanos, através dos Correios. O prazo para o pagamento da primeira parcela do IPTU termina no dia 11 de fevereiro, enquanto a primeira parcela do ITU (lotes) poderá ser paga até o dia 31 de janeiro. Os contribuintes que preferirem pagar à vista terão desconto de 10% para os dois impostos. Segundo a matéria, estão sendo distribuídos 22.200 carnês de IPTU e 4.500 carnês de ITU, ambos com uma correção de 3,97% em relação ao ano passado.

O início do 48º Campeonato Aberto de Futsal, disputado por 29 equipes de Jales e da região, com a partida final prevista para o dia 1º de fevereiro; o apelo do Hospital de Amor para aumentar a doação de sangue; a mobilização da equipe da Santa Casa de Jales para possibilitar mais uma captação de órgão; a conclusão da segunda vala do aterro sanitário; as vagas para bolsistas da Orquestra Sinfônica de Jales; e os planos de ampliação da empresa Alleza, a indústria de embutidos que funciona no antigo prédio do Frigorífico Jales, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que a vitória da oposição nas eleições do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) não foi boa para Jales. Uma das primeiras providências da nova diretoria – que venceu as eleições utilizando à larga as redes sociais, com o criativo mote “Mudança Já” – foi desativar a subdelegacia de Jales, aqui instalada em 2017 por influência do conselheiro Paulo Mariani, cirurgião plástico em Jales e coordenador do Cremesp no interior. Deonel lembra que até o presidente do Cremesp, Lavínio Camarim esteve presente na inauguração da subdelegacia de Jales, que atendia médicos de 40 municípios.    

2 comentários

  • FLA-"anonimo"

    MAIS COMO ELA VAI DEVOLVER ESSE MONTANTE DESVIADO?…
    ONDE SERA QUE ELA VAI ARRUMA TANTO PRA DEVOLVER?…

    SEGUNDO PENSAMENTO DOS MAIS ANTIGOS DINHEIRO E IGUAL DIA DE ONTEM NUM VORTA MAIS….

    POR EXEMPLO O GASTO NA CONSTRUÇAO DA MANSAO AINDA DA PRA RECUPERAR E SO VENDER A ESTANCIA FELICIDADE

    E DA FESTA DE ANIVERSARIO???….OS GASTO COM BOTOX???HUUUMMMMMM!!!!….

  • Paulo

    Parabéns aos envolvidos, precisamos muito de geração de empregos , nas industrias, na agricultura, comercio,etc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *