JORNAL DE JALES: OS SEGREDOS DA ESCOLA MUNICIPAL ‘MARIA OLYMPIA’ PARA CHEGAR AO TOPO NA AVALIAÇÃO DO IDEB

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cujo principal destaque é o desempenho da escola “Maria Olympia” no IDEB. A matéria diz que a melhor escola municipal do estado não chegou ao topo por acaso e explica que há pelo menos 10 anos a “Maria Olympia” vem obtendo pontuação cada vez melhor. O envolvimento dos professores, dos pais e dos colaboradores, assim como a pouca rotatividade dos educadores são alguns dos fatores que ajudaram a melhorar o desempenho da escola. Segundo a diretora Eliana Magri de Souza, outros fatores como a disciplina e a organização da escola e o material pedagógico de qualidade também colaboraram para que a “Maria Olympia” obtivesse a melhor média do estado.

Ainda na seara do IDEB, destaque também para a Escola Estadual “Dom Artur Horsthuis”, aqui de Jales. Nos últimos anos, a escola vem obtendo índices sempre crescentes, superando a média estabelecida para o Brasil. No IDEB divulgado na semana passada, relativo ao ano de 2017, a escola “Dom Artur” alcançou média 6,4  nos anos finais do Ensino Fundamental, superando, com quatro anos de antecedência, a média estipulada para 2021. O resultado de 2017 coloca a escola em primeiro lugar na Diretoria de Ensino de Jales e entre as primeiras do estado de São Paulo.

A inauguração dos banheiros do Comboio que, segundo o jornal, foram aprovados pelos feirantes e consumidores; os casos de suicídio, que estão aumentando no país e na região, preocupando os especialistas; a opinião do pesquisador jalesense Renan Gomes Moretti a respeito da situação das políticas para idosos na região; a assinatura do convênio de R$ 1,1 milhão para repaginação da praça “Euphly Jalles” e o lançamento da campanha de ajuda ao projeto Corpo e Mente em Movimento, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior comenta a volta por cima da secretária de Saúde, Maria Aparecida Moreira Martins, que sacudiu a poeira e reassumiu o cargo do qual tinha sido exonerada por ocasião da deflagração da operação Farra no Tesouro, da PF. O colunista lembra que Maria Aparecida teve sua prisão revogada no mesmo dia da operação, mas a imagem dela apareceu nos principais telejornais do país.  Segundo Deonel, ao renomear Maria Aparecida, o prefeito Flá Prandi coloca no devido lugar uma profissional de currículo invejável e de grande destaque nos meios acadêmicos.

9 comentários

  • Santos

    Renomeada. Infelizmente ela foi condenada antes do tempo. Chamada de volta não apaga a exoneração, não tapa o buraco. Alias cada cabeça uma sentença se ela aceitou a volta fazer o que né.

  • Diurético

    Cardoso..deonel não colocou a foto do Henrique do caj. Isso cheira retaliação ou preconceito só porque o cara vai ter 15 votos?..somos todos henrique do caj. Uma lenda!!

  • Observador

    R$100.000,00 por ano na conta ajuda,o resto deixa pra lá.

  • elias

    Eu me pergunto pq a escola Maria Olympia sempre sai na frente quanto as demais escolas municipais de Jales, pq lá é dada maior atenção e prioridade quanto ao corpo docente e material pedagógico, embora este deveria ser igual a todas as demais escolas, mas como descrito no artigo “material pedagógico de qualidade”, seria este diferente das demais escolas? Acredito que por se tratar de escola municipal, todas deveriam ter a mesma atenção, mesmo material e mesmo nível de corpo docente, mas nós que temos crianças sabemos que não é. Não é atoa que a uma grande lista de pessoas querendo matricular seus filhos lá, mas a seleção é criteriosa, e um dos critérios seria residir na área, ou seja, privilegiando assim uma classe social mais elevada, pois são estes que moram por ali.

  • Dar preferência para quem mora mais perto da escola TD bem , agora diferenciar a escola pela qualidade de ensino,de professores e de alunos tá errado,toda escola tem que ter o mesmo nível pedagógico.eu conheço gente que mora em outros bairros e colocaram os filhos na Maria Olímpia pq a fama da escola era melhor que as outras,O que é isso Lurdinha? Vê se incorpora a Élida Barison e acaba com esse separatismo. Afinal pobre é tudo igual,merece o mesmo respeito.

    • A matéria do jornal não diz, em momento algum, que a escola Maria Olympia recebe um tratamento diferente da Secretaria de Educação. E o desempenho daquela escola no IDEB já era dos melhores desde os tempos da ex-secretária Élida.

      • E pq foi citado no blog que o material pedagógico da escola e o empenho dos professores contribuem para o destaque da escola no IDEB, isso por acaso n mostra uma diferença entre as escolas? As outras por acaso n merecem a mesma atenção dos municípios só pq estão na periferia. Cabem aos pais comparar a qualidade dos materiais,e comparar as diferenças, mas será que sabem disso?

        • Pelo amor de Deus! Se foi citado que o material pedagógico e o empenho dos professores contribuem para o destaque, onde está escrito que a Secretaria de Educação faz alguma diferenciação entre as escolas? Vou repetir: todas as escolas recebem a mesma atenção da atual secretária. A Maria Olympia virou manchete por que foi a melhor, mas todas as escolas municipais obtiveram boas médias no Ideb.

          • elias

            E pq sempre a Maria Olympia se sobre sai em relação as demais escolas? Quer dizer que por obra do divino espirito santo todas as crianças com índice maior de QI acabam estudando lá é isso? Ou quer dizer que os melhores professores são escolhidos para darem aulas lá? Acho que a segunda opção é mais coerente né.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *