JORNAL DE JALES: VEREADOR TUCANO CRITICA GOVERNO TEMER, DURANTE POSSE DA NOVA DIRETORIA DE PROJETO SOCIAL

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cujo principal destaque é a permanência por mais alguns dias, em Jales, da carreta do Hospital de Câncer, que está realizando exames de mamografia. Segundo a matéria, a carreta já proporcionou, em apenas 08 dias, a realização de 560 exames, mas, mesmo assim, ainda restam 300 mulheres cadastradas na lista de espera. Por conta disso, a carreta, que encerraria seus trabalhos em Jales na quinta-feira passada (26), vai continuar na Praça “Euphly Jalles” por mais três dias, ou seja, de amanhã, segunda-feira, até a quarta-feira.

Outro destaque diz que trabalhadores ligados ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e a prefeita de Vitória Brasil, Ana Lúcia Olhier,  aproveitaram a vinda do governador Geraldo Alckmin à região para pedir a interferência do tucano junto aos deputados federais do estado contra os cortes de recursos do SUAS que, em alguns casos, chegam a 99%.

Nota do blog: o governador enviou à Assembleia, há alguns dias, um projeto que congela por dois anos os investimentos em áreas como Educação, Saúde, Assistência Social, etc., parecido com a PEC de Temer, que congela investimentos por 20 anos. Ou seja….

A tentativa de furto na agência dos Correios de Urânia, que terminou com três presos e um morto; o pedido de explicações do vereador Tiquinho para o fechamento do Museu Municipal; a manutenção, pelo TJ-SP, da liminar que suspendeu o reajuste do IPTU em Jales; as dicas da professora e jornalista Ayne Regina Gonçalves Salviano para as provas de redação do ENEM 2017; a Moção de Repúdio dos vereadores jalesenses contra os cortes do governo Temer no SUAS; e a comemoração do primeiro aniversário do clube de motociclismo “Filhos da Aventura”, de Jales, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior informa que o vereador Bismark Kuwakino(PSDB), que é evangélico, foi o único representante da Câmara Municipal a comparecer na posse da nova diretoria do Projeto Corpo e Mente, ligado à Igreja Católica, que desenvolve importante trabalho com crianças carentes da cidade. Segundo o colunista, o tucano Bismark soltou os cachorros, durante seu discurso, detonando o governo federal que retirou verbas orçamentárias do SUAS, decisão que vai prejudicar entidades como a SACRA, que mantém o Projeto Corpo e Movimento. 

4 comentários

  • A QUEM DE DIREITO:

    Quando iniciou-se o recapeamento na cidade de Jales, este serviço começou no início, da Av. João Amadeu e iniciou na rua 1 passando ao lado da Santa Casa de Jales e, como estava no projeto deveria ir até a rua 18, ma não pôde chegar à rua 18 pois um quarteirão da rua 1 estava em precárias condições há mais de 8 anos, por causa da falta de tubulação feita anos atrás que foi feita com pneus e não com tubos de concreto.
    Por esse motivo o Sr. secretário municipal de Planejamento atual, resolveu corretamente arrancar os tubos de pneus e fazer a tubulação correta de concreto ( serviço este que foi feito de maneira correta e a obra podendo ser considera de grande qualidade e eficiência ), isso demorou algumas semanas e os funcionários da obra, trabalharam até debaixo de chuva, para acabar o serviço o mais rápido possível para depois recapear o quarteirão, pois era o único que faltava conforme o projeto visto por mim na prefeitura e confirmado pelo secretário, prefeito e vice-prefeito da cidade.
    Porém, ao fazer a tubulação foram fechados dois bueiros da rua e até hoje, passado mais de de 4 meses o recapeamento não foi feito, mesmo após minhas conversas com o prefeito, com o vice e também com o chefe dos funcionários do almoxarifado, deixando claro por minha pessoa, que isso não é e nem foi um pedido politico, mas algo que estava nos planos da referida prefeitura.
    O que fizeram até agora foi passar na metade esquerda do quarteirão, ao subir a rua 1 o famoso piche ( que por causa do sol escaldante amolece e gruda nos pneus dos carros que adentram às garagens dos moradores da rua, levando o piche para dentro das garagens) tampa os buracos e, com o fechamento de dois bueiro, nas duas ultimas chuvas todo o quarteirão inundou de água, não possibilitando até a passagem de carros pelo mesmo, pois não havia saída pela quantidade de água existente e não recapearam o devido quarteirão depois de longos 4 ou 5 meses.
    Mas ontem ao ler o Jornal a tribuna me deparei com a seguinte noticia:, a principal manchete destaca a retomada das obras de recapeamento em alguns bairros de Jales – Parque São Bernardo, Arapuã e Eldorado. A licitação vencida pela J.R.Santa Fé Pavimentação Ltda prevê a recuperação de 38,5 mil metros quadrados de asfalto a um custo de R$ 960 mil.
    Então espero que não esqueçam da quarteirão da rua 1, pois o recapeamento como já disse várias vezes estava previsto. Creio eu que estou falando em nome de todos os moradores e contribuintes com suas obrigações em dia do mesmo.
    Isso não deve ser considerado como uma crítica e, sim como uma constatação dos moradores do quarteirão.
    Obrigado.

  • Vá cantar em outra freguesia

    Sabe o que significa a critica para o governo federal, do vereador, em relação a retirada das verbas do SUAS?
    Nada!
    Ele deverá reclamar para a sua “amiga” e deputada Analice para fazer alguma coisa.
    Ah esqueci, neste caso, ele não apareceria no jornal

  • Domingueiro

    Esse Senhor Deonel Rosa Junior, sempre respeitando tudo o que já fez por Jales, mas convenhamos, essa faculidade de Jales esta totalmente deficitária em relação a região, quantos ônibus trazem estudantes hoje ?, no passado, 30/40 ônibus estavam ali, simplesmente uma decadência, família Soler não acompanhou a evolução, olhem as faculdades da região, estudantes de outros estados vinham prá nossa cidade, e hoje ?, uma merreca de estudantes, a evolução chegou, mas infelizmente a família Soler não acompanhou, se eu estiver errado, por favor me corrijam.

  • Português

    Pelo menos este jornaleiro sabe diferenciar Sansão e Dalila de Sanção penalidade! Cada uma que me aparece!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *