MACETÃO QUESTIONA PREFEITURA SOBRE REVITALIZAÇÃO INACABADA DE PRAÇA

Valdemar Jesus, que deu o nome à praça, foi um funcionário da Rádio Assunção, onde era sonoplasta. Ele era conhecido como “Maurinho” e morreu muito jovem, em 2001, vítima de um câncer. A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara:

O vereador Luiz Henrique Viotto – Macetão (PP), em Sessão Ordinária de ontem, (12), apresentou um requerimento questionando por que as obras de revitalização da Praça “Valdemar de Jesus Souza”, localizada no encontro das Ruas Belo Horizonte, Vitória e Porto Alegre, no Conjunto Habitacional JACB, estão paralisadas.

O vereador justificou que as obras de revitalização da praça não foram concluídas, o que prejudica a recreação dos moradores da região, que utilizam o local como ponto de encontro.

Macetão falou sobre a obra: “Eu fui questionado por moradores para saber se a obra já estava acabada. Existe uma lei de parceria público-privada para as pessoas que tiverem interesse em fazer melhorias na praça. Se a obra não for retomada, que coloque no site da Prefeitura, na lista de obras inacabadas, para que as pessoas vejam. Nós só podemos cobrar através de requerimento”.

O vereador João Zanetoni (PSB) comentou o requerimento: “Eu acredito que até o final do ano a praça passe por revitalização, para que as pessoas possam usá-la para recreação”.

Macetão indagou quando as obras serão retomadas e, caso não haja previsão, quais medidas serão adotadas para que a praça volte a constar na agenda da Prefeitura de obras a serem concluídas.

O requerimento foi aprovado por unanimidade e encaminhado ao Poder Executivo, que tem até 15 dias úteis para enviar resposta ao Legislativo. Todos os requerimentos e suas respostas ficam disponíveis ao público no site da Câmara Municipal (www.jales.sp.leg.br).

1 comentário

  • Rapizodia

    Praças abandonadas não é difícil de encontrar em Jales! Alguns casos são descaso simples de limpeza ou poda de árvores! Cito dois casos: a primeira fica ao lado do supermercado Ildo e início do Roque Viola, o asfalto entorno da praça está igual trincheira de guerra após bombardeios, as árvores tem a copa tão alta que parecem eucaliptos, mas são Oitis e o paisagismo rasteiro é pobre mesmoe sofre com a sombra, mas tem menos relevância; a segunda é a praça próxima à travessia da linha férrea no jardim Estados Unidos, está tem problemas semelhantes com agravante de sujeira e entulho dela mesma. Qual o problema de rebaixamento de copa dos Oitis!? Claro, haverá sol por alguns meses, mas feito levando em conta a preservação da planta, logo ela se recupera e fica muito mais bonita e funcional e ainda ajuda o paisagismo rasteiro que precisa de luz prá se desenvolver! Fica a dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *