SANTA CASA DE JALES FECHA ACORDO COM CONSIRJ PARA MANTER BANCO DE SANGUE NO HOSPITAL

A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

SANTA CASA DSCN4651Na manhã de terça-feira, 06, estiveram na Santa Casa de Jales o presidente do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Região de Jales (Consirj) e prefeito municipal Flávio Prandi Franco, o vice-prefeito José Devanir Rodrigues (Garça) para afirmar uma parceria com o Banco de Sangue instalado nas dependências da instituição.

O intuito do encontro foi reafirmar um pedido de apoio feito pela Santa Casa de Jales ao Consirj para manter o Banco de Sangue que atende pacientes da instituição. Segundo a administração, o hospital foi notificado no início do ano pelo Hemocentro de Ribeirão Preto que justificou que tiveram prejuízos no ano passado e que repassariam a instituição o aumento na taxa administrativa. Diante de tal ocorrência, Rafael Carnaz Prado, administrador hospitalar, recorreu ao Consirj para que conversasse com os prefeitos dos 16 municípios para cobrir esse aumento.

“Nossa despesa com o Banco de Sangue já era alta, porém com a notificação atual ficava inviável a Santa Casa realizar o pagamento mensal. Pensando que o consórcio envolve os municípios referenciados ao hospital é que tive a ideia de pedir a contribuição deles para que mantivéssemos a unidade do Hemocentro na instituição. Tivemos um retorno positivo prontamente”, proferiu Rafael.

Para o prefeito e presidente do consórcio os méritos de toda essa negociação são dos prefeitos municipais. “O Consirj apenas recebe o dinheiro das prefeituras e paga as contas. Agradecemos os prefeitos da região que se sensibilizaram e apoiaram o repasse para a Santa Casa de Jales que precisa do nosso apoio para se manter ativa e realizando um bom atendimento”, destacou Flávio Prandi Franco.

A taxa administrativa para manutenção do serviço do Banco de Sangue que compete a Santa Casa é de R$ 12 mil mensais e o Consirj irá auxiliar com R$ 9 mil.

1 comentário

  • Eleito do pintinho(Também Arrependido)

    E mais fácil aumentar os gastos do que tentar outra coisa né senhor prefeito, triste saber que este é mais um que quando acabar o que os outros deixaram não vai ser nada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *