SAÚDE PROMOVE SEMANA DE MOBILIZAÇÃO CONTRA O AEDES, DE 04 A 08 DE ABRIL

dengue-semana de mobilização

Até ontem, quinta-feira, a Secretaria de Saúde contabilizava 1.731 notificações em Jales e 731 casos positivos da doença.  Para que os prezados leitores tenham noção do avanço da dengue, no ano passado, quando batemos o recorde de casos positivos, tínhamos, ao final de março, 1.027 notificações e 386 casos confirmados. Vejamos a notícia da Secretaria Municipal de Comunicação:

Em continuidade as ações de prevenção a dengue, chikungunya e zika, será realizada de 4 a 8 de abril a semana de mobilização contra o Aedes aegypti. O objetivo é intensificar as atividades de combate ao mosquito transmissor e diminuir a incidência destas doenças. 

O Dia D de eliminação do Aedes Aegypti será na quinta-feira, 7 de Abril, data em que se comemora o Dia Mundial de Saúde, instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1948 com a finalidade de conscientizar a população sobre as principais questões de saúde.  

No município de Jales, durante a semana de mobilização, os agentes de controle de endemias irão vistoriar imóveis públicos para eliminar possíveis criadouros em locais com grande fluxo de pessoas. Os supervisores de campo irão intensificar as visitas aos imóveis desocupados e será realizada orientação em sala de espera nas unidades de saúde. 

O mutirão de eliminação de criadouros, realizado aos sábados desde 30 de janeiro percorrendo os bairros, continua no próximo dia 09. Nele, os agentes percorrem casa em casa para a retirada de todos os focos do mosquito e tudo mais que possa servir de criadouro do inseto. Os moradores recebem orientações e panfletos educativos. 

Considerando ainda as Propostas Nacionais de Ações de Mobilização Nacional para o Dia Mundial da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde irá solicitar a rede de ensino estadual, municipal e particular que durante a Semana da Família na Escola que acontece de 4 a 9 de abril e coincide com o Dia D, envolvam alunos, familiares e responsáveis no enfrentamento do Aedes Aegypti, elaborando propostas de ações a serem realizadas pelos estudantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *