CIDADES COM NOVOS MÉDICOS DO ‘MAIS MÉDICOS’ JÁ CONTABILIZAM DESISTÊNCIAS

Estudos mostram que 40% dos médicos brasileiros desistem de atuar no Mais Médicos no primeiro ano. Mesmo recebendo um salário (R$ 11,8 mil) bem maior que o dos cubanos (R$ 3,3 mil) , os brasileiros só ficam no programa até arranjar algo melhor.

Em outubro de 2016, estive em Santa Albertina para entrevistar um médico que tinha vindo Acre para atuar no Mais Médicos. Ele estava há seis meses em Santa Albertina e seu trabalho era elogiadíssimo. Dois meses depois, fiquei sabendo que ele havia desistido. Deu no UOL:

Profissionais brasileiros inscritos no novo edital do programa Mais Médicos começaram nesta semana a ocupar as vagas deixadas pelos cubanos, mas desistências já preocupam os municípios. Na segunda-feira, 26, 224 brasileiros se apresentaram às cidades onde irão trabalhar, segundo o Ministério da Saúde.

A médica Carolina Serafim da Silva, de 27 anos, foi uma delas. Na terça-feira (27) começou a trabalhar em Votorantim (SP). “Encaro como uma oportunidade, pois penso em me especializar em Medicina da Família”, diz ela, que terá cerca de 4 mil moradores sob seus cuidados. A jovem, que vivia de plantões, acredita que o programa vai garantir a ela mais estabilidade. Além da bolsa de R$ 11,8 mil, terá uma ajuda de custo de R$ 1,8 mil para gastos com aluguel.

Na terça, a professora Claudia Ferreira, de 47 anos, foi conhecer a novata e aproveitou para medir a pressão. “Espero que tenha o mesmo pique da doutora Liliana, a cubana que nos deixou. Com ela, o atendimento melhorou muito.” Saiu animada. “Ela (Carolina) é simples como a gente, simpática. Acho que vai ser uma continuidade.”

Já em Cosmópolis (SP), de sete aprovados no novo edital, só três estão disponíveis. Três desistiram antes de “tomar posse”, diz a prefeitura, e um não se apresentou. A reposição dos desistentes já foi pedida. Lá havia oito médicos cubanos – sete saíram. O outro fez o Revalida, exame de validação do diploma obtido no exterior, e foi aprovado.

A evasão preocupa gestores de Saúde. Se houver dificuldade em repor os cubanos, o ministério estuda deslocar profissionais que já atuam no programa para essas regiões. Em edital de novembro de 2017, o índice de desistência entre profissionais com registro havia sido de 20%.

Em Contagem, Grande Belo Horizonte, a expectativa era receber cinco inscritos, mas dois desistiram. Os outros devem começar na semana que vem. Um posto em Nova Contagem, bairro pobre da cidade, só tinha um médico, cubano, e agora está sem nenhum. A prefeitura estima que 22 pacientes deixem de ser atendidos por dia no local.

15 comentários

  • Tafarel

    TEXTO DO ESTADÃO ELABORADO PELO JORNALISTA TEO CURY COM DOMINGOS SÁVIO DA SILVEIRA.

    Tenho receio sobre o futuro dos direitos humanos no País’, diz procurador federal.
    Segundo na hierarquia da Procuradoria dos Direitos do Cidadão, Domingos da Silveira critica propostas do governo Bolsonaro.

    ***Silveira
    O procurador federal dos Direitos do Cidadão, Domingos Sávio da Silveira Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
    BRASÍLIA – Procurador federal dos Direitos do Cidadão, Domingos Sávio Dresch da Silveira, de 56 anos, avalia que adotar o encarceramento indiscriminado como política de segurança pública “nunca foi e não é a solução”, além de ser “muito caro”. Ocupando o segundo posto na hierarquia da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, órgão ligado à Procuradoria-Geral da República (PGR), Silveira afirma ter “bastante receio com relação ao futuro dos direitos humanos no Brasil” ao tratar da gestão do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).
    Entre as propostas defendidas por Bolsonaro, estão o fim da progressão de penas, de saídas temporárias e das audiências de custódia, além do redirecionamento da política de direitos humanos. “Afirmações de que progressão de regime, ‘saidão’ e a pretensão do superencarceramento como forma de aumentar a segurança são ideias pré-revolução francesa, medievais.” A seguir, os principais trechos da entrevista:

    ***O que esperar do futuro governo em relação a temas ligados aos direitos humanos?
    O que há de oficial é o programa de governo, e o que foi formalizado no Tribunal Superior Eleitoral traz algumas preocupações muito claras. Por exemplo, no que diz respeito aos índios e às terras indígenas, em que há uma afirmação – reafirmada depois das eleições – de que não haverá novas demarcações. Tenho preocupações em relação a alguns avanços, como o direito à saúde para todos, à educação inclusiva para pessoas com deficiências e à política de cotas. E outras preocupações como o avanço sobre direitos humanos de primeira geração, como a liberdade de cátedra, que está na Constituição. Isso tudo me faz ter bastante receio com relação ao futuro dos direitos humanos no Brasil.
    ***O sr. acredita que essas propostas podem se concretizar?
    Tenho só a expectativa e desejo que tudo que venha a ser feito respeite a Constituição. Se não respeitar, teremos o Ministério Público e o Judiciário para modular e levar essas políticas públicas aos limites do que é possível. E o limite do que é possível neste País é a Constituição. Tenho uma preocupação com a ideia de ‘direitos humanos para humanos direitos’, que, inclusive, está no plano de governo.
    ***Essa frase tem aparecido quando o tema é trazido à discussão.
    Esse conjunto de chavões é antidireitos humanos. Essa frase diz que existe uma parcela de seres humanos que são sujeitos de direitos humanos e outra descartável. E isso é violador porque depreende-se que existem seres humanos que não merecem a proteção dos direitos humanos e, portanto, podem e devem ser abatidos, como disse o governador eleito do Rio (Wilson Witzel).
    ***O que esperar do novo governo na tentativa de resolução da crise do sistema prisional brasileiro?
    Não ouvi em nenhuma entrevista, e não está no plano de governo, quais vão ser as soluções da crise da superlotação do sistema prisional e como resolver essa questão. Afirmações de que progressão de regime, “saidão”, cumprimento de um sexto da pena e a pretensão do superencarceramento como uma forma de aumentar a segurança da população são todas ideias pré-revolução francesa. São medievais. Seriam compatíveis com uma sociedade de muitos séculos atrás. E são inteiramente ad delirium da realidade que vivemos do sistema prisional e carcerário.
    ***Fala-se no aumento do número de prisões.
    São 723 mil presos em 386 mil vagas, de acordo com o Departamento Penitenciário Nacional, e 500 mil mandados de prisão aguardando para serem cumpridos. A ideia é colocar todas essas pessoas presas e que permaneçam presas como solução? Temos visto que o descontrole do sistema prisional é tão grande que os presídios se tornaram realmente sucursais de organizações criminosas. Além de tudo, se analisarmos pela fria questão econômica, vamos ver que o sistema prisional brasileiro, além de ser ineficiente, é muito caro.
    ***Como o sr. avalia a adoção do Escola sem Partido?
    Acho que é uma impropriedade. O problema da educação no Brasil é outro. O problema, na verdade, é como captar atenção de uma geração que não tem nada a ver com a sala de aula, que aprende e que tem muito a aprender, mas que os recursos que a sala de aula dispõe são incompatíveis com a forma de aprender dessa geração.

    LOGO, LOGO, LOGO O BRASIL VAI COMEÇAR A AFUNDAR PARA FASCISMO SEM SAÍDA.

  • Tafarel

    Tafarel

    O MAIS MÉDICOS ENTRANDO PELO CANO. BRASILEIROS NÃO ACEITAM QUALQUER LUGAR OU QUALQUER CIDADE.
    BOLSONARO, SEUS FILHOS E OS BURROS DE SEUS ELEITORES IRÃO PREENCHER OS LUGARES DEIXADOS PELOS CUBANOS.

    Sem cubanos, desistências de novos profissionais no Mais Médicos preocupam gestores de saúde.
    Municípios inscritos no programa Mais Médicos começam a se preocupar com as desistências de médicos brasileiros que ocupariam vagas do programa após a saída dos profissionais cubanos. Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), ao menos 1.307 médicos cubanos que atendiam 733 cidades, de um total de 8,3 mil que atuam no Brasil, já deixaram o país.
    Embora 224 brasileiros tenham apresentaram nos novos postos de trabalho, segundo o Ministério da Saúde, o rompimento de contratos vem preocupando gestores de saúde. Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, municípios do interior de São Paulo já lidam com as desistências.
    Em Cosmópolis, de sete aprovados no novo edital (publicado no Diário Oficial em 20 de novembro), apenas três médicos estão disponíveis para a função. Três profissionais desistiram antes de iniciar o trabalho e um sequer se apresentou. A cidade abrigava oito médicos cubanos.
    Também no interior paulista, Votorantim viu uma médica brasileira deixar o programa antes de finalizar o acordo. Em Minas Gerais, na cidade de Contagem, na Grande Belo Horizonte, cinco profissionais haviam sido selecionados, mas dois desistiram. Um dos postos na região, responsável pelo atendimento de cerca de 22 pacientes por dia, só tinha um médico cubano e, atualmente, está sem nenhum.
    O Ministério da Saúde avalia deslocar profissionais que já atuam no Mais Médicos para outros locais caso ocorra dificuldade em repor os cubanos. Em edital do programa publicado em novembro de 2017, o índice de desistência entre médicos registrados foi de 20%.
    Antes do rompimento da parceria com Cuba, cerca de 2 mil vagas, entre 18.240 postos do programa, não haviam sido preenchidas no país.

  • Anonimo

    SÓ POR DELATAR LULA COM MENTIRAS DESLAVAS, PALOCCI ;

    TRF-4 concede prisão domiciliar a Antonio Palocci. Provou se assim que a Lava Jato foi criada não para acabar a corrupção no Brasil, mas sim a Direita conseguir Prender Lula. Então a conclusão é que a lava Jato não era judicial mas sim politica. Estou louco esperando passar uns 6 meses, para ver o que vai ser desse país de ignorantes políticos e analfabetos. VIVA O SOCIALISMO FASCISTA.
    Desembargadores votaram pela redução da pena e cumprimento em regime semiaberto com prisão domiciliar com monitoramento eletrônico, usando como base a delação premiada. Pedido de vista no dia 24 de outubro adiou decisão.
    Delação premiada de Palocci foi considerada pelos desembargadores — Foto: Reprodução/JN Delação premiada de Palocci foi considerada pelos desembargadores — Foto: Reprodução/JN
    Delação premiada de Palocci foi considerada pelos desembargadores — Foto: Reprodução/JN
    Por maioria de votos, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) decidiu reduzir a pena de Antonio Palocci na Lava Jato para 9 anos e 10 dias, com cumprimento em regime semiaberto com prisão domiciliar com monitoramento eletrônico. O julgamento ocorreu nesta quarta-feira (28). O Ministério Público Federal (MPF) informou que recorrerá da decisão.
    Condenado em primeira instância a 12 anos e 2 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Palocci está preso desde 2016 na Polícia Federal, em Curitiba. De acordo com a assessoria do tribunal, a decisão será comunicada imediatamente à 12ª Vara Federal de Curitiba.
    A defesa de Palocci afirmou que está satisfeita com a sentença, mas que vai esperar o acórdão ser publicado para definir se será necessário entrar com recurso. Sobre a soltura de Palocci, o advogado Tracy Reinaldet disse que iria a Curitiba para levar a certidão da decisão à Polícia Federal, e tentar liberar seu cliente, o que, segundo ele, deve ocorrer nesta quinta (29).
    Com a decisão do TRF-4, Palocci poderá deixar a residência onde mora apenas para trabalhar, e deverá dormir e passar os finais de semana em casa com monitoramento eletrônico. A defesa não informou onde o ex-ministro vai residir. O último endereço dele era na cidade de São Paulo.
    Os desembargadores concederam benefícios com base na delação premiada do ex-ministro, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A votação não foi unânime, porque o desembargador Victor Luiz dos Santos Laus divergiu em alguns termos. O conteúdo dos votos ainda não foi divulgado.
    QUERO VER A CRISE ECONÔMICA CHEGAR, O PREÇO DA GASOLINA, DO ÁLCOOL, DO GÁS, DO DIESEL, E DOS PRODUTOS DE PRIMEIRA NECESSIDADE DESAPARECEREM COM OS PREÇOS BEM ALTO.

  • Anonimo

    LULA PRESO SEM PROVAS! Palocci Vai Pra Casa Com 30 Milhões De Reais
    Dois aspectos chamam a atenção na notícia vazada pela Polícia Federal de que o ex-ministro Antônio Palocci fechou acordo de delação premiada.
    Uma delas é a data em que a informação foi vazada, imediatamente após a decisão da segunda turma do Supremo Tribunal Federal de tirar de Moro a delação da Odebrecht referente a Lula.
    Cheira à contra-ataque, retaliação à decisão da corte em Brasília.
    Outro aspecto que chama a atenção é que o acordo de delação premida está sendo costurado pela Polícia Federal, não pelo Ministério Público Federal.
    Até então, a força-tarefa coordenada por Deltan Dallagnol era a responsável por todos os acordos de delação premiada homologados pelo juiz Sergio Moro em Curitiba.
    “Coincidência ou não… não me lembro de nenhum delator fechando acordo em Curitiba depois da minha entrevista ao jornal El Pais em julho do ano passado”, anotou Rodrigo Tacla Durán através do Twitter.
    Tacla Durán é o advogado que denunciou à imprensa e à CPI da JBS um amigo de Sergio Moro, Carlos Zucolotto Júnior, também advogado, como intermediário numa negociação para vender facilidades em um acordo de delação premiada.
    Pagando 5 milhões de dólares por fora, Tacla teria expressiva redução da pena e ficaria com 5 milhões de dólares de uma conta dele em Cingapura, bloqueada por Moro.
    Tacla Durán não aceitou e, refugiado na Espanha, onde tem cidadania, resistiu ao pedido de prisão de Moro, e a justiça do reino espanhol negou a extradição.
    Tacla Durán vive livremente na Espanha, onde tem empresa e de onde costuma publicar tuítes que minam a credibilidade da outrora chamada República de Curitiba.
    O último deles é sobre a delação premiada de Palocci. Por que a Polícia Federal está à frente desse acordo?
    Tacla Durán suspeita que é em razão das denúncias que fez, que tornou o MPF de Curitiba suspeito.
    “Coincidência que agora é só por esse caminho (Polícia Federal) que delator fecha acordo em Curitiba?”, provocou o ex-advogado da Odebrecht, também através do Twitter.
    Na denuncia sobre a indústria da delação premiada, feita em 2017, Tacla Durán juntou cópia periciada da conversa que teve com Carlos Zucolotto Júnior, em 2016, por aplicativo de celular. Vale a pena recordar a conversa:
    */**Zucolotto: Amigo, tem como melhorar esta primeira… Não muito, mas sim um pouco.
    Rodrigo Durán: Não entendo.
    ***Zucolotto: Há uma forma de melhorar esta primeira proposta… Não muito. Está interessado?
    Rodrigo Durán: Como seria?
    ***Zucolotto: Meu amigo consegue que DD entre na negociação
    Rodrigo Durán: Correto. E o que que se pode melhorar?
    ***Zucolotto: Vou pedir para mudar a prisão para prisão domiciliar e diminuir a multa, ok?
    Rodrigo Durán: Para quanto?
    ***Zucolotto: A ideia é diminuir para um terço do que foi pedido. E você pagaria um terço para poder resolver.
    Rodrigo Durán: Ok. Pago a você os honorários?
    ***Zucolotto: Sim, mas por fora, porque tenho que cuidar das pessoas que ajudaram com isso. Fazemos como sempre. A maior parte você me paga por fora.
    Rodrigo Durán: Ok.
    O que reforçou a denuncia de Tacla Durán à época é a cópia de um e-mail do Ministério Público Federal, enviada depois da conversa com Zucolotto, em que os termos acordados pelos dois aparecem na minuta do acordo.
    Depois da denúncia do ex-advogado da Odebrecht, nenhum outro acordo costurado pelo Ministério Público Federal foi divulgado, mas a delação premiada continuou na berlinda.
    Em depoimento em março deste ano, prestado na Vara de Moro, o ex-executivo da Odebrecht Rogério Araújo, delator da Lava Jato, foi confrontado com a pergunta se ainda recebia valores da empresa.
    Um advogado pergunta:
    ***“O senhor ainda recebe esses valores?”
    O ex-executivo confirma que recebe valores mensalmente, embora tenha saído da empresa em junho de 2015.
    O advogado quer saber a título de que ainda recebe dinheiro da empresa.
    ***Moro interfere:
    “Foi rescisão contratual, doutor”.
    MORO SÓ QUERIA O LULA: Palocci vai pra casa
    “Foi rescisão contratual”.
    ***Outro advogado tenta buscar esclarecimento:
    “O senhor falou duas coisas. O senhor falou que tinha recebido a título de rescisão contratual e de que também existiria um programa.
    ***O procurador da república corta:
    ***“Doutor, ele falou que esse programa aí foi no contexto da rescisão”
    ***O advogado insiste com o depoimento
    **“O senhor pode esclarecer?”
    O procurador, embora não estivesse com a palavra, corta mais uma vez:
    ***“Ele já falou, doutor”.
    O depoimento se tornou importante porque revela o vínculo que delatores ainda mantém com a Odebrecht. Era essa a resposta que os advogados buscavam de Rogério Azevedo e, ao que parece, era essa resposta que o procurador e Moro queriam evitar que Rogério Azevedo desse
    ***Por que tanta preocupação da Lava Jato?
    Porque a lei que incorporou o instrumento da colaboração ao direito brasileiro determina que as delações só valem se forem espontâneas.
    Quando um delator recebe vantagem para colaborar com a justiça, essa colaboração deixa de ser espontânea.
    E o executivo questionado, Rogério, faz parte de um grupo de 78 executivos da empresa que fecharam o acordo de delação premiada ao mesmo tempo.Não é crível que todos tenham tomado a decisão ao mesmo tempo.
    Que todos tenham tomado essa decisão espontaneamente.
    E não foi mesmo espontâneo, conforme ouvi de Rodrigo Tacla Durán:
    ***“A verdade é que a Odebrecht decidiu colaborar conjuntamente com a Justiça para tentar livrar Marcelo Odebrecht da cadeia e salvar a empresa, e houve várias reuniões que definiram essa estratégia. Eu estava presente em uma delas. Foi no Hotel Intercontinental, em Madri”, recordou Rodrigo Tacla Durán.
    A empresa ofereceu bônus e salário durante quinze anos para quem prestasse depoimento à Justiça na condição de colaborador.
    Não houve, portanto, espontaneidade e o depoimento passou a ser interessante financeiramente, não só como instrumento para reduzir pena.
    Em uma situação assim, o delator diz tudo o que seus interrogadores querem ouvir.
    E é nesse ponto que se volta para a delação de Palocci.
    A estratégia de que a delação pode ser, acima de tudo, um bom negócio está presente também nas negociações com Antonio Palocci.
    A diferença é que, na negociação, saíram os procuradores da república (um tanto queimados) como negociadores e entraram os policiais federais.
    Em comum, permaneceu Moro, que sempre dá a última palavra com a homologação.
    ***E que Palocci vai ganhar?
    A liberdade certamente, mas não só.
    Palocci teve mais de R$ 60 milhões bloqueados por decisão de Moro. E, nos bastidores da Justiça Federal em Curitiba, garante-se que Palocci terá R$ 30 milhões desbloqueados por Moro, caso a colaboração do ex-ministro seja aceita.
    Os termos do acordo de delação premiada de Palocci permanecem sob sigilo, só será revelado se e quando a delação for homologada.
    Mas esta é a informação que recebi de uma pessoa com fonte na Polícia Federal. Repetindo: Palocci terá R$ 30 milhões desbloqueados caso sua delação seja aceita.
    Como acontece nesses casos, parte desses R$ 30 milhões irá para seu advogado, Adriano Bretas, mas Palocci manterá uma bolada com ele.
    Irá para casa, mas, para isso, terá que continuar dizendo o que os investigadores querem — Lula, claro, no centro de tudo.
    Palocci viverá sem honra, mas com muito dinheiro no banco.

    VIVA O BRASIL DE UM DIREITA SOCIALISTA E LADRONA

  • O programa continua, sem problemas

    Parece que os petistas queriam que o programa “Mais Médicos” afundasse com a saída dos cubanos. kk
    As vagas foram preenchidas por médicos brasileiros. Ao contrario da vontade petista e do que eles disseram.
    O governo Temer sabe que terá desistência de médicos em áreas longínquas. aliás, nestas áreas temos poucos profissionais, não só médicos. Ninguem quer trabalhar no sertão brasileiro. Porem, como tinha medico cubano trabalhando nos estados populosos de São paulo, Minas, Rio, etc?
    Mas, não se justifica a presença de médicos cubanos, no Brasil. Tomando o emprego dos brasileiros. Será que tinha algum “esquema de propina” nesta história?
    Em se tratando de PT. Tudo pode acontecer……..

  • Jales

    SÃO CONTRA TODOS.

    Viva a Bancada Evangélica, governo nem bem começou e a mesma foi traída pelo Psicopata que acha que tem alguém querendo mata-lo .

    Preterido por Bolsonaro, Magno Malta deixa Brasília dizendo que está “magoado e machucado”
    “Vou receber a marmita?”, teria dito o senador, que não foi reeleito e acusa os filhos de Bolsonaro e o general Hamilton Mourão pelo veto ao seu nome para o Ministério da Cidadania.

    A jornalista Andreza Matais, na edição desta quinta-feira (29) no jornal O Estado de S.Paulo, diz que o senador Magno Malta (PR/ES) deixou Brasília dizendo estar “magoado e machucado”, após ter sido preterido mais uma vez pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), no Ministério da Cidadania. Nesta quarta-feira (28), o capitão da reserva anunciou Osmar Terra (MDB/RS) para o comando da past
    Segundo a colunista, Malta, que conduziu a oração na casa de Bolsonaro após o resultado das urnas, reclamava de estar entre os últimos a serem convocados. “Vou receber a marmita?”, teria dito o senador, que não foi reeleito e acusa os filhos de Bolsonaro e o general Hamilton Mourão pelo veto ao seu nome.
    Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais
    O anúncio de Osmar Terra para a pasta da Cidadania, irritou a bancada evangélica, que teria se reunido com Bolsonaro na terça-feira (27) e indicado nomes para o ministério, entre eles o do deputado pastor Marco Feliciano (PSC/SP).
    O fato desagradou muito o pastor Silas Malafaia, que acreditava na escolha de Malta. “A única pessoa que pode responder por que o Magno não foi confirmado é o próprio presidente. Para mim, Bolsonaro disse três vezes que estava pensando em colocar o Magno no Ministério da Cidadania. Apoio integralmente o Bolsonaro, mas não vou concordar 100% com as ações dele. A unanimidade é burra”, afirmou o pastor evangélico.
    Neste governo só tem Traíra, Ladrão, Homofóbico, Racista, Corrupto e Chifrudo etc…

  • Tico e Teco

    OLHA QUE GOVERNO DE LARÁPIOS VAI TOMAR POSSE MAGNO MALTA DIMagno Malta: “Se ele precisar de mim, posso ser ministro”
    Magno Malta: “Se ele precisar de mim, posso ser ministro”
    Senador falou sobre sua relação com Jair Bolsonaro e projeções para futuro político, SÃO EXCELENTES.
    O senador Magno Malta (PR), que tentou sua reeleição ao cargo nestas eleições, e não conseguiu afirmou que poderá ser um dos ministros do candidato Jair Bolsonaro (PSL). As informações foram dadas em entrevista exclusiva à coluna de Vitor Vogas, do portal Gazeta Online.
    – Se ele precisar de mim, posso ser ministro também. Ele sabe que estou à disposição. Eu sou uma pessoa muito próxima – afirmou, declarando que o desejo seria pelo Ministério das Relações Exteriores.
    Magno Malta ora por Jair Bolsonaro antes do Jornal Nacional
    + Magno Malta: “Não vou bater boca com quem violou a lei”
    – Eu amo Israel. Se o presidente me convidar… Ele acha que minha natureza é de outros lugares. Mas eu acho que, para mim, seria um privilégio muito grande na minha vida. Sabe, eu, que amo Israel e amo a Bíblia, a Palavra de Deus, que creio. Seria a coisa mais importante da minha vida poder levar a Embaixada do Brasil em Israel para Jerusalém – apontou.
    Ele afirmou que também pode trabalhar para construir alianças entre o governo e parlamentares.
    – Eu tenho muito bom relacionamento na Câmara, assim, e no Senado também. Eu tenho o carinho de todo mundo – declarou.
    Mas depois veio a confirmação o Bruxo não vai ser nada, foi apenas um puxa saco.

  • Anonimo

    O PROGRAMA CONTINUA SEM PROBLEMAS , você deve ser desses analfabetos da direita fascista, que só acredita em tudo que colocaram em sua cabeça de merda e não de neurônios pois o psicopata Bolsonaro mandou fazer uma lavagem cerebral em seus puxas sacos e tu estas entre eles.
    Imbecil preste atenção como esta a situação do mais médicos, só alguns exemplos:
    A VERDADE SOBRE A FALTA DE MÉDICOS DEPOIS QUE OS CUBANOS SAÍRAM DO BRASIL geralmente não é verdade o que os da direitas fascista dizem ou escrevem, preste atenção na verdade:
    FALTAM MÉDICOS NO BRASIL, SEMPRE FALTARAM:

    Saída de cubanos deixa unidades de saúde sem médicos; pacientes enfrentam filas e dificuldade para marcar consultas
    Reflexos da saída dos profissionais do programa Mais Médicos já são sentidos em várias cidades do país. Médicos cubanos devem deixar o Brasil até 12 de dezembro.
    Cidades pelo país começam a sentir os reflexos da saída dos cubanos que atuavam no programa Mais Médicos. Pacientes enfrentaram filas e atrasos para atendimentos nesta quarta-feira (21) e, em alguns postos, não havia médicos para realizar as consultas.

    REPORTAGENS DA FOLHA, ESTADÃO E VEJA registro problemas em cidades de pelo menos 12 estados.

    ***Em cidades como São Paulo, Itapecerica da Serra (SP), Matão (SP), Ponta Grossa (PR), Novo Hamburgo (RS), São Leopoldo (RS), Gravataí (RS), Cruzeiro do Sul (AC), Campinas (SP), São Miguel Arcanjo (SP) e Uberaba (MG), unidades de saúde estão sem médico.
    ***Em Goiás, há 153 cidades com médicos contratados pelo Mais Médicos, sendo que em 94 há cubanos atendendo. Em 24,83% delas, ou seja, 38 municípios, há apenas profissionais do país caribenho no programa do governo federal, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.
    ***Em Matão (SP), na USF do bairro Cadioli, três médicos cubanos são responsáveis pelo atendimento de cerca de 20 pacientes por período. Mas, nesta quarta-feira, a sala de espera e os consultórios foram encontrados vazios.
    A saída do Mais Médicos foi anunciada no dia 14 de novembro pelo governo cubano, sem informar até quando os médicos atuariam no programa. A previsão da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) é de que todos voltem para Cuba até 12 de dezembro.
    ***Ao comunicar que deixaria o Mais Médicos, o governo do país citou “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) à presença dos médicos cubanos no Brasil.
    Em São Leopoldo placas avisam que não há médicos —
    ***https://s2.glbimg.com/zw1z1bUWHz9MeyZIj8X5L0dD_rU=/0x0:1060×714/1000×0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2018/X/H/AWVGgrT9msOIBxzhNlsg/placa.jpg
    ***Em Campinas, além de não encontrar médicos, pacientes não estão conseguindo agendar consultas. Dos 46 profissionais que atuavam pelo programa, 30 deixaram de trabalhar nesta quarta-feira.
    ***Em São Miguel Arcanjo, cidade paulista com 33 mil habitantes que tinha mais médicos cubanos que brasileiros no programa Saúde da Família, pacientes reclamam da falta de atendimento em postos de saúde.
    Maria Nilsen, moradora na área rural da cidade, foi até o posto para marcar uma consulta por causa de uma dor no braço. Após 15 minutos dentro da unidade, saiu desanimada. “Não tem médicos e, até arrumarem tudo, não tem nem prazo”, disse.
    ***Dos 10 médicos que atuavam no programa Saúde da Família em São Miguel Arcanjo, sete eram cubanos. Dois brasileiros já tinham deixado o programa, e agora só há um profissional trabalhando. “Temos um prejuízo de consultas diárias que não vamos conseguir repor tão cedo”, disse a secretária de Saúde Katia Raskivicius.
    ***Em Hortolândia (SP), quatro unidades de saúde ficaram sem atendimento médico nesta quarta-feira (21) com a saída de 18 cubanos. Juntas, essas UBSs ofereciam atendimento para 38 mil pessoas.
    ***Na UBS do Jardim Analândia, em São Paulo, um aviso colado à parede informava sobre a falta de clínicos gerais. A dona de casa Rayane Pereira Rodrigues não conseguiu marcar consulta para a filha. “Não tem previsão para marcar, nem médico para atender bebês, nem paciente nenhum”, afir
    ***No Sul de Minas Gerais, Poços de Caldas é a cidade mais impactada com a saída de médicos cubanos. Esta quarta-feira (21) foi o primeiro dia em que nenhum deles foi trabalhar nas unidades de saúde.
    ***Em Ribeirão das Neves, também em MG, dezessete médicos cubanos se despediram dos pacientes e colegas. “Foi uma tristeza. Pegou todo mundo de surpresa. Não tem médico aqui e a gente não sabe quando teremos de novo”, disse uma funcionária de um dos centros de saúde que não quis se identificar.
    ***Em Sorocaba (SP), dez unidades de sáude serão afetadas pela saída dos 18 médicos cubanos que atuavam na cidade no programa Mais Médicos. “Isso vai representar um reagendamento de pacientes até que a gente consiga repor esses médicos”, afirmou o gestor técnico de atenção básica da Secretaria de Saúde da cidade, Frederico Grizzi de Campos.
    Entendeu seu Boçal , são só alguns exemplos.

  • Isso é Bom

    ESTE GOVERNO VAI IMPLODIR MESMO ANTES DE COMEÇAR- A BANCADA EVANGÉLICA SÓ TSA LEVANDO NO FIOFÓ–COITADO DE MALTA.

    Derrotado nas urnas, acusado de abusos em CPI e rejeitado por Bolsonaro, Malta entra em depressão!
    Senador Magno Malta se sente abandonado.
    Senador não reeleito pode vir a ser alvo de investigações que provocariam um constrangimento no futuro governo. Malta se abala, por receio de cadeia.
    Política | Magno Malta (PR-ES) não conseguiu se reeleger senador. Foi engolido nas urnas do Espírito Santo por um gay assumido — Fabiano Contarato (Rede). Contrato é professor e delegado de polícia. Malta teve forte atuação no golpe que derrubou a presidenta Dilma, tem posições homofóbicas e é acusado de cometer vários crimes.
    Como se não bastasse o impacto de perder para um homossexual, Magno Malta foi rejeitado por Jair Bolsonaro. Ao que tudo indica, não ocupará nenhum ministério, ao contrário do que pensou. Continua, após anúncio.
    Segundo nota do site direitista “O Antagonista”, o capitão teme que o senador possa vir a ser alvo de investigações que provocariam um constrangimento no futuro governo.
    Diante de tantos fatos desfavoráveis, Magno Malta se sente abandonado e está em forte depressão, de acordo com bastidores de Brasília. O reacionário pastor evangélico deve estar com medo de cadeia, uma vez que perdeu o foro privilegiado.
    Segundo o site Gazeta do Povo, senador Magno Malta já foi indiciado por suspeita de participação na Máfia dos Sanguessugas”. Malta foi também acusado de abusos na CPI da Pedofilia.
    O cobrador Luiz Alves de Lima, preso após exposição nessa CPI, foi inocentado pela Justiça sete anos depois e agora quer que o pastor pague pelos excessos que cometera. Em 2010, Malta usou forte e criminosamente o caso desse cobrador para se eleger ao Senado.
    QUERO QUE ESSE GOVERNO SE EXPLODA-OLHA A SITUAÇÃO QUE VAI PEGAR:-
    ****ECONOMIA EM CRISE.
    ****AUMENTO DE SALÁRIO PARA O JUDICIÁRIO DE 17%, E OLHA QUE PELA CONSTITUIÇÃO ANTES OU DEPOIS DE 180 DIAS NÃO PODE HAVER AUMENTO SALARIAL.
    ****14 MILHÕES DE DESEMPREGADOS.
    ****GASOLINA 4,70.
    ****ÁLCOOL 2,75. GÁS 70,00.
    ****DIESEL 3,90
    ****PIB ABAIXO DE 0 .
    ****BB VAI SER PRIVATIZADO COM SAÍDAS DE FUNCIONÁRIOS ( BEM FEITO ).
    ****CAIXA ECONÔMICA VAI SER PRIVATIZADO E FUNCIONÁRIOS NA RUA ( BEM FEITO )
    ****ATÉ AGORA 12 MINISTROS QUE TOMARÃO POSSE ESTÃO SENDO INVESTIGADO E PROCESSADO PELO LAVA JATO..
    ****BRASIL SEM M ÉDICOS NOS LUGARES COM MAIS NECESSIDADE.
    ****UM PRESIDENTE LOUCO

    VIVA O BRASIL.

  • Anonimo

    O PROGRAMA CONTINUA SEM PROBLEMAS meu amigo babaca da direita fascista, não tens vergonha na cara de colocar no Blog mentiras como essas escritas por ti. Já vi que não é um dos mais de milhões que foram aperado do cérebro , tirando os neurônios e colocando merdas.

    Pouco menos de 10% dos aprovados no novo edital do programa Mais Médicos se apresentaram para trabalhar em seus respectivos postos de saúde. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo ministério da Saúde. Das cerca de… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2018/11/28/mais-medicos-menos-de-10-dos-inscritos-se-apresentaram-para-trabalhar.htm?fbclid=IwAR2wVFciz_4fV-ymxKtlrxFAgxdzBp4xXVTa1vFOwHkLVB6k_Im5iVAnui0&cmpid=copiaecola.;
    Xarope.

  • Anonimo

    O PROGRAMA CONTINUA SEM PROBLEMAS meu caro isso não é copia da Internet e sim uma intertextualidade (sabe o que é isso? N ão sabe ), além disso são verdades tiradas de textos da mídia escrita e não essas baboseira escritas por um João Ninguém.
    Quando fiz esses textos foi com o intuito de colocar a verdade pura e simples no seu contexto, sem mentiras , sem fanatismo, sem ideologia politica ou partidária, colocando apenas os fatos verídicos, para que quem lesse pudesse fazer um parâmetro do que ele pensa sobre o assunto, como já disse sem fanatismo, como é seu caso, pois médicos cubanos só vieram para o Brasil não só por falta de médicos, mas por faltar os mesmo no norte e nordeste e nos estados do centro oeste, pois os filhinhos de papai só querem ganhar dinheiro em cidades de poder social, cultural, econômico,etc…e não para tomar o emprego de ninguém seu boçal.
    Para quais localidades vão os filhos da alta classe social quando se formam? vão atras do que ? ( $$$$$$ ), deu para entender?
    UM Desqualificado igual a você que deve ser da Direita brasileira, iria ganhando 11 mil reais no sertão brasileiro? Claro que não, mas os Cubanos iriam e foram e o principal os médicos cubanos em sua totalidade tem uma palavrinha que se chama HUMANISMO , coisa que a maioria do brasileiros nem sabe o que é.
    Jamais um boçal como você poderá, mudar sua opinião ou querer discutir comigo, pois seria a luta do elefante contra a formiguinha.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  • Anonimo

    O PROGRAMA CONTINUA vou procurar sua Mom, o resultado será melhor.

Deixe uma resposta para Tafarel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *