COM MEDO DE CONFISCO, RICARDO TEIXEIRA PÕE CASA DE R$ 22 MILHÕES À VENDA EM MIAMI

aécio-teixeira

Há algum tempo, o governador mineiro, Fernando Pimentel(PT) deixou muita gente revoltada, após condecorar o líder do MST, João Pedro Stédile, com a Medalha da Inconfidência, a maior honraria concedida pelo governo de Minas Gerais.

O ex-goleiro do Atlético Mineiro e deputado João Leite(PSDB), por exemplo, protestou ameaçando devolver a Medalha que ganhou em 1997, do governo Eduardo Azeredo(PSDB).

Talvez fosse o caso, também, do João Leite protestar contra o ex-governador Aécio Neves(PSDB), que condecorou o impoluto Ricardo Teixeira. E por falar em Teixeira, vejam a notícia da Folha de S.Paulo:

image230-300x185O ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira decidiu vender sua mansão de mais de 600 metros quadrados em Miami. O cartola anunciou a propriedade em corretoras de imóveis da Flórida após saber, no ano passado, que o empresário J. Hawilla começou a colaborar com investigação das autoridades norte-americanas.

Parceiro da CBF em negócios na gestão de Teixeira, Hawilla, dono do Grupo Traffic, uma das maiores empresas de marketing esportivo do mundo, fez acordo com a Justiça dos EUA. Ele confessou crimes de extorsão, fraude eletrônica, lavagem de dinheiro, obstrução da justiça e vai pagar multa de US$ 151 milhões (pouco mais de R$ 475 milhões).

O ex-cartola teme perder a mansão durante o desdobramento das investigações nos EUA. José Maria Marin, seu sucessor, foi preso na quarta pelo FBI.

O imóvel de dois andares, com sete quartos e oito banheiros, entrou no catálogo de imobiliárias especializadas no mercado de alto luxo dos Estados Unidos há cerca de seis meses. Em 2012, ele pagou cerca de R$ 22 milhões pela mansão localizada num do condomínio de alto padrão em Miami. A casa conta com uma marina particular.

Teixeira quer vender a residência abaixo do valor para tentar se livrar do negócio. A antiga proprietária da casa, a ex-tenista russa Anna Kournikova, demorou quase nove meses para negociar o imóvel.

Em 2013, a Folha revelou que o ex-cartola comprou a propriedade após renunciar ao cargo de presidente da CBF.

VIDA PÓS-CBF

Teixeira comandou a CBF por mais de duas décadas e decidiu deixar o poder após as denúncias de corrupção no Brasil e no exterior. Ele saiu do país às pressas em março de 2012, pressionado pelas investigações sobre suspeita de desvio de dinheiro público na realização do amistoso entre Brasil e Portugal, em Brasília.

Teixeira redigiu sua carta de renúncia nos Estados Unidos e só voltou ao país no ano seguinte. Mesmo assim, o ex-cartola articulou a posse do sucessor José Maria Marin, preso na quarta-feira (27), e continuou recebendo salário da CBF –mais de R$ 100 mil mensais.

Neste período nos Estados Unidos, ele aproveitava a vida dirigindo carros de luxo ou navegando um barco de 65 pés avaliado em cerca de R$ 6 milhões.

ricardo teixeira e esposaEm 2013, Teixeira sofreu dois golpes. Terminou o seu segundo casamento e correu risco de morte por causa de uma crise renal.

O ex-presidente da CBF voltou ao país para se submeter a um transplante. Seu irmão doou o rim. Abatido, o ex-cartola ganhou peso e decidiu voltar novamente ao Rio, onde era visto com frequência num restaurante no Leblon.

Ele voltaria a deixar o país na véspera do início da Copa do Mundo de 2014. Temia ser alvo de protestos. Alugou um iate e ficou por dois meses viajando pela Europa, onde gostava de encontrar com Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, que renunciou ao cargo após suspeitas de irregularidades no clube catalão.

Na última semana, ele voltou ao Rio depois de um período em Mônaco. No mês passado, Teixeira fez outra mudança. Ele viajou ao Uruguai, onde registrou o país como seu novo domicílio fiscal.

2 comentários

  • ele era o "cara" mas agora eu nao conheço

    Eu nao sei o que o governador, o senador e o deputado de MG tem a ver com o Ricardo Teixeira mas enfim………..
    Os petistas estao fazendo muita propaganda, elogiando o governador/MG mas o blog esqueceu de informar que a PF entrou no apartamento da esposa dele para efetuar buscas sobre desvio de recurso. Mais um escandalo para os petistas. Ja’ estamos acostumados.
    A 20 anos que este cidadao rouba no futebol e era amigo dos donos do poder pois agora todo mundo quer vincular o nome do Teixeira com o outro.
    Mas quando ele conseguiu, com propinas, trazer a copa, para o Brasil, para que os politicos do governo e os empreeiteiros roubassem, com os estadios carissimos.
    Todos e o governo, gostavam dele

  • Fern@ndinho

    Eu não sei porque este blog fica comparando épocas diferentes! Pelo menos o Ricardo Teixeira era o presidente da CBF e nada acusava sua pessoa…..mas e o vagabundo do Stédile, o que ele faz mesmo? Será que ele tem carteira de trabalho ou vive mesmo de doação dos PTralhas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *