HOMEM CAI EM BURACO E FICA EM ESTADO GRAVE

O problema dos buracos parece que é geral. Um dia desses, noticiamos que um caminhão caiu em um buraco, em Votuporanga. Aqui em Jales, o caso mais grave talvez tenha sido de uma amiga, a Fernanda, que, há alguns dias, torceu o tornozelo ao enfiar o pé em um buraco do asfalto. O caso da manchete acima aconteceu em São José do Rio Preto e foi noticiado pelo DiárioWeb, neste sábado:

(por Augusto Fiorin)

Está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Austa, em Rio Preto, o comerciante A.P.S., 39 anos. Ele sofreu traumatismo craniano ao cair com sua bicicleta, às 22 horas de ontem, em uma cratera na Rua Benedito Sufredini, no bairro São Deocleciano.

O estado de saúde do paciente é considerado gravíssimo. Segundo boletim de ocorrência registrado no Plantão Policial, com a queda, a vítima teria batido fortemente a cabeça, provocando a lesão. O frentista S.O.S., que trabalhava em um posto de combustíveis próximo ao local, viu o acidente e acionou o Resgate do Corpo de Bombeiros, que levou A.P.S. ao Austa.

A bicicleta ficou destruída. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, uma equipe da Secretaria de Serviços Gerais já esteve no local para verificar o buraco e tomar providências. Foi registrado boletim de ocorrência e o caso será investigado pelo 3. Distrito Policial.

O curioso nessas histórias é que sempre tem um frentista por perto prá acionar o Corpo de Bombeiros ou o SAMU. No caso acima, as iniciais do nome do frentista – S.O.S. – veio bem a calhar.

1 comentário

  • Cidinha Marques

    Aqui em Jales, pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas são extremamentes aptos ao trafegarem pelas ruas…Acredita-se que ainda não aconteceram acidentes desse vulto, porque são muitas horas de treino na maratona com obstáculos, no caso, com buracos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *