JOVEM MORRE ENQUANTO USAVA CELULAR LIGADO NA TOMADA

Ontem, terça-feira, a segunda notícia mais lida no portal do jornal Correio Braziliense, de Brasília, era sobre a tragédia da jalesense Giseli Cristina Sanches e os trigêmeos. A mais lida era a notícia abaixo, que eu reproduzo como alerta aos que não conseguem ficar longe do celular:

Uma jovem de 17 anos morreu enquanto mexia no celular e a principal suspeita é de que a adolescente tenha recebido uma descarga elétrica, já que o aparelho estava conectado à tomada. O caso aconteceu na tarde do último domingo (18/2), na cidade de Riacho Frio (PI), que tem pouco mais de 4 mil habitantes, e fica a quase 900 km da capital, Teresina. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a garota ouvia música em um fone de ouvido, deitada no chão que ainda estava úmido após ser limpo com um pano molhado. A mãe, que estava próxima, ouviu a jovem emitir um som estranho, como se tentasse pedir ajuda. Ao tentar socorrer a filha, a própria mulher também teria levado um choque no aparelho.

Em seguida, os familiares chamaram um médico que mora na vizinhança e, quando ele chegou ao local, encontrou a adolescente morta. O profissional ainda teria tentado reanimar a vítima, mas não obteve sucesso. Inconformada, a família levou a garota ao hospital mais próximo, na cidade de Corrente. Porém, ao chegar lá, ela apenas teve o óbito constatado.

O corpo da adolescente foi enterrado nessa segunda-feira (19/2). Ela era saudável e não possuía nenhuma doença que pudesse provocar a morte fulminante, segundo a Secretaria de Saúde. A confirmação da causa do óbito, no entanto, está condicionada à divulgação do laudo cadavérico.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *