JUMENTO PODE TER TIRADO JALES DO ‘FANTÁSTICO’

Do jornalista Deonel Rosa Júnior, em sua coluna Fique Sabendo:

A presença em Jales de uma equipe do “Fantástico”, carro chefe da programação da Rede Globo nas noites de domingo, fez crer que o escândalo do desvio de recursos da Prefeitura Municipal descoberto pela Polícia Federal no dia 31 de julho iria ao ar no domingo passado, dia 05 de agosto. Ledo engano. Quem ficou acordado até depois das 11 da noite só perdeu o sono. O “Fantástico” não tocou no assunto.

Quem vive os bastidores dos meios de comunicação em suas várias plataformas – televisão, rádio, jornal, revista – sabe que uma matéria pode ser “derrubada” na reta final, antes de ir ao ar ou de publicação, no caso de mídia impressa, caso a direção entenda que, na última hora, apareceu algo mais atraente.

A veiculação de uma reportagem sobre a premiação de um jumento classificado como um dos 100 melhores prefeitos do Brasil, talvez tenha derrubado a matéria sobre a Farra no Tesouro. De fato, a história do jumento “Precioso” era saborosa. Para se justificar, o dono da empresa (que deu o prêmio), um picareta de mão cheia, justificou-se dizendo que o animal merecia o diploma de premiação “porque tinha carregado Jesus”.

Em tempo: Nosso estadista premiado, Humberto Parini, “ganhou” dois diplomas desses. Um deles – acredite se quiser! – por administrar uma das cinco cidades que mais cresceu no país, em 2010. E o outro por ter sido “escolhido” um dos cinquenta melhores do Brasil, em 2011.

Abaixo, a reportagem do Fantástico:

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *