OPERAÇÃO PORTO SEGURO: JÁ SÃO 11 OS DEMITIDOS POR ORDEM DE DILMA

Me desculpem se insisto nesse tema, mas é que não sei fazer poema. Abaixo, trecho de uma notícia do portal Terra sobre demissões feitas pela presidenta Dilma, em consequência da operação Porto Seguro, da Polícia Federal. Vejam como as coisas vão se encaixando:

O inventariante da extinta Rede Ferroviária Federal S.A., José Francisco da Silva Cruz, o ouvidor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Jailson Santos Soares, e o chefe de gabinete da Antaq, Enio Soares Dias, foram afastados de seus cargos nesta terça-feira (27/11), em decorrência da Operação Porto Seguro, da Polícia Federal.

O afastamento de Jaílson foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), nos despachos da Presidenta da República, e a exoneração de José Francisco foi assinada pela ministra Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, juntamente com a de Glauco Alves Cardoso Moreira, procurador-geral da Antaq. Já Ênio foi demitido pela própria agência.

Da notícia, destaco a demissão do inventariante da extinta Rede Ferroviária Federal S.A., José Francisco da Silva Cruz. Para quem não se lembra, a inventariança da RFFSA empregou, durante quase um ano, a filha do nosso prefeito, Maria Gabriela Alves Parini. Vejam a nomeação: 

PORTARIAS DE 15 DE ABRIL DE 2010

N 100 Nomear MARIA GABRIELA ALVES PARINI, CPF nº 327.735.728-74 para exercer cargo em comissão, código DAS 101.2, da Inventariança da extinta Rede Ferroviária Federal S.A. – RFFSA, em caráter de transitoriedade, conforme o disposto no art. 23 da Lei nº 11.483, de 31 de maio de 2007.

Ela deixou o cargo quase um ano depois, no final de março de 2011, mas, como se vê, parece que o nosso prefeito mantinha um ótimo relacionamento com esse pessoal que está sendo investigado pela Polícia Federal.

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *